Naruto: The Last - Naruto The Movie

002 - Caminho para Hanabi

Com ruído ensurdecedor, um meteorito passou sobre a cabeça de Shikamaru. Deixando um rastro, ele desapareceu além da cordilheira. Um pouco mais tarde, ouviu-se o som de uma explosão e viu-se uma nuvem gigantesca em forma de cogumelo. Quanta destruição foi causada sob aquela nuvem assustadora?


Shikamaru abriu a palma da mão e olhou para o relógio. O relógio não indicava atraso algum na destruição da humanidade.


Eles estavam no céu, acima da floresta, onde Sai tinha perdido de vista Hanabi e o inimigo. Rastros de Hanabi e do shinobi poderiam, muito provavelmente, conter algum tipo de pista.


Shikamaru e os outros estavam voando separados sobre as aves de tinta que Sai havia criado, investigando. Sai, Shikamaru e Sakura montaram individualmente, enquanto Naruto e Hinata montaram em um pássaro juntos. Hinata era um alvo do inimigo. Para proteção, foi decidido que ela iria ser colocada perto de Naruto, o mais forte da equipe.


O cachecol de Naruto esvoaçava por conta vento frio. Atrás dele, Hinata varria o chão com seu Byakugan.


"!"


Por um instante, ela viu algo incomum na superfície. O cabo de uma kunai estava visível acima da neve. Perturbada, ela bateu no ombro de Naruto e lhe disse para pousar. Quando desembarcou, Hinata pulou do pássaro de tinta e puxou a kunai para fora da neve.


Um fio com uma boneca rosa.


"Esta kunai é de Hanabi..."


"Talvez Hanabi deixou ela cair para que você percebesse isso, Hinata."


Quando Hinata olhou para a kunai com seu Byakugan, ela podia sentir o chakra de Hanabi, muito fraco. Deixando um rastro, o chakra continuava adentro na floresta. Além disso, quando Hinata olhou através da trilha com seu Byakugan, ela podia ver a entrada de uma caverna ao longe na direção noroeste.


"Uma caverna muito profunda... Ela continua pelo subterrâneo... Há uma entrada e é brilhante."


"...Vamos dar uma olhada", disse Shikamaru, se aproximando pelas costas.


-----------------------------------------------------


Em uma sala de um determinado castelo solitário:


Hanabi estava dormindo na cama, em um quarto extravagante. A porta abriu silenciosamente, e um homem jovem e bonito, com cabelos grisalhos entrou. Era Toneri. Seus olhos estavam fechados, como antes. Ele colocou a mão sobre os olhos de Hanabi que dormia, na tentativa de sentir algo.


"Isso é bom. Certamente uma Kekkei Genkai... Um Byakugan Hyuuga puro e fresco!"


O radiante Toneri abriu os olhos e de onde se olhasse, se via que ele não tinha globos oculares.


Escondida entre o matagal da floresta, a entrada da caverna estava aberta. Shikamaru e os outros entraram em seu interior escuro, tomando cuidado com o que os rodeia. Não havia nenhum sinal de que o inimigo iria aparecer. Enquanto continuaram rumo ao centro, chegaram a uma enorme caverna de calcário. Quando olharam para cima, eles podiam ver grandes shinobi gravados nas rochas do teto.


"Esses personagens são o 'a' e 'a-un'', disse Sai para Shikamaru.


"Eu acho que você quer dizer que 'este é o começo'."


Havia uma fenda com água limpa, mas era tão profunda que, quando se olhava para dentro, o fundo não podia ser visto. Mesmo com o Byakugan, a visão de Hinata estava distorcida e ela era incapaz de ver mais adiante. A abertura estava no fim da caverna, não havia outro caminho que pudesse seguir.


"Ei Shikamaru, não me diga que vamos ter que mergulhar por essa fenda?", Naruto estava anormalmente desconfortável.


"Sim, nós vamos."


"Nós vamos ficar m-molhados?"


"Claro."


"Não me venha com 'claro'!"


Naruto tirou com pressa o cachecol e colocou em sua mochila.


"Então, é porque seu cachecol vai ficar molhado! Você é um garoto ainda..."


"É precioso dattebayo!", Naruto fez uma careta para Sakura. Ao lado deles, Hinata desviou o olhar.


"Parece que você não vai precisar tirar o seu lenço."


Sai pegou um pouco de água da fonte com a mão.


"Esta água... não molha quando você a toca."


-----------------------------------------------------


A equipe de Shikamaru nadou através da água escura. Corpos de microrganismos flutuavam, era como se neve estivesse caindo. A luz cintilante podia estar vindo de insetos luminosos. Além desta luz fraca, na parte inferior, parecia haver alguma oscilação na superfície da água. Eles se aproximaram para descobrir o que havia de fato na superfície de água—a superfície de água era a queda de uma nascente.


Poderia ter sido uma armadilha, mas não havia nada que eles pudessem fazer, apenas seguir. Quando Naruto e os outros olharam um para o outro, eles tomaram a decisão de seguir em frente. No instante seguinte, os cinco mergulharam na escuridão. Sem saber por quê, eles levantaram suas vozes em espanto. Era um espaço cilíndrico rodeado por uma parede rochosa. Embora eles devessem descer, era escuro como breu, de modo que não havia noção do que era cima, baixo, esquerda ou direita. Eles nem sequer sabiam onde estavam caindo.


Uma luz surgiu abaixo deles. E se aproximava de forma constante. A luz tinha a forma de um grande bolha.


"Nós vamos correr em sua direção!"


A bolha estourou. Todos eles, involuntariamente, fecharam os olhos.


-----------------------------------------------------

Quando Naruto abriu os olhos, ele estava em uma sala de aula na Academia. Ele voltou para sua forma mais jovem. Era uma sala de aula familiar. Sakura, Chouji, Shikamaru, e todo o resto da galera estavam ali, jovens novamente.


Sakura-chan de repente encolheu dattebayo!


Iruka-sensei começou a falar.


"Se o fim do mundo estivesse chegando amanhã, com quem você gostaria de estar?"


"Não há como o fim do mundo estar chegando!", Naruto respondeu da mesma maneira que no passado.


Hã? Eu... sinto como se já tivesse dito isso antes...


"Digamos, por exemplo... se a lua estivesse caindo."


"Se fosse o último dia na Terra, seria bom se carne estivesse caindo em vez da lua."


Todos riram das palavras de Chouji.


"Haha, não, não. Como a lua iria..."


Shikamaru enfiou a cabeça para fora da janela e olhou para o céu. De repente, ele ficou pálido.


"É-é-é a lua!"


Fora da janela, uma lua com um diâmetro de menos de quinhentos metros estava caindo de repente.


"Aaaaaaaahhhh!"


Um enorme pânico irrompeu pela sala de aula. No instante seguinte, a lua caiu e o prédio da escola desabou. Havia uma enorme nuvem de poeira. Naruto tossiu com violência e fechou os olhos.


