Battle Through the Heavens

047 - Pecado Imperdoável

Xiao Yu ficou surpresa depois de ouvir as palavras vulgares de Xiao Yan. A cada segundo que passava, enquanto ela lutava com toda sua força para se libertar de Xiao Yan, mais seu rosto ficava vermelho diante do esforço e da raiva. No entanto, ele provou ser muito forte, apertando cada vez mais firmemente os pulsos de Xiao Yu fazendo com que lentamente suas mãos ficassem dormentes.

 

Depois de se debater inutilmente por um curto período de tempo, Xiao Yu foi forçada a desistir de sua tentativa fútil. Ela, sentindo uma profunda vergonha, olhou furiosa para Xiao Yan, seu peito amplo levantando um pouco enquanto ela o repreendia: “Pequeno bastardo. Deixe-me ir”!

 

Xiao Yan abriu a boca estremecendo com as ondas de dor dos ferimentos causados na luta. Ele respirou fundo e olhou para ela, zombando: “Deixá-la ir? Eu por acaso fui atingido por todos aqueles golpes para nada? Eu disse que eu ia estuprá-la hoje!”

 

Alguém, muitos anos mais jovem do que ela, prendendo-a e também e a ameaçado repetidamente de estupro. Xiao Yu não sabia se chorava ou ria, pois ela acreditava firmemente que Xiao Yan não faria tal coisa.

 

Torcendo os seus pulsos, Xiao Yu ainda não conseguiu fugir. Só podia olhar para ele e resmungar sobre a situação absurda: “Seu pequeno bastardo, você nem cresceu ainda. Diga essas coisas quando você realmente for homem”.

 

Com sua masculinidade sendo questionada, Xiao Yan imediatamente franziu as sobrancelhas. Baixando a cabeça, ele respondeu maliciosamente: “Você quer me testar”?

 

Sentindo-se um pouco ameaçada pelo olhar intenso de Xiao Yan, Xiao Yu engoliu pesadamente. Sendo a pessoa arrogante que era, ela não se submeteria. Em vez disso, ela ergueu obstinadamente o seu queixo branco de neve e com um sorriso frio provocou: “Se você ousar tentar, eu vou castrá-lo”!

 

Mordendo os lábios, Xiao Yan sentiu frustração enquanto olhava para aquela mulher. Se lhe perguntassem, apesar de terrivelmente irritado com Xiao Yu, ele nunca iria tão longe ao ponto de cometer um crime tão terrível como o estupro. Não importa como você visse a situação, ela ainda era sua prima mais velha.

 

Mas, dadas as circunstâncias, se Xiao Yan recuasse, ele não teria sofrido por nada?

 

Com seus olhos se estreitando ligeiramente , Xiao Yan mordeu os lábios. De repente, ferozmente, ele a empurrou para baixo e se apertou firmemente contra seu corpo.

 

O movimento abrupto de Xiao Yan atordoou Xiao Yu e sua boca abriu um pouco; Ela ainda não tinha registrado o choque de ter sido violada.

 

Enquanto Xiao Yan ignorava a repentinamente quieta Xiao Yu, ele rapidamente cravou ambas as mãos dela com a sua mão esquerda no chão. Ao mesmo tempo, sua mão direita serpenteava por suas longas e esbeltas pernas, acariciando-as. Xiao Yan tinha entendido uma coisa há muito tempo: ela dava um alto valor em suas pernas, anormalmente alto na verdade, ainda mais quando considerava o fato de que elas enlaçavam os corações dos homens.

 

Ao sentir a mão de Xiao Yan em suas pernas, Xiao Yu enrijeceu, antes de dar um grito violento.

 

Com suas orelhas ligeiramente zunindo, Xiao Yan terminou de tocá-la e pulou como um macaco, fugindo pela montanha. Ele sabia que ela enlouqueceria depois desse tratamento.

 

Os gritos continuaram por um bom tempo antes de diminuírem lentamente. O rosto de Xiao Yu estava vermelho carmesim de raiva e seus olhos ardiam com uma fúria quente e branca enquanto ela olhava fixamente para o quase invisível borrão no pé da montanha. Rangendo os dentes, ela gritava: “Xiao Yan, seu pequeno bastardo. Vou cortá-lo em dez mil pedaços!”

