O Herdeiro do Mundo

310 - Preparação Para o Espectro Sombrio

Capítulo em áudio-->https://www.youtube.com/watch?v=AIULeOROmj0

 

Rael lançou seus sentidos em Violeta com aura da morte, mas não conseguiu inspecionar o nível dela, indicando que aquela mulher estava muito além de um reino final. Alexia, por outro lado, acabou ficando um pouco chocada.

 

― Você não deveria ter todo esse nível de poder. Desde que você foi morta deveria ter apenas cerca de 20% do poder total da Violeta do nosso mundo. Uma vez morta, qualquer tipo de maldição cai, ficando somente a essência pura da pessoa, junto com o seu poder legítimo ― observou Alexia, baixando lentamente a mão. Ela mantinha um olhar curioso, mas atento naquela bela ruiva.

 

― E, é por isso que eu quero negociar. Essa vontade que apareceu em todos os outros de matar, ainda não me consumiu porque eu sou atualmente mais forte que o próprio Espectro, mas se demorarmos muito, talvez não resista mais ― explicou Violeta.

 

― E por que eu confiaria em você? Por sua causa, Rika e as outras violadoras quase morreram, junto com todo esse mundo. Você matou Rita e Natalia do outro mundo também. Você massacrou um mundo inteiro! ― disse Rael, se lembrando com pesar do que essa violadora havia feito quando transformada em devoradora.

 

― Desculpe-me por Rita e o filho dela, mas nunca tive culpa com Natalia, e eu sinto muito, pois não estava no meu controle total, e só podia seguir e obedecer ordens. Vocês não podem me culpar por isso ― disse ela em um tom sério e continuou em seguida: ― Eu tive muitas oportunidades de matar Rael e as outras, mas não o fiz. Na verdade, eu até mesmo salvei as três violadoras mais cedo. Elas estavam quase morrendo, eu apareci e destruí a erva Alada Brilhante que Nero tinha deixado perto delas. Se uma violadora fica muito tempo sob o efeito de sua fraqueza, consequentemente morre.

 

― E como você aumentou tanto o seu poder? Nos explique ― disse Alexia sempre em seu tom firme.

 

― Eu pude aumentar meu poder em três vezes porque descobri como o Espectro suga as almas. Infelizmente existe um limite e eu acho que eu já o alcancei. Sinto que não posso aumentar meu poder para além desses 300% do original. Já suguei diversas almas, mas não tenho qualquer aumento mais. Como sou poderosa, é fácil pegar todos nesse mundo dos mortos ― explicou Violeta.

 

Rael ficou em silêncio sem saber o que dizer. Podia ser dito que eles já estavam negociando e se conhecendo.

 

― Para ajudar Natalia, o que você quer em troca? Ser revivida? Rael ainda não tem a capacidade de fazer isso. Mas se Natalia tomar controle do Espectro, podemos prometer que não danificaremos a sua alma e deixaremos você segura até Rael ter poder pra tal tarefa ― disse Alexia calmamente.

 

― Isso iria demorar muito, e eu tenho uma ideia muito melhor, ideia essa que também vai ajudar a Violeta de vocês. Minha ideia é de me fundir com ela. Uma fusão minha com a outra Violeta aumentaria o poder dela atual em 60%, o que a faria se tornar um pouco mais forte que Alice ― disse Violeta calmamente e esperou uma resposta de seus ouvintes.

 

― Uma fusão? ― Alexia perguntou curiosa.

 

― Sim, e será das mais simples porque o corpo dela basicamente já foi o meu. Assim, minha alma poderá se encaixar perfeitamente no corpo dela, desde que o ritual seja feito e ela o aceite ― explicou Violeta. Alexia olhou para Rael e o jovem retribuiu o olhar, ambos estavam interrogativos e ao mesmo tempo interessados naquela proposta. Uma de suas aliadas aumentar exponencialmente o poder seria muito bom, mas a que risco valeria essa troca?