Isso é um sonho? Eu voltei para o passado? Não, não é o passado... a lua não caiu naquela época!


Quando abriu os olhos, Naruto estava de pé em uma sala aberta. Tudo ao redor, seus companheiros estavam o vigiando de longe.


"Mn?"


Seus braços e pernas eram maiores do que antes. Ante a ele estava Inuzuka Kiba!


"Naruto... prepare-se!"


Kiba estava pronto para lutar com Naruto.


Este é o... Exame Ch-Ch-Chuunin dattebayo!


"Hey, Kiba... espere um segundo!"


"Idiota! Não há 'espera' em uma luta real! Gijū Ninpō: Shikyaku no Jutsu (Técnica das Quatro Pernas)!"


De todos os cantos, Kiba atacou com uma força furiosa.


"Uwaa... espere -ttebayo!"


Naruto fugiu correndo para a parede, mas não houve impacto algum. Ele atravessou para o outro lado da parede. Espere, do outro lado estava, o campo de batalha contra Pain!


D-Desta vez é Pain?


"Banshō Ten'in (Atração Universal)!"


Sem aviso, Pain formou um selo de mão, e Naruto foi atraído para ele, agarrado, e jogado contra o chão. Suas mãos foram perfuradas por estacas pretas.


"Gah!"


Foi nesse momento que Hinata entrou na batalha, levantando-se contra Pain, afim de proteger Naruto, que era incapaz de se mover.


"Eu não vou deixar você machucar Naruto-kun mais!"


"Hi-Hinata... por que você veio aqui dattebayo!"


"Eu não tenho medo de morrer se isso significa que posso te proteger! Porque... Eu te amo Naruto-kun!"


Ei, Hinata... é impossível para você... nós dois vamos acabar morrendo!


-----------------------------------------------------


Dentro da bolha gigante havia um espaço de gravidade zero. Os cinco membros da equipe de Shikamaru estavam dormindo, enquanto suavemente flutuavam.


Isso não é uma sonolência normal... Fomos pego em algum tipo de jutsu!


Apenas Sakura estava tentando desesperadamente resistir a sonolência, mas suas pálpebras fechavam por conta própria.


"Sa-Sasuke-kun...?", Sakura murmurou com os olhos fechados. Sasuke estava diante de Sakura, sorrindo gentilmente.


"É Sasuke-kun!"


Sakura se levantou e correu até o convidativo Sasuke, mas ela levemente balançou a cabeça.


Não, isso não pode ser! Este não é Sasuke-kun!


Em um instante, o cenário ao redor se deformou.


Isto não é um sonho comum... É um genjutsu!


Sasuke, Naruto, Ino, Tsunade, e outros apareceram em torno de Sakura como se para testá-la.


Quando preso no genjutsu, o chakra na cabeça da vítima é controlado pelo inimigo. No entanto, Sakura manteve sua consciência. No passado, Kakashi tinha dito que ela era boa contra genjutsu. 


Seu professor lhe ensinara um método para lidar caso fosse pego em um genjutsu—


Eu tenho que parar o fluxo de chakra por um segundo e recuperar meu próprio chakra!


De agitação para pensamentos ociosos, ela limpou sua mente com meditação. O fluxo de chakra parou, e a ilusão de Sasuke e os outros desapareceram em um instante.


-----------------------------------------------------


Dentro da bolha gigante, Sakura abriu os olhos em frenesi.


"Ei, pessoal... acorda! Isto é... genjutsu!"


Ao redor, seus companheiros estavam à deriva em um estado hipnótico.


"Todo mundo... por favor! Acordem!", Gritou Sakura, mas ninguém acordou.


Naruto e Hinata estavam um ao lado do outro, tocando testa com testa enquanto dormiam. Quando Hinata virou durante o sono, o cachecol vermelho escorregou para fora de sua mochila e se enrolou no peito de Naruto.


-----------------------------------------------------


Naruto havia retornado à cena da lição de Iruka.


"Tudo bem, é o último dia na Terra. Se o mundo estivesse terminando amanhã, com quem você desejaria estar... anotem o nome da pessoa!"


Todos de uma vez, os alunos começaram a escrever. Naruto inclinou-se em curiosidade para ver o nome que todos escreviam.


Sakura escreveu 'Uchiha Sasuke-kun'.


Droooga! Foi isso mesmo!


De repente, a forma de Hinata veio à tona.


Ele olhou por cima e descobriu que ela estava escrevendo 'Uzumaki Naruto-kun'.


Eh? Por que Hinata me escolheu?


Naruto ponderou sobre isso.


Sakura-chan escreveu Sasuke. É porque Sakura-chan tem sentimentos para com Sasuke... o que significa que Hinata? Eh?


Hinata se virou para Naruto e sorriu docemente.


"...Eh?"


De repente, a cena mudou para o campo de batalha com Pain. Hinata estava de pé a frente de Pain para proteger o ferido Naruto.


"Eu não tenho medo de morrer se isso significa que posso te proteger! Porque... Eu te amo Naruto-kun!"


Ela me ama? Amor... Falando de amor, e o ramen. Eu amo ramen...


"Eu te amo, Naruto-kun!"


Não, o 'amor' de Hinata não é esse 'amor'!


Hinata lançou seu Juuho Soushiken (Técnica do Passo Leve Punho dos Leões Gêmeos), mas foi impiedosamente derrubada pelo Shinra Tensei (Domínio Divino) de Pain.


"Hi-Hinata!"


Em um instante, todas as memórias de Naruto com Hinata passaram por sua mente como lanternas de papel.


Então, isso significa que a maneira que Hinata se sente em relação a mim... isso quer dizer que ela...lo-lo-lo-


"Naruto! Acorde!"


Era a voz de Sakura. Sakura estava, em algum lugar, chamando Naruto.


"Sakura-chan?"


Quando ele olhou em volta, Sakura atravessou correndo o campo de batalha cheio de fumaça.


-----------------------------------------------------


Naruto recebeu um forte tapa no rosto.


"Owww!"


"Isto é um genjutsu… um genjutsu de área! Não é real!", Falava Sakura enquanto transmitia seu chakra em Naruto.


Ele estava vagamente consciente, mas de alguma forma parecia que ainda estava dormindo dentro da bolha gigante.


De repente, o sonolento Naruto olhou para cima.


Nas proximidades estavam Shikamaru e Sai, juntamente com Hinata, olhando preocupada para ele.


"Você finalmente acordou", disse Sakura com alívio.


-----------------------------------------------------


A equipe de Shikamaru tinha escapado da bolha de genjutsu e, mais uma vez, descia lentamente pela escuridão. Muitas esferas estavam flutuavam em torno deles. Após uma inspeção mais de perto, parecia haver dois tipos de bolhas.


