O Último Herdeiro Da Luz

234 - Torneio Dos Melhores (24)

Nota do autor: Amigos, muito obrigado pela compreensão de vocês, pela espera e por não me pressionarem.

 

Os últimos dias foram bastante difíceis para mim, pois vários problemas surgiram, um após o outro, mas graças a Deus eu estou conseguindo retomar o ânimo. E isso não seria possível sem a compreensão de vocês, pois as palavras de apoio e o fato de compreenderem a minha situação ao invés de pressionarem foi crucial para o meu lado emocional.

 

Eu só queria agradecê-los mesmo... Obrigado, de coração, e um forte abraço!

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------

 

"Hahahahahaha... Você acha mesmo que eu acreditarei nisso?"

 

"Hahahahahahahahaha... Tem louco para tudo nesse mundo!"

 

Do lado de fora da dimensão onde acontecia o torneio, um casal gargalhava depois de escutar algo de um jovem.

 

"Eu vi com os meus próprios olhos! Ele também confirmou... Ele disse que possui afinidade elemental com a luz!" O jovem tentava convencer o casal.

 

Era difícil de acreditar naquelas palavras, por isso o casal e várias pessoas que escutaram a mesma coisa estavam céticas. Contudo, não demorou até que todas aquelas gargalhadas e dúvidas se transformassem em algo diferente, pois, a cada minuto, outras pessoas, com graus de prestígio cada vez maiores, saíam da dimensão e repetiam as mesmas palavras.

 

Como areia fina em um furacão, aquela notícia rapidamente se tornou a verdade aceita por todos e se espalhou para os quatro cantos de Turop. Porém, aquilo não parou por ali, pois as fronteiras de Turop foram facilmente vencidas e outras cidades, países e até continentes, começaram a receber uma enxurrada de transmissões sonoras.

 

O que estava acontecendo era o seguinte... Sempre que recebiam aquela informação, as pessoas que eram de alguma forma, ligadas a algum clã, seita, organização, ou a alguma potência, imediatamente repassavam-na. Isso se transformou em uma grande bola de neve, que a cada segundo ficava maior e mais veloz. Naquele ponto, era impossível impedir que aquilo se alastrasse como uma praga.

 

--------------------------------------------------------------------------------------

 

Em um grande acampamento de batalha, em algum lugar do continente Kaos...

 

"Então... Ele decidiu revelar-se para o mundo..." Com um sorriso no rosto, mas ao mesmo tempo, preocupado, Yan Chihuo, que acabara de receber a notícia, comentou.

 

"Sim, mestre! Todos os cantos do mundo estão recebendo a notícia!" Raya, que estava vestida para a batalha, confirmou.

 

Assim que aquela confirmação caiu, Yan Chihuo ficou pensativo e olhou para céu. Depois de alguns segundos, ele olhou para a Raya e falou: "Raya... Reúna todos os nossos generais... Todos devem seguir para a 'Cidade Divina'!"

 

Imediatamente, Raya demonstrou estar confusa e perguntou: "Mestre... O senhor tem certeza disso? Se os generais se ausentarem das batalhas, nós seremos forçados a recuar..."

 

Yan Chihuo, por sua vez, permaneceu calmo e respondeu: "Sim, Raya! Eu sei que o Zao Tian tinha algo em mente quando se revelou e acredito que o próximo passo dele acontecerá em algum lugar muito distante aqui! Também, eu imagino que antes de partir, ele vá querer visitar os seus parentes, amigos e irmãos... Por isso... Nós o acompanharemos!"

 

"Mas... Mestre... E quanto aos rebeldes que querem manter a desordem neste continente?" Raya tinha que questionar.

 

"Esses núcleos rebeldes não se sustentariam se não houvesse ninguém apoiado-os pelas sombras..." Calmo, Yan Chihuo comentou, antes de continuar: "Há algum tempo, eu já imaginava quem estava controlando as forças rebeldes, mas hoje... Eu estou convicto de que encontrei o culpado!"

 

Assim que aquelas palavras caíram, Raya franziu os cenhos e perguntou: "Mestre... Então... O senhor quer mesmo encontrá-lo, de novo?"

 

Imediatamente, Yan Chihuo concordou com a cabeça e respondeu: "Já faz muito tempo desde a última vez que eu o vi, mas... Enfim... Chegou a hora de eu ficar cara a cara com ele..."

 

Depois de responder aquilo, Yan Chihuo alongou o pescoço e murmurou: "Nós precisamos ter um longa conversa... Yang Hao!"

