Evil Emperor’s Wild Consort

200 - Tudo o que vai, volta (Parte 2)

Gu Ruoyun olhou nos olhos de cada uma das pessoas presentes e disse por meio de uma neutralidade impecável: — Vou dizer isso só mais uma vez, saiam do meu caminho!

_ Maravilha! Muito bom mesmo! — Leng Moxuan, por sua vez, rebateu friamente e demonstrando grande raiva — Guardas, prendam essa mulher!

Ouvindo a ordem, todos os guardas se movimentando mas antes de alcançarem a menina, a aura dela se expandiu e ela conjurou um vento selvagem. Com um estrondo, o vento varreu tudo pelo caminho derrubando todos os guardas que iam na direção dela.

Seu cabelo balançava furiosamente com o vento.

Todos foram caindo até que só uma pessoa vestida de verde permanecesse no meio da multidão. E foi nesse momento que Leng Moxuan se sentiu como se estivesse diante de uma verdadeira monarca! Era uma postura majestosa que nem mesmo Shi Yun, da Seita Divisas Celestes demonstrou antes.

No entanto, essa menina de porte régio era só uma inútil três anos atrás!

— Gu Ruoyun, o que está tentando fazer?

Uma voz incrédula se ouviu atrás dela.

O General Luo nunca teria pensado que a pessoa que queria matar o Imperador seria Gu Ruoyun. E ali, seus sentimentos começaram se tornar tangíveis e ele era incapaz de compreendê-los...

Ele não queria se tornar inimigo dela, mas, sendo um general, ele tinha que proteger o Imperador. Ele acreditava que uma menina como Gu Ruoyun fosse retribuir bondade com bondade e o mal com o mal, então, porque ela invadiu o Palácio?

O que estava acontecendo realmente?

— Tudo bem, Gu Ruoyun, parece que você tem alguma coragem. Se você ousar mover um músculo na frente de Sua Alteza Imperial, estará pedindo pela Morte!

Ao contrário do General Luo, o General Gu estava enfurecido e movia suas mãos rangendo os dentes. — Escutem bem, pelo presente ordeno a todos que prendam essa delinquente pra mim!

Ele não tinha conseguido pensar num modo de lidar com Gu Ruoyun, agora esta era a sua chance. Dessa vez, ele pensou, vamos ver quem será capaz de ajudar você...

Do começo ao fim Gu Ruoyun não tinha sequer olhado pro General Gu. Nem uma vez. Seus olhos ao invés de olharem para o General Gu, olharam para o rosto controverso do General Luo e ela disse: — Há três anos atrás, prometi que não importava o que houvesse, eu não traria problemas para a Família Imperial, mas, havia a condição de que eles nunca mexessem comigo!

E, na verdade, Gu Ruoyun não queria criar conflitos com o General Luo também.

Não só porque ele era pai de Luo Yin, mas porque quando ela estava na merda, o General Luo foi o único que disse boas coisas sobre ela.

Mas se ele quisesse pará-la, ela não teria escolhas. Ela não poderia deixar a Concubina Ling escapar!

Ele suspirou: — Ruoyun, você pode me dizer o que está acontecendo? Eu entendo que você é uma menina pragmática, mas sempre te vi como uma sobrinha. Se não foi você quem começou com isso, prometo que, como seu tio, que não vou me envolver!

— General Luo, você é um dos grandes generais desta dinastia. Alguém está ameaçando a segurança de Sua Alteza Imperial, como ousa ficar de braços cruzados?

Geral Gu riu friamente. Ele tinha pego o General Luo com um argumento infalível, como ele simplesmente deixaria isso passar?

No entanto, quem quer que tivesse ouvido ele falar acreditaria que na verdade ele era o avô de Gu Ruoyun. Seu tom revelava que Gu Ruoyun era como se fosse seu nêmesis de quem ele queria se livrar o mais depressa possível.

O General Luo o ignorou e simplesmente olhou Gu Ruoyun como se pleiteasse: — Ruoyun, me diga tudo, eu prefiro não ser mais general a permitir que minha sobrinha sofra injustiças!