Um tipo eram bolhas que brilhavam como aquelas com a qual Naruto e seus amigos tinham colidido anteriormente, na qual, projetaram as memórias passadas. Se eles as tocassem, seriam arrastados para dentro da área de genjutsu novamente.


O outro tipo era como bolas de areia. Nada acontecia quando estas eram tocadas.


Naruto e os outros evitaram as bolhas, e saltaram sobre os torrões de areia, pisando neles a medida que desciam.


"Usando um genjutsu para nos prender em um mundo de memórias... confinados em uma prisão de memórias", Explicou Shikamaru ao descer.


O inimigo ter ido tão longe a ponto de usar uma armadilha de genjutsu significava que tinha que haver algo além desta escuridão.


Naquele momento, Naruto estava pensando em algo totalmente diferente.


Isso foi genjutsu... Então, o que era aquela coisa com Hinata? Eram essas minhas memórias? Não, não eram apenas memórias... Era como se misturassem sonhos com memórias... Então, isso significa que, para Hinata, eu também...


Seu rosto ficou vermelho reflexivamente. Ele brevemente olhou para Hinata. Ela saltou, pulando de um pedaço de areia.


Shikamaru parou em uma grande esfera de areia. Os outros pousaram ao lado dele. Muito abaixo, eles poderiam mais uma vez ver uma superfície de água.


"Hinata, o que é?"


Alertada por Shikamaru, Hinata tentou inspecionar a superfície da água com o byakugan, mas seu campo de visão foi novamente distorcido, e ela não podia ver através dele.


"O inimigo pode estar preparando uma emboscada do outro lado... Estejam preparados para lutar!"


Ao comando de Shikamaru, os membros da equipe pularam um por um na água. No entanto, apenas Naruto hesitou, e ficou de pé sobre a bola de areia. Vendo isso, Hinata parou também.


"O que está errado, Naruto-kun?"


"Bem... é sobre o que aconteceu naquela bolha estranha agora a pouco."


"Sim..."


Naruto ficou em silêncio por um tempo, olhando para Hinata.


"...Não é nada. Desculpe... Vamos lá", disse ele, em seguida, mergulhou da bola de areia e desapareceu na água.


"?"


Quando Hinata deu alguns passos a frente para seguir Naruto—


"Hinata..."


"!"


Surpresa com a voz, ela se virou para encontrar o homem que estava lá. Hinata instintivamente puxou a kunai.


"Eu disse que viria até você, mas você veio até aqui... eu estou feliz."


Era Toneri, o líder do sequestro de Hanabi, e o inimigo que, com um sorriso no rosto, também havia tentado sequestrar Hinata.


"Onde está Hanabi?"


"Relaxe... Ela está dormindo no meu castelo."


"Devolva Hanabi!"


"Isso depende de sua resposta... Princesa do Byakugan."


"Princesa do Byakugan?"


"Hinata... Vamos nos casar!"


"C- Casar?"


-----------------------------------------------------


Nadando atrás de Shikamaru e dos outros, Naruto se virou para olhar para trás. Hinata não estava o seguindo. Esse era um território inimigo. Ele não sabia se tinha acontecido alguma coisa. Naruto decidiu dar meia volta. Quando Naruto se aproximou da superfície da água, Hinata e Toneri estavam frente a frente em cima da esfera de areia.


Aquele desgraçado novamente...


Hinata segurava sua kunai. Mesmo na penumbra, o rosto de Hinata parecia pálido.


"...Este é o destino!" Toneri deu um passo em direção a Hinata quando disse isso.


Naruto pulou para fora da água. Ele pulou entre os dois, protegendo Hinata, de costas para ela.


"Hinata!"


"Naruto-kun!"


"Fique longe de Hinata! Você, seu maldito, devolva Hanabi agora mesmo!"


"Hmph, você de novo..."


Sendo ridicularizado, Naruto ficou indignado.


"Vocêêêê... Você está me irritando muito -ttebayo!"


Indignado, Naruto lançou um soco. Toneri se esquivou e saltou para uma esfera de areia vizinha, mas ele não foi muito rápido. Vendo seus movimentos, Naruto correu por atrás e imediatamente encurtou a distância entre eles. Atingido por Naruto, Toneri saiu voando contra uma parede de pedra. No entanto, Naruto teve um mal pressentimento sobre isso. Parecia que ele tinha acertado em um objeto, em vez de uma pessoa. Depois de ter sido jogado contra a parede, Toneri levantou-se desajeitadamente. Suas articulações dobraram em ângulos quadrados—isto era um boneco!


"Uma marionete..."


Então, a boca quebrada da marionete começou a se mover ruidosamente.


"Naruto, seus punhos... não vão... me alcançar... eles nunca vão alcançar..."


Deixando apenas estas palavras, o boneco desabou como se suas cordas houvessem sido cortadas.


"Não brinque comigo! Se você está tão confiante de que não vai perder, pare de se esconder na sombra de sua marionete e venha lutar comigo em uma luta franca!"Naruto gritou para a escuridão.


-----------------------------------------------------


A superfície da água estava à vista sobre as cabeças de Shikamaru e os outros que tinham ido adiante através da água. Quando os três subiram à superfície e colocaram a cabeça para fora da água, eles se encontraram em uma caverna de calcário como aquela em que tinham saltado para entrar naquele lugar. Os três saíram da água, e ficaram de costas um para o outro, sendo cautelosos com os arredores.


"Que lugar é este?"


Inúmeras bolhas e esferas de areia, de vários tamanhos, estavam espalhadas no chão. Esse lugar pode ser onde estavam sendo feitas essas esferas.


"Onde está Naruto?"


"Ele estava vindo atrás de mim até parte do caminho..."


"Eu tenho um mau pressentimento. É como se nós estivéssemos sendo observados..."


Um sinal de algo surgiu na escuridão à frente. Dois olhos grandes brilharam.


"Preparem-se para lutar!"


Shikamaru agarrou uma kunai e colocou-se em guarda. O que apareceu foi um gigantesco caranguejo monstro.


"Um caranguejo?!"


Vários espinhos, longos e afiados, estavam saindo da sua carapaça. Sua garra direita dez vezes maior que sua garra esquerda, poderia cortar até mesmo uma árvore gigante ao meio.


E ainda as bolhas. O caranguejo correu em direção aos três, enquanto disparava um grande número de bolhas.


"Dispersar!"


Ao comando de Shikamaru, o grupo espalhou-se em todas as direções e evitou o primeiro ataque do caranguejo.


"Cuidado com as bolhas! Nós vamos ficar presos em um genjutsu novamente!"


Ele estava certo de que o inimigo era um 'shinobi que usa bolhas'.


Eu acho que seria... Awaton (Estilo Bolha)?


Junto a Shikamaru, que murmurava mentalmente, Sai abriu o pergaminho e suavemente passou o pincel.

"Ninpou: Choujuu Giga! (Arte Ninja: Desenho das Superferas!)"


Os três leões agarraram o abdômen do caranguejo, mas um por um, foram derrotados por suas garras.


