Ascensão de um Deus

749 - De Um Jeito Bom, Eu Acho...

Autor: Calebe Piccoli Camargo

Ao redor de uma mesa de madeira, estavam sentados os nove irmãos.

Le Ya estava com um livro na mão, lendo animadamente enquanto balançava seus pés que não alcançavam o chão.

Ela tinha um olhar inocente, afinal, sua aparência estava estagnada em seus oito anos, seus olhos dourados e seus cabelos de mesma cor a deixavam com uma sensação de santidade e pureza, quando se juntavam com seu lindo vestido branco.

Ao lado dela, estava Le Bo, bom, sua representação, feita de Energia da Realidade.

A aparência de Le Bo era praticamente a mesma de Le Ya, mas mais madura, com um corpo perfeitamente equilibrado e uma sensação de divindade acima de todos os demais presentes.

Ela vestia um manto dourado e calçava sandálias feitas de ouro e pele de animais só vistos no Reino Supremo Divino.

Le Xue, Le Xie, Le Yin e Le Mia estavam ali também, e todas, como suas outras irmãs, tinham cabelos e olhos dourados, era um tanto quanto difícil diferenciar elas, afinal, todas eram divinamente belas e perfeitas.

Um sorriso de qualquer uma dessas jovens poderia abalar reinos inteiros e causar guerras entre os Deuses.

Le Kong, Le Tao e Le Long também estavam ali, entre os três, apenas Le Tao tinha uma aparência jovem, estando firmada em seus vinte anos.

Ele tinha olhos e cabelos dourados, seu corpo era magro e transmitia uma sensação de agilidade extrema, como se ele fosse mais rápido que tudo e todos.

“Certo, vamos começar...” Le Bo falou em alta voz e deu início à reunião.

Todos ficaram sérios e até Le Ya com aquela aparência infantil levantou seus olhos do seu livro e começou a prestar atenção, apesar de ainda continuar balançando seus pés na cadeira.

“O Fim está chegando...” Le Bo foi direta.

“É, eu consigo sentir que lentamente as defesas externas da Criação estão caindo uma após a outra. Apesar de o Firmamento estar com poder de sobra, o que me preocupa não é a base, mas a construção que está apoiada sobre ela...” – Le Long.

“Realmente, tudo parece estar ficando fraco e fútil, como se uma fragilidade estivesse sendo inserida pouco a pouco.

Os poderosos de hoje já não se compararam com os de antigamente e atualmente apenas os Deuses das Raças Divinas podem ser ditos como realmente poderosos, claro, sem contar os Deuses...” Disse Le Mia olhando para Le Bo.

“É, mas infelizmente os Doze Clã Divinos estão com várias divergências e não sei se quando a hora chegar eles terão sucesso. Eles obviamente são poderosos, mas força sem união acaba se tornando frágil e passageira...” – Le Bo.

“Não apenas isso, nas últimas eras, a quantidade de conhecimento adquirido diminuiu significativamente. A velocidade com a qual eles evoluem está lenta demais...” Le Ya fez uma cara de emburrada, como se estivesse indignada que não tivesse livros o suficiente para ela ler.

“A situação é caótica e o perigo iminente...” Murmurou Le Tao.

“Le Tao tem razão, temos pouco tempo até que o Fim finalmente atravesse as Barreiras e o Exército dos Três Seres Negros se fortalece a cada dia...” – Le Xue.

“Mas nós temos uma esperança ainda...” – Le Kong.

“É, o garoto que descende de Le Mao. Diga-nos, Le Ya e Le Mia, vocês duas conversaram com ele por um tempo, o que acham?...” – Le Bo.

“Ele é diferente e um tanto esquisito, mas de um jeito bom, eu acho...” Disse Le Ya com uma cara de dúvida, como se esperasse a confirmação de alguém para suas palavras.

