Evil Emperor’s Wild Consort

398 - Inimigos Numa Estrada Estreita (Parte 2)

Tradução: Spike | Revisão: Luis Gimenes

“Mãe, essa não é a minha irmã. Ela se foi.”

O rosto de Dongfang Shaoze deixou transparecer uma expressão de perturbação. Desde que a notícia da morte de sua irmã mais velha chegou aos seus ouvidos, sua mãe se isolou na montanha, se recusando a sair.

“Sim, Yu’er se foi. Como uma pessoa morta voltaria à vida?”

Pu tong!

As pernas da bela mulher cederam e ela sentou novamente na cadeira de vime. Ela levou sua mão ao peito e o apertou. Doía tanto que ela mal podia respirar!

Depois de tantos anos, aquele tipo de dor havia se tornado sua companhia. Nunca cessava.

“Ze’er, essa jovem deve ser a filha de Yu’er, certo? Aquela que você mencionou. Minha neta Gu Ruoyun?” A bela mulher se acalmou e seus olhos sedutores observavam as características que muito se assemelhavam às de Dongfang Yu: “Parecida, muito parecida. Ela pode ser mais jovem que Yu’er, mais inocente, mas suas feições, eu posso ver traços de Yu’er. Yun’er, por favor venha aqui para que eu possa dar uma boa olhada em você. Eu ouvi sobre seu conflito através de Ze’er. Pobrezinha, você passou por tanta coisa por todos esses anos.”

Ao encarar a mulher a sua frente, Gu Ruoyun não se sentia tão rígida quanto se sentiu quando se encontrou com o Mestre Dongfang. Ela andou em direção a Lan Yuge obedientemente e sorriu: “Vovó, vim para te visitar.”

"Aih."

Lan Yuge puxou a jovem para os seus braços e exclamou aos prantos: “Yun’er, minha criança, esses anos devem ter sido complicados para você. É tudo nossa culpa, seus avós têm sido inúteis, incapazes de te ajudar, te causando sofrimento e amargura. Não deve ter sido fácil pra você essa jornada.”

Enquanto ela falava, Lan Yuge sentia uma dor forte.

Essa criança tinha apenas um pouco mais de dez anos, ela pensou. Uma criança, tendo que vaguear sozinha pelo mundo, passando por perigos que uma criança normal jamais teria que encarar. Uma menina tão jovem deveria ter sido mimada nos braços dos pais. Mesmo assim, ela perdeu ambos.

“Mãe, vou deixar você e Yun’er conversando sozinhas. Vou me retirar.”

Vendo o quanto Gu Ruoyun não havia rejeitado Lan Yuge, Dongfang Shaoze sentiu um peso levantando de suas costas e resolveu dar um tempo para as duas. Ele se virou e saiu do chalé solitário...

Depois de sua saída, o chalé ficou em silêncio.

Gu Ruoyun deitou nos braços de Lan Yuge. Naquele momento, ela sentiu seu coração se acalmar e fechou vagarosamente seus olhos, enquanto era embalada pelo abraço aconchegante da bela mulher.

“Yun’er, você culpa seus avós? Nós te deixamos no Reino do Dragão por tantos anos e nunca fomos te visitar.”

Culpar?

Gu Ruoyun sorriu. Na verdade, ela já não era mais a Gu Ruoyun original. Mas se a Gu Ruoyun anterior tivesse descoberto que ela era na verdade a neta materna da Família Dongfang, após sua morte, provavelmente os culparia.

Porque essas pessoas nunca foram lhe visitar quando ainda era viva, nem uma vez sequer.

"Aih."

Lan Yuge suspirou: “Eu sei que lá no fundo, você deve estar nos culpando. Eu imagino que você já tenha encontrado seu avô ontem, mas eu não sei se ele te contou a real razão pela qual a Família Dongfang cortou os laços com Yu’er.”

A verdadeira razão? Gu Ruoyun ergueu suas sobrancelhas enquanto imaginava, poderia isso ter a ver com o incidente de anos atrás?

“Yun’er, seu avô sempre teve uma personalidade rudimentar. Ele põe tudo em seu coração. Eu sei que você o está culpando, culpando por não proteger sua mãe e culpando por não proteger você e seu irmão. Na verdade, eu o culpo também. Mas eu também me culpo mais do que qualquer um.”

“A Família Dongfang tem inimigos demais. Naquele ano, muitas forças quiseram formar uma aliança para cercar a Família Dongfang. Coincidentemente, sua mãe e seu pai se apaixonaram e fugiram para um lugar distante. Então seu avô não contou a sua mãe sobre isso, já que muitas forças poderosas queriam saber do paradeiro de sua mãe. Então seu avô incitou sua mãe de propósito. Honestamente, o problema da Família Gu foi apenas uma desculpa para fazer com que sua mãe mudasse de identidade e cortasse os laços com a Família Dongfang. Era tudo uma desculpa. Seu avô pensou que isso poderia dar a sua mãe uma vida mais pacífica.”




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.