 

A figura distante permaneceu quieta, furtivamente desaparecendo de seu campo de visão logo depois.

 

“Bastardo, bastardo, bastardo!”

 

Observando a figura de Xiao Yan desaparecer, seu rosto se tornou feio enquanto ela esmagava o chão próximo a ela com os dois punhos.

 

Depois de expelir sua fúria atacando o cenário por um bom tempo, Xiao Yu finalmente se acalmou. Ela corou olhando para as impressões de mão indistintas que pontilhavam suas pernas, cada uma deixou um ponto de dormência.

 

Xiao Yu cerrou os dentes e se apoiou lutando contra o sentimento de fraqueza do corpo e queria chorar ao ver suas roupas bagunçadas. Não apenas ela falhou em ensinar ao pirralho uma lição, mas também ele tirou vantagem dela; Os resultados do encontro deixaram um gosto amargo em sua boca.

 

Pensando de novo nas ações de Xiao Yan, Xiao Yu se sentiu mais envergonhada e com raiva. Desta vez, no entanto, ela não desembainhou sua espada e o perseguiu como fez anos atrás.

 

Agora ela era uma adulta e naturalmente não podia agir como antes, deixando que todos no clã soubessem que suas coxas haviam sido tocadas por aquele pirralho. Xiao Yu ficou ali pensando um pouco, antes de pisar forte e xingar em voz baixa: “Pequeno bastardo, é melhor você não me dar uma oportunidade, caso contrário não vai ser bonito”!

 

Xiao Yu enrugou o seu nariz, deixando seu cabelo preto fino deslizar no vento. Ela tirou o pó de suas roupas bagunçadas, endireitou-as um pouco e, de uma forma desanimada, começou lentamente a descer a montanha.

 

 

Depois de fugir sem descanso montanha a baixo, Xiao Yan rapidamente ficou atrás de um arbusto ao pé da montanha com gotas de suor frio escorrendo pelas costas. Apenas quando viu Xiao Yu passar sem percebê-lo, ele pôde dar um suspiro de alívio.

 

Esfregando o nariz, inconscientemente moveu o braço direito passando pelo seu peito e agarrou seu outro braço. Com um olhar sonhador em seu rosto ele sussurrou: “comparado com alguns anos atrás, tocá-la agora foi muito melhor…

 

Na frente desta mulher estúpida eu nunca posso segurar a minha calma. Parece que nossa desavença de infância realmente ainda são mais graves que o normal.” Xiao Yan riu amargamente enquanto ele torceu o pescoço. Respirando fundo, ele afastou o pensamento. Depois de recuperar o seu antigo estado de espírito tranquilo, ele lentamente saiu.

 

Ao se afastar de seu esconderijo, Xiao Yan de repente parou e um pouco envergonhado virou a cabeça para olhar a donzela vestida de preto encostada a uma árvore distante. “Xun Er, o que você está fazendo aqui”?

 

A distante Xun Er inclinava-se preguiçosamente contra a árvore. O cinto roxo em torno de sua pequena cintura fluía livremente no vento enquanto seus belos olhos varriam Xiao Yan. Um sorriso falso estava em seu rosto enquanto ela dizia: “Xiao Yan ge-ge, eu vi Xiao Yu andando com raiva. Será que você a provocou de novo”?

 

Envergonhado, tocando seu nariz, Xiao Yan caminhou para a frente e secamente disse: “Vai saber por que ela está de mau humor novamente”…

 

Vendo a risada de Xiao Yan, Xun Er não pôde deixar de sacudir a cabeça. “Sempre que Xiao Yan ge-ge está ao redor de Xiao Yu, ele inevitavelmente não pode pensar claramente e faz algumas coisas chocantes”.

 

Ouvindo as palavras de Xun Er, Xiao Yan se sentiu um pouco culpado, mas ele inocentemente encolheu os ombros e disse: “Você sabe, eu fui forçado a isso”.

 

Rindo levemente, Xun Er franziu os lábios. Suas mãos estavam atrás de suas costas. A graciosa beleza de sua juventude era bastante comovente.

“Amanhã é o dia de ir ao Pavilhão de Técnicas Qi procurar novas técnicas. Xiao Yan ge-ge deve se preparar.” – Ela disse enquanto saía, mas o som ainda permaneceu.