Evil Emperor’s Wild Consort

234 - Incriminando (Parte 1)

Trigonotis peduncularis?

Pang Zihuang franziu suas sobrancelhas. Seus olhos estavam cheios de suspeita. — O que é trigonotis peduncularis? Nunca ouvimos falar disso!

— Trigonotis peduncularis é um tipo de erva venenosa. Geralmente, qualquer um que tenha contato com ela vai começar a experimentar seus efeitos venenosos de maneira atrasada. Se meu palpite estiver correto, alguém presenteou sua Majestade Imperial com uma planta. A planta secou depois de três dias e Vossa Majestade começou a sentir dores de cabeça desde então. Estou certa?

Gu Ruoyun sorriu gentilmente, seus olhos observavam Pang Zihuang desde o início.

Após ouvir as palavras dela, o rosto de Pang Zihuang afundou e seus olhos se tornaram vítreos como se eles estivesse observando uma paisagem longínqua.

Mas ele permaneceu em silêncio.

Como ele não falou, Gu Ruoyun não o pressionou por uma resposta. Contudo, apesar de Pang Zihuang estar de coração aberto, esse assunto era confidencial e ele não podia revelar assuntos palacianos para uma estranha.

— Senhora Gu — Pang Zihuang disse respirando profundamente, seus modos eram solenes. — Há salvação para nós?

Gu Ruoyun assentiu revelando um começo de sorriso. — Há um modo, no entanto… 

Ao ouvir que tinha chance de sobreviver, Pang Zihuang explodiu de alegria e disse rapidamente: — Senhora Gu, contanto que possamos ser salvos, cumpriremos qualquer requisito!

— Tudo bem!

Um brilho de luz cruzou os olhos dela e Gu Ruoyun sorriu radiante dizendo: — Se lembre de suas palavras, Vossa Majestade Imperial! Irei escrever uma lista de itens. Por gentileza peça aos seus homens que encontrem todos esses ingredientes listados e os leve à propriedade do Sexto Príncipe. Providenciarei o tratamento médico e administrarei a cura após isso. No entanto, você não tem muito tempo. É melhor que encontre os ingredientes dentro de três dias, se nos atrasarmos mais, não poderei prometer que você não terá problemas.

— Senhora Gu, Nós garantimos que Nós enviaremos os ingredientes em menos de três dias. Você só precisa nos dar a lista!

— Então… Eu vou esperar na propriedade do Sexto Príncipe.

Gu Ruoyun ergueu um pincel para escrita e prontamente escreveu os ingredientes para a cura num pedaço de papel, então, saiu do recinto com Pang Ran. No momento em que saíram, o rosto de Pang Zihuang ficou frio.

— Servos! — Ele disse solenemente — Levem essa lista ao consultório médico imperial. Temos que levar esses ingredientes para a propriedade do Sexto Príncipe imediatamente. Também convoquem a Concubina Imperial Lin.

Trigonotis Peduncularis…

Só pensar no nome congelou seu coração.

— Adorável Concubina Imperial Lin — ele murmurou irritado — Então você planejou nos ferir! Se o menino Pang Ran não tivesse convidado a Mestra do Empório das Cem Ervas, nós provavelmente nem saberíamos do que teríamos morrido!

Pang Zihuang rangeu seus dentes. Ele tinha sempre sido generoso para com a Concubina Lin por conta da relação dela com a Família Xia. Quem poderia saber que aquela mulher nos queria mortos! Ele se encolerizou. A erva Trigonotis Peduncularis tinha sido um presente da Concubina Lin, que nos disse que aliviaria a fadiga e o cansaço. Quem poderia esperar que murcharia em dois dias??! E naquele tempo, nós pensamos que era por ser algum tipo de planta de difícil cuidado.{{Ah, os Lírios que a gente tem que deixar na geladeira antes de plantar e torcer pra não confundirem com cebola e jogarem fora…. Entendo suas preocupações Pang Zihuang}} E nesse instante, uma luxuosa mão, branca como jade, lentamente abriu a porta da Sala de Estudos Imperial. Uma mulher linda em vestes reais entrou, seus passos eram leves como a lótus, seus movimentos cintilantes eram tão delicados. Ela sorriu suavemente e riu em direção a Pang Zihuang, antes de se curvar em saudação:

— Sua serva presta respeito à Vossa Alteza Imperial. Esta humilde concubina não sabe porque ela foi convocada. O que Vossa Alteza Imperial deseja?

Blam!

Pang Zihuang bateu a mão na mesa com força. Uma veia rosa brotou em sua testa de nervoso, seu rosto estava lívido de ódio.

— Concubina Lin você está ciente do crime que cometeu?