"Fuujin, Raijin! (Deus do Vento, Deus do Trovão!)"


Desta vez, duas estátuas de deuses apareceram e lutaram com o caranguejo—um disputa de força contra força.


As estátuas dos deuses agarraram o caranguejo pela parte de baixo, o balançaram e jogaram para cima. O corpo gigante do caranguejo bateu no teto, criando um grande buraco. Uma luz brilhou através desse buraco—vendo que poderia criar sombras, Shikamaru formou um selo de mão.


"Ninpou: Kage Nui! (Arte Ninja: Técnica da Costura das Sombras!)"


As sombras o envolveram por todos os lados, impedindo o caranguejo de se mover.


"Sakura!"


"Shaaaaannaroooooo!"


Com seu punho sobre-humano levantado, Sakura saltou em direção ao caranguejo.


-----------------------------------------------------


Shikamaru, Sai e Sakura estavam olhando para os restos do caranguejo gigante derrotado.


"Isso foi muito impressionante..."


"S-Sim..."


Os dois homens descobriram um medo recente da super-força de Sakura.


Naquele momento, Naruto e Hinata chegaram e saltaram da fonte.


"Você está atrasado, Naruto!"


"Não diga isso... Eu estava enfrentando o chefe do inimigo!"


"Que tipo de pessoa ele era?"


"Ele era... uma marionete."


Naruto disse a última parte em voz baixa.


"Uma marionete?"


"Sim, ele disse que o verdadeiro Toneri nunca seria tocado... Ele, sem sombra de dúvidas, é um mal perdedor -ttebayo!"


"Isso é tudo?"


"Sim, isso é tudo!"


Ainda faltava informação, mas Shikamaru tentou pensar.


Um forte inimigo que havia sequestrado Hanabi, tentará sequestrar Hinata, bolhas de controle e marionetes—


Será que ele precisa de membros do clã Hyuuga? Falando dos Hyuuga, o byakugan... ele os quer para procurar alguma coisa?

Então, por que o inimigo esta usando apenas marionetes e hologramas? Toneri estava lendo seus movimentos. Ao invés da marionete, caranguejo e tal, seria melhor investir em uma força principal mais potente.


 
"Será que os inimigos estão em número reduzido e contam com marionetes para poder lutar?"


"Talvez haja uma razão pela qual Toneri não pode se mover."


Sakura e Sai deram palpites.


"Ou talvez, é ambas as coisas..." Shikamaru respondeu com uma expressão pensativa.


-----------------------------------------------------


Em uma certa sala do castelo:

Inúmeras marionetes foram pendurados nas paredes, e um fogo ardia com um brilho avermelhado na lareira. Um homem—Toneri, estava sentado em uma cadeira, sendo iluminado pelo fogo. Ambos os olhos estavam envoltos em bandagens. Ajoelhou-se ao lado dele um homem alto com metade de seu rosto coberto de ataduras. Era o homem que Naruto tinha, supostamente, derrotado em Konoha.

"Deixe Hinata sozinha até que eu possa ir até ela... deixe-os sozinhos por hora, incluindo Naruto."

Ao comando de Toneri, o homem alto se curvou, e prontamente desapareceu.

"Ungh!"

Em um instante, ele agarrou as bandagens sobre os olhos e levantou-se. Ele dolorosamente sacudiu seu ombro.

"Hehehe, os olhos estão se movendo novamente... maravilhoso. Este é um byakugan incrivelmente puro", ele murmurou satisfeito, e em seguida, sentou-se na cadeira.

-----------------------------------------------------


Não havia outra entrada ou saída da caverna além da nascente por onde Naruto e os outros haviam entrado. No entanto, havia um buraco aberto no teto onde o caranguejo tinha se chocado.

Se vamos avançar, essa é a única maneira...

Shikamaru decidiu.

Pilares de cristal gigantes se estendiam pela altura da caverna e continuavam até o buraco. O grupo continuou avançando em uma área estranha com inúmeras centenas de pilares transparentes. O vento soprava logo a frente. O som das ondas podia ser ouvido. Quando eles saíram da caverna, o sol estava brilhando em um oceano a beira-mar.

"O que é este lugar? Brilho do sol quando deveríamos estar no subterrâneo?"

Não só isso, mas quando se olhava a distância, a superfície se deformava sem horizonte à vista. Ao invés de um céu azul, florestas e lagos estavam fixados no céu. Era como se o chão estivesse de cabeça para baixo.

Talvez tenhamos sido atingidos por um genjutsu novamente... Ou jogados em outra dimensão...

Shikamaru estava cheio de inquietação.

Primeiro vinha a coleta de informações.

Shikamaru e os outros subiram ao céu utilizando os pássaros de Sai.

"Então, Shikamaru... O que é isso?" Perguntou Sakura na parte traseira de um dos pássaros, enquanto apontava para o brilhante objeto acima, parecido com o sol.

"Provavelmente algum tipo de sol artificial... Eu acho que isso é uma área artificial criada no subsolo."

Se esse inimigo possuía o poder de mover a lua, ele também poderia ser capaz de criar facilmente um local subterrâneo e um sol artificial.

"Um marionete, e, em seguida, um sol artificial? Ele é um maldito detestável que usa falsificações -ttebayo!" Disse Naruto, cuspindo as palavras.

"Hinata, algum sinal do inimigo?"

"Está certo. Eles não estão aqui", respondeu Hinata, investigando a floresta abaixo com seu byakugan.

"Mas o inimigo deve ter notado nossa atividade, certo? Por que eles não vêm nos atacar?"

"Sim, eu não gosto disso. Está estranhamente quieto..." Shikamaru olhou para a floresta densa enquanto dizia isso.

-----------------------------------------------------


Na floresta, três shinobi marionetes estavam olhando para o céu, através das copas das árvores. De dentro de bolhas brilhantes, eles observavam Naruto e os outros montados em pássaros. Mesmo o byakugan do clã Hyuuga não podia ver dentro dessas bolhas. Uma vez que as aves haviam passado, os shinobi marionetes, mais uma vez, começaram a seguir Naruto e os outros.

-----------------------------------------------------


A noite chegou até mesmo no território subterrâneo. Sem definição, o sol artificial estava lançando uma luz fria, semelhante ao luar. Ele servia o papel de sol durante o dia, e de lua à noite—eles não sabiam se isso era uma máquina ou algum tipo de fonte de energia, mas era um dispositivo bastante engenhoso.

A equipe de Shikamaru comeu seu jantar em torno de uma fogueira em seu acampamento na floresta.

"Está realmente tranquilo..." Sai murmurou.

"Meteoritos podem estar chovendo sobre a nossa superfície agora..."

"Eu aposto que todos na vila estão os destruindo sem deixar um único pedaço -ttebayo!"

Shikamaru calmamente olhou para o relógio na palma da mão. O tempo da destruição da humanidade estava, certamente, se aproximando.

