Evil Emperor’s Wild Consort

143 - A Perturbação No Banquete (Parte 3)

De repente, uma voz triste soou ao fundo. Qundo eles viraram para olhar, viram uma figura vestida de cor de rosa, andando com uma expressão série em seu lindo rosto.

Ele não tinha feito nada de errado, certo? Por quê essa menina estava tão desalmada hoje?

_ Quarto Príncipe, a casa aqui é bem humilde, seja bem vindo em sua nobre chegada. 

O rosto de Gu Ruoyun estava frio: _ Na realidade, você não tem um "a" para dizer sobre os meus assuntos. Se não fosse pelo fato de que você é amigo do meu irmão, eu já teria te batido e escorraçado!

_ Xiao Yun'er, se você vai ficar cruel comigo, pelo menos me deixe saber o motivo, né? 

Zuo Shangchen se sentia realmente miserável, ele tinha pensado por quase metade de um dia e ele ainda não sabia o que é que tinha feito de errado.

Gu Ruoyun zombou: _ Zuo Shangchen, você vem até a minha casa para dizer aos meus aliados para ficarem longe de mim? Que direito você tem de se meter nos meus casos?{{Caso? ( ͡° ͜ʖ ͡°)}} Só porque você é amigo do meu irmão? 

Zuo Shangchen abriu a boca chocado quando ouviu a resposta e deu um indefeso sorriso.

_ Xiao Yun'er, você entendeu mal minhas intenções. Eu usei estes três anos para investigar a identidade desse homem, mas nada veio à tona. Tenho suspeitas sobre o propósito dele ficar ao seu lado e então fiz isso para o seu próprio bem. Eu já te prejudiquei alguma vez? 

Zuo Shangchen estava de fato pensando na própria segurança dela, mas...

_ Zuo Shangchen, eu entendo que você se preocupa com a minha segurança, mas eu confio em Qianbei Ye. Ele definitivamente nunca irá me prejudicar. 

Nem mesmo ela conseguia entender o motivo da segurança que sentia em Qianbei Ye.

Lá atrás, ela havia confiado em Lu Chen, porém, ela não poderia continuar confiando nele após ele ter apontado a espada para ela. Mas agora, se era Qianbei Ye ou Zixie, ela confiava neles totalmente. E mesmo que eles apontassem uma espada direto para o seu coração, ela sabia que eles nunca iriam machucá-la.

A confiança que Gu Ruoyun tinha neles não era como a que ela tinha em Lu Chen, não foi construída em palavras doces e tempo, mas do profundo do coração, mesmo que eles se conhecessem só há três anos!

Zuo Shangchen estreitou um pouco os olhos e seus olhos amendoados perscrutavam Qianbei Ye. Ele realmente não sabia o porquê Xiao Yun'er confiava tanto neste homem, especialmente quando não se sabia nada sobre sua identidade ou passado e tudo sobre ele era envolto em mistério.

De repente, Qianbei Ye dirigiu seu olhar para ele. E aquele par de olhos vermelhos fez o coração de Zuo Shangchen afundar. Era como se um par de mãos estivesse impiedosamente estrangulando o seu coração e ele ficou com dificuldades para respirar de repente.

Poderoso!!

Este homem tinha uma aura excepcionalmente forte!! Era difícil de explicar mas certamente este não era o poder total de Qianbei Ye, a real profundidade do seu poder estava profundamente escondida.

Zuo Shangchen realmente não entendia porque este homem havia aparecido ao lado de Gu Ruoyun, quais eram os seus motivos?

E não era só isso, apenas aqueles que mancharam suas mãos com o sangue de incontáveis mortais poderia ter esta aura sanguinária. Mas, por outro lado, este homem mudava completamente numa esposa mansa com todos estes modos cheios de pena e fofinhos quando encontrava Gu Ruoyun. Não ficava um traço daquele terrível homem.

_ Quarto Príncipe, espero que você não diga essas coisas de novo. Ou então, mesmo que nós sejamos amigos, eu não ficarei de boa com isso! - Gu Ruoyun olhou para Zuo Shangchen e disse levemente.

Era da sua natureza ser protetora com aqueles ao redor dela, apesar de suas falhas, Qianbei Ye era uma das únicas pessoas ao lado dela. Naturalmente, ela não iria tolerar que alguém disse coisas ruins sobre ele!

_ Xiao Yun'er, você é muito injusta. - Zuo Shangchen fez um olhar melancólico: _O modo como você o defendeu realmente me dá inveja! Quando você vai ser capaz de fazer o mesmo e me defender desse jeito. 

Gu Ruoyun revirou os olhos: _ Depois que você morrer eu me vingarei por você.