Rebirth of the Thief Who Roamed the World (Novel)

078 - Dado do Destino

Itens do Destino foram espalhados pelos poderes da Facção do Mal. Eles eram itens extremamente raros e geralmente possuíam efeitos inimagináveis.

Essa informação veio da região escura conhecida como o Submundo, uma área coberta por pestilência e deterioração. Lá, incontáveis criaturas patrulhavam pelas terras com tumbas antigas. Além disso, essa terra era onde os mortos-vivos floresciam, sendo a moradia de fantasmas, esqueletos, carniceiros, e outras entidades sombrias. Além de necromantes, que traziam os mortos com sua magia, ninguém mais podia se aproximar dessa terra.

O Pergaminho de Invocação Espiritual era um item usado para passar sob as camadas de terra e invocar entidades espirituais diretamente do Submundo, muitos que nunca haviam sequer visto a luz do dia.

Alguns Itens do Destino serviam como catalisadores para Necromantes invocarem espíritos, enquanto outros eram itens sombrios que continham poderosas maldições. Embora não importasse qual seu uso fosse, nem mesmo Necromantes eram totalmente capazes de controlar esses itens.

Como o próprio nome sugeria, o resultado de se usar um Item do Destino seria deixado para o destino ditar.

Nie Yan leu a descrição do Crânio Amaldiçoado.

Para se ativar o efeito, o jogador deveria esmagar o crânio, assim três Dados do Destino seriam invocados. Uma vez ativado, não há volta. O jogador deve lançar cada dado; ou então ele seria amaldiçoado. Se o quatro ou um número maior fosse sorteado, então o jogador receberia uma recompensa. Se o número sorteado fosse três ou abaixo, então uma maldição seria recebida. Quanto maior o número maior a recompensa (4-6), quanto menor o número maior a maldição (3-1).

Seja uma maldição ou uma recompensa, oportunidade e risco eram os dois lados de uma mesma moeda.

No caso do item não ser utilizado dentro de cinco minutos, ele iria desaparecer.

Após acabar de ler a descrição, Nie Yan sentiu uma incrível sensação no peito. O resultado de se utilizar esse item era imprevisível. Isso porque o dado invocado seria lançado pelo sistema, o que significava que era impossível trapacear, e dessa maneira o resultado dependia totalmente da sorte.

Nie Yan se sentou no chão, e calmamente começou a ingerir um pedaço de pão para repor seu HP, enquanto isso, sua mente estava em qualquer estado menos calma.

‘Aaaaaahh! Tudo depende de minha sorte!’ Mesmo ele não poderia dizer se sua sorte era boa ou ruim. Enquanto ponderava sobre qual sua próxima ação seria, Nie Yan examinou o crânio nas palmas de suas mãos. O crânio tinha uma gema incrustada em cada um de seus olhos, e eles estavam tremulando com uma luz horripilante. Enquanto ele encarava esses olhos, ele sentia como se eles o encarassem de volta, observando-o.

Estava chamando-o, dizendo como ele estava tendo uma grande oportunidade. Já se ele iria ousar desafiar o destino, essa escolha era somente dele.

O futuro estava preenchido por incertezas.

Nie Yan agarrou firmemente o crânio em suas mãos, a despeito de estar completamente incerto sobre o que ele deveria fazer. Caso ele demorasse muito, então o Item do Destino iria desaparecer sem deixar um rastro sequer.

Ele se questionou constantemente ao ponto da tortura. Em uma situação dessas, ninguém faria uma decisão sem pensar.

Enquanto os minutos e segundos passavam, ele se lembrou de um antigo folclore no jogo. Era sobre um homem idoso que tinha chegado a uma vila carregando um baú selado. Esse idoso adentrou no centro da cidade e anunciou aos residentes que ele iria abrir o baú e daria todo seu conteúdo para quem pagasse a ele uma moeda de prata. Mas no fim, nem um cidadão sequer estava disposto a gastar dinheiro pelo baú. Eventualmente o homem foi embora; mas, a partir desse dia os residentes desta vila iriam frequentemente perder o sono enquanto se reviravam na cama, lembrando-se do velho homem e de seu baú misterioso. Eles se arrependiam de não ter pago a moeda de prata e descoberto o que havia no baú.

A moral da história era bem simples, e ela se aplicava à situação presente muito bem. Caso ele não usasse esse Crânio Amaldiçoado e deixasse ele sumir, então ele poderia acabar como aqueles residentes da vila, para sempre pensando sobre aquele evento com arrependimento.

‘Não há perigo em testar minha sorte…’ Nie Yan se decidiu e então exerceu força em sua mão direita até que o item fosse esmagado. [Crack!] O crânio foi esmagado em pedaços.