-----------------------------------------------------


"Não entrem em pânico!" Tsunade gritou do alto de uma colina.

A estrada abaixo dela estava transbordando de pessoas do País do Fogo carregando seus pertences domésticos.

"Este abrigo antibombas foi construído para abrigar todos os cidadãos do País do Fogo! Procedam de forma ordenada! Não briguem!"

Após a última Guerra Mundial Shinobi, Tsunade, a Quinta Hokage, havia passado o cargo de Hokage para Hatake Kakashi. Para a segurança do País do Fogo, ela é atualmente a comandante encarregada de orientar a evacuação, e líder na cura dos feridos.

"Um meteorito! É enorme!"

A multidão gritou e começou o tumulto. Eles correram para a entrada do abrigo antibombas. Deixando um rastro vermelho escuro, o meteorito gigante atravessou o céu. Ele estava indo para a Aldeia da Folha. Não importava o que Tsunade gritasse, ela não conseguia parar o pânico.

-----------------------------------------------------


"Quinto portão, aberto!"

Levantando-se acima da crise que pairava sobre a Aldeia de Oculta da Folha estava Rock Lee. Ele estendeu a mão, e pulou em direção ao meteorito, preparado para dar sua vida. Ele aproximou-se do meteorito.

"Mesmo que isso custe minha vida, vou proteger a aldeia!"

Aos poucos, todo seu corpo se incendiou em carmesim, e seus olhos se arregalaram, se revelando brancos. Ele estava se aproximando. O meteorito gigante estava diante de seus olhos.

"Uryaaaa!"

Assim, ele se lançou até o meteorito e o atravessou. O meteorito rachou, retumbou, e finalmente explodiu e se espalhou em todas as direções.

"Magnífico!"

Maito Gai estava sentado em uma cadeira de rodas, observando os esforços de Lee da janela de um quarto de hospital. Sem sequer tentar enxugar suas lágrimas de emoção, ele estendeu um polegar para cima, felicitando o ato heroico de seu aluno favorito. Em seu molde de gesso estavam dois caracteres que significam 'juventude'. Os dentes brancos brilharam.

-----------------------------------------------------


Naruto viu a sombra da silhueta de Hinata projetada no matagal. Hinata estava sentada sozinha na floresta, emendando um cachecol. Era o cachecol vermelho que tinha rasgado ao meio quando ela havia caído do telhado.

Este cachecol é para mim mesmo...?

Desde o incidente do genjutsu na bolha, ele ganhou consciente sobre Hinata ao ponto de não conseguir agir naturalmente. Quando seus olhos encontraram os de Hinata, ele ficou nervoso, e seu sorriso enrijeceu.

Hinata sempre sorria para ele, mas quando seus olhos iam para o cachecol em volta do seu pescoço, por algum motivo, ela desviava o olhar e olhava para baixo.

Será que ela está chateada com este cachecol? Isso é um problema... Eu não entendo os sentimentos das meninas... Bem, eu vou tirar ele por hora.

Naruto calmamente tirou o cachecol e o colocou dentro de sua jaqueta.

-----------------------------------------------------


Na manhã seguinte, os membros da equipe de Shikamaru ascenderam acima da floresta, montando individualmente em quatro pássaros de tinta. Naruto e Hinata montaram o mesmo pássaro. Naruto estava controlando o pássaro enquanto Hinata se concentrava em observar com seu byakugan.

"Shikamaru-kun! Eu vejo uma vila vinte quilômetros à frente."

"Tudo bem, vamos dar uma olhada."

Shikamaru acenou com a mão, sinalizando Sai e Sakura também.

"......"

Hinata tinha notado que o cachecol não estava em torno do pescoço de Naruto. Ele já tinha tirado quando o viu naquela manhã.

Por quê...

Quando ela olhou para Naruto, ele percebeu seu olhar e sorriu, mas seu sorriso pareceu um pouco rígido.

-----------------------------------------------------


Ao longo da encosta de uma montanha ligeiramente elevada, havia uma cidade. Pode ter sido uma cidade muito bonita há algum tempo atrás. Residências rupestres cuidadosamente escavadas na rocha, estendidas da base da montanha até o cume. Cobertas com pedras e ervas daninhas, não havia nenhum sinal de que pessoas viviam lá. Era uma cidade que parecia ter sido abandonada por centenas de anos. Enferrujadas ferramentas ninja estavam espalhadas. Eles não sabiam que tipo de armadilhas tinham sido deixadas ali, mas, pelo menos, parecia que não era uma ilusão.

"...Parece que esta era uma vila shinobi a muito tempo atrás...", Murmurou Sai.

Na parte da tarde, uma vez que havia sido confirmado que era mais ou menos seguro, foi decidido que eles iriam dividir-se em duas equipes, uma com Naruto e Hinata e a outra equipe com Shikamaru e os outros, para coletar informações. No lugar onde eles chegaram na cidade, marcas de queimaduras negras podiam ser vistas.

"Houve um incêndio..."

"Talvez houvesse uma guerra?"

Em uma casa abandonada, uma multidão de ossos humanos foram empilhados até o teto.

"De qualquer forma, isso não é normal..." Murmurou Shikamaru enquanto a luz da lanterna iluminava a montanha de crânios.

-----------------------------------------------------


Naruto insistiu para Hinata fazer uma pausa. Hinata estava alegre, mas parecia exausta. Quando eles chegaram a um lugar de descanso, ela sentou-se rapidamente.

Hinata... a preocupação com Hanabi está exigindo muito dela...

"Quando você está cansado, é importante comer algo -ttebayo!"

"...Mas eu não estou com fome."

"Você tem que comer! Eu vou comer metade, também."

Naruto ofereceu sua comida para Hinata.

"Eu realmente não quero comer."

Ele ficou em silêncio por um tempo.

"Não importa o quão exausto eu estou, se eu comer até ficar cheio e dormir, eu volto ao normal..."

Hinata levantou o rosto e olhou para Naruto.

"Bem, talvez seja simples para mim também, hahaha."

Hinata soltou uma rápida gargalhada, e pegou a comida da mão de Naruto.

"Obrigada Naruto-kun... Eu vou comer."

-----------------------------------------------------


Naruto e Hinata caminharam lado a lado com a luz do sol penetrando por entre as árvores. Naruto retirou uma teia de aranha que ficou presa no cabelo de Hinata. Ele pegou água da nascente de um antigo bebedouro nas palmas de suas mãos, e eles beberam juntos. Hinata estava sorrindo como uma flor. Para Naruto, era um tipo de felicidade que estava sentindo pela primeira vez.


Ele jamais iria mentir e dizer que tinha sido infeliz até então. Depois de formar laços de confiança mútua com seus companheiros e comer seu ramen favorito, tanto seu estômago como seu coração estavam cheios de uma sensação de felicidade. Ele foi abençoado com Iruka, Kakashi e Jiraiya como professores. A existência de Kurama, a raposa de nove caudas que tinha sido ligada a ele sob risco de vida e morte, também foi importante. Também não é verdade que ele nunca amaldiçoou seu destino como um órfão e um jinchuuriki quando era jovem, mas todos esses obstáculos fomentaram seu crescimento.