 

― Eu posso pensar nisso, mas você não será a parte dominante. Não será a alma que dominará o corpo da nossa aliada... ― Alexia iria continuar falando, mas Violeta a interrompeu:

 

― Concordo. Eu não tenho direito a isso, tenho até mesmo uma ideia melhor. Vocês podem colocar a minha consciência no clone que Violeta pode conjurar. Assim, quando ela utilizar o clone, serei eu em meus 100% consciente. Resumindo, será como se tivesse duas Violetas, o que por si só é ótimo reforço; e eu seria imortal, morrendo somente se o corpo principal morresse, coisa que eu jamais deixaria acontecer. Eu me tornando a habilidade dela, quando ela me conjurar, nem terá porcentagem de poder perdido. Eu serei uma clonagem perfeita de Violeta e isso abrangeria bem mais que simples 60% do aumento de poder adquirido na fusão. Seria praticamente como tê-lo dobrado ― disse ela. Ouvindo essa explicação, Rael não deixou de ficar boquiaberto. O jovem entendeu tudo, embora não sabia se acreditava naquela mulher.

 

― Rael, traga a nossa Violeta aqui imediatamente. Ela mesma precisa ouvir essa proposta ― disse Alexia, consentindo com a ideia. Ela acreditou na Violeta ressurgida. Fazer parte de seu antigo corpo seria muito melhor do que perder sua existência para um ser que é apenas uma marionete de alguém poderoso e ainda desconhecido.

 

Minutos depois de utilizar o portal e buscar Violeta, todos os que precisavam ter essa reunião estavam ali. A violadora Violeta ouviu toda a explicação da outra e concordou facilmente com os termos. Não era difícil pensar nos benefícios, as duas só tinham a ganhar naquela fusão. Quando a outra Violeta – que não é mais uma violadora nem devoradora por ter as maldições anuladas com sua morte – quisesse sair, ela simplesmente sairia do corpo original, e o aumento de poder seria fixo em 60% na violadora, independente se o clone estiver ou não em seu corpo original. Somente isso já deixaria qualquer ser de água na boca.

 

Referente ao termo de ser a alma dominante do corpo, Alexia iria criar o ritual e garantir que tudo corresse minunciosamente bem, sem haver nenhum erro ou desvantagem para nenhuma das partes. As duas só precisariam concordar durante o ritual e se tornariam uma só ao final do processo.

 

― O Espectro Sombrio fica mais poderoso a cada momento. Eu tenho uma estimativa de que em três dias ele estará mais forte que eu. Se fizerem a Contenda agora, eu posso garantir que protegerei Natalia tranquilamente pelas seis horas que precisam. Vou me manter em fuga com ela e não deixarei que ele a capture. Mas depois de três dias será bastante difícil para mim ― explicou a Violeta com aura da morte.

 

― Vamos preparar tudo imediatamente. Começarei agora mesmo! ― disse Alexia com seus olhos brilhando. Ela retirou uma espécie de boneco metálico de seus pertences, um boneco brilhante e se assemelhava a um tipo de padre com um livro em mãos, havia alguns símbolos bem pequenos incrustados em toda a sua extensão.

 

― O que isso? ― perguntou Rael curioso.

 

― Peguei com o velho servo antes de tirar a vida dele. É um templo de controle do Espectro Sombrio para se caso eles se rebelem contra o seu mestre, mas também pode ser usado para antecipar o embate. Chamamos de Contenda porque o Espectro tentará tomar total controle do corpo de Natalia através de torturas inimagináveis e ela precisará aguentar a tudo isso. Se ele falhar ele se torna o poder dela, mas se ele vencer esse embate tomará posse definitiva do corpo dela.

 

Alexia segurou o boneco e concentrou seu poder. Os símbolos brilharam e todo o boneco metálico vibrava nas mãos dela. Mantendo o boneco na palma da mão direita, a menina soberana o atingiu no chão e vários símbolos se formaram, espalhando-se em volta dos pés de Alexia e tomando proporções maiores enquanto alcançava os pés de Rael e todos os outros próximos. Rael e os outros deram alguns passos para trás quando as paredes começaram a crescer do nada em volta deles, o cercando lentamente.

