Evil Emperor’s Wild Consort

193 - Tianqiong, O Dragão Índigo (Parte 2)

— Qual de vocês é Gu Ruoyun? Uma voz rouca, baixa, que carregava um poder indetectável, soou por entre as nuvens.

Ninguém sabia o que estava acontecendo e o medo no olhar de todos era evitente. Mesmo o Ancião Liu estava impressionado enquanto via cautelosamente as densas nuvens no céu.

— Por quê Vossa Excelência veio aqui? — Os olhos do Ancião Liu escureceram quando ele perguntou.

— Estou aqui para matar Gu Ruoyun, aqueles que não tem nenhum assunto para resolver aqui, saiam!

A voz respingava de desejo homicida e isso era sentido como se um relâmpago perfurasse os corações de todos. Imediatamente depois disso, o rugido de um dragão ecoou do céu causando um tremor na terra.

Tudo o que tinha acontecido no pátio havia atraído a atenção de várias pessoas. E muitas delas estavam ali, em choque, na casa da Família Ling vendo a pessoa escondida nas nuvens.

Não, aquilo não era uma pessoa...

— Gu Ruoyun está acabada agora, ela provocou um adversário muito poderoso dessa vez.

— Realmente ele é muito forte. Ninguém virá salvá-la agora.

As pessoas presentes estavam admiradas. O barulho nas nuvens era claramente um enorme dragão. Dragões estavam no topo da cadeia alimentar e tinham a capacidade de destruírem os céus e a Terra. Mesmo que ela pudesse acumular a força de cultivadores especialistas, eles poderiam não ser páreo para o dragão.

O Ancião Liu tinha inicialmente pensado que sua vida tinha chegado ao fim mas, quando ele ouviu o que o dragão disse, ele não pôde evitar sentir alegria. Olhou as nuvens no céu e disse, — Sua Excelência, a mulher parada diante de mim é Gu Ruoyun. Ela é a pessoa que você quer matar, então vá em frente e mate-a.

_ Obrigado!

A voz grave do dragão mais uma vez penetrou através das nuvens. Como todos olhavam para o céu, uma luz azul mirou e foi direto em direção a Gu Ruoyun...

— Tianqiong, se você a ferir, nunca irei te perdoar!!!

Yunyao, que ficou imersa na alegria de se encontrar com um velho amigo, não tinha prestado atenção ao que ocorria ao redor dela. Quando ela se deu conta, o Dragão Índigo já tinha começado seu ataque contra Gu Ruoyun. Ela entrou em pânico — Se alguma coisa acontecesse com sua Mestra, aqueles dois homens nunca perdoariam o Dragão Índigo!

Aquele idiota!

Ela estava parada ali por tanto tempo e ele não ainda não tinha reconhecido ela!

— Yun... Yunyao... É você?

Depois de um tempo, uma voz cética soou por entre as nuvens. A voz tremia de descrença...

— Caramba! Não consigo parar!

A luz azul continuava diretamente para Gu Ruoyun. Yunyao entrou em pânico e gritou se transformando num raio de luz em direção à sua Mestra.

No entanto, a luz azul foi mais rápida que Yunyao. Quando ela estava prestes a chegar em Gu Ruoyun, era óbvio que já era muito tarde...

Nessa fração de segundos, ela demonstrou estar desapontada.

O Dragão Índigo era muito poderoso e contra esse tipo de poder, Gu Ruoyun, que era só General Marcial, não teria poder pará-lo e tampouco para evitá-lo. Sabendo disso, o Ancião Liu soltou um sorriso aliviado.

Afinal, seu trabalho aqui estava feito.

Porém, no último instante, um par de braços envolveu Gu Ruoyun firmemente, puxando-a para um abraço.

Vestido de vermelho com uma cabeça de cheia de cabelo prateado, o rosto perfeito do homem era desprovido de qualquer emoção. Seus lábios vermelho-sangue se erguiam num sorriso com olhos penetrantes que poderiam matar uma multidão e que cada vez mais ficavam vermelhos e vermelhos. Todo o seu ser exalava uma aura sobrenatural.