 

------------------------------------------------------------------------------------------

 

Em um grande palácio, no continente Andros...

 

Yang Feng, o líder dos 'Guardiões Imperiais', caminhou por um grande e luxuoso salão, antes de ficar de frente para um trono vermelho, se ajoelhar, e usar todo o respeito que tinha, para dizer: "Meu imperador... A notícia que eu trago não é nada boa..."

 

Acompanhando a lenta abertura de dois olhos vermelhos, a temperatura no salão subiu a níveis extremos. Yang Feng conseguiu suportar aquilo, mas os outros guardas que estavam nas proximidades tiveram que correr para não ser reduzidos a cinzas.

 

"O que está acontecendo?" Num tom firme e imponente, que seria capaz de causar calafrios no pior dos demônios, Yang Hao perguntou.

 

Com a cabeça abaixada, Yang Feng respondeu: "Nós acabamos de receber uma notícia do continente Hill e essa notícia já está se espalhando pelo mundo todo... Dizem que, em um torneio regional, um garoto, chamado Zao Tian, se mostrou para todos e afirma ter afinidade elemental com a luz!"

 

*Crash.* Imediatamente, um lento, mas aterrorizante movimento de cabeça foi feito pelo imperador enquanto ele esmagava parte do trono, franzia o cenhos e cerrava os dentes.

 

Aquela reação assustou até Yang Feng, que há muito tempo acompanhava Yang Hao, porém ele não teve tempo para lidar com o susto, pois uma ordem já estava caindo...

 

"Feng... Rastreie-o e encontre a família dele!" Yang Hao ordenou.

 

"Sim, meu imperador!" Yang Feng acatou a ordem.

 

Passo por passo, Yag Feng se retirava do salão, mas antes de alcançar a saída, uma nova ordem caiu...

 

"Feng... Quando encontrar essa erva daninha que cresceu bem debaixo dos nossos narizes... Reporte-se imediatamente a mim! Eu... Pessoalmente... Resolverei isso e queimarei cada raiz dessa praga!"

 

Yang Feng se curvou, antes de acenar com a cabeça e finalmente deixar o salão.

 

Enquanto Yang Feng se afastava dali, Yang Hao olhou para cima, como se pudesse ver através do teto... Os olhos dele brilharam como chamas vindas do inferno e todo o céu sobre a Cidade Imperial ficou vermelho enquanto ele murmurava: "Meu pai... O dia que o senhor sempre temeu... Chegou! A sombra da guerra está retornando para este mundo e ameaçando a dinastia Yang. Mas pai... Eu cuidarei deste lugar, pois sejam deuses ou humanos, todos sabem que... Ninguém deve tocar em Andros ou na disnastia Yang!"

 

"Se for necessário, eu farei com que todos jamais se esqueçam do quão assustadores nós podemos ser!"

 

-----------------------------------------------------------------------------------------

 

Em uma pequena ilha no oceano...

 

Três homens, que pareciam ser gêmeos idênticos, receberam aquela mensagem...

 

"Isso veio de Turop? Não é lá que o Murdoc está?" Um dos homens, que tinha uma expressão desconfiada, questionou.

 

"O que ele está fazendo? Não tem como ser coincidência que um simples contrato de deposição se transforme em uma coisa dessas..." Um outro homem, que tinha uma expressão mais centrada, comentou.

 

"Aquele merdinha está nos enganando!" O terceiro homem, que tinha uma expressão completamente louca, afirmou.

 

"Não vamos tirar conclusões precipitadas!" O homem centrado falou, antes de continuar: "Primeiro, nós devemos investigar o contrato de deposição e confirmar se o Murdoc está realmente fazendo o que diz ou se foi verdadeiramente contratado para fazê-lo! Depois... Se houver alguma chance de ele ter nos enganado... Que o criador tenha pena pena daquela pobre alma..."

 

"Isso é besteira!" Imediatamente, o homem louco afirmou, antes de dizer: "Nós devemos ir para lá imediatamente e arrancar uma confissão da boca dele!"

 

"Eu discordo!" O terceiro falou enquanto olhava para o homem louco e prosseguia: "Até hoje, o Murdoc nunca nos deu qualquer indício de infidelidade, sendo assim, torturá-lo a esmo só fará com que percamos um bom comandante! Também... Seguir para Hill de forma precipitada poderá colocar-nos frente a frente com o Momoa!"

 

"Foda-se o Momoa! Já passou da hora de eu retribuir as marcas que ele deixou em mim! " O homem louco berrou enquanto levantava a camisa e mostrava dezenas de cicatrizes de perfurações em seu tronco.