 

Natalia e Mara estavam na porta, analisando o que poderia estar acontecendo. Elas viam Rael junto com duas Violetas. Uma das Violetas possuía aura da morte e elas sabiam o que aquilo significava, mas não tinham medo por saberem que Alexia estava com eles e não os deixaria em risco.

 

Mara estendeu a mão e segurou a tímida mão de Natalia, as duas lançaram um olhar terno uma para outra. Natalia sorriu timidamente e Mara manteve um sorriso mais confiante. Elas quase podiam dizer mentalmente uma para a outra que tudo ficaria bem.

 

Mara sabia o que estava acontecendo com Natalia, mas até o momento nem a própria sabia e nem poderia saber. Dessa forma, Mara só poderia apoiá-la em silêncio.

 

― Mara, você sabe o que está acontecendo? As vezes eu penso que Rael e Alexia estão me escondendo algo... Você me contaria se soubesse de qualquer coisa, certo? ― Natalia perguntou com uma face inocente e gentil. Mesmo que ela estivesse mudado um pouco, ela ainda agia quase da mesma forma com os seus.

 

― Eles estão tentando ajudar você a resolver esse seu problema, essa é toda a verdade que você precisa saber por enquanto, prima. ― disse Mara de volta, mantendo um sorriso caloroso e segurando a mão de Natalia. Elas confiavam uma na outra, mesmo que houvesse segredos, esses não eram prejudiciais a nenhuma das duas.

 

Com apenas um movimento de mãos, paredes feitas de pedras cristalizadas tinham subido, formando um salão espaçoso quase vazio. Um altar de ouro surgiu atrás do grupo e até mesmo o chão possuía um piso prateado. O local que Alexia criou com apenas um movimento parecia uma parte reservada e luxuosa de um belo castelo. Atrás do altar subiram um total de sete estátuas azuis de rocha pura, cada uma de dois metros. Elas seguravam livros feitos também de rocha em uma mão e com a outra estavam apontadas para a frente do altar.

 

― Então esse é o templo usado contra eles? ― perguntou Violeta com aura da morte, olhando em volta com curiosidade.

 

― Exatamente. ― disse Alexia, depois continuou se virando para Rael: ― Rael, você precisa fazer sua barreira aqui. Teremos que trazer Natalia aqui para dentro e depois você deve remover a marca dela, de modo que ela não possa fugir. Quando começarmos a enfrentar o Espectro, ele tentará fugir desse lugar, e poderá possuir o corpo de Natalia para escapar. Temos que manter o corpo dela aqui dentro até que ela consiga superá-lo pelas próximas horas.

 

Todos saíram conforme foi ordenado. Alexia foi conversar com Natalia para preparar as últimas coisas que precisava e as duas Violeta ficaram lado a lado, cada uma com braços cruzados e fitando uma a outra. Elas estavam se analisando e pensando em como seria dividir o mesmo corpo, como será que funcionaria o mesmo corpo com duas almas? No momento que a outra se tornasse o clone, estaria de volta com a maldição das violadoras.

 

― Quando você servia a Cristalandio, parecia muito cheia de si... Queria de todas as formas nos arrastar para o seu lado ― disse a violadora.

 

― Eu sei que fiz muitas coisas malignas, mas você sabe que não era o meu real desejo. Você e eu somos uma só, e você sabe disso. Eu ainda tenho todas as memórias do poder que tive quando era serva daquele deus. Podemos usar isso em nosso favor e nos tornaremos ainda mais poderosas ― disse a outra Violeta. Elas sorriram uma para a outra e pareciam se entender agora. Depois das explicações, tudo ficou evidente que não era um truque da Violeta morta. O máximo que ela iria conseguir se continuasse no Mundo Morto seria virar refeição do Espectro e desaparecer de toda a existência. Por outro lado, se ela se juntasse com a Violeta desse mundo, ela poderia continuar a existir, continuar a viver e continuar suas ambições.