Naruto sentiu que estava feliz. Estes eram seus verdadeiros sentimentos.


Mas a sensação de felicidade que experimentou nas primeiras horas daquela tarde—era como um sentimento doce e azedo, tonto de alegria, Naruto não conhecerá algo assim até agora. Não era como o sentimento de realização depois de terminar uma missão, ter conversas amigáveis com seus companheiros, ou no instante em que ingeria o caldo de ramen do Ichiraku. Era uma alegria especial.


Naruto e Hinata fizeram uma pausa. Eles sentaram-se um ao lado do outro no chão de pedra. Naruto estava observando o rosto de Hinata de perfil. Ele sentiu o impulso de traçar esse belo contorno com os dedos.


De repente, Hinata virou a cabeça. Naruto ficou nervoso e desviou o olhar.


"N-Naruto-kun... o que aconteceu com seu cachecol?"


"É que... Está quente aqui no subterrâneo... então eu o tirei."


Na verdade, ele estava com um pouco de frio. Sua respiração era um pouco visível.


"...Você deve sentir frio vestida desse jeito."


Naruto olhou para os braços nus de Hinata. Sua pele era branca e tinha um sentido de transparência.


"......"


"Não olhe demais... Estas são roupas de missão... por isso não havia opção..."


Hinata timidamente escondeu os braços expostos, e sua expressão quando corou e olhou para baixo causou um aperto no peito de Naruto.


T-Tudo bem... Eu tenho que dizer alguma coisa! Eu tenho que dizer algo! Naruto pensou.


Ele tinha que colocar seus atuais sentimentos, suas emoções, seus pensamentos, tudo em palavras sinceras e dizer a Hinata.


No momento em que Naruto abriu sua boca—


Clang!


A Mochila de Hinata caiu, e a kunai de Hanabi caiu no chão, fazendo barulho. De repente, voltando a seus sentidos, ele se sentou e guardou alguma distância. Sentia como se a kunai de Hanabi estava o repreendendo por esquecer a missão e estar tão animado.


Ele ficou em silêncio.


"Naruto-kun, há algo que eu preciso falar com você sobre..."


"?"


"É sobre Toneri..."


"Hinata-san!" A voz de Sai interrompeu.


Parecia que Shikamaru tinha encontrado um edifício antigo que tinha sido transformado em um santuário nos arredores da cidade, e queria examiná-lo com o byakugan.


"...Nós vamos agora!"


Hinata recuperou seu rosto de kunoichi, e dando um pequeno aceno para Naruto, saiu com Sai.


"......"


Naruto queria mais tempo. Se o mundo acabasse assim, ele perderia sua chance de confessar a Hinata. Ele simplesmente não podia suportar morrer com esses sentimentos escondidos em seu coração. Naruto cerrou o punho e tomou sua decisão.


-----------------------------------------------------


A equipe colocou os pés dentro do santuário. As estátuas sagradas estavam rachadas na frente, e as paredes e pilares estavam começando a desmoronar. O lugar inteiro estava ornamentado com o desenho de um 'olho' que tinha um padrão característico na área da pupila. Era um padrão de luz que se estende em oito direções a partir de um círculo no centro, como duas shuriken cruzadas e sobrepostas. Um verso de poesia estava gravado em caracteres shinobi antigos em um monumento de pedra nas proximidades.


"É um juramento antigo. No caso, de que o caminho da humanidade estiver errado..." Shikamaru começou a ler o versículo em voz alta. 


"O olho da reencarnação (tensei) será ressuscitado, e o punho da lua deve destruir a humanidade... eu acho."


"...O que isso significa?" Sakura perguntou a Shikamaru.


"Talvez isso significa que essa coisa chamada o olho da reencarnação... é o que está movendo a lua?"


"Então, talvez, o instinto de Kakashi-sensei sobre a lua e o sequestro de Hanabi estarem relacionados..."


"Bem, ele parece estar certo... de uma forma ruim...", Shikamaru sorriu amargamente.


Por um momento, Hinata ouviu uma voz estranha.


"Princesa Byakugan..."


Ela olhou para Naruto e os outros, mas eles não pareciam ter escutado.


Estrondo-estrondo-estrondo!


Fazendo um som estranho, parte do chão de pedra a seus pés desmoronou, e eles estavam envoltos em espessas nuvens de poeira. Após as nuvens de poeira baixarem, um nível oculto se revelou. Ele parecia continuar no subsolo.
-----------------------------------------------------


O grupo desceu ao nível mais baixo, carregando lanternas. No nível mais baixo estava uma ampla sala com milhares de 'caixas' de pedra ordenadamente dispostas em filas.


"Seriam caixões... isso é um cemitério?" Shikamaru perguntou com uma voz grave.


"Alguém está aqui!"


Ouvindo a voz de Hinata, Shikamaru virou a lanterna, iluminando um homem velho. Os olhos do velho estavam fechados. Sua forma estava desgastada, mas havia algo em sua aparência que dava a sensação que ele tinha sido alguém, com uma posição de importância, no passado.


"O byakugan... Sinto o byakugan."


O velho se virou para Hinata e estendeu a mão.


"Sim, não há nenhum erro... Princesa Byakugan!"


O velho deu um passo ficando mais próximo de Hinata.


"Fique longe da Hinata!"


Saltando entre os dois, Naruto estendeu a mão que segurava a lanterna.


O velho abriu os olhos devagar, ele não tinha globos oculares.


"!"


Ao fazê-lo, o velho começou a gemer. Sentou-se no chão, e cuspiu algo de sua boca. Era uma bolha brilhante. A bolha imediatamente se expandiu, a luz ficou mais forte. O byakugan de Hinata reagiu à luz da bolha. Passando pelo byakugan, imagens eram projetadas na mente de Hinata.


—Um grande número de soldados começaram uma guerra. A bandeira de batalha com uma lua crescente e sol estava sendo balançada.


—No centro de sua posição, uma esfera gigante estava sendo preparada como uma arma.


—No momento seguinte, a orbe emitia uma luz forte, e ela não podia ver nada.


—A próxima coisa que viu foi a visão de inúmeras pessoas mortas. As pilhas de corpos eram, certamente, uma representação do Inferno.


E foi lá que as imagens foram cortadas, e Hinata perdeu a consciência.


"Hinata!"


Naruto correu para agarrar Hinata quando ela caiu.


"Desgraçado! O que você fez com a Hinata?"


O velho homem a quem perguntou se levantou.


"...O tenseigan... foi revivido..."


Naquele momento, a cabeça do velho caiu de seu pescoço. Suas mãos e pés também desmoronaram como se tivessem perdido sua força.