 

"Tentar derrubar o Momoa foi o maior fracasso da nossa organização! Não é à toa que ele está a frente de Hill há mais de três mil anos! Por isso, não tente se matar, de novo! Se a hora de seguirmos para Hill chegar, nós pegaremos o Murdoc e partiremos a qualquer sinal do Momoa!" O homem centrado falou num tom de aviso.

 

------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Em uma extensa planície de gelo, Jaha estava sentado, completamente nu enquanto cultivava...

 

"Ei, Jaha..." De repente, uma voz surgiu de trás dele.

 

Imediatamente, Jaha abriu os olhos e olhou para trás enquanto dizia: "O que foi, mestre?"

 

Hakim caminhou até o Jaha enquanto falava: "Parece que o Zao Tian se meteu em problemas, de novo... Eu terei que me ausentar de Gard por um tempo, mas você deve continuar aqui, treinando!"

 

"Sim, mestre!" Estranhamente calmo, Jaha concordou.

 

A calma do Jaha incomodou até mesmo o Kaim, que perguntou: "Hum...? Por que você está tão calmo?"

 

"O meu saco... Está grudado no chão..." Jaha respondeu enquanto fechava a cara e tentava se fazer de durão, mas acabou deixando escapar um pouco do seu sofrimento.

 

"Hahahahahahaha..." Imediatamente, Hakim riu como um louco, antes de dizer: "Quando você conseguir descolar o saco do gelo... Vá para o palácio! Hahahahahaha... As suas aulas de gerenciamento e estratégias estão a sua espera."

 

"Mande lembranças minhas ao Zao Tian... Diga a ele que..." Finalmente, Jaha voltou a estampar o semblante ansioso que sempre teve e começou a falar rapidamente. Contudo, antes que ele disparasse a falar, Hakim interrompeu-o: "Não diga mais nada! Se você começar a falar... Isso nunca acabará!"

 

Instantaneamente, Jaha mordeu os lábios, como se estivesse se esforçando para não falar e realmente ficou em silêncio.

 

Hakim, que sabia que aquele silêncio duraria pouco, imediatamente se virou e falou enquanto começava a voar: "O seu irmão enviou transmissão sonora para você. Ele disse que está bem e que está treinando com o Quiron e o mestre Chihuo enquanto cuida de alguém para o Zao Tian."

 

*Vuuuuuuuppp...* Logo após dizer aquilo, Hakim disparou pelo céu e desapareceu em instantes.

 

------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Em Andros, no território Gumingzao...

 

Ming Xiao estava com uma cara de preocupação. Ele estava sentado em uma cadeira, mas parecia que ele estava louco para sair dali e fazer algo.

 

"Que droga! Eu quero ir para lá, mas não posso me ausentar daqui!" Ming Xiao esbravejou enquanto se levantava e esmurrava a cadeira.

 

O fato era que, Ming Xiao sabia sobre Zao Tian estar em Turop e sabia exatamente o que ele estava fazendo lá. Porém, mesmo que quisesse, Ming Xiao não podia ir ao auxílio do Zao Tian, pois ele tinha muitos afazeres no reino, que por sinal, se tornou muito dependente dele.

 

Vingar a sua família e ajudar Zao Tian era tudo o que ele queria fazer naquele momento, mas as suas obrigações como governante deixavam-no de mãos atadas.

 

--------------------------------------------------------------------------------------------

 

Em algum lugar do mundo, sobre o que parecia ser um cemitério de bestas e pessoas, dois homens de meia idade caminhavam enquanto o da direita dizia: "Mestre... Parece que um filho da luz surgiu..."

 

O homem que recebeu aquela notícia ficou com um semblante sereno e questionou: "Qual é o nome dele?"

 

"Zao Tian..." O homem respondeu.

 

"Ele é de Andros?" O homem de meia idade perguntou.

 

"Não podemos confirmar isso, ainda! Ele pode muito bem estar usando um nome falso!" O homem respondeu.

 

"Entendo..." O homem de meia idade comentou, antes de dizer: "Deixe-me sozinho. Eu preciso pensar um pouco..."

 

Imediatamente, o homem concordou e se curvou, antes de praticamente se transformar em um buraco negro e desaparecer.

 

Depois de ficar sozinho, o homem de meia idade olhou os arredores e viu uma imensidão de esqueletos ao chão, e murmurou: "Um filho da luz... Por que você surgiu depois de tanto tempo? Você está sozinho? O mais importante é... De que lado você está?"