Evil Emperor’s Wild Consort

280 - Xia Qi, O hipócrita (Parte 8)

Claro que Gu Ruoyun não estava ciente do incidente no Empório das Cem Ervas. Ela estava na Mansão Xia, indo em direção ao pátio exterior quando foi abordada por um grupo de pessoas.

O líder do grupo era um homem vestido com roupas ricamente bordadas. Seus olhos examinavam a jovem diante dele da cabeça aos pés. Seus lábios carregavam um traço de desdém e seu queixo se ergueu como se ela só fosse digna de olhar para ele de baixo pra cima.

"Você é Gu Ruoyun? Eu acho que não. Os rumores dizem que você domou o Dragão Índigo e o Tigre Branco. Mas, com tais majestosas bestas em suas mãos, como você pode se vestir como uma comerciante fedorenta? Haha! Eu acho que você deliberadamente mandou gente para espalhar essas notícias falsas para que o mundo olhe pra você como se você fosse mais do que realmente é. Eu, Xia Ying, nunca conheci uma mulher tão sem vergonha!"

Exatamente. Ele acreditava que essa mulher não tinha as Bestas Divinas na verdade! Ela deve ter criado todas essas histórias fantásticas só pra convencer o mundo de que as Bestas Divinas lhe tinham jurado lealdade e devoção a ela.

Ele não conseguia entender. Por quê o Mestre trouxe uma mulher tão sem classe como ela para a Mansão da Família Xia?

"Afaste-se!"

Gu Ruoyun franziu a testa e disse calmamente.

"Haha, você terá que nos derrotar primeiro se quiser que nós nos afastemos!" Disse o homem de vestes ricamente bordadas e observou Gu Ruoyun: " Se você é uma comerciante, você é uma comerciante. Não importa o quão poderoso o Empório das Cem Ervas se torne, isso não mudará a natureza dos comerciantes! Quando comparados a mim, acredito que as Bestas Divinas certamente me escolherão, desde que não sejam cegas! Mas você é bem bonitinha também, que tal se tornar minha concubina? Daí eu tomo a pílula amarga e te levo comigo, hahaha!"

O homem de aparência rica riu de novo e as pessoas que estavam atrás dele riram com ele.

"Gu Ruoyun, nosso mestre é o primeiro parente distante da Família Xia! As habilidades dele não estão tão distantes dos que são descendentes diretos, seguí-lo seria muito melhor do que ficar trabalhando e dando duro."

"Exatamente. Uma mulher deve parecer uma mulher! Apoiar em um marido e cuidar das crianças é o que deve fazer. Caso contrário, ninguém iria querer uma mulher como você, mesmo que você seja realmente talentosa para eles como concubina, quem dirá esposa! Felizmente, nosso mestre é bom e está disposto a levá-la consigo. Senão você corre o risco de nunca mais achar um homem pelo resto da vida. Haha!"

"Então é isso! Uma vez que você se torne concubina do nosso mestre, tudo que você tem deverá pertencer ao nosso mestre. Não se esqueça de preparar o Empório das Cem Ervas como seu dote, ele pode ser fedorento, mas nosso mestre certamente o aceitará, relutantemente."

O grupo ria como se Gu Ruoyun fosse se casar com o mestre deles e o Empório das Cem Ervas já estivesse na sacola.

Ouvindo isso, Gu Ruoyun sequer ficou brava. Ela sorriu e lentamente andou na direção do homem de boas vestes que estava na frente do grupo: "Você quer o meu Empório das Cem Ervas? Bem... Vamos ver se você tem habilidade pra isso."

O rosto do homem mudou de cor e ele respondeu friamente: "Se você não quer fazer as coisas do jeito mais fácil, então vamos pelo jeito mais difícil! Se não concordar em entregar o Empório das Cem Ervas hoje, nem pense em deixar esse lugar."

"Oh?" Gu Ruoyun ergueu uma das sobrancelhas e sorriu: "Já que está disposto a isso, como eu não concordaria? Se eu recusar, não estaria desperdiçando sua tagarelice?"

Naquele momento, o rosto do homem rico ficou feio.

Ela sabia que ele diria aquelas coisas para forçá-la a agir. Pois, se ela colocasse uma das mãos sobre os irmãos da Família Xia, o Mestre, que agora protegia a garota, nunca deixaria que ela se safasse disso. Além do mais, ela sabia que eles haviam sido enviados pelo Segundo Mestre!