 

― O que aconteceu com os espíritos de Natalia e Rita? Você sabe? ― perguntou a original.

 

― Eu procurei por elas, mas não as encontrei. Acho que foram mortas e deixadas na outra dimensão no momento que foram transformadas. Só não ocorreu o mesmo comigo porque meu nível é de fato muito alto. Embora tenham tomado o controle da minha cabeça na maior parte das coisas, eu ainda tinha alguns sentimentos e controle emocional ― explicou a outra.

 

― Então nenhum dos devoradores mortos desse lado, viraram espíritos daqui?

 

― Não, porque eram todos corpos sem vontade. Eles não tinham sentimento, e era por isso que não havia cura para aquela transformação. Ou os espíritos deles foram destruídos, ou simplesmente foram removidos de seus corpos.

 

― E os outros aliados de Rael, você tem conhecimento? ― perguntou Violeta, que soube da morte dos discípulos de Rael.

 

― Você acha que eu sei deles? Eu mal consigo cuidar de mim desse lado. Ah, eu matei e absorvi Nero, o reino final que sabia do nosso segredo. E também tem outra coisa: Eu tenho a receita de um remédio que pode cancelar os efeitos de nossa fraqueza. No futuro, a erva Alada não será mais um problema para as Violadoras aliadas. ― explicou a Violeta morta.

 

― Como você conseguiu isso?

 

― Eu servi a um deus poderoso. Com isso, tive muito conhecimento banhado em minha mente. Me diga, você acha que Rael vai mesmo conseguir libertar todas nós dessa maldição? ― perguntou a Violeta com aura de morte.

 

― Eu não sei exatamente, mas ele está progredindo muito da maneira dele. Comete alguns erros banais e tem uma sorte inexplicável. É um mulherengo, basicamente poderia ser classificado como um tarado, mas é uma pessoa boa e tem um grande coração, mesmo com o passado ruim que ele teve. Ele segue à risca o respeito por nós e não nos toca, o que é muito bom, principalmente agora que temos Alice conosco. A evolução dele é genial e não é nem um pouco lenta, e somado a isso, conseguiu ter Alexia como um reforço excepcional do nosso lado ― disse a violadora.

 

― A Soberana... Acha que poderíamos confiar nela? Enquanto não descobrirem que o Herdeiro está nesse mundo ignorado por todos, a convivência com ela é mil maravilhas, mas no momento em que for impossível esconder sua presença, ela poderá fugir e deixar todos na mão. Não se esqueça, ela é um dragão e esses seres só pensam em sua linhagem.

 

― Ela não vai, Alexia tem um pacto de sangue com Rael e não há como nos trair. Até o momento, ela continua fazendo muito por nós ― disse Violeta. A outra, vendo que não tinha como continuar debatendo, apenas desistiu se resignando em um suspiro longo.

 

Dentro do templo, com suas portas e janelas fechadas, os olhos de Rael irradiavam um brilho mesmo estando fechados enquanto o mesmo permanecia apenas de calça. Ele havia retirado suas vestimentas cobriam a parte superior de seu corpo.  Três símbolos estavam no ar brilhando majestosamente. O símbolo verde, que representava a Vida, o azul, representando a Água, e o transparente, respectivo ao Vento. Os três formavam um triângulo no ar acima de sua cabeça, tendo ele como o centro. Rael entoava um estranho cântico sem abrir os olhos. No peito, o medalhão que Seimon havia lhe dado até hoje continuava no mesmo lugar.

 

Os três símbolos brilhavam irradiando uma forte aura e três figuras transparentes como se fossem cultivadores fantasmas surgiram embaixo de cada símbolo, eram os ancestrais do poder de Rael. Eles pareciam estar sentados no ar de pernas cruzadas e mãos sobre o colo. Todos os três entoavam o mesmo cântico de Rael de olhos fechados. Aquilo lembrava muito uma oração antiga em forma musical.

