Evil Emperor’s Wild Consort

107 - O cultivador especialista da Seita Espiritual (Parte 4)

Era óbvio. Zuo Shangchen podia ver os pensamentos de Ling Yu refletidos em seus olhos. Ele enrugou sua elegante testa demonstrando muito nojo em seu olhar antes de dizer: _ Você não se acha um pouco demais? Eu tenho misofobia. Uma menina feia como você não quero nem de graça.

_ Você... — O rosto de Ling Yu ficou vermelho e ela ficou com tanta raiva que esqueceu completamente a situação do momento: _ Como é que é?! Você realmente acha que é másculo quando na verdade parece um homem com cara de mulher? É uma porcaria completa! Você nem sequer merece estar diante dos meus olhos!

Ela já estava farta! O coração de Qingyi quase gritou de surpresa, ela olhava para a menina suplicante se compadecendo.

O maior tabu de seu Senhor era dizer que ele se parecia com uma mulher. Parece que Gu Ruoyun foi a única exceção, já que foi a única que fez isso e conseguiu se safar.

Talvez porque seu irmão era amigo íntimo de Zuo Shangchen, estando em situações de vida e morte como esta. Como poderia ele prejudicar a irmãzinha de Gu Shengxiao?

Os outros que o ofendessem não seriam tão sortudos...

_ O que você disse? — O sorriso no rosto de Zuo Shangchen desapareceu aos poucos e uma indescritível escuridão tomou conta de seu rosto bonito.

_ Zuo Shangchen. Você é o quarto príncipe do Reino do Pássaro Vermelho e eu sou a sobrinha de uma concubina imperial no Reino do Dragão. O que você pode fazer contra mim? Só porque eu disse que você se parece com uma mulher? Não me diga que vai me matar só por conta disso?! A menos que... Talvez você queira começar uma guerra entre nossos países?!

Ling Yu rangia seus dentes de um modo que parecia segurar uma força imparável, uma expressão arrogante se moldava em seu rosto.

Se fosse o ancião Yu que estivesse falando com ela, ela ainda teria um pouquinho de medo, afinal ele era um Rei Marcial. Ela não se atreveria a ser inimiga de um Rei Marcial. Mas Zuo Shangchen era só um principezinho do Reino do Pássaro Vermelho, ele não teria a audácia de colocar suas patas sobre a sobrinha da concubina imperial do Reino do Dragão. Se ele fizesse isso, certamente os dois países entrariam em guerra.

Diante disso, Gu Ruoyun abanou a cabeça. Ling Yu era tão mimada que não tinha salvação. Se Zuo Shangchen era só um princepezinho, como é que ele botou pra correr um Rei Marcial com uma única frase?

_ Heh.

Zuo Shangchen riu de um jeito estranho. Seus lábios se moveram levemente quando ele falou estas duas palavras, palavras que tiveram um imenso peso sobre Ling Yu e a arrastaram para o chão.

_ De Joelhos!!

Sentindo suas pernas fracas como se tivessem mil quilos sobre elas, Ling Yu caiu do joelhos diante de Zuo Shangchen. Em seguida, ela levantou a cabeça para encará-lo com medo e choque.

Era como se ela ficasse colada no chão com raízes e tudo. Não conseguia mover um músculo.

_ Sobrinha da concubina imperial, o que dizia? — Ele sorriu levantando a mão para limpar a mancha de sujeira em suas vestes de tom rosa. Em seguida, sentou em sua liteira, se abanou com o leque e zombou: _ Mesmo que fosse a concubina imperial Ling em pessoa, quem ousaria me impedir se eu quisesse matar qualquer pessoa que eu quisesse? Eu faço do jeito que eu quero! Quem OUSARIA me parar? O imperador do Reino do Dragão? Minhas mais profundas condolências, mas ele sequer é digno da minha atenção!

Que espírito dominador! Que arrogância selvagem!

O homem tinha um sorriso preguiçoso em seus lábios e um ar rebelde sobre si. No entanto, naquele momento, ninguém se atreveu a subestimá-lo, este que se parecia com uma mulher acima de qualquer coisa. {{NT: Como se parecer com mulher fosse ruim. Bitch please! Se conhecessem as mulheres aqui da cidade nunca fariam esse tipo de comparação com medo de acordar com as partes fritas em óleo quente...}}

_ General Luo! - Ling Yu olhava pra ele com urgência ao dizer: _ Como general de uma nação, você vai ficar parado enquanto ele ceifa minha vidinha? Eu sou uma parenta imperial!!! O imperador é meu tio. Você TEM que impedir esse cara!!

O General Luo olhou para Ling Yu com uma calma estranha: _ Apenas as sobrinhas da Imperatriz podem chamar o Imperador de tio. Você é só a sobrinha de uma concubina... Não tem sequer o privilégio de se identificar como membro da família imperial. Como se não bastasse, você que começou tudo isso se mancomunando com gente de fora pra prejudicar os nossos.

_ Mas é diferente!! — Ela dizia ansiosa: _ Gu Ruoyun era a neta de um general e foi abandonada pela família. A morte dela não importa pra ninguém mesmo! Mas minha tia é uma concubina imperial, meu sangue é nobre, como você pode comparar uma plebéia comigo?!