Evil Emperor’s Wild Consort

113 - O coração vingativo de um homem (Parte 2)

_ Nunca vi ninguém tão despudorado antes, realmente ganhei muito conhecimento hoje. — Wei Yiyi cobriu sua boca e riu, os olhos dela revelando o escárnio — Ela já disse que a posição de ser sua esposa não interessava, isso significa que ela não gosta de você. Por quê você continua agindo tão laconicamente, pensando que ela quer seu afeto particular?! Seu amor tem algum valor?

Wei Yiyi não sabia mais o que fazer a não ser revirar os olhos. Ela conhecia muitas pessoas, mas nunca encontrou alguém tão cara de pau, especialmente quando a pessoa em questão era príncipe de um país!

Ela realmente não sabia como foi que ele chegou a ser príncipe, no entanto, ele era muito ruim em entender indiretas.

Qual a importância que Gu Ruoyun daria para a posição de concubina imperial? Um gênio que poderia refinar a Pílula do Rejuvenescimento Embelleze como ela não gostaria de ser tratada com qualquer poderzinho de merda, especialmente porque ela tem um Mestre tão misterioso que lhe dá suporte.

Então, de onde vinha o excesso de confiança desse cara?

E apesar de Leng Yanfeng ser um aprendiz da Seita Divisas Celestes, ele não tinha a experiência de Zuo Shangchen. Naturalmente, ele não reconheceu que Wei Yiyi era a Médica espiritual e a tratou como uma mera serviçal.

_ Parece que o tratamento que você recebe no Empório das Cem Ervas não é ruim, ou você não teria uma serva e nem se daria ao luxo de comprar um pátio tão grande. No entanto, Gu Ruoyun, o Empório das Cem Ervas não é seu. Porém, se você for a concubina imperial, você poderia dominar o mundo. Além disso, você constantemente apareceu no meu caminho. Agora que eu quero me casar com você, você fica fazendo joguinhos?

O semblante de Gu Ruoyun ficou frio e é claro que Qianbei Ye e Zuo Shangchen não pareciam estar bem também.

Especialmente Qianbei Ye, mas ele não fez nada, era incerto o que seu par de olhos sedentos de sangue pensavam...

_ Parece que o Príncipe Herdeiro não entende a linguagem humana — Gu Ruoyun esboçou um sorriso e ficou em pé diante dele, dizendo uma palavra de cada vez: _ Eu-não-gosto-de-você! E-não-quero-nem-saber-de-ser-concubina! E-já-que-você-gosta-tanto-da-Shi-Yun-CASE-SE-COM-ELA. E quanto a mim... Para ser honesta, Leng Yanfeng, você não passa de um estranho pra mim! Se tivéssemos que encontrar um jeito de nos ligar, seria pelo fato de que você pertence à Seita Divisas Celestes e eu estou fadada a ser inimiga dela.

Não há nenhum outro motivo além do fato de que ela não gosta de quem quer matá-la.

Além disso, se não fosse por causa da Seita Divisas Celestes aquele dia, Luo Yin não teria caído nas mãos de Ling Yi...

Leng Yanfeng não disse nada, seus olhos negros injetados de sangue estavam fixos no rosto da linda donzela.

Ela mudou.

Aquilo estava certo, ela na verdade mudou...  

A donzela que era frágil, indefesa e ignorante se tornou inflexível, mas ela estava tão brilhante...

Involuntariamente, Leng Yanfeng lembrou da batalha entre Gu Ruoyun e Ling Xi. A batalha que a predestinou a escapar do fardo de ser uma inútil.

_ Xun Feng, mostre ao nosso convidado o caminho da porta! A família imperial não é bem vinda aqui.

Gu Ruoyun arrumou as mangas da sua túnica e sentou com um semblante indiferente.

Vendo sua indiferença, Leng Yanfeng ficou subitamente desconfortável. Mesmo que ele não gostasse de Gu Ruoyun, para ele, ter alguém que o admirava acalentava sua vaidade.

No entanto, agora nos olhos dela, não havia claramente nenhum vestígio de apreço por ele...

Será mesmo que ela não quer casar com ele?

Não! Ele deve se casar com Gu Ruoyun. Primeiramente, para cumprir a promessa feita à irmã mais jovem Shi Yun, e, em segundo lugar, para se vingar dela! Se vingar de tudo que ela disse para ele hoje!

Quando ele pensou nisso, Leng Yanfeng não deu detalhes e disse de forma direta: _ Vou embora agora, mas nos próximos dias virei te visitar.

Com isso, ele não se prolongou por mais tempo. Ele arrumou suas mangas e desapareceu diante da platéia de olhos atentos...