"!"


A cabeça separada rolou para o chão, e a boca se moveu.


"Você deve parar... o Ootsutsuki... o Ootsutsuki..."


O velho parou de se mover completamente.


-----------------------------------------------------


O grupo deixou o cemitério subterrâneo e voltou para o meio da cidade. Shikamaru e Sai estavam na varanda de um prédio, discutindo o que tinha acontecido.


"Aquele homem estava dizendo Ootsutsuki, mas Ootsutsuki não é o antigo sobrenome do Rikudou Sennin?" Lembrou Shikamaru.


"Ootsutsuki Hagoromo... esse era o nome do Rikudou Sennin antes de entrar no sacerdócio."


O fato de que ele tinha chamado a Hinata de 'Princesa do Byakugan' também era algo relativo.


"Parece que isto está relacionado ao Toneri ter sequestrado Hanabi."


Depois disso, Shikamaru tentou verificar com Hinata sobre isso, mas ela disse que não se lembrava de nada. Shikamaru ficou preocupado ao ver a expressão pálida de Hinata quando ela respondeu.


O que aconteceu no cemitério subterrâneo foi um grande choque para ela?


No entanto, Hinata era uma shinobi bem experiente. Havia algo um pouco inquietante sobre o jeito como ela esta exausta.


Na visão de Shikamaru, Hinata estava ajoelhada em um bebedouro, e Naruto não saia do seu lado. Até mesmo Shikamaru tinha notado que Naruto e Hinata estavam rapidamente se aproximando. Naruto se apaixonar era bom, mas eles estavam em uma missão agora. Seria um problema se o membro mais forte da equipe não pudesse usar seu poder total.


Talvez eu deveria repreender o Naruto...


Mas problemas com romances eram delicados. Relações de confiança mútua podem ser prejudicadas ou completamente perdidas por causa de palavras precipitadas.


Isso é difícil...


Shikamaru expressou mentalmente o seu desconforto.


-----------------------------------------------------


Naquela noite, eles decidiram ficar em um prédio abandonado que parecia utilizável. Enquanto todo mundo estava indo dormir, Naruto, que estava de plantão como vigia, parou no corredor em frente ao quarto de Hinata. A luz de uma lanterna estava brilhando fora da sala. Quando ele espiou dentro, Hinata estava tricotando.


Tricotar vai e voltar... E isso leva tempo.


Sentindo a presença de alguém, Hinata virou a cabeça. Hinata sempre sorriu para ele quando seus olhos se encontraram, mas esta noite ela olhou para baixo.


"Aquela coisa que você começou a dizer esta tarde... o que era?"


"......"


"Algo sobre Toneri..."


"Não é nada."


"Nada... como assim?"


"......"


"Hinata?"


"Sinto muito, mas poderia me deixar sozinha..."


Não havia nada que Naruto pudesse fazer além de sair. Ele pensou nisso quando voltou ao seu próprio quarto. Hinata estava estranha. Provavelmente não era por que ela odiava Naruto ou que ela estava brava com ele. Naruto tem a sensação de que ela estava carregando uma espécie de fardo pesado e sofrendo sozinha.


-----------------------------------------------------


Na sala do castelo onde o fogo ardia na lareira, Toneri lentamente se levantou e tirou as bandagens dos olhos. Em seus olhos, anteriormente ocos, tinham agora olhos brancos e brilhantes. Era o byakugan do clã Hyuuga.


Depois de piscar várias vezes como se fosse algo brilhante, ele abriu os dois olhos e olhou para a palma da sua mão. Finalmente, entrou em foco e ele soltou um sorriso satisfeito.


"Eu posso ver... eu realmente posso ver!"


De repente, Toneri agarrou um shinobi marionete nas proximidades pelo pescoço, e o puxou para mais perto. Perto de seu rosto, ele fixou o olhar no rosto do boneco sem emoção.


"Então, é isso o que significa... ver!"


Sua vida não tinha sido impedida até este ponto. Embora o seu destino como um membro do clã Ootsutsuki era ter seus globos oculares tirados dele desde o nascimento, ele podia perceber o mundo ao seu redor reunindo chakra em sua mente, e foi capaz de agir com mais rapidez e precisão do que ver com os olhos . No entanto, havia uma grande diferença entre 'sentir' e 'ver'. Foi neste dia que Toneri conheceu pela primeira vez a alegria e a emoção de ver as coisas.


"Eu queria... te mostrar também, Pai..." Toneri murmurou em voz baixa.


Há muito tempo atrás, quando seu pai ainda estava vivo—


Toneri e seu pai viveram juntos, só os dois. Muitas marionetes trabalharam para eles, mas elas eram apenas bonecos. Toneri queria amigos humanos. Ao atravessar a caverna, o pai de Toneri levou-o para a aldeia de Konoha várias vezes. Os dois costumavam espionar seus parentes de sangue distantes, o clã Hyuuga, de um esconderijo.


—Olhe, aquela menina. O nome dela é Hyuuga Hinata. Concentre-se nela e sinta.


O globo ocular do pai e do filho reuniram seu chakra em suas testas e observaram a jovem brincando no jardim.


—Sim, ela é uma garota muito bonita.


—Em dez anos, vamos buscá-la. Nós vamos fazer dela a sua noiva!


Seu pai, que tinha sorrido alegremente quando disse isso, não estava mais lá.


Depois de relembrar seu pai, Toneri olhou para as chamas na lareira.


"Eu quero ver você! Hinata... Eu quero ver o seu belo rosto com esses olhos", disse Toneri como se estivesse possuído.


-----------------------------------------------------


Naruto e os outros deixaram as cavernas abandonadas e se dirigiram para a próxima cidade em busca de novas informações. O dia escureceu durante a sua viagem, por isso, foi decidido que eles iriam fazer acampamento na floresta. O sol artificial estava frio e brilhava como a lua.


Naruto, que estava cochilando perto da fogueira, acordou abruptamente. Hinata tinha ido embora. Naruto se arrastou silenciosamente para fora de seu saco de dormir.


Hinata estava remendando o cachecol vermelho. Desistindo de cumprimentá-la, Naruto decidiu vigiá-la das sombras das árvores. Ele tinha trabalhado tão bem com Hinata até à tarde anterior, mas agora ela estava distante. Não importa o que Naruto dissesse, Hinata responderia vagamente e logo sairia. Aqui, em vez de chamá-la, ele escolheu vê-la um pouco. Ponto por ponto, Hinata torceu o fio vermelho com suas agulhas de tricô. Sua expressão não era das melhores. Ocasionalmente, ela parecia que estava pensando em alguma coisa.


As agulhas de tricô cortavam o ar. Suas mãos pararam de se mover. Ela suspirou profundamente.


Hinata realmente está agindo de forma estranha...


Sem ser visto, Naruto saiu das sombras. Quando Hinata notou Naruto, ela parou de tricotar.


