Ascensão de um Deus

767 - Muito Além do Pináculo do Cultivo

Wuhan Xie, Lian Mei, Chi Ziyun e Min Jia, se juntaram ao redor de uma mesa para tomar chá e alguns doces com suas versões mais velhas.

Era algo simplesmente ilógico e tudo parecia um sonho louco.

“As 102 Esferas são apenas pequenas quantidades de uma Energia distinta, se elas absorverem o poder delas, serão capazes de adentrar dentro da Floresta Divina, sem que sejam destruídas pelas forças aqui presentes.

Quando elas fizerem isso, deverão ficar aqui cultivando por algum tempo. Quando vocês saírem da Dungeon, elas irão com vocês...” – Deusa Suprema, Wuhan Xie.

“Sinceramente, eu estou meio perdida...” – Lian Mei.

“Vocês não estão entendendo algo bem simples. Vocês não estão no presente, mas no futuro.

Toda esta Dungeon está na realidade em um Futuro muito, muito distante.

Acredito que não existam mais números conhecidos para medir quanto tempo nós estamos vivas...” – Deusa Suprema, Lian Mei.

“A Floresta Divina não tem uma Barreira ao seu redor, o que acontece é que toda a Floresta Divina é um Fluxo Temporal totalmente diferente. Em suma, o que acontece no Reino das Feras, no Reino da Tribo Maligna ou no Reino do Sul, se passa no mesmo tempo que o Presente do Reino Mortal, enquanto que aqui, bom, se passa muito depois disso...” – Deusa Suprema, Chi Ziyun.

“O fato é que a tal barreira nada mais é que a Fronteira Temporal entre a Floresta Divina e o restante da Dungeon, sendo assim, os únicos capazes de passar por ela são aqueles aos quais o Tempo não é superior.

Na prática, Le Wei visitou vocês no passado, mas agora, vocês estão no futuro, teoricamente, ela só irá visitar vocês daqui dois mil anos...” – Deusa Suprema, Min Jia.

As meninas estavam confusas, obviamente.

Questões temporais eram coisas muito além da compreensão mortal.

“De qualquer forma, nós fizemos questão de estar hoje aqui, no Laboratório da Fauna de Le Huo, para dar estes itens para as mulheres que estão acompanhando-nos, bom, vocês. Elas serão importantes na batalha que está por vir.

Em segundo lugar, foi para nos ver, infelizmente nós não podemos simplesmente elevar nossos poderes indiscriminadamente...” – Deusa Suprema, Lian Mei.

“Você está dizendo que mesmo com o poder que possuem, não poderiam simplesmente voltar ao início da Criação e destruir o Fim? Vocês, nós, não somos limitadas pelos Paradoxos Temporais, então, porque não fazer isso?

Pelo que você acabou de falar, mesmo podendo, vocês não querem elevar os poderes de vocês do passado, do contrário algo aconteceria?...” – Min Jia.

“Com a força que nós temos agora...” A Deusa Suprema Chi Ziyun falou olhando para sua mão e a movendo, que se estivesse pensando em quanto poder ela tinha em um estalar de dedos.

“Com a força que nós temos agora, sem dúvida alguma, seríamos mais do que capazes de voltar ao passado e destruir o fim sem deixar nada para trás.

Contudo, se isso ocorrer, vocês não enfrentarão tudo que está por vir, talvez nem mesmo encontrem Le Chang, não tenham os filhos e filhas que vocês tanto amam.

Por mais que não sejamos limitadas pelos Paradoxos Temporais, mudar o passado, muda o futuro, isso é algo lógico, não tem como destruirmos o Fim e vocês lutarem com ele ou passarem por tudo se ele não existe mais.

Vamos dizer que nos encontremos e nos apaixonemos por Le Chang do mesmo jeito, talvez alguns de nossos filhos não nasçam, ou devido à falta de um motivo para ele ficar forte, Le Chang acabe sendo relapso em seu treinamento e morra em um combate.