Os vinte segundos seguintes se passaram em completo silêncio, como se tudo no local tivesse sido congelado no tempo.

Repentinamente, um enorme Dado do Destino, branco como ossos, foi suspenso diretamente acima de Nie Yan. Cada face tinha um número cravado nela; um à seis apareciam em vermelho sangue, em uma antiga língua que pertencia à raça Espírito.

O Dado aguardava sua tentativa de desafiar o destino!

(XSnowy: hoho…)

Após respirar fundo, Nie Yan estendeu sua mão direita. Ao aproximar sua mão de um dos dados flutuantes, ele começou a girar em uma velocidade incrível, com o número mudando a um passo muito rápido.

“Pare!” No momento em que ele deu o comando, o dado parou instantaneamente de girar, e o número foi revelado diante dele.

‘Merda… Eu estou sem sorte.’

(XSnowy: troll hahaha ou não.. -.-)

Quase imediatamente, uma sinistra e maliciosa energia cobriu seu corpo inteiro e lentamente drenou sua força.

[Pestilência do Frágil: Sua Força têm sido permanentemente reduzida por 10.]

Essa terrível maldição transmitiu calafrios por seu corpo e congelou seu coração. Mesmo que ele fosse um dos maiores especialistas, perder dez de Força era uma perda absurda.

Cada ponto de atributo era tão precioso quanto o próximo. Sem mencionar que, a parte de evoluir, permanentemente aumentar um atributo mesmo que por um ponto sequer era um desafio extremo.

Para Nie Yan, parecia que o número escarlate pintado no dado tinha se transformado na língua de um demônio; chamativa e fascinante, como se estivesse encarando ele de maneira a ridicularizá-lo.

O dado havia somente parado em um três, mas ainda assim havia permanentemente reduzido sua Força por 10 pontos. Ele não conseguia imaginar que tipo de maldição acarretaria sobre ele caso o dado tivesse parado em um 2 ou até mesmo em 1.

E para seu desespero, ele ainda tinha mais duas tentativas. Ele tentou ao máximo não pensar nas possíveis consequências que o aguardavam. Ele iria acabar aleijado? Nesse caso, ele teria que apagar seu personagem e começar o jogo novamente.

Seu destino era incerto.

E por ser incerto, era ainda mais apavorante de pensar nele.

Mas ele não podia desistir agora. O próximo Dado do Destino estava flutuando silenciosamente no ar. Caso ele não lançasse o dado em um período de tempo, ele acabaria com uma maldição de qualquer maneira.

‘E se for outra maldição…? Não, definitivamente não será!’

“Pare!” Nie Yan ordenou. Seu tom de voz revelou sua falta de confiança quando comparado com o momento anterior, mas ele ainda seguiu adiante.

O Dado branco-marfim era semelhante a uma cobra se enrolando em seu coração. O som do dado parando quase fez seu coração parar de bater.

‘Cinco! Ele parou no cinco!’ Então, uma luz branca irradiou sobre ele, e ele sentiu como se um enorme peso tivesse sido removido. ‘Não é uma maldição!’

‘Desde que não seja uma maldição, então está tudo bem!’

Nie Yan recuperou sua calma e observou o anúncio do sistema, e logo após ele checou sua janela de skills. Havia uma skill extra em um de seus slots!

Undead Rite* (Magia de Templo Necromante – Rank 1): Sacrifique 30% de sua vida para ter 20% de chance de controlar um alvo morto-vivo durante três horas. O jogador pode controlar no máximo 5 mortos-vivos ao mesmo tempo. Tempo de Recarga: 30 s

Nota: *Ritual dos Mortos

Aparentemente, onde haviam sacrifícios, também haveriam ganhos (http://imgur.com/N8n0ZC5 / Eu não entendi nosso tradutor tbm -.-). Quando ele viu a skill, ele não pôde deixar de se sentir animado. Era realmente uma Magia de Templo! Magia de Templo Elemental e Necromante eram ambas consideradas magias de alto nível. Após perder 10 pontos de Força, isso podia ser considerado uma boa recompensa. Afinal, ele tinha o Capítulo da Coragem, então era possível compensar a perda permanente de Força após vinte e cinco níveis. E mais, essa habilidade rara seria um tesouro sem preço! No futuro, ele teria vantagem quando evoluindo e passando por áreas preenchidas por monstros do tipo morto-vivo!

Infelizmente, era ali que as celebrações acabavam. O último dado flutuando no ar o fazia olhar para ele com uma expressão complexa. Esse item realmente podia ajudar um jogador a alcançar os céus de uma vez só. Mas ao mesmo tempo, ele também podia arrastar um jogador às camadas mais profundas do inferno.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.