Bringing The Farm To Live In Another World

124 - Prensa de Óleo

Além do espaço, o vale na Montanha de Ferro também poderia ser usado como uma base posterior.

A terra lá era muito estável e estava cercada por penhascos que poderiam bloquear o vento. Além disso, encontrar água não era muito difícil. Era muito conveniente e era satisfatório para habitação humana.

Zhao Hai acreditava que, no futuro, ele teria mais e mais pessoas. Enquanto ele tivesse força, ele poderia construir um pequeno Ducado das Terras Negras. Naturalmente, as pessoas que vierem para cá gostariam de se estabelecer e viver em suas próprias aldeias.

Claro, agora Zhao Hai não tinha forças para fazer isso. A aldeia que ele planejava construir no vale seria um protótipo para ver quais problemas precisam melhorar. Isso o ajudaria a construir aldeias maiores com o tempo.

Mas a melhoria da terra no vale ainda não havia sido concluída. Não era a hora de estabelecer uma aldeia. Por enquanto, era apenas uma ideia.

Três dias se passaram rapidamente. Eles estavam apenas esperando que Laura mandasse as prensas de óleo, depois Green poderia ir para a Cidade Casa.

Ao meio-dia do terceiro dia, pessoas do clã Markey chegaram ao pé da Montanha de Pedra. Desta vez, Laura não veio com eles. Green adiantou-se com cinco carroças cheias de rabanetes mágicos em troca das prensas de óleo que o pessoal de Laura trouxe.

Além das cincos prensas de óleo, Green também recebeu 200 moedas de ouro e um livro. Este livro foi uma enciclopédia de animais e plantas no continente que foi escrito por um farmacêutico refinador. Foi o presente de Laura para Zhao Hai.

Na última vez que eles se encontraram, Zhao Hai disse que estava pesquisando plantas e estava se preparando para abrir um rancho. Laura não queria perder essa oportunidade, então ela comprou para ele um livro, para solidificar sua aliança com Zhao Hai.

Esses tipos de livros eram raros no continente. Sempre que um farmacêutico refinador escrevia um livro, muitas vezes levava vinte anos. Ele colecionava muitas plantas e animais no continente, então ele visitava muitos outros farmacêuticos e alquimistas refinadores e aprendia com eles, e então pesquisava tudo. E finalmente, ele escreveria o livro.

Porque este livro não era sobre magia, então poucos foram publicados. Geralmente, apenas farmacêuticos ou alquimistas refinadores os liam.

Assim como os rabanetes mágicos, Zhao Hai também estava dando a Laura 110 peixes de fogo. Este foi o presente de Zhao Hai para ela.

As prensas de óleo foram trocadas pelos rabanetes mágicos. Foi bom que as cinco carroças conseguiram segurar as cinco prensas de óleo, permitindo que Green as puxasse para cima da Montanha. Uma vez que ele estava lá em cima, Green não descarregou as carroças, e - em vez disso, Zhao Hai as trouxe para o espaço.

Além das expectativas de Zhao Hai, havia também um manual dizendo-lhe como arrumar as prensas de óleo. Ele ficou intrigado com isso porque entendeu a situação do Continente Ark. Ou seja, a ciência deles estava focada principalmente em coisas como misturar drogas na alquimia. Eles não eram exatamente uma civilização que tinha muita tecnologia voltadas para máquinas. No entanto, o design da prensa de óleo era muito preciso. {{Blue: Tecnologia para que, eles têm magia.}} {{Luiz: salve a magia hehe}}

As prensas de óleo foram diretamente para o castelo na Montanha de Ferro, onde foram guardadas nos armazéns.

Eles foram muito bem projetados. As prensas de óleo tinham três metros de altura, com um tambor na parte superior onde você alimentaria com as frutas de óleo, um disco no meio com longos postes espetados que poderiam ser puxados por bestas espirituais e um cano na parte inferior que era a saída para o óleo.

Tudo parecia simples, mas com uma máquina que tinha o tamanho de 20m², não era exatamente pequena. Ainda bem que poderia ser desmontado em várias partes, caso contrário eles não seriam capazes de caber dentro das carroças.

Zhao Hai viu o quão alto o recipiente de alimento estava longe do chão. Se você quisesse alimentá-lo com frutas de óleo, havia apenas duas maneiras. A primeira maneira era formar painéis em declive para dar ao recipiente de alimentação uma melhor abertura para pegar o que quer que você colocasse. O outro jeito era usar uma esteira rolante.