Quem sabe mesmo com tudo isso, nós ainda sejamos capazes de atingir o Pináculo do Cultivo, e até mesmo viremos as Deusas Supremas e Le Chang o Deus dos Deuses, o gosto será diferente.

O sucesso conquistado pelo esforço é mais doce do que o sucesso conquistado sem esforço algum.

É por isso que mesmo que sejamos capazes de com um estalar de dedos fazer o poder de vocês ser dez, cem, mil, dez mil, cem mil vezes maior que o do Fim, nós não faremos, mesmo que isso pudesse nos impedir de algumas lágrimas de tristeza, mas, ainda assim, se o fizermos, nos privará de algumas lágrimas de alegria, as quais não queremos perder...” – Deusa Suprema, Min Jia.

“Entendo, concordo plenamente. Nenhuma de nós quer algo fácil, mas, você sabe o que queremos saber, certo?...” – Wuhan Xie.

“Eu sei. Em resposta à sua pergunta, sim...” Disse a Deusa Suprema Wuhan Xie com um sorriso em sua face.

“Certo, chega de conversa séria, que tal conversarmos sobre outras coisas?...” A Deusa Suprema Chi Ziyun tinha um sorriso animado em sua face.

E assim foi, as meninas animadamente conversando, rindo, tomando chá e comendo bolos diversos com suas versões futuras.

Elas estavam animadas e a alegria era prevalente naquele recinto.

As histórias que elas ouviram foram hilárias.

Como quando Le Li, lutou contra um bilhão de demônios usando um marcador de página.

Mesmo após milhões de anos todos riam quando se lembravam da face apavorada dos Demônios quando viam suas espadas cheias de maldições poderosas e suas armas divinas sendo cortadas por um pedaço de papel.

Outra foi Le Liang que um dia estava entediada e resolveu que seria divertido incomodar Ras Liang e Bai Chen, afinal, mesmo após viver mais tempo que algumas galáxias, ela ainda era extremamente infantil.

Le Liang colocou um monte de plantas na casa de Ras Liang e também na casa de Bai Chen, quando os dois chegaram, as plantas liberaram vários esporos e começaram a causar uma intensa crise de espirro.

Ras Liang e Bai Chen ficaram um dia espirrando toda hora, ao mesmo tempo que corriam atrás de Le Liang atrás de um antídoto.

No fim, eles não foram capazes de alcançar ela, mas Chi Ziyun foi.

Acabou que Le Liang teve que limpar a casa de Ras Liang e Bai Chen por uma semana.

Le Huo era outro que adorava pregar peças, até mesmo em seu pai, o Deus dos Deuses.

Le Chang por mais poderoso que fosse, não usava seus poderes a todo instante, senão, tudo seria um tédio completo.

Por causa disso, ele tinha costume de tropeçar em armadilhas de Le Huo e Le Liang, acabava tomando um banho de água gelada ou um balde de lama caia em sua cabeça.

Era quase um absurdo o Deus dos Deuses cair em pegadinhas tão ridículas, mas, era complicado quando elas eram feitas por alguns dos seres mais poderosos que existiam.

As armadilhas que eles criavam eram tão bem escondidas que Le Chang só as perceberia usando bastante poder em seu Sentido Divino.

Le Huo e Le Liang se prestavam para ficar semanas inteiras criando formações extremamente complexas para enganar seu pai.

Apesar de tudo, a vida deles no futuro estava longe de ser um tédio.

Elas contaram até mesmo histórias de Le Han.

“Le Han é filho de quem?...” – Lian Mei.

“Ele é me...” A frase não terminou, já que no mesmo instante algo chamou a atenção delas.

Alguém havia aparecido no lugar e essa pessoa, ela era especial.

“Olá, é um prazer ver as Senhoras...” Quem falava era Fun Mei, a qual sorria animadamente para as meninas em suas versões do passado.

 

As meninas estavam boquiabertas, afinal, o poder que emanava de Fun Mei, era algo que estava muito, mas muito além do Pináculo do Cultivo.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.