Evil Emperor’s Wild Consort

173 - Domando o Tigre Branco (Parte 3)

Logo, Wei Yiyi trouxe o recém-preparado menino para Gu Ruoyun.

O menininho vestia roupas de seda e seus grandes olhos encaravam diretamente Gu Ruoyun. Seu rosto parecia branco como leite e depois da fuligem e sujeira terem sido lavadas, suas feições eram delicadas e absolutamente adoráveis. Era óbvio que ele era um menino que exalava um ar de nobreza.

_ Mestra, este menino é muito bonito, ele certamente crescerá e se tornará um homem lindo. Por quê não o leva como seu brinquedinho sexual? — Wei Yiyi gargalhava, sem deixar de dar um beliscãozinho na pele dele que parecia tão macia que ao se beliscar poderia ter caído gotas de água dela.

O menino olhou um pouco irritado, mas sua preocupação era saber se Gu Ruoyun iria ou não ajudá-lo com a fera dentro dele. Sendo assim, ele conteve sua raiva e escolheu olhar para a senhora sentada na cadeira.

_ Tive uma conversa com meu pai há pouco. Ele me permitiu concordar com seus requisitos desde que você me cure completamente. — O menino mordeu os lábios enquanto falava, olhou como se estivesse sendo humilhado. — Sou seu, desde que possa me curar, e poderá fazer comigo o que quiser. Não vou resistir.

Wei Yiyi parou diante da declaração. Ela só estava brincando com ele, mas, de algum modo, ele a levou a sério. Se os dois homens no quintal do pátio da sua Mestra soubessem que ela estava querendo um obter um brinquedinho sexual, então...

Wei Yiyi suou frio só de imaginar as consequências.

Ambos, Qianbei Ye e Zixie não eram pessoas que ela pudesse se dar ao luxo de provocar. Afinal, ela era só um personagem secundário...

_ Não se preocupe, não estou interessada nesse aspecto. Só desejo que você se torne uma força auxiliar para os dias vindouros. Um leve sorriso se esboçou no rosto de Gu Ruoyun: _ Começarei seu tratamento agora.

Nesse instante, Zixie tinha informado a ela que o Tigre Branco poderia se esconder dentro do corpo do menino porque precisava do Qi espiritual para curar suas próprias feridas. Se ela pudesse oferecer algo mais atrativo ao Tigre Branco, seria muito mais fácil subjugá-lo.

Claro que, ela tinha que estabelecer meios de se comunicar com o Tigre Branco primeiro...

No entanto, Zixie não poderia ajudá-la nessa parte. Ela tinha que fazer isso sozinha.

Ainda assim, as palavras de Gu Ruoyun deram alívio ao menino. Ele mordeu seus lábios rosados e disse: _ Meu nome é Bai Chuan. Manterei minha promessa até o fim, ambos, eu e a besta espiritual pertenceremos à você.

_ Bom. Agora, sente-se.

Gu Ruoyun sorriu para Bai Chuan antes de se sentar com as pernas cruzadas. Então, quando o menino sentou do outro lado, ela mergulhou sua consciência através da espinha dele acessando diretamente seu oceano espiritual.

Imediatamente, um lago azul apareceu dentro da linha de visão de Gu Ruoyun.

O oceano espiritual de Bai Chuan não era sem fim como o dela, mas ainda assim era um espetáculo para os olhos se comparado ao oceano espiritual de outras pessoas. No entanto, um redemoinho podia ser visto no meio do lago, sugando a água da lagoa.

Não demorou muito pro lago secar.

_ Então é verdade! — Gu Ruoyun compreendeu. — O Tigre Branco reside dentro do oceano espiritual de Bai Chuan e está se recuperando absorvendo o Qi espiritual de dentro do oceano dele. Por isso que Bai Chuan não consegue fazer nenhum avanço, sua energia espiritual estava sendo drenada.

Tão logo ela colocou a consciência dentro do oceano, uma forma de energia atravessou o céu e a acertou com um estrondo.

No quarto em que ela estava sentada, se via que Gu Ruoyun havia empalidecido e suor escorria enquanto ela pressionava a mandíbula para resistir ao ataque. Então retirou a consciência do corpo de Bai Chuan, ao invés disso, ela continuou a observar o lago.

_ Quem foi que teve a pachorra de perturbar meu cultivo?

Uma repreensão foi ouvida de dentro do oceano espiritual, fria e cortante. A voz era muito arrogante, causando uma pressão muito forte.

Então, uma pessoa de vestido amarelo pisou elegantemente do lado de fora do oceano espiritual. A cada passo dado uma brisa suave fazia com que suas vestes flutuassem.