Evil Emperor’s Wild Consort

207 - Carma (Parte 3)

Do lado de fora do terreno, dentro de uma multidão barulhenta, um homem bravo de meia-idade surgiu e olhou para a mulher que, lentamente, saia de dentro da casa. Seus olhos estavam em chamas, mas ele não se atreveu a dar nenhum passo para dentro do território dela.

E não só ele não se atrevia, mesmo as pessoas do Palácio Yin da Escuridão não tinham como quebrar a matriz. Ele não teria chance nem de tentar a sorte.

Naquele instante, Wei Yiyi encarava friamente o homem que se parecia muito com um palhaço zangado. Seus lábios vermelhos num sorriso de desdém demonstrando seu total desprezo por ele.

Em seguida, Wei Yiyi virou-se e viu Gu Ruoyun andando em direção a ele calmamente. Ela levantou as sobrancelhas e disse: — Mestra, deixe-me lidar com isso. Há tempos me irrito com esse bando de tapados!

Para a sorte dela, ela decidiu seguir Gu Ruoyun desde cedo. Se não, ela provavelmente também estaria na lista negra...

— Gu Ruoyun, sua p*ta, você sequestrou seu próprio avô! Isso é um ato de rebelião. Mesmo que seu avô tenha cometido erros, ele sendo um ancião, você deveria tolerar. Em vez disso, olha só o que você fez. E não vamos esquecer que, sem seu avô, você não existiria. Sua p*tinha, eu nunca vi uma p*tinha tão ingrata quanto você, não tem medo de ser atingida por um raio?

Fora do pátio, a voz do Segundo Mestre Gu soou novamente.

Gu Ruoyun parou de andar e olhou friamente para ele, quase debochando. Seus olhos eram frios e seu rosto parecia arrebatado pela névoa.

— Meu avô? — Ela riu friamente — Ele merece tal título? Naquele ano, ele quase me bateu até a morte. Desde então, ele não é mais meu avô e não merece este título. Especialmente agora que eu deixei a Família Gu, eu não tenho mais laços com qualquer um de vocês.

Ela deu mais alguns passos dizendo isso e a aura dela começou a cercar o Segundo Mestre Gu. Ela disse com uma voz assustadoramente fria: — Se ele realmente fosse meu avô, ele iria jogar toda a culpa em mim por algo que não fiz e por este mesmo motivo me bater até à morte? Se ele verdadeiramente fosse meu avô, sabendo que a Seita Divisas Celestes queria tomar minha vida, ele usaria seu título de ancião para me entregar para eles? Se ele fosse meu avô de verdade, como ele teria a capacidade de pensar em cada mínimo detalhe para tentar me assassinar?

O Segundo Mestre Gu congelou porque ele sabia que quem estava errado era o pai dele. No entanto, até agora, ele ainda queria culpar ela para conseguir libertar o General Gu.

— Yun'er, seu avô é velho e tolo, foi por isso que cometeu tantos erros. Você quer mesmo manter esse rancor contra ele? Não importa o que ele fez de errado, é o sangue dele que corre nas suas veias. Você não pode soltá-lo?

Naquele momento, as pessoas ao redor ficaram chocadas com a falta de vergonha na cara do Segundo Mestre Gu. Ninguém tinha pensado que, mesmo agora, a Família Gu iria tentar jogar a culpa toda nela.

Se Gu Ruoyun fosse uma menina fraca e solitária, eles provavelmente conseguiriam o que queriam, que era ceifar a vida dela! Mas, ela era poderosa agora e tinha conseguido lentamente trilhar seu próprio caminho até onde ela estava hoje...

Gu Ruoyun riu com uma pitada de arrogância: — Eu, Gu Ruoyun, valorizo a minha vida. Quem quer que deseje morrer, eu deixo morrer, não importa quem seja! Além disso, não importa o que eu fiz no passado, eu sou melhor do que você que matou seu próprio irmão. Que direito você tem de querer me educar?

A voz dela era como um trovão num céu ensolarado, o Segundo Mestre Gu estava claramente chocado.

Como essa menina sabia que Gu Tian tinha sido morto por ele? Não! Isso é impossível! Ninguém mais sabia além dele e sua esposa!