“Ele é genial, seu potencial é infinito, mas nós já vimos muitos gênios caindo e até entre os Deuses houveram seres de imenso poder e que no fim tornaram-se inúteis.

Contudo, ele demonstrou qualidades diversas, além de uma genialidade e de um grande potencial.

Ele tem as Sete Qualidades Divinas, se existe alguém que é capaz de tornar-se o Deus de todas as Raças Divinas, esse alguém é ele.

Além disso, todos sentimos as alterações na Pedra Angular do Amor...” – Le Mia.

“É, Le Mia tem razão.

Eu posso sentir que se não fosse por sua presença, a Criação estaria muito mais fragilizada. É como se algo ou alguém usasse Le Chang como um canal para enviar mais poder até a Criação.

Ele, sem notar, está servindo como um dos Pilares do Firmamento, mantendo a Criação com seu poder.

Ele emanava uma Energia que não sou capaz de controlar...” – Le Long.

Le Bo olhou para seu irmão com uma certa surpresa em sua face.

“Sério?...” Le Ya abriu a boca em surpresa e seus olhinhos dourados brilharam de curiosidade.

“Sim, eu não sei o que é, mas é diferente da Energia Dourada ou qualquer outra. Talvez exista uma outra força, talvez uma outra Força Primordial sendo canalizada através dele, uma que nós não conhecemos...” – Le Long.

“Interessante, uma outra Força Primordial que nem mesmo ele percebeu? Bom, ela obviamente não é superior à Energia Dourada, mas se realmente for uma Força Primordial, as coisas vão ficar divertidas...” Le Kong sorria animado, como se ansiasse pelo combate futuro.

“Nós só poderemos nos mover quando o Fim chegar, mas, apesar de nossa força, todos sabemos que não cabe a nós lidar com ele. Devemos ajudar Le Chang, não diretamente, afinal nossa interferência não pode ser tão grande, mas o suficiente para que ele tenha algumas dicas...” – Le Bo.

“En!” Todos disseram em uníssono.

A reunião continuou por algumas horas, e eles conversaram sobre diversos assuntos.

A pauta principal era Le Chang, mas eles falaram sobre o Reino Supremo Divino e as divisões que estavam acontecendo nos Clãs Divinos.

Falaram sobre os Três Seres Negros e até mesmo sobre o idoso que fechava as Fendas Especiais.

Eles eram capazes de sentir a força da filha do idoso, aquela que antecedeu Le Chang como usuária da Energia Dourada.

Todos tinham grandes expectativas para com a jovem e sabiam que sua ajuda seria crucial na batalha que estava prestes a chegar.

Wuhan Xie, Lian Mei, Min Jia, Chi Ziyun, Le Li, Le Kun, Le Huo e Le Liang também foram assuntos na conversa, todos estavam admirados com os talentos demonstrados por essas pessoas.

E era preciso dizer que para causar surpresa nos Nove Guardiões da Criação, você precisaria ser alguém único.

Fun Mei também foi assunto da conversa e todos sentiram algo diferente vindo dela.

E então, depois de várias horas de reunião, os irmãos pararam de falar sobre assuntos sérios e começaram a comer e jogar conversa fora.

Faziam eras que eles não se viam ou falavam, sendo assim, eles tinham muito assunto.

Le Mia criou uma sala onde o tempo passava muito lentamente e o que pareceu uma semana dentro da sala, foi na realidade um segundo fora dela.

Após a confraternização, todos retornaram para seus postos, afinal, não havia folga quando se tratava de toda a Criação.

Autor:

Quero parabenizar a Miuyki pelo seu aniversário. Nesses mais de dois anos escrevendo Ascensão de um Deus, encontrei vários tipos de pessoas, fãs, haters e leitores ocasionais, mas, alguns foram além disso e tornaram-se amigos. 

Você, sem dúvida alguma, é uma grande amiga, uma pessoa excepcional e uma grande leitora de Ascensão de um Deus, novel a qual você ajudou a melhorