Pursuit of the Truth

091 - A morte de jovens mártires

Eles temiam a morte. Seu terror em relação a isso os fez sentir como se seus corações estivessem prestes a serem esmagados. Foi por isso que eles não se atreveram a andar na parte de trás da multidão, mas preferiram caminhar no meio. No entanto, no meio da multidão estava cheio de La Sus órfão. Foi por isso que eles só podiam escolher confiar no líder da tribo e andar na frente da multidão, acreditando que aquele lugar era seguro. Eles pensaram que o líder da tribo poderia protegê-los de tudo.

No entanto, agora, o líder de sua tribo estava em perigo bem diante de seus olhos. Se eles escolhessem não sair da luz da estátua, ainda estariam seguros...

Naquele momento perigoso, o rosto de uma das dezenas de adolescentes na frente da multidão estava pálido e seu corpo tremia. O medo parecia ter conquistado todo o seu corpo fraco. No entanto, pela primeira vez em suas vidas, desespero apareceu em seus olhos.

"Eu vivi a maior parte da minha vida como um idiota ignorante. Eu vivi todos os dias da minha vida de forma fácil e os desperdicei enquanto esperava a morte. Eu não fiz nada pela tribo, mas desperdicei tanta comida. Eu sei disso. Há um grande número de membros da tribo que me desprezam, eu sei que todos os La Sus acham que eu sou uma pessoa inútil…”

"E eu sou uma pessoa inútil. Eu não tenho um Corpo Berserker. Eu sou preguiçoso. Eu não tenho um corpo forte. Eu não tenho nada... A única coisa que eu tenho é a glória obtida em troca da morte do meu pai quando ele foi morto por uma besta selvagem enquanto caçava pela tribo…”

"Hoje, eu vou contar para todos. Eu posso ser inútil, mas eu ainda sou um membro da tribo!"

Os olhos do adolescente estavam vermelhos quando ele rugiu e correu em direção ao líder da tribo. Ele usaria sua carne e sangue e morreria pelo líder da tribo! Usando sua própria vida, ele se tornaria uma parede que protegeria o líder da tribo!

Com um estrondo, o adolescente trocou de lugar com o líder da tribo que estava em retirada, e o jovem ficou atrás dele, encarando de frente o inimigo. Naquele mesmo momento, uma flecha afiada cortou o ar e perfurou seu corpo. Ele explodiu e morreu.

"Papai... seu La Su... não é inútil..." Antes de o adolescente morrer, ele sorriu.

No mesmo instante em que o jovem correu em direção ao líder da tribo e morreu, todos os seus amigos também rugiram e avançaram loucamente. Eles usariam suas vidas para pagar a tribo por todos os anos que ela havia provido para eles. Eles usariam suas vidas e, mais uma vez, receberam de bom grado a glória que obtiveram quando alguém de sua família morreu.

"Podemos ser inúteis, mas ainda fazemos parte da tribo!" as dezenas de adolescentes rugiram.

Eles usariam seus corpos e sangue frágeis para criar uma parede para seu líder e seu povo. Ficou claro que os dois homens da Tribo Montanha Negra que estavam perseguindo o líder da tribo não esperavam que os membros normais da Tribo Montanha Sombria saíssem correndo para salvar ele nesse momento. No entanto, havia apenas desdém e desprezo em seus olhos. Para eles, essas pessoas normais eram tão fracas que todos morreriam depois de um só golpe.

Em meio às explosões, essas dezenas de pessoas foram todas tingidas em seu próprio sangue, seus membros arrancados, mas continuaram usando suas vidas e força de vontade para bloquear o avanço dos inimigos. Alguns deles até agarraram firmemente o Chefe dos Guardas da Tribo Montanha Negra.

Era desastroso. A devastação da batalha parecia ter atingido seu pico naquele exato momento. A força de vontade desses adolescentes parece ter abalado os dois homens em perseguição. Eles não esperavam que essas pessoas normais da Tribo Montanha Sombria tivessem tanta insanidade e determinação, tanto que conseguiram atrasar sua perseguição por volta de duas respirações.

