O Último Herdeiro Da Luz

227 - Torneio Dos Melhores (17)

Nos assentos do oficias de Turop, o Tenente Werger estava extremamente abalado após escutar a história que o Tenente Jones acabara de lhe contar...

 

"Jones... Essa história... Esse passado... Como foi que você ainda conseguiu permanecer na guarda?" Gaguejando, o Tenente Werger perguntou.

 

Visivelmente abalado depois de relembrar todo aquele passado, o Tenente Jones relutou e fez uma expressão complicada, mas ainda assim, respondeu: "Werger... O que mais eu faria? Se eu persistisse em tentar convencer a todos de que eu não era louco, eu com certeza, conseguiria um resultado contrário. Dessa forma, a única coisa que eu pude fazer, foi continuar aumentando o meu poder e alcançando posições na guarda, para que no futuro, quando eu tocasse nesse assunto, as pessoas me escutassem sem nenhum preconceito. Também, mas não menos importante, é isso o que sei e gosto de fazer... Não me veja como alguém prepotente ou algo do tipo, mas... Eu nasci para ser um guarda, para ajudar as pessoas e defender a minha terra natal!"

 

Assim que aquela resposta caiu, o Tenente Werger não pôde evitar de sentir motivado, pois pelo que ele pôde entender, o Tenente Jones era uma história viva de superação. Mesmo quando ele foi abandonado por aqueles que ele tanto admirava e confiava, que o rotularam como um louco, ele simplesmente não desistiu, e, ao contrário do que a maioria das pessoas fariam, ele continuou sendo um subordinado daquelas mesmas pessoas e treinou... Treinou até chegar a um ponto onde a sua palavra nunca mais seria colocada em dúvida.

 

Enquanto aquela conversa continuava, um dos oficiais encarregado do torneio anunciou: "Atenção... Todos os participantes do torneio... A primeira luta de amanhã, se iniciará em exatamente às 9 horas! Nenhuma luta será tolerada nesse período e como já foi dito, nenhuma comitiva poderá sair dessa dimensão!"

 

Assim que aquele anúncio soou, os espectadores começaram a se levantar enquanto deixavam os seus assentos e comentavam sobre aquele primeiro dia de competição.

 

Na plataforma dos participantes, as comitivas começaram a se mover e seguiram alguns guias que se apresentaram para levá-los aos seus locais de descanso.

 

Enquanto seguia para as suas acomodações, Ragnar, do 'Clã Dos Filhos De Thor', caminhou sozinho até a comitiva do 'Clã Da Graça' e cumprimentou Zao Tian e Ye Yang...

 

"Hoje foi um dia tanto, não foi?" Ragnar comentou enquanto sorria.

 

Zao Tian, por sua vez, coçou a nuca e respondeu: "Realmente, foi um dia bastante agitado... Um grande segredo foi revelado hoje, mas parece que ainda restaram muitos candidatos que não tiveram os seus limites testados..."

 

Imediatamente, Ragnar também coçou a nuca, demonstrando que tinha entendido aquela indireta, e respondeu da mesma forma: "Haha... Eu também não acredito que vocês sequer chegaram perto dos seus limites..."

 

Imediatamente, Zao Tian relembrou a sua luta e apertou o punho direito enquanto mostrava-o e sorria, e respondeu: "Eu coloquei bastante força naquele soco..."

 

"Hahahaha..." Instantaneamente, Ragnar gargalhou e começou caminhar enquanto dizia: "Tenham uma boa noite! O dia de amanhã promete ser ainda mais agitado..."

 

Enquanto isso, Ye Yang ficou movendo a cabeça, olhando para o Zao Tian e o Ragnar, sem entender nada, e rapidamente perguntou: "Ei... Zao Tian... Desde quando vocês são tão cordiais assim?"

 

No mesmo instante, Zao Tian se virou para o Ye Yang e respondeu enquanto dava um sorriso de canto: "Ele não é igual ao irmãos dele! Aquele cara é uma pessoa boa e sensata. Ele até mesmo ajudou o Clã da Graça na escolta das caravanas."

 

"Humm... Se você está dizendo isso..." Ye Yang respondeu enquanto dava de ombros.

 

"Hahahaha... Pode confiar nele!" Zao Tian falou num tom tranquilo, antes de bater no ombro do Ye Yang e dizer: "Vamos lá... A gente tem muita coisa para conversar..."

 

Ye Yang sorriu e caminhou ao lado do Zao Tian. Contudo, após darem alguns passos, os dois pararam de andar, pois a comitiva do Clã Da Graça ainda não tinha se movido...

 

"Ei... O que vocês estão fazendo aí, parados?" Zao Tian perguntou.

 

Youssef tomou a frente da comitiva e falou: "Vocês dois podem descansar! Nós começaremos os preparativos para coletar informações."

 

"Hahahahahahaha..." Imediatamente, Zao Tian e Ye Yang começaram a gargalhar loucamente.

 

Sem entender nada do que estava acontecendo, Youssef e os membros da comitiva franziram os cenhos e ficaram irados enquanto o primeiro perguntava: "Do que é que vocês estão rindo?"

 

Com um sorriso largo, Zao Tian acenou com a mão direita, chamando o resto da comitiva enquanto respondia: "Deixem isso para lá! Vamos descansar e aproveitar a noite de descanso!"

 

Nos mesmo instante, a expressão de toda a comitiva ficou bem mais assustadora e todos gritaram em coro: "Vocês dois não têm nenhum senso de compromisso!"

 

"Hahahahahahahaha..." Novamente, Zao Tian e Ye Yang caíram em gargalhadas. Contudo, Ye Yang foi um pouco mais compreensivo e resolver caminhar até o Youssef e dizer: "Youssef... Olhe para todas as outras comitivas..."

 

Lentamente, o olhar do Youssef passou pelas outras comitivas.

 

"Qual é a diferença deles para nós?" Ye Yang prosseguiu, com outra pergunta.

 

"Tem muitos velhos nelas!" Youssef respondeu a primeira coisa que lhe veio a cabeça.

 

"Haha..." Após dar um breve riso, Ye Yang falou: "Não é exatamente isso o que eu queria que você dissesse, mas está bem perto de onde eu quero chegar..."

 

"Aqueles 'velhos', das outras comitivas, são pessoas de cultivo muito elevado! Devem ter vários Suseranos e até mesmo Profanos naquelas comitivas. Você acha mesmo que nós, a mais fraca de todas as comitivas, vamos conseguir extrair alguma informação delas?"

 

Assim que aquela explicação caiu, Youssef abaixou a cabeça e disse num tom desanimado: "Mas nós temos muitas habilidades, também..."

 

Calmamente, Zao Tian se aproximou do Youssef, deu um tapinha no ombro dele e falou num tom consolador: "Youssef, amigos... Eu sei que vocês estão entusiasmados com as suas novas habilidades, mas nós devemos ser realistas! Andar pelos corredores, a fim de obter informações, pode ser algo extremamente perigoso, mesmo que haja uma regra que impeça lutas, pois... Nós sabemos muito bem que os 'Salvadores' estão participando deste torneio... Eles não seguem regras e podem tentar alguma retaliação por causa do que houve com o Kraucs e o mercado de pílulas. Além disso, nós não sabemos se as outras comitivas têm meios de praticar assassinatos sem que ninguém saiba quem foi o responsável."

 

"Nós não queremos que nenhum de vocês se machuquem, então, vamos fortificar os nossos aposentos e aproveitar a noite! Deixem essas lutas de bastidores com os outros participantes e confiem na gente..."

 

Assim que aquelas palavras caíram, os membros da comitiva ficaram um pouco desanimados, pois eles queriam colocar em prática as suas novas habilidades, porém eles compreenderam que haviam sérios riscos às suas vidas e que infelizmente, eles compunham a mais fraca de todas as comitivas. Dessa forma, eles se renderam aos dois e concordaram em seguir para os aposentos e ficarem lá, até que o próximo dia começasse.

 

"Não façam essas caras... Nós com certeza, estaremos preparados para amanhã!" Vendo que os garotos ainda estavam amuados, Ye Yang resolveu dizer algumas palavras animadoras.

 

Calmamente, seguindo o guia que lhes fora indicado, a comitiva do Clã Da Graça chegou a uma grande porta...

 

"Durante os próximos dias, essa será a casa de vocês." O guia falou enquanto abria a porta.

 

"Uaaaaaa..." Assim que aquela porta se abriu, os olhos de todos brilharam e eles soltaram sons de surpresa, pois o que surgiu diante dos olhos deles, foi um enorme quarto, que estava mais para uma grande casa. Haviam vários cômodos, que comportavam facilmente dezenas de pessoas; Tudo ali era extremamente luxuoso e confortável... Era como se aqueles aposentos fossem destinados a reis e rainhas; Bem na entrada, num lugar amplo, parecido com uma sala, havia uma enorme mesa, com as mais finas iguarias e bebidas que alguém poderia exigir.

 

"Cara... Eles realmente estão nos tratando bem..." Enquanto os garotos da comitiva corria para o quarto, Zao Tian e Ye Yang ficaram parados na porta, e o primeiro soltou um suspiro de surpreso.

 

"Todas as comitivas do torneio receberam aposentos exatamente iguais a esse." O guia da comitiva comentou.

 

"Haha... Se você me der licença... Eu vou aproveitar cada segundo dessa noite!" Num tom animado, Zao Tian comentou com o guia e caminhou para dentro do quarto.

 

*Bang.* Antes que o guia sequer respondesse, Ye Yang seguiu o Zao Tian e bateu a porta do quarto.

 

"Vamos beber e nos empanturrar!" Do lado de fora, o guia escutou um grito empolgado vindo do quarto e não pôde evitar de fazer uma expressão de inveja e raiva ao mesmo tempo.

 

Duas horas depois...

 

Os corredores da arena estavam tão vazios que aquilo mais parecia com um lugar abandonado. Frequentemente, alguns vultos sopravam pelos corredores, mas nenhuma figura podia ser vista.

 

O fato era que, assim como o Zao Tian e o Ye Yang haviam imaginado, os anciãos de cada comitiva assumiram a responsabilidade de coletar informações. Cada vulto daqueles, era um ancião que passava pelos corredores e instalava os mais diversos meios de monitoramento ou sabotava os recursos inimigos. Aquilo era quase uma guerra furtiva, na qual não havia nenhum combate, pois era impossível abater alguém tão poderoso como um Suserano, sem fazer nenhum estardalhaço, então, tudo se resumia a um repetitivo jogo de gato e rato, onde um tentava roubar enquanto o outro tentava defender. Contudo, mesmo que aquele jogo parecesse ser inofensivo, nenhum candidato ou membro fraco de qualquer comitiva ousava pisar naqueles corredores, pois eles poderiam ser mortos facilmente por um daqueles anciãos.

 

Todas as comitivas foram alvos dos coletores de informações. Contudo, havia uma única comitiva que estava extremamente vigiada, pois não havia ninguém para defendê-la... A comitiva do Clã Da Graça.

 

A porta e as paredes do quarto deles mais pareciam os muros de uma favela, cheios de pichações e emblemas. Todas as comitivas conseguiam escutar tudo o que o Clã Da Graça falava e podiam ver o que estava acontecendo dentro daquele quarto. Porém, mesmo que o Clã Da Graça estivesse totalmente 'nu' aos seus olhos, nenhuma comitiva conseguiu extrair nenhuma informação relevante, pois na verdade, não estava acontecendo nenhuma conversa ou preparação séria naquele quarto... A única coisa que podia ser vista e ouvida, era uma incessante e animada festa.

 

------------------------------------------------------------------------------------

 

Enquanto, na outra dimensão, em Turop...

 

A noite estava extremamente agitada devido aos inúmeros espectadores que resolveram sair da dimensão da arena e aproveitar a noite em Turop. Todos os comércios estavam lotados, cheios de pessoas ricas que estavam dispostas a gastar fortunas em prol da diversão.

 

Graças aos milhares de visitantes que estavam em Turop, centenas de pessoas entraram desapercebidas na cidade e se infiltraram na multidão. Essas pessoas, tentavam demonstrar que eram apenas turistas que estavam aproveitando o evento, mas por trás daquelas aparências contentes, haviam olhares afiados e posicionamentos milimetricamente estratégicos, que cercavam toda a multidão e observavam cada movimento dos guardas.

 

Em um quarto, de uma pousada bastante singela, um desses homens se aproximou de um velho e falou: "Senhor... Está tudo indo de acordo com o planejado! Nós já descobrimos a rotina e os endereços dos guardas, e estamos aguardando o sinal!"

 

Calmamente, o velho acenou com a cabeça, indicando satisfação com o que foi reportado, mas perguntou: "E quanto ao Major Stener... Vocês conseguiram alguma informação?"

 

Imediatamente, o homem sacudiu a cabeça e respondeu: "Ninguém sabe para onde ele foi ou o que está fazendo."

 

Assim que escutou aquilo, o velho fez uma expressão complicada e comentou: "Mantenha a discrição e tente obter essas informações... A última coisa que nós queremos é que ele retorne para atrasar os nossos planos!"

 

"A presença dele não fará muita diferença, mas o senhor Murdoc quer que não haja nenhum contratempo na missão!" O velho encerrou, antes de ficar pensativo, formulando um plano de contingência.

 

"Não haverá nenhuma falha!" O homem respondeu, antes de se virar e sair.