O Herdeiro do Mundo

329 - Lana Versos Rael

Antes de iniciar a leitura leiam: Nota autor, esse capítulo não recebeu revisão, assim que ele tiver revisão eu substituo.

____________________________________

Rael estava sem suas habilidades de esquiva como Portal e Espaço Ilusório, dessa forma ele não podia cometer nenhum tipo de erro. Quando Lana já estava praticamente em cima dele, ele reagiu se protegendo com o braço em chamas. A jovem fez uma careta mas não pôde evitar de atingir o braço direito de Rael, ela parecia saber que não faria efeito nele.

 

BOOOOOOM!

 

Rael esperou que o oponente ficasse atordoado por ter sido surpreendido por uma defesa poderosa como o braço dele, mas não aconteceu, Lana girou em volta agilmente desferindo golpes visando o peito do menino. Parecia um movimento simples, mas eles estavam voltados aos pontos vitais de Rael. Se Rael não tivesse sido rápido em salta para trás teria sido morto no segundo movimento da jovem.

 

― ‘Essa mulher! Ela me conhece e sabe que eu sou o Herdeiro? Será que ela sabe tudo sobre mim?!’ ― Rael se perguntou surpreso enquanto olhava a jovem. Por um momento ele ainda estava sem nenhuma reação.

 

― Agora que você está tão fraco, como vai se livrar de mim? Pelos meus cálculos você não consegue me vencer com o que pode fazer agora, embora eu esteja selada você de certo modo está em uma situação bem pior. ― Disse a jovem girando suas espadas e se aproximando de Rael novamente enquanto o mesmo recuava lentamente para trás.

 

― Espere um pouco como você sabe sobre mim? Quem é você? ― Rael perguntou.

 

― Você não se lembra de mim? Ah é claro que não, como acabou renascendo você perdeu todas as memorias de sua época egoísta. ― Disse a jovem e sem espera por qualquer pergunta de Rael avançou novamente.

 

BOOOM! BOOOM!

 

                Rael se manteve mais atento, Lana já sabia sobre o seu braço direito e ele não podia vacila. Em outra rápida troca de golpes ela tentou uma nova investida e Rael se esquivou novamente.

 

Rael estava mais se defendo e esquivando do que atacando. Pela primeira vez na vida ele topou com alguém que parecia conhecer seu passado e estava querendo conversa, ele perdeu completamente a vontade de luta com Lana, embora a outra parte não estivesse sentindo o mesmo de volta.

 

― Lana você me conheceu no auge do meu poder? Fiz alguma coisa que irritou alguém próximo a você ou você? ― Perguntou Rael tentando ser educado. A jovem estava irritada porque a segunda tentativa também foi falha, ela assim como Rael queria economizar forças para seja lá qual fosse o último desafio desse lugar.

 

― Se você fez? É muito pelo contrário senhor Herdeiro! Você nunca fez foi porcaria nenhuma não importa quantas vezes fosse pedido! ― Disse Lana e avançou novamente.

 

― Aceleração De Sangue! ― Disse Lana e seu corpo ficou com um brilho transparente, ela ficou muito mais rápida que antes após usar essa técnica. Rael se manteve se esquivando e dessa vez Lana quase o decepou devido sua velocidade aumentada. Passou muito perto e Rael sentiu o vácuo da lâmina passar por sua garganta. Geralmente nessas horas ele ativaria o Espaço Ilusório, mas como agora estava sem, teve que dar seu próprio jeito. Quando Lana usou a técnica ela ficou pelo menos duas vezes mais rápida, mas era uma técnica que aparentemente gastava muita energia porque o efeito acabou rapidamente e ela parou para descansar. Durante o uso dela Rael quase não viu, ela pareceu um borrão o atacando.

 

― Se você não reagir vai morrer Herdeiro, eu vou te mata, não vou deixar você escapar com vida desse lugar. ― Disse Lana recuperando o folego. Rael estava parado a alguns metros a frente dela a encarando de volta.

 

― Você fez parte do grupo que me atacou? O que sabe sobre o dia que morri? Lana eu não me lembro do que fiz a você ou a algum companheiro seu, eu quis lutar contra você no início porque você me forçou, você me seguiu e continua tentando acabar comigo. Pelo menos me deixe saber porque você está tentando me mata. ― Pediu Rael calmamente mesmo após quase morrer.

 

― Eu não fiz parte do ataque mas deveria ter feito ― disse ela aparentemente recuperada enquanto ajeitava suas espadas. ― O motivo de sua morte é o mesmo motivo que me faz querer sua cabeça. Seu egoísmo foi o motivo de sua queda! ― Disse ela e avançou contra Rael irradiando brilho e reativando sua técnica.