O tempo de duas respirações pode ser curto, e esses jovens pagaram por isso com suas vidas, mas nessas duas respirações, eles mudaram o destino da vida do líder da tribo. Consumido pela dor, o líder da tribo alcançou a luz que vinha da estátua. Seu coração parecia como se estivesse sendo esfaqueado por facas, mas ele sabia que não poderia morrer, não por causa de seu próprio desejo de viver, mas por causa da tribo.

Ele olhou para os cadáveres que enchiam o chão à sua frente, para o grupo de pessoas que uma vez lhe dera dores de cabeça, e de quem ele até mesmo não gostava. Ele olhou para os rostos familiares que agora se transformavam em cadáveres mutilados, e o líder da tribo, um homem construído como uma torre em seus quarenta anos, chorou.

Atrás dele, muitos dos membros da tribo também choraram. Essas dezenas de adolescentes usaram suas vidas para dizer a todos eles que eles podem ser fracos inúteis, mas também eram membros da tribo. Eles também poderiam morrer pela tribo!

Su Ming mordeu o lábio e se chocou repetidamente contra o homem diante dele. Todas as 243 veias de sangue em seu corpo se reuniram como uma, e quando ele rosnou, ele continuou lutando contra o homem.

Sua especialidade era a velocidade, e o homem era força, semelhante a Ye Wang. Essa luta era extremamente atraente, mesmo no meio do campo de batalha. Lei Chen estava assistindo ela, Wu La também e muitos dos membros da tribo estavam assistindo também.

A garota ficou no meio da multidão e observou Su Ming enquanto ela chorava, aterrorizada.

Naquele momento, um estrondo chocante veio de longe. De longe, a névoa negra formada usando uma Arte de Berserker Caído, lançada pelo Ancião da Tribo Montanha Negra, Bi Tu, desmoronou abruptamente depois de lutar por um longo tempo com o Ancião. Ela se transformou em inúmeros tufos negros de ar que varreram seus arredores. O Ancião então voltou para a tribo com uma presença indescritível.

O Ancião havia retornado!

Era como se ele simplesmente tivesse dado apenas três passos no ar para chegar até eles. Quando seu primeiro passo pousou, o Ancião de repente apareceu ao lado de Su Ming. O homem da Tribo Montanha Negra foi pego de surpresa, e o Ancião tocou o centro de suas sobrancelhas com um dedo. Então o homem tremeu e tossiu uma grande quantidade de sangue, cambaleando para trás. No centro de suas sobrancelhas, um buraco cheio de sangue apareceu, e logo a luz desapareceu de seus olhos e ele caiu no chão, morto.

O Ancião não parou. Ele deu outro passo e apareceu na vanguarda da tribo, bem ao lado do homem de preto que estava lutando contra o Nan Song. Com o balançar de sua mão direita, o homem sacudiu furiosamente antes que seu corpo explodisse e ele morresse.

Uma presença que parecia agitar o céu e a terra apareceu de forma explosiva no corpo do Ancião quando ele matou uma pessoa a cada passo que ele dava. Sua presença gerou medo em todas as pessoas da Tribo Montanha Negra, e eles recuaram.

Agitação apareceu nos olhos de Su Ming, e ele não era o único cheio de tal emoção. Todas as pessoas da Tribo Montanha Sombria soltaram gritos excitados.

Naquele momento, o Ancião deu o terceiro passo e apareceu diante da gigantesca barricada de madeira bloqueando o caminho deles. Com um chute, a barricada se desintegrou com um estrondo, se transformando em incontáveis fragmentos que estavam prestes a se espalhar no chão quando o Ancião balançou o seu braço. Os fragmentos se transformaram em flechas afiadas e dispararam através dos espaços vazios entre as pessoas da Tribo Montanha Sombria e foram direto para todos os Berserkers da Tribo Montanha Negra.

