Evil Emperor’s Wild Consort

327 - Recolhendo as Mercadorias (Parte 3)

Tradução: illusia | Revisão: Luis Gimenes

Os olhos de Hong Yun se iluminaram enquanto olhava com avidez para as ervas medicinais. Felizmente, ele não tinha ouvido aquele puto do Xia Zixi. Caso contrário, esta mulher teria levado todas as ervas embora!

Gu Ruoyun balançou a cabeça em sinal de desaprovação e respondeu calmamente: "Eu já não tinha te falado que não é pra você ficar aqui?! Se algo te acontecer, não é nem da minha conta.”

“Haha!” Hong Yun riu loucamente: "Gu Ruoyun, pode tirar o cavalinho da chuva porque eu consigo até adivinhar o que você está pensando. Você combinou com Xia Zixi para nos mandar embora e ficar com todas as coisas boas pra você! Hmmph! Ainda bem que não sou qualquer um a ponto de ser tão estúpido e cair na sua conversinha.”

Mas, o que não tinha passado pela cabeça de Hong Yun, era que, como ele nunca tinha colocado os pés na Montanha Celestial, ele nunca havia enfrentado uma besta espiritual que vivia lá.

"Moyu, não dê Ibope pra ele. Pegue as ervas.”

Gu Ruoyun fez uma breve pausa e então continuou: “E se ele ficar na sua frente, pode matar.”

“Hmph!”

Hong Yun zombou friamente, seus olhos cheios de desdém.

"Vocês tem o que? Meia dúzia?! E estão querendo me pegar? Tenho que reconhecer que você é muito habilidosa, realmente, porque senão não teria sido capaz de convencer uma guerreira de nível Rei Marcial a te servir. Infelizmente, pra você, eu, Hong Yun, não sou fraco! E vou tomar essas ervas de você. Então, se você não sabe o que é melhor pra você, eu te dou a oportunidade de saber a real diferença de poder entre vocês e a Cidade Celestial!”

Hong!

De repente, os ventos selvagens começaram a subir e as vestes do ancião dançaram junto com ele. O seu cabelo branco se espalhava de uma maneira arrogante.

Ele olhou friamente para Gu Ruoyun, desdenhando claramente. Era como se ele tivesse a certeza de que essa criança não iria se opor a ele.

É verdade que o Empório das Cem Ervas tem grande poder, mas isso fica no mundinho do próprio Empório. Essa menina pode até ser a dona do Empório, mas isso não significa que ela seja uma lutadora poderosa. Aqui, ela não seria páreo para ele, mesmo que ela tivesse uma guerreira de n[ivel Rei Marcial cujos poderes estavam no mesmo nível que os dele.

Gu Ruoyun bufou, seus olhos mostraram um quê de impaciência. Sua voz estava calma e lentamente atravessaram os arredores tranquilos da montanha.

"Moyu, termine isso no máximo em três minutos."

"Mestra, três minutos é mais do que suficiente." Moyu sorriu e respondeu com confiança: "Para derrotar esse patife um minuto é mais do que suficiente."

Hong Yun ficou chocadíssimo. De repente, ele riu, e lágrimas começaram a escorrer-lhe pela cara.

Mas que piada!

Tanto ele quanto a guarda eram ambos Reis Marciais de baixo nível, mas ela está dizendo que o derrotaria em menos de um minuto? Ele nunca viu tanta arrogância, especialmente neste nível.

"Menina, os humanos não devem ser muito arrogantes. Um dia você vai se arrepender" Hong Yun rangeu os dentes e olhou com ódio, "Agora, me permita te ensinar o significado de humildade!"

Hua!

Então, sem lhe dar a oportunidade de falar, Hong Yun atacou Moyu.

A sua espada foi rápida e direta. De longe, só seria capaz de ver um borrão azul e desfocado com a leve impressão de uma garra golpeando para frente. Uma poderosa Aura se elevou e um vento forte chicoteou as folhas caídas em um tornado que envolveu em torno do corpo do ancião.

Hong!

O vento da espada bateu violentamente, abrindo um buraco no chão. Mas logo, o sorriso sinistro de Hong Yun congelou e olhou fixamente para a garota incólume no chão. Apertou o punho com tanta força que tremeu.

Entre os Reis Marciais, Hong Yun estava muito confiante de que ele era o mais rápido em velocidade.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.