 

― Se você quer tanto me matar muito bem! Que seja do seu jeito! ― Disse Rael e deixou sua armadura de dragão cobrir seu corpo. Com a armadura do dragão ativada a velocidade, defesa e força de Rael eram aumentadas, com esses aumentos ele passou a não ter problemas com a Aceleração de Sangue de Lana.

 

― Técnica Ligação Bestial! ― Rugiu Lana ativando alguma outra técnica que manteve seu corpo brilhando e ela não se cansou mais. Rael sentiu que ela estava consumindo bastante energia a parti desse ponto, aparentemente uma energia que ela não iria recupera tão facilmente.

 

                Lana e Rael lutaram por um tempo, Rael foi atingindo algumas vezes pelas técnicas estranhas que Lana usava, graças a sua armadura ele não levou nenhum dano sério.

 

― Rugido Bestial! ― Gritou Lana novamente e suas duas espadas pareciam ter se tornado centenas de lâminas em suas mãos cobrindo Rael de ataques. O menino só pôde se lançar para trás evitando o maior número de ataques sofridos que podia.

 

― ‘Ela não tem nenhuma defesa boa, sua regeneração no entanto é ótima, eu já quebrei o braço dela e causei alguns outros ferimentos que foram recuperados rapidamente com o tal Sangue Bestial que ela ativa.’ ― Pensou Rael e com um movimento rápido. Retornou um ataque com o braço direito tomado por Raios que acertou o rosto de Lana, fazendo ela voar vários metros para trás e cair rolando. Rael saltou alto acumulando energia no braço para esmagar a cabeça dela e encerrar a luta. Lana girou no chão escapando do ataque esmagador de Rael que partiu o chão em volta.

 

BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM!

 

O lugar inteiro tremeu enquanto uma massa de choque se espalhava pelo ar. Lana de pé com o rosto um pouco desfigurado depois do último ataque, começou a se recupera voltando a beleza natural de seu belo rosto.

 

― Esse seu poder regenerativo não vai durar muito, essa batalha está ganha ― Disse Rael.

 

― Se não fosse por essa sua armadura você já teria sido morto, tenho certeza que sua armadura durará menos que minha energia. ― Disse Lana abrindo um sorriso frio. Seu rosto e seu corpo estavam sujos de seu próprio sangue por causa dos ferimentos restaurados.

 

― Suas técnicas são todas bestiais? Que raio de cultivadora é você? ― Perguntou Rael acumulando energia no braço direito.

 

― Uma cultivadora justa que sempre tentou fazer a coisa certa, bem diferente de você! ― Disse Lana e avançou conta o menino novamente.

 

BOOOOM! BOOOOM! BOOOOM! BOOOOM!

 

                Os dois lutaram por um extenso tempo e pareciam ambos incansáveis. Rael não pensou que teria tanta dificuldade contra Lana, ela se recuperava até de Impacto Invisível. Ele também não usou Yara porque parecia inútil contra ela, nem mesmo seu clone porque isso dividia sua força, Rael tinha que luta contra Lana com força total se quisesse ter uma boa chance de vitória.

 

BOOOOM!

 

Depois de mais uma troca de golpes no qual Rael juntou Raio e fogo em um só golpe Lana voou por vários metros e caiu com o peito aberto no chão. A jovem teve dificuldades em se levantar e sua técnica de regeneração parecia cada vez mais fraca. A armadura de Rael também estava por um fio.

 

― Eu acho que isso quer dizer que eu te venci você não concorda? ― Perguntou Rael se aproximando da jovem. Lana estava de pé com uma mão no peito enquanto lentamente o ferimento ia se fechando. Ela respirava com dificuldade e sua técnica de velocidade tinha desativado, a única técnica ativada agora era a Ligação Bestial.

 

― Você venceu? Faça-me ri! Hahahahaha! ― Ela começou a ri histericamente fazendo Rael parar na metade do caminho. Rael não entendeu o que tinha dado na cabeça dela, mas ele já tinha visto o suficiente para saber que ela não era louca. Se ela tinha mais alguma coisa que pudesse fazer tinha segurado isso até o final.

 

― Antes disso acaba, pelo menos me diga como me descobriu e o que eu fiz que te deixou tão irritada? Eu estou lutando contra você sem fazer ideia de nada, isso não é justo ― Disse Rael querendo arrancar qualquer coisa dela.

 

― Não é justo você diz? Você não sabe o que é injusto, um lixo como você nunca saberia.

