Evil Emperor’s Wild Consort

255 - A Chegada da Família Xia (Parte 15)

"Reportando ao segundo mestre, nossos homens já estão no Empório das Cem Ervas no Reino do Dragão. No entanto... Parece que Gu Ruoyun não está lá." Disse um homem que estava encharcado de suor frio, tremendo de medo enquanto aguardava a resposta do homem de meia-idade.

Mesmo que o segundo mestre sempre mostrasse um rosto gentil e acolhedor, só eles sabiam que esse homem era obscuro e cruel até os ossos. Qualquer um que o ofendesse jamais viveria em paz!

Uma névoa se formou nos olhos de Xia Qi, seus lábios formaram um estranho bico: "Xia Linyu, dessa vez ninguém poderá te salvar ou salvar ao seu pai! Mesmo que a sua viagem seja proveitosa e você tenha sucesso em curar a tuberculose em seu corpo, isso não significa que seu pai tenha a mesma boa sorte! A Família Xia... será minha cedo ou tarde! E eu eliminarei qualquer coisa que estiver em meu caminho!"

No restaurante, Gu Ruoyun olhava para o malfeitor que estava se abanando com um sorriso namorador estampado em seu rosto, e ela esfregou as têmporas como se estivesse com dor de cabeça. Essa pessoa era como uma alma que ainda tinha que procurar seu rumo. E não importava onde ela estivesse, ele sempre esbarrava nela.{{Illusia: Isso se chama stalker e não é legal. Eu já teria ligado pra polícia...rs}}

"O que? Sem aias pra te carregar hoje?"

Toda vez que esse demônio aparecia ele sempre ficava deitado preguiçosamente no seu palanquim. Hoje, não havia nem palanquim e nem aias à vista, era realmente uma coisa rara. Gu Ruoyun estava um pouco surpresa.

Zuo Shangchen sorriu gentilmente, seu rosto belo exibia um sorriso brincalhão, os cantos de seus lábios levantados para cima formavam um sorriso que era absolutamente magnífico.

"Eu preciso me movimentar às vezes, você não concorda, Xiao Yun'er?"

Desde que esse demônio apareceu, o restaurante inteiro ficou em silêncio. Especialmente as mocinhas solteiras que não podiam desgrudar os olhos dele. Elas pensavam que o Terceiro Príncipe do Reino da Tartaruga Negra era bonito o suficiente, mas nunca imaginaram que um homem pudesse ser tão bonito a esse ponto, seus olhares eram simplesmente capazes de causar a queda de uma cidade.

Até o seu menor sorriso poderia tocar alguém profundamente, tamanha era sua beleza que poderia virar as coisas de pernas pro ar.

Os olhos de Pang Ran iam da cara de um para a do outro, inseguro sobre o que pensar, seus olhares fofoqueiros o traíram.

"Este príncipe pode se sentar?" Os lábios de Zuo Shangchen sorriam superficialmente e seus olhos fixos em Gu Ruoyun desde o princípio.

"Sente. Por favor, sente-se. Sente em qualquer lugar que você preferir."

Antes de aguardar que Gu Ruoyun falasse, Pang Ran apressadamente levantou-se, seu rosto com um sorriso largo: "O Quarto Príncipe do Reino do Pássaro Vermelho nos agraciou com sua presença e, é um hóspede bem-vindo no Reino da Tartaruga Negra, não concorda, Deusa?"

Obviamente que Pang Ran já havia reconhecido Zuo Shangchen desde o princípio.

O que? O Quarto Príncipe do Reino do Pássaro Vermelho?

Os olhos das mocinhas que antes hesitavam agora estava acesos, pois algumas delas eram filhas de oficiais imperiais. E suas posições ditavam que elas nunca poderiam se casar com plebeus. Não importa o quão belo o homem fosse, ele nunca se igualaria a elas se não tivesse nenhum posto ou status social.

No entanto, isso era inteiramente diferente se ele fosse o Quarto Príncipe do Reino do Pássaro Vermelho.

Contanto que você pudesse se tornar a esposa ou concubina dele, o nome de sua família certamente se elevará por causa disso. Além disso, este era um homem de excepcional beleza.

Daí, algumas das meninas se levantaram e caminharam na direção de Zuo Shangchen. Elas simplesmente não podia esperar mais.

Uma garota vestida de branco, como uma pura e imaculada flor de lótus, timidamente abaixou sua cabeça e com a voz tão doce e melodiosa quanto um pássaro corrupião disse: "Sua Alteza Real, Quarto Príncipe, esta humilde garota é a filha do Primeiro-ministro do Reino da Tartaruga Negra, Xiang'er. Eu não esperava esbarrar com no elegante e bem comportado Quarto Príncipe. Se Sua Alteza Real não se importa, esta humilde garota poderia sentar-se com você?"

Olhando para a cena diante de si, Gu Ruoyun satisfeita ergueu sua xícara de chá, prazeirosamente assistindo ao show como uma espectadora. Seus lindos e claros olhos eram como um sorriso, mas não eram exatamente um sorriso.