 

Pergaminhos físicos estavam abertos no ar, exibindo páginas que chegavam a um metro de cumprimento estendidas. Havia vários símbolos brilhantes sobre cada página. Esses símbolos saiam das páginas lentamente e depois eram lançados nas paredes em volta, e em todos os pontos possíveis. Cada símbolo atingia uma pequena parte da parede e a mesma brilhava enquanto o ponto atingido ativava a sua proteção.

 

Os símbolos que avançavam eram brancos como esferas brilhantes, a medida que encostavam nas paredes ou no solo sumiam, se transformando em pura energia. Rael continuava entoando o cântico junto com as três figuras sentadas no ar. Rael podia senti-los, mas não se importava. Ele tinha algumas perguntas em sua mente, mas naquele momento não poderia fazê-las porque eles estavam ali para cumprir a missão e o comando de Rael de criar a barreira. No momento que ele tentasse um contato diferente, tudo seria cancelado e eles sumiriam de imediato.

 

Do lado de fora, Alexia conversava com Natalia. A soberana tinha levado Natalia para longe de Mara e falava em particular com a mesma. Ela tinha colocado uma corrente vermelha no pescoço de Natalia e agora estava falando toda a verdade, aproveitando que o Espectro não poderia perceber o contato. Quando Natalia ouviu a verdade ficou perplexa. Ela mal podia acreditar nas palavras de Alexia.

 

― ... E quando entramos no templo, ele vai perceber e tentará dominar sua mente. Você terá que ser muito forte e não desistir de sua existência, Natalia. Se você ama Rael e deseja ficar com ele, então terá de encarar esse desafio ― disse Alexia, sendo sincera em suas palavras.

 

― Todas essas mortes... é culpa minha? ― Natalia estava surpresa depois de ouvir toda a verdade. Ela parecia mais incomodada com as vidas inocentes tiradas do que a parte de lutar contra o espectro.

 

― Se você conseguir resistir poderá se tornar um poderoso pilar ao lado de Rael. Controlando o poder do Espectro Sombrio que há em você, você se tornará possuidora de um grande poder. Seu poder eventualmente poderá ficar maior do que o de uma violadora e, talvez, chegará até mesmo próximo do meu. Quer ficar com Rael para sempre e o ajudar em sua jornada? Essa é sua chance! Se você desistir e deixar o Espectro dominar sua mente, perderá tudo isso ― disse Alexia, sem se incomodar com as palavras de Natalia. Ouvindo as palavras de Alexia, a expressão de Natalia até mudou um pouco para uma mais determinada e firme. Ela parecia quase pronta para encarar qualquer coisa que viesse.

 

― Você terá ajuda quando tudo começar, mas ninguém garante que algo pode nos surpreender e dar errado. Se algo acontecer, nem eu, nem Rael e nem ninguém mais poderá te ajudar. Seja forte e aguente qualquer sofrimento e então você conseguirá, pequena. Não vou mentir para você e dizer que será um desafio fácil, mas a sua única opção é lutar, resistir e vencer. Haverá um tempo limite e você só precisa resistir a ele até o final.

 

― Eu vou conseguir. Se for por Rael eu vou conseguir, não importa pelo que eu passe. Por ele, eu farei qualquer coisa! ― depois de ouvir as palavras de Alexia, Natalia até parecia ter um pouco mais de aceitação com sua situação. Em vez de continuar se culpando, ela de repente começou a pensar em superar seja lá qual for o desafio que viria pela frente. Alexia deu a ela mais dois anéis mágicos que a ajudariam e também colocou uma marca nela, semelhante a uma tatuagem de dragão. Alexia fez tudo o que pôde para garantir qualquer ajuda a Natalia, caso desse algo de errado com ajuda de Violeta com aura de morte.

 

Rael finalmente saiu do templo, chamando a atenção de todos. Principalmente das duas Violetas, que estavam próximas a porta ainda conversando. Ele já tinha colocado suas roupas de volta.