Evil Emperor’s Wild Consort

202 - Tudo o que vai, volta (Parte 4)

{{Capítulo de Segunda}} No passado, a insígnia militar tinha sido dividida em duas partes para que o poder representado por ela fosse igual tanto para o Conselheiro à esquerda quanto ao Conselheiro à direita do Imperador.{{Os termos mão esquerda e mão direita são estranhos quando a gente fala de jogos políticos, conselheiro fica melhor. Eu até colocaria Consiglieri pra dar aquela ambientação de máfia. Mas o Luís arrancaria meu couro hehehe}} Porém, esse desgraçado acabou de nos trair! Ele está pedindo pra morrer!

— Sim, Sua Alteza Imperial!

O General Gu estava jubiloso e caminhou rapidamente para pegar a insígnia militar. Quando ele olhou para ambas as partes, quase não conseguiu evitar de gargalhar bem alto.

Ele tinha rivalizado com Luo Hongtian por tantos anos, mas finalmente ele perdeu para o General Gu e tudo por causa daquela p*tinha! De agora em diante, o Reino do Dragão só terá ele como general!

— General Luo, tudo isso valeu a pena? — Gu Ruoyun olhava para o General Luo de joelhos dobrados e perguntou de maneira gentil.

— Yun'er, eu não sou mais General Luo, me chame só de 'Tio Luo'. — O General Luo riu de um modo amargo e disse: — Palavra dada, vida empenhada. Três anos atrás, eu vi que você não era uma simples garota! Eu tive medo de que você pudesse colocar o Reino do Dragão em risco, por isso eu disse aquelas palavras, mas eu jurei que, se o Reino do Dragão te prejudicasse, então o Tio Luo ficaria ao seu lado. Assim, abri mão dos meus direitos militares, mas não fico triste pelo poder que se vai, só pelos irmãos que uma vez lutei lado a lado. Mesmo assim, não tenho arrependimentos!

— Haha! — Leng Moxuan ouviu isso e começou a rir com os olhos brilhando. — O Reino do Dragão a prejudicou primeiro? O que nós fizemos de errado pra ela? Luo Hongtian, você está dizendo que NÓS estamos errados? Nesse mundo, nunca ninguém ousou dizer tal coisa! E não interessa o que a Concubina Ling fez, somente NÓS podemos julgá-la por seus crimes. Quem você é para dizer tal coisa? General Gu, o que está esperando?! Prenda essa mulher imediatamente!

Sua voz soou carregada de autoridade e o General Gu moveu sua mão com um único comando para matar. Neste instante, todos os soldados foram em direção à Gu Ruoyun prontos para matar.

Todos eles a cercaram, mas a garota de verde nem sequer hesitou, seus olhos frios fixos nas armas levantadas contra ela.

Bang!

De repente, uma forte onda de energia explodiu de seu corpo e um vento violento foi sentido. Todos aqueles que não tiveram tempo de reagir saíram voando pelo ar. Depois disso, a menina soltou um grito de guerra dominante no topo do jardim imperial, sob o pôr do sol!{{Xena?!}}

— Quem é o próximo?

Leng Moxuan estava no controle desde o início. Afinal, não importa o quanto Gu Ruoyun seja capaz, ela ainda tinha que ter poder suficiente para se defender de dez mil soldados. Ele tinha milhares sob o seu controle então mesmo que eles terminem sendo vítimas, isso eventualmente a mataria.

No entanto, esta mulher parecia ser muito mais forte do que ele havia imaginado.

Se uma pessoa como esta não estava sob seu comando então... Ela poderia morrer!

A Concubina Ling deu alguns passos para frente com seu rosto pálido e olhou para Gu Ruoyun. Ela fechou a boca pressionando os dentes e seus olhos estavam cheios de perversidade. Se essa mulher não morresse, ela nunca mais seria capaz de dormir em paz.

— Gu Ruoyun, te darei outra chance de se render ou não me culpe por não ter oferecido essa chance. — O General Gu olhava friamente para ela.

Os cabelos de Gu Ruoyun dançavam violentamente com o vento, acentuando a raiva em seu rosto. Ela levantou as sobrancelhas e disse friamente: — A Família Gu não terá que esperar muito tempo. Depois que eu terminar com a Concubina Ling, os próximos na fila são vocês...

— Que ambiciosa! — O General Gu gargalhou. — Você esteve sob a proteção do Ancião Yu antes, por isso eu não podia te matar, mas, agora, quem irá te proteger?

Whoosh!

Dito isso, o General Gu puxou sua arma e foi em direção a Gu Ruoyun.