Evil Emperor’s Wild Consort

259 - O Primeiro Choque (Parte 3)

No meio do barulho no restaurante, Gu Ruoyun, de repente sentiu um olhar sinistro em sua direção. Ela franziu a testa e olhou em direção ao olhar. No entanto, o olhar que ela havia sentido estava longe de ser encontrado no meio da multidão.

Ou será que ela estava errada?

Gu Ruoyun balançou a cabeça e voltou a olhar para sua xícara, saboreando seu chá, mas mantendo seus sentidos em alerta, investigando todos os movimentos ao redor dela...

Então, ninguém percebeu o homem de preto que se escondia dentro dos compartimentos superiores do restaurante, fixando os olhos maliciosamente em Gu Ruoyun, que falava alegre e espirituosamente a Zuo Shangchen. Ele fechou seus punhos firmemente, contendo a intenção assassina dentro de si.

Ele nunca pensou que tudo viraria de cabeça para baixo durante a breve estadia que ele passou longe do Reino da Tartaruga Negra. Empório das Cem Ervas? E daí? Ele pensou. Mesmo que essa mulher fosse unha e carne com o Empório das Cem Ervas, ele não permitiria que ela vivesse um segundo a mais.

Seja ela ou Pang Ran, ambos tem que morrer!

"Concubina Imperial - minha mãe, tio, eu, seu filho, buscarei vingança por vocês! Não permitirei que vocês morram tragicamente nas mãos de pessoas tão vilanescas."

Ódio.

Como não sentir ódio?

Não importa o quão excelente ele se mostrou durante todos estes anos, só Pang Ran tinha lugar no coração de seu pai. Sou milhões de vezes melhor do que Pang Ran, porque meu pai não me reconhece pelo meu trabalho duro? Ele pensou acintosamente. Nem minha mãe conseguiu ter lugar no coração de meu pai!

O amor daquele homem era destinado apenas àqueles dois!

Agora eu dependo só do meu próprio esforço para atrair a atenção da Família Xia, se eu me tornar Imperador, então determinarei a morte destes dois! Então terei conseguido vingança!

Mas, minha mãe está morta agora! E tudo por causa do homem que ela mais amou! Ela amou meu pai tanto e tão profundamente, como ela pôde ter conspirado com meu Tio? Isso certamente é uma manobra de Pang Ran e sua mãe!

Claro, o Empório das Cem Ervas não pode ser separado deste caso.

"Gu Ruoyun, parece que ouvi falar que o Segundo Mestre da Família Xia quer saber do paradeiro dela! Se eu puder vender a informação sobre sua presença no Reino da Tartaruga Negra para Xia Qi, talvez possa ser capaz de utilizar as forças da Família Xia para eliminá-la!"

Qualquer um que tenha ajudado Pang Ran e sua mãe deve morrer!

"Pang Ran, Gu Ruoyun, e aquela tal daquela Imperatriz, nunca os perdoarei pelo que fizeram! Além disso, mais cedo ou mais tarde, o Reino da Tartaruga Negra será meu!" Pang Fei rangeu seus dentes ferozmente, encarando com frieza as pessoas à sua frente, os lábios, escondidos pela máscara preta, formavam um sorriso sinistro.

...

No saguão do restaurante.

Pang Ran estava dando seu melhor para conseguir favores com Zuo Shangchen e Gu Ruoyun, quando de repente, de rabo de olho ele viu, para seu espanto, um homem de vestes negras passando ao lado dele. E rapidamente ele ergueu as sobrancelhas.

"O que está errado, Pang Ran?" Gu Ruoyun perguntou, notando o comportamento estranho de Pang Ran.

"Deusa, eu estou com a sensação de que este homem, de costas, parece meu irmão."

Mas não pode ser. Com o atual status do filho da Concubina Lin, ele não ousaria vir até aqui. Acho que estou errado.

Pang Ran livrou-se desse pensamento, "Acho que tô pensando demais nisso, desde o incidente com a Concubina Lin, meu irmão sumiu misteriosamente. Meu pai já procurou por ele em todos os lugares e não pôde encontrá-lo. Ele não iria simplesmente aparecer por aqui numa hora dessas, especialmente porque a pena para a tentativa de regicídio da Concubina Lin consiste na execução da sua linhagem até a terceira geração."

Gu Ruoyun não disse nada, só ficou, com seus olhos límpidos encarando friamente o manto negro desaparecendo na sua frente e um brilho frio cruzou seu olhar.

Se a intuição dela estava certa, o olhar sinistro que ela sentiu a pouco veio daquele homem...