Naruto: The Last - Naruto The Movie

000 - Prólogo - Memórias

Em um dia especial de Março, enquanto se preparava para entrar na Academia, Hyuuga Hinata foi cercada por um grupo de três valentões em um bosque onde a neve ainda repousava.


"Mostre-nos o seu Byakugan, menina Hyuuga!"


"Esse byakugan é assustador, idiota!"


"Você é um monstro? Monstro do Byakugan!"


No exato momento em que ela não aguentava mais, um herói apareceu diante dela.


"Hey! Não façam mal a menina!"


Ele apareceu diante de Hinata quando ela estava em apuros.


O pequeno menino, envolto em um lenço, não estava nem um pouco tímido na frente dos três meninos que eram maiores e mais fortes do que ele. Ele apenas sorriu. Os agressores, por outro lado, estavam bastante chocados.


"Quem é você?"


"Eu sou Uzumaki Naruto... o futuro Hokage dattebayo!"


Ele rosnou para o grupo, e agarrou-os com ferocidade. Os agressores estavam em completa vantagem. Hinata apertou seu pulso enquanto dizia em seu coração 'força'.


Alguns minutos depois, o menino estava no chão. O Técnica dos Clones das Sombras (Kage Bunshin no Jutsu) que tinha liberado havia falhado, e ele tinha sido espancado pelos três valentões.


"Futuro Hokage, oh certo! Esse cara é muito fraco!"


Os três roubaram o lenço do rapaz, e depois de tê-lo rasgado, jogaram no chão e o pisotearam, eles saíram aos risos.


O menino estava inconsciente, com a boca entreaberta e não se mexeu por um tempo. Hinata tentou sacudir seu corpo um pouco. Seu corpo tremia, e suas pálpebras começaram a se contorcer.


No momento em que ele acordou, imediatamente levantou-se e pôs-se de pé.


"Não mais! Desta vez eu vou usar um grande... j-jutsu... ooh! Ow-ow-ow..." Ele segurou seu rosto e caiu em dor.


"...Você está bem?" Hinata olhou para o rapaz e viu o inchaço vermelho escuro ao redor de sua boca.


"N-não é nada -ttebayo..."


"Isso... esses garotos..."


Hinata estendeu o lenço, que tinha sido rasgado pelos três valentões.


"...Eu não preciso mais disso."


"Sinto muito. Hum... se isso está bom..."


Hinata pegou o lenço de seu próprio pescoço e tentou repassar ao rapaz, mas ele a impediu com a mão.


"Não se preocupe com isso... tchau", murmurou em voz baixa, enquanto se levantava e se arrastava para longe.


"O-obrigada!"


Hinata virou as costas para o garoto, e silenciosamente baixou a cabeça.


"...Não foi nada -ttebayo!"


O menino olhou por cima do ombro e sorriu de modo vivido, depois energicamente desapareceu.


O menino era fraco. Mas apesar disso, se levantou para valentões por uma garota que nem conhecia.


Hinata agarrou firmemente o lenço rasgado que o menino tinha usado.


-------------------------------------------------------


As vozes das cigarras podiam ser ouvidas na sala de aula da Academia.


"Se o fim do mundo estivesse chegando amanhã, com quem você gostaria de estar?"


Quando Umino Iruka fez esta pergunta de frente para a turma, Uzumaki Naruto irrompeu.


"Não há como o fim do mundo estar chegando!"


"Digamos, por exemplo... se a lua estivesse caindo", Iruka respondeu.


"Se fosse o último dia na Terra, seria bom se carne estivesse caindo em vez da lua."


A sala de aula encheu de risos com as palavras de Akimichi Chouji, que estava olhando para o teto.


"Mesmo que a lua estivesse caindo, eu iria protegê-la, Sakura-chan!", disse Naruto cheio de confiança para Haruno Sakura, que estava no assento ao lado dele.


"Porque por você? Eu prefiro não ser protegida!"


Sakura se virou para o outro lado.


"Tudo bem. Agora todo mundo escreva um nome. Para o último dia na terra... com quem você gostaria de estar? Anote o nome dessa pessoa."


Os alunos ficaram um pouco animados e pegaram seus lápis.


"Seu sensei não vai olhar o que escreverão. Será seu próprio segredo. Eu quero que vocês escrevam seus sentimentos honestos."


Naruto ficou curioso para saber o nome que todos estava escrevendo, e olhou em volta. Havia muitas crianças que escreveram o 'pai' ou 'mãe'. Isto era natural em uma classe cheia de crianças.


Eu não sei o nome do meu pai ou da minha mãe...


"Tenho certeza que deve haver alguém... escrevam qualquer nome que apareça em sua cabeça", Iruka sussurrou enquanto se aproximava de Naruto e deu um tapinha em sua cabeça.


Não importa o nome que apareça em minha cabeça... o que eu poderia dizer?


Naruto não conseguia pensar em ninguém. Colocou o lápis debaixo do nariz e foi arrebatado de preocupações.


Sakura anotou 'Uchiha Sasuke-kun', enquanto corava.


Sasuke, por outro lado, estava apoiando o queixo sobre as mãos e olhando para fora da janela.


Eu não tenho nenhum amigo, e... Eu estou completamente sozinho.


Ainda incapaz de escrever qualquer coisa, Naruto ficou chateado e gradualmente ficou cada vez mais desesperado. Ele dobrou o papel em branco na forma de avião, e jogou-o pela janela.


"Ei Naruto! Não jogue fora o seu papel!"


"Mas o fim do mundo não está chegando!"


"Nós estamos falando se o mundo estivesse acabando!"


"Não está acabando!"


O avião de papel alçou voo. Seguindo o avião com os olhos, Hinata deu um rápido olhada em Naruto e sorriu, em seguida, começou a escrever o nome de alguém.