Evil Emperor’s Wild Consort

178 - O Assassino do Palácio Yin da Escuridão (Parte 1)

Yunyao estava admirada. Aos olhos dela, não tinha nada de tão especial nessa humana, então porque esse demônio a tratava de modo tão especial? Até mesmo fez um contrato com ela. Quais poderes ela tinha a ponto de fazer a Fênix Anciã se submeter a ela?

_ Zixie, não vou te incomodar durante seu cultivo. Yunyao, cure-se dentro do Divino Pagode Ancestral, só irei lhe incomodar se for absolutamente necessário.

Gu Ruoyun bocejou. Ela sequer teve a chance de ver Xiao Ye há mais de um dia. Aquele cara provavelmente já estava de cócoras num cantinho, melancólico, desenhando círculos no chão.

….

Dentro do Palácio Imperial, uma mulher elegante sentou-se na cadeira de concubina: _ Como estão os preparativos para as coisas que eu queria?

O guarda respondeu respeitosamente: _ Relatando a vós, Concubina Imperial, nós já conseguimos tudo o que nos solicitou. Enviamos a um Ancião ao Palácio Yin da Escuridão que aceitou nossa missão.

_ Bom, muito bom! — A Concubina Ling assentiu friamente enquanto se sentava ereta. Um olhar cruel brilhava em seus belos olhos — Já se passaram três anos, Gu Ruoyun. Três anos desde que você matou as pessoas da Família Ling. Eu nunca esqueci aquele incidente durante estes três anos e meus pensamentos sempre foram de vingança! Infelizmente, eu não tinha poder para lidar com você naquela época. Esperei três anos para conseguir uma valiosa arte marcial para que o Ancião do Palácio Yin da Escuridão aceitasse meu pedido. Desta vez, você definitivamente morrerá mesmo que tenha a proteção do Empório das Cem Ervas!

Deus sabe como conseguiu sobreviver nestes três anos, sua mente completamente confusa e sem foco. Nem Sua Majestade Imperial estava disposto a ajudá-la em sua busca por vingança! Assim, ela não tinha de quem depender a não ser dela mesma! Caso contrário, ela não precisaria esperar três longos anos para conseguir algo que o Palácio Yin da Escuridão quisesse.

Ela iria mostrar para aquela mulher que os membros da Família Ling não deve ser tratados de maneira leviana! Quem quer que tivesse matado os membros da Família Lingo teria que ir pros quintos dos infernos se desculpar com eles!

O céu noturno ainda estava como a água e a lua fria e clara. O luar iluminava o rosto de uma jovem menina.

Ela se sentava de pernas cruzadas e olhos fechados. Uma densa energia espiritual a envolvia e seu corpo absorvia isso através dos poros.

De repente, ela sentiu um leve distúrbio vindo do lado de fora da porta e abriu seus olhos. Seus olhos eram brilhantes e frios como a força de uma lâmina de gelo enquanto ela falava: _ Alguém está preso dentro da Matriz! Quem ousaria vir aqui no meio da noite?

Zixie tinha colocado uma Matriz dentro do território. Só uma pessoa de nível superior a Imperador Marcial poderia sair da matriz, os outros ficariam presos uma vez que entrassem ali.

Com isto em mente, ela andou a passos largos com suas mangas de suas vestes fluindo com o balanço.

_ Mestra.

Wei Yiyi viu Gu Ruoyun se aproximando de longe e imediatamente a chamou.

Ao lado dela, Bai Chuan estava vestido com roupas de seda. Agora, ele parecia envergonhado, se lembrando de como Wei Yiyi brincou sobre ele ser transformado num brinquedinho. Seus olhos traziam um traço de falta de jeito conforme ele olhava para Gu Ruoyun.

Claro que Gu Ruoyun nem tinha prestado atenção nele. Ela andou pra Wei Yiyi e perguntou: _ Quem invadiu a matriz?

_ Eu não tenho certeza.

Wei Yiyi sinalizou com a cabeça: _ A pessoa ainda está presa na matriz. Estou planejando capturá-lo para interrogação depois que a energia dele se esgotar.

_ Não tem porque — disse Gu Ruoyun com um sorriso — Yunyao, vá e capture ele pra mim.

Whoosh!

Uma explosão de luz surgiu e logo uma mulher com a elegância de um crisântemo apareceu diante do povo da Seita do Demônio. Seus cabelos negros eram como uma cachoeira e seus modos exalavam graça, como se ela viesse de uma família nobre.

No entanto, o rosto de todos mudou quando eles viram o que houve a seguir.