Em um instante, gritos de dor ecoavam no ar.

No momento em que ele terminou de dar os três passos, um rubor vermelho apareceu no rosto do Ancião, mas logo desapareceu, e assim que desapareceu ele se virou antes de falar com calma: "Não fiquem parados, vão!"

No momento em que ele falou, o povo da Tribo Montanha Sombria avançou sob a orientação do líder da tribo, enquanto todas as pessoas da Tribo Montanha Negra não se atreveram a tentar detê-los devido ao duro golpe que sofreram aos seus números.

A Tribo Montanha Sombria rapidamente avançou. Liu Di, que estava encostado em uma árvore e estava prestes a morrer, também foi levantado pelo povo e levado embora.

Depois de um tempo, o campo de batalha ficou em silêncio. As únicas coisas que restaram foram os cadáveres que enchiam o chão e o fedor de sangue que ficou no ar por um longo tempo.

Su Ming estava no meio da multidão, seu corpo estava encharcado de sangue. Ele avançou rapidamente e silenciosamente. Ao lado dele estava um membro da tribo segurando a garota. Ela não estava mais chorando. Força apareceu dentro de seus olhos inocentes.

Ela ainda era jovem e não entendia muitas coisas, mas durante a noite ela também havia crescido.

O luar se espalhou no chão, iluminando o caminho para os agora desabrigados da Tribo Montanha Sombria, de modo que eles não ficariam mais perplexos e indefesos.

"Líder da tribo, Ancião... Nós os mais velhos iremos ficar para trás. Não deixem o nosso povo cuidar mais de nós e afetar a velocidade com que eles podem viajar...", disse uma voz velha do meio da multidão.

O homem tossiu. Ele era um homem normal da tribo e já era muito velho, incapaz de acompanhar a longa jornada. Em sua mente, em vez de ter alguém que o apoiasse enquanto arrastava a velocidade da tribo, preferia ficar para trás.

"Deixe os jovens partirem. Eu vou ficar... Honestamente, nós deveríamos ter escolhido ficar na tribo... Ha."

Outro homem velho também parou de se mover.

Logo depois, quase todos os velhos da tribo saíram da multidão, um por um. Eles eram cerca de quarenta pessoas, e todos eles decidiram ficar teimosamente para trás. Eles não podiam usar suas vidas remanescentes para dizer à tribo que eles eram úteis, mas não podiam se permitir arrastar o avanço da tribo.

"Você…"

O líder da tribo ficou atordoado. Ele fechou os olhos, logo em seguida os reabriu e se curvou profundamente a esses pessoas.

"Vá... Estamos cansados..."

Os velhos sorriram. Eles acenaram para os membros da tribo. Suas famílias estavam dentro daquela multidão de pessoas, e eles choraram, mas não puderam fazer nada para deter eles. Alguns dos membros mais fortes da tribo se ofereceram para ficar, mas não foram autorizados a fazer isso.

Um dos velhos olhou para o Ancião com um sorriso no rosto. "Ancião, existe um método para que possamos explodir e machucar os outros como os jovens fizeram? Conte para nós."

O Ancião ficou em silêncio por um tempo antes de caminhar para frente. Ele colocou um objeto nas mãos do velho e deu um tapinha no ombro dele, soltando um suspiro suave. Ele sabia que este não era o momento dele ser fraco. Havia muitos membros da tribo que precisavam avançar o mais rápido possível. Ele se virou.

"O resto, continuem avançando!"

Os velhos assistiram a sua tribo deixar eles para trás, seus membros estavam chorando silenciosamente e frequentemente virando a cabeça para trás. Sorrisos caloroso e gentis apareceram nos rostos das pessoas idosas. Eles se sentaram, ofegantes e começaram a falar sobre as coisas que lhes tinham acontecido quando eram jovens, sobre a glória do passado.