O método da esteira rolante foi o caminho mais fácil. Basta carregar a esteira com frutas de óleo e ela passa automaticamente pela abertura do recipiente. A prensa de óleo não tinha um design de esteira rolante, então Zhao Hai temia que não houvesse tal coisa no continente.

O método do declive era usado mais amplamente no continente. As pessoas simplesmente cavaram um buraco no chão e então colocavam a prensa de óleo naquele buraco, então o recipiente de alimentação estaria mais perto do chão. Qualquer óleo que fosse extraído seria trazido em barris. Zhao Hai não queria usar esse método porque não era uma tarefa fácil cavar por aqui. O chão do castelo era todo de pedra.

Zhao Hai ainda queria usar o método da esteira rolante porque não seria difícil de fazer. Só precisava de algumas reformas. Felizmente, a prensa inteira era feita de metal, então para mudá-la, eles só precisavam de algumas peças de metal.

Mas a próxima pergunta era onde Zhao Hai conseguiria um ferreiro? Se ele realmente quisesse uma esteira rolante, ele precisaria de um ferreiro para fazer o trabalho, e suas habilidades não poderiam ser muito fracas.

Zhao Hai queria perguntar a Green se ele soubesse. No continente, havia muitas máquinas construídas por ferreiros, algumas delas eram movidas por cristais mágicos. Mas como a prensa de óleo era apenas uma máquina simples que extrai óleo da fruta, não era digno usar cristais mágicos como fonte de energia porque não valia a pena. Máquinas tão simples como a prensa de óleo eram geralmente projetadas para serem alimentadas por água, vento ou animais.

Como não havia como construir a esteira rolante, eles só podiam usar métodos da tábua. Não faltaram tábuas, mas Green ainda precisava comprar alguns barris.

Green estava ciente de sua situação, então ele imediatamente partiu para a Cidade Casa, enquanto Zhao Hai conseguiu tábuas do castelo. Eles também estavam se preparando para lavar as frutas de óleo. Felizmente, a água estava convenientemente próxima, do lado de fora do castelo. Zhao Hai disse a An para construir uma bacia de pedra onde a água continuaria fluindo, permitindo que eles pudessem tirar os pequenos pêlos das frutas de óleo. Esses pequenos pêlos, que também poderiam se tornar alimento para os peixes, fluíram para o fosso.

Uma vez que os frutos fossem lavados, eles seriam transportados de volta para dentro do castelo, prontos para serem prensados.

Zhao Hai calculou que, para trabalhar na prensa, incluindo a limpeza dos frutos, precisaria de no mínimo quatro pessoas. Como haviam cinco prensas de óleo, eram necessárias vinte pessoas.

Zhao Hai não tinha falta de mão de obra, mas ele não queria que nenhum dos escravos fizesse o trabalho. Isso porque ele queria que as prensas de óleo continuassem funcionando 24 horas por dia, o que exigiria pelo menos três turnos. Se ele usasse os escravos, isso significaria que ele teria que usar sessenta pessoas para manter as operações normais. Mas como Zhao Hai tinha apenas cem escravos, uma redução de sessenta deles apenas para operar a prensa era claramente impossível. Então ele decidiu usar seus mortos-vivos para executar a prensa de óleo.

Foram necessárias vinte pessoas para alimentar as prensas de óleo com as frutas de óleo, mas ele também precisava de algum poder animal para puxar os polos para extrair o óleo. Zhao Hai estava pensando em usar os gnus escamados.

Zhao Hai queria usar os gnus escamados porque seus mortos-vivos não eram adequados para a parte de tração desse trabalho. Sua força motriz não era a mesma, já que alguns de seus mortos-vivos, como Alien, tinham tamanhos e formas diferentes de outros mortos-vivos, como os mortos-vivos parecidos com ratos. Não havia como eles puxarem a prensa de óleo de maneira estável.

Quanto aos gnus escamados, embora não fossem muitos, eram bons o suficiente para o trabalho. A intenção de Zhao Hai era transformá-los em mortos-vivos, e assim, o problema foi resolvido. {{Blue: Coitado dos bichos.}} {{Luiz: tudo em nome do progresso…}}

 

Começar uma fábrica de prensagem não era um assunto trivial. Enquanto pudessem produzir um pouco de óleo, então eles teriam outra fonte de renda, o que para o clã Buda era realmente importante.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.