Evil Emperor’s Wild Consort

121 - Um Leilão Que Chocou Os Quatro Países (Parte 6)

O Segundo Mestre Gu tinha pensado que ele mesmo era cruel, mas este velho homem era muito mais sem coração do que ele poderia ser. O General Gu foi capaz de chegar nesse nível de até colocar um estranho enterrado no túmulo da família para que ele pudesse se passar por seu filho falecido.

Mas também, a essa altura, era tudo o que poderiam fazer mesmo...

_ Tudo bem, pai, pedirei um ajudante de confiança para iniciar a busca e certamente encontrarei dois conjuntos de corpos humanos apropriados antes do leilão.

Nesse período, tropas lideradas por Generais Marciais começaram a aparecer nas ruas do Reino do Dragão de tempos em tempos. Até mesmo uns raros Reis Marciais foram vistos com maior frequência. Deve-se saber que, tipicamente, no Reino do Dragão, haviam só uns poucos Generais Marciais a maior parte do tempo.

Todos se destinavam para um único lugar: o Empório das Cem Ervas.

Por causa disso, o Imperador do Reino do Dragão ficou desalentado. Ele até chamou de volta aqueles que tinham sido enviados para encontrar o assassino que machucaram o Príncipe Herdeiro. Ele estava com medo de que eles acidentalmente ofendessem um Rei Marcial, que estava num nível de cultivo que ele não poderia se dar ao luxo de ofender. Qualquer um deles poderia facilmente destruir o império que ele havia construído.

Neste momento, Gu Panpan parou ao lado de um jovem na porta do lugar do leilão e, com seus enormes e límpidos olhos, olhava curiosa para a multidão. Seu rosto pequeno demonstrava estar cheio de nostalgia e reverência.

Logicamente, alguém do seu status não estaria qualificada para ir ao leilão, mas, ela era sortuda e era conhecida do Jovem Mestre da Ordem Qin, Qin Luo. Então, ela foi presenteada com a oportunidade de obter alguma exposição e ampliar seus horizontes.

Porém, nesse instante, uma voz soou do lado de dentro e, lentamente, chegou aos seus ouvidos...

_ Quem iria saber que o Empório das Cem Ervas ficaria tão ricamente decorado? A propósito, Gu Ruoyun, está realmente tudo bem se você não ajudar? O Ancião Yu não ficará bravo com você?

_ Gu Ruoyun?

Gu Panpan ficou momentaneamente surpresa. Ela virou e, nesse instante, ela cerrou os dentes com tanto ódio que isso era visto em seu rosto.

Porque esta mulher está aqui? Ela devia estar dentro do leilão ajudando, isso era o que uma humilde serviçal que trabalhava meio período deveria estar fazendo.

Gu Panpan viu a menina sussurrando algo na orelha de Gu Ruoyun, mas seu sorriso se manteve calmo durante toda a conversa. Gu Ruoyun estava usando um vestido verde claro, bordado com folhas verdes. Era uma roupa fresca e marcante, como se ela não fosse parte da multidão de pessoas ao redor.

Quando ela viu a menina de rosto delicado, Gu Panpan fechou os punhos. Ela não conseguia entender, ela só tinha visto Gu Ruoyun há alguns dias atrás. Como ela tinha mudado tanto? A aura ao redor dela fez com que Gu Panpan sentisse muita inveja!

_ Panpan, você conhece ela? - Qin Luo seguiu o olhar de Gu Panpan e encontrou no final dele, a menina sorridente. Seus olhos brilhavam.

Mesmo que essa mulher não tivesse um rosto particularmente chamativo, não se podia negar que ela era dona de uma das mais notáveis auras dentre todas as mulheres que ele conheceu. A beleza se vai com a idade, mas a aura só crescerá com o tempo...

Gu Panpan obviamente percebeu o olhar cheio de significados de Qin Luo. Ela segurou a bainha das mangas com firmeza e disse: _ Ela é filha do meu tio. Infelizmente, ela é muito rebelde e não sabe como respeitar seus anciões. Ela disse que queria sair da família e se juntar ao Empório das Cem Ervas como uma serva simples de meio período.

Gu Panpan deu uma ênfase intencional às palavras "serva de meio período".

_ Uma trabalhadora de meio períoodo? - Qin Luo estava ligeiramente desapontado.

Uma trabalhadora de meio período não era diferente de ser uma serva qualquer. Era a casta mais inferior da sociedade. Assim, o sentimento que ele tinha anteriormente desapareceu rapidamente.

_ Eh?

Lou Yin notou Gu Panpan e ela disse com uma voz chocada: _ Gu Panpan, sua bruxa miserável, como você ainda está viva? Pode ser que você só fingiu desmaiar naquele dia, como você está aqui agora?