O luar iluminou suas silhuetas.

Uma vez que os velhos ficaram para trás, a multidão avançou muito mais rápido…

Depois de um longo tempo, uma vez que a luz do dia apareceu no horizonte, a casa da Tribo Montanha Sombria, que foi deixada para trás por seu povo, se transformou em uma ruína desolada sob a iluminação do luar.

Parecia que não havia nenhum sinal de vida dentro daquelas ruínas, e eles acabariam se transformando em um remanescente da passagem do tempo. Talvez as poucas árvores e plantas remanescentes continuassem a crescer ali e lentamente transformassem o lugar em uma parte da floresta, dificultando que as pessoas procurassem por suas memórias e os belos momentos que aconteceram durante o tempo que passaram aqui.

O vento soprava no momento. Soou como o gemido do xun quando levantou a neve do chão e varreu suavemente a terra. Ele também levantou muitas coisas deixadas para trás pelos membros da tribo, e quando eles foram levados para longe do chão, criaram um som de desolação.

Entre as coisas deixadas para trás, havia brinquedos pertencentes a crianças, peles que os membros da tribo não conseguiam levar consigo, cinzas de incêndios apagados, ervas espalhadas, muitos utensílios de cozinha e pedaços das casas que haviam se quebrado.

Além do som do vento, as ruínas da tribo estavam em silêncio, mas uma das casas desmoronadas se moveu naquele momento. Uma pequena criatura peluda e redonda enfiou a cabeça para fora das ruínas. Essa pequena criatura era muito fofa. Sua pele era originalmente branca, mas naquele momento sua pele era cinza. Seus olhos estavam cheios de medo quando rapidamente saiu da casa. Ela tremia sob a tempestade de neve.

Chiados saíram de sua boca, como se estivesse chamando seu dono. Seu nome era Pipi, e era o animal de estimação da garota.{{ Luffy: NÂAAAAAAAAAOOO PIPI}}

No entanto, seu dono não podia ouvir seus gritos... Ela ficou para trás sozinha nas ruínas da tribo, se recusando a ficar muito longe da casa desmoronada, porque aquela era a sua casa.{{Laxuel: pecado mano, PQ TU TEM Q COLOCAR UM BICHINHO????}}

Enquanto continuava chiando, a pequena criatura recuou lentamente, como se não fosse mais capaz de resistir ao frio e desejasse retornar à casa. No entanto, naquele momento, passos vieram de longe. Dezenas de pessoas atravessaram o portão quebrado da tribo.

Um homem forte estava liderando a equipe, mas seu rosto estava sombrio e escuro. Se Su Ming estivesse aqui, então ele reconheceria o homem como o líder da Tribo Montanha Negra.

Atrás dele estava um adolescente que tinha um olhar sombrio e escuro similar em seu rosto. O jovem lambeu os lábios enquanto olhava ao seu redor, um sorriso cruel apareceu em seu rosto. Essa pessoa era Bi Su!

"Eles com certeza partiram rapidamente! O Ancião deve estar aqui em breve. Desta vez, além das mulheres da Tribo Montanha Sombria, não deixe ninguém vivo!" o líder da tribo disse devagar e deixou as ruínas.

Bi Su desviou o olhar do seu entorno. Ele estava prestes a seguir o líder da tribo quando um brilho apareceu de repente em seus olhos. Ele viu a pequena criatura trêmula que não se atrevia se mover. Seus lábios se curvaram ligeiramente, e ele acenou com a mão direita para ela.

Imediatamente, a pequena criatura sacudiu e a luz de seus olhos desapareceu. Uma presença verde subiu de sua carcaça, que Bi Su pegou em suas mãos e colocou no centro de suas sobrancelhas. Depois de um momento, um olhar cruel apareceu em seus olhos.

"Pipi, é isso...? Você sente falta da sua dona, não é? Então eu vou mandar ela até você."