"Tricotar enquanto minha irmã mais nova está com problemas... Eu devo ser a irmã mais terrível."


"Não seja tão dura consigo mesma! Você é a que mais se preocupada com Hanabi, mais do que ninguém... Todo mundo sabe disso."


Se ela não tivesse deixado a mansão naquela noite, Hanabi não teria sido sequestrada... Hinata lamentou isso, sendo a única responsável na ausência de seu pai Hiashi.


Estava quieto na floresta. Várias borboletas brilhantes estavam flutuando ao redor de Hinata.


"Eu definitivamente vou proteger Hanabi, então não se preocupe!"


"Obrigada... Você é gentil, Naruto-kun."


De repente, a borboleta brilhante iluminou o rosto de Hinata. Hinata estava sorrindo com pesar. Naruto ficou um pouco perturbado.


"É... não é como se eu estivesse sendo gentil porque eu te amo. Estou realmente preocupado com Hanabi..."


"!"


Hinata estava chocada. Seus olhos se arregalaram, e ela olhou para Naruto.


"O-o que você disse agora pouco?"


"Eu disse que eu estou preocupado com Hanabi..."


"Não... antes disso..."


"Antes disso..."


O estômago de Naruto se revirou. O que ele deveria dizer como um homem, ele deveria dizer corretamente.


Ele olhou nos olhos de Hinata. Suas puras pupilas brancas estavam oscilando. Ele respirou, e de uma só vez, ele disse.


"Hinata... Eu te amo..."


"......"


Quando Hinata olhou para Naruto, a alegria entrou em seus olhos por um momento, entretanto, ele rapidamente mudou para uma expressão de tristeza profunda. Ela olhou para baixo sem dizer nada.


"Hinata...?"


"......"


O luar que iluminou o rosto de Hinata quando ela olhou para baixo estava obstruído. As borboletas fugiram. Quando os dois olharam para cima, uma plataforma circular extravagante ornamentada estava flutuando pelo céu noturno, e em cima dele estava Toneri.


"Hinata... Eu vim para você."


Toneri sorriu para Hinata.


-----------------------------------------------------


"Toneri! Você é uma marionete de novo!? Onde está Hanabi!?"


"Cala a boca... Eu vim ouvir a resposta de Hinata."


Toneri estendeu a mão direita como se convidasse Hinata.


"Resposta? Hinata não tem nenhum negócio com você! De qualquer jeito onde está Hanabi...? Hinata...?"


Naquele momento, Hinata se curvou em resposta a Toneri.


"!"


Hinata se virou e empurrou o cachecol vermelho contra o peito de Naruto para dar a ele.


"O-o que é isso?"


"Naruto-kun... adeus" Hinata sussurrou em voz baixa, em seguida, caminhou por vontade própria para o lado de Toneri.


"Ei, Hinata... o que você está fazendo?"


Hinata ficou na plataforma circular ao lado Toneri, e os dois subiram ao céu.


Naruto agarrou o cachecol vermelho. Ele não conseguia entender o que estava acontecendo.


"Hinataaaaaaa!"


Naruto começou a perseguir desesperadamente a plataforma circular quando elea voou para longe.


O que é isso, Hinata... por que você vai com um cara como ele?


Naruto perguntou a Hinata várias vezes em sua cabeça, repleta de confusão.


Ao perceber a voz de Naruto gritando, Shikamaru, Sai e Sakura perseguiram Toneri nas aves de tinta.


As águias dos inimigos apareceram, e começaram uma batalha no ar. Sai jogou uma kunai explosiva, abatendo vários deles.


Sakura não podia acreditar no que ela via. Toneri tinha o braço em volta dos ombros de Hinata.


Hinata, por quê?


"Espera ai!"


Era a voz de Naruto. Montado em um pássaro, ele saltou até a plataforma circular, enquanto formava um rasengan.


"Devolva a Hinata!"


"Devolve-la? A Hinata veio a mim por livre e espontânea vontade."


Toneri também começou a formar uma esfera assustadoramente brilhante.


"Estava destinado desde os tempos antigos. Hinata e eu vamos nos casar."


"Ca-casar? Hinata, isso é uma mentira, não é?"


"......"


"Hinata! Diga alguma coisa!"


"......"


Sem responder, Hinata olhou para baixo.


Segurando seu rasengan, Naruto ficou estupefato.


Naruto havia notado, pela primeira vez, os sentimentos de Hinata quando haviam caído no genjutsu. Ele sabia há muito tempo que Hinata tinha dito que o amava. No entanto, Naruto tinha confundido o amor de Hinata com o 'amor' do tipo: 'Eu amo ramen' ou 'Eu amo shogi'. Ele deve ter causado muita dor a ela. Talvez agora estivesse recebendo seu castigo pelos longos anos de estupidez—era assim que Naruto se sentia.


Toneri jogou a esfera brilhante. Naruto reflexivamente empurrou seu rasengan contra ela. A esfera brilhante e o rasengan colidiram de frente. No entanto, não houve explosão ou algo do tipo. A esfera brilhante tomou conta do rasengan, e invadiu o corpo de Naruto.


"Guh..."


Por um momento, o movimento de Naruto foi interrompido. Seus olhos amplamente abertos perderam sua vitalidade. Forçado pela esfera brilhante, o chakra de Naruto saiu de seu corpo. O chakra que se separou, tomou uma forma redonda e caiu, flutuando lentamente. Naruto também começou a cair. O cachecol caiu da mão de Naruto, e no momento em que entrou em contato com a esfera de chakra, violentamente explodiu em chamas.


"Na-Naruto-kun!"


Hinata se virou para Toneri e olhou para ele.


"É Terrível! Isso é terrível!"


Toneri ficou quieto e colocou a mão sobre o ombro de Hinata.


"O que você está tentando fazer!?" Hinata gritou enquanto empurrava o braço de Toneri para o lado.


"Assim você não vai se machucar em uma luta sem sentido."


Toneri fez com que uma pequena bolha explodisse na frente do rosto de Hinata. Respirando o vapor da explosão, Hinata perdeu a consciência, e Toneri a segurou em seus braços.


A plataforma circular de Toneri subiu para o sol artificial.


Quando a esfera flutuante de chakra lentamente perdeu altitude, e desapareceu na floresta. Nada aconteceu por algum tempo, e então—


Kaboom!


A luz explodiu e uma nuvem em forma de cogumelo se levantou. As árvores foram cortadas, e um enorme buraco se abriu no chão. Uma negra escuridão poderia ser vista através do profundo buraco, era o espaço sideral. Um corpo celeste azul estava flutuando naquela escuridão. Um lindo planeta azul e brilhante.


"I-Isso é... a T-Terra?"


Montado em um pássaro, Sai olhou para o planeta com espanto através do silencioso buraco.


Quando Naruto estava caindo, o flamejante cachecol que flutuava no ar queimava.


"Hinata..."


Ele caiu em uma profunda inconsciência.