 

― Então tente me dizer! Você acha que posso saber se você só fica chorando pelo passado e reclamando de mim!? Eu não tenho como saber até que você me diga! ― Gritou Rael irritado depois de ouvir a mesma coisa várias vezes.

 

― Já perdeu alguém que amava senhor Herdeiro? Aposto que não. No fim você acredita que vai recuperar todos quando tiver seu poder de volta por isso não sente as perdas. ― Disse ela soando mais calma, isso fez Rael baixar um pouco o tom de sua voz.

 

― Está errada, eu já tive algumas perdas e fiz coisas das quais me arrependo. Eu já passei por muitas dificuldades depois de renascer.

 

― Passou? Você não chegou nem perto de como me senti. Todas as dores que você tem, existe a esperança de serem concertadas, eu nem esperança tive mais depois de ouvi sua recusa. Você nunca pensou nos outros, apenas na droga de suas leis patéticas, foi por isso que foi atacado e seria novamente se aparecesse vivo hoje. Se souberem que você está nesse estado fraco e aqui nesse planeta viriam correndo buscar sua cabeça. Você não faz ideia dos tantos inimigos que possui.

 

― Você não pode fala muito de mim, se está selada é porque também passou por alguma coisa. No seu ponto de vista isso acontece com pessoas ruins certo? Então sugiro que deva ser uma péssima pessoa também.’ ― Disse Rael a provocando de volta

 

― Não me compare a você! Eu nunca fiz nada para merecer a situação em que estou! Eu fui traída e injustiçada! ― Gritou ela se alterando quando pareceu se lembrar de algo que a deixou furiosa.
― Traída? Injustiçada? Você acredita que apenas você caiu dessa maneira? Eu também fui traído por pessoas que deveriam ter me protegido, também não foi justo o que aconteceu comigo. ― Rael se defendeu pensando nas poucas coisas que sabia sobre si mesmo.

 

― Não foi justo? Você era um grande babaca, as pessoas morriam de esperar uma audiência com você. Você era como aqueles reis imundos de uma grande nação se achando donos de todo o poder. Todo rei egoísta tende a cair, foi o seu caso ― Disse Lana e mordeu o próprio pulso direito com a boca. Uma grande quantidade de sangue começou a escorrer do braço enquanto ela olhava Rael mantendo a mordida e engolindo parte do próprio sangue.

 

― O que você está...? ― Rael parou a pergunta ao ver o corpo dela vibrando. Pelos começaram a surgir na pele da jovem e sua musculatura aumentou de tamanho. Até o belo rosto dela foi coberto com pelos. O poder de Lana de repente explodiu de forma Violeta, fazendo Rael da um passo para trás.

 

― Você ainda acha que pode me vencer? Mostre-me se for capaz! ― Rugiu a voz rouca de Lana liberando o braço agora peludo. A jovem parecia um enorme lobo de pé com pelo amarronzados pelo corpo. Ela era baixinha e tinha ficado alta e musculosa devido a transformação repentina. Agora ela também tinha garras escuras enormes em suas mãos.

 

― Posso manter essa transformação por aproximadamente cem respirações, meu poder, velocidade e força foram aumentados em três vezes, acha que ainda tem chances senhor herdeiro? Quanto tempo essa sua armadura fraca ainda vai dura contra mim? ― Perguntou ela com um sorriso frio. Sua boca também tinha sido transformada em um focinho o que fazia ela parecer quase um lobo completo. Durante o processo as roupas da jovem foram rasgadas e ela estava nua, com o corpo coberto em pelos.

 

                Rael não era ingênuo, tudo que ela disse era verdade e ele percebeu. Ela mudou completamente o cenário com a ativação daquela técnica. Colocando de uma maneira simplificada, Rael estava em completa desvantagem, para piorar suas habilidades de esquiva e fuga continuavam bloqueadas.

 

― ‘Que merda... e agora o que eu vou fazer?’ ― Pensou Rael e olhou em volta como se pensasse numa rota de fuga.

 

― Vou matar você tão rápido que nem vai perceber! ― Disse Lana se agachando um pouco, ela estava preparando o corpo para um salto rápido contra Rael. Ela deixou as pernas traseiras firmes no chão e apoiou as mãos com as garras no chão ficando em uma posição de quatro. Ela parecia de fato uma besta e não mais uma mulher. Quando ela falava sua voz soava rouca e mostrava vários dentes afiados.

 

― Estou pronto! Venha! ― Disse Rael se decidindo depois de olhar em volta. Lana sorriu friamente mostrando os dentes afiados e avançou como um borrão contra o menino ruivo de armadura de dragão. Quando ela partiu o chão atrás dela se rachou e uma forte onda de vento foi soprada em volta. Ela avançou em uma velocidade que seria difícil Rael reagi a tempo.

 

― Ataque Garras Mortais! ― Lana rugiu e estendeu seu  braço direito, sua mão aberta mostrava as garras escuras brilhante no ar que pretendia usar para rasgar o pescoço de Rael e acabar com aquela batalha.

 

― Cuspi do Trovão! ― Gritou Rael usando as últimas forças da armadura para cuspir aquela imensa boa de raios que deixou a loba Lana confusa. Isso porque Rael não mirou para ela, em vez disso ele atirou contra os pés dela, causando uma explosão no terreno que fez de certo modo ela perder o equilíbrio e ser lançada um pouco mais para cima e frente porque ela vinha com uma grande velocidade. Se não fosse pelos instintos de Rael e todas as suas ativações de velocidade junto a armadura, Rael não teria conseguido acompanhar o ataque.

 

                Rael se agachou quando as garras passaram cortando o ar e arrancando alguns fios dos cabelos de Rael que não escaparam completamente. Por pouco, por muito ele não foi atingido no primeiro ataque. Com a armadura desfeita agora Rael estava exposto e sem defesas.

 

BOOOOM!

 

Lana bateu toda desequilibrada contra uma parede a uns cinquenta metros de Rael e caiu no chão se recuperando em um rápido salto.

 

― Sem a sua armadura agora eu acabo com você! ― Ela rugiu avançou para frente, mas foi barrada por uma energia azul transparente misteriosa que impediu dela segui. A loba tentou sai do outro lado e depois pelo outro, para descobri que em todos os lados estava cercada pela mesma energia e até em cima de sua cabeça.

 

― Estava tão obcecada em me matar que não percebeu a armadilha em que você pisou. Você está morta Lana, essa armadilha nem mesma você pode desativar. Esse lugar parece fraco a primeira vista, mas as armadilhas aqui segurariam até pessoas mais fortes que reinos finais ― Disse Rael se aproximando da mesma.

 

BOOOM! BOOOM! BOOOM! BOOOM! BOOOM! BOOOM!

 

Em seu desespero Lana atacou a barreira de todos os modos que podia usando as garras e não tinha qualquer efeito, em vez de ter resultados positivismo ela fez foi se enfraquecer e caiu sentada no chão respirando com dificuldade.

 

― A armadilha está drenando suas forças, quanto mais você luta, mais rápido morrerá. Eu ainda posso salvar você se prometer me contar mais ao meu respeito e parar de tentar me matar. Posso não ter sido bom no passado, eu realmente não sei o que fiz para que você me quisesse tanto morto, mas agora sou outra pessoa. Quero muito saber os nomes das pessoas que agiram contra mim, você estaria disposta a atender o meu desejo? ― Perguntou Rael parado em frente a barreira azul que cercava a jovem. Os pelos do corpo dela foram desaparecendo enquanto todo o corpo retornava ao normal, ela mais uma vez voltou a ser uma belíssima jovem e pelada. Agora a jovem estava nua porque no processo da transformação suas roupas foram rasgadas.

 

                Antes de responder Rael ela cobriu os peitos com os braços e fechou as pernas para que ele não pudesse ver nada.

 

― Prefiro morrer a me envolver com você! ― Disse ela ainda mostrando uma face furiosa. Rael tinha dado a ela a última chance, ele não ia mais discuti.

 

― Se é assim que você pensa então morra, estou cansado de tentar explica pra você que não sou mais o mesmo de antes. ― Disse Rael e se virou sem mais interesse. Ele nem ligou se ela estava nua, ele não tinha mais interesses como aquilo por enquanto, com esse corpo e com uma jovem louca pela sua cabeça não tinha como ele senti nada.

 

                Lana morreria em aproximadamente cinquenta respirações. A armadilha sugaria toda sua energia até que ela morresse. Ela viraria pó e sumiria no ar sem restar nada. Naquele momento presa naquela barreira ela já estava sendo sugada, tanto que perdeu até mesmo a transformação que ainda tinha bastante tempo.

 

― Você vai morrer antes de consegui recupera seu poder, tem muitos inimigos e nenhum aliado descente senhor Herdeiro. Pode não ter sido eu, mas alguém vai matar você. Lembre-se das minhas palavras.

_____________________________________________________
Página da novel Existência --> https://www.facebook.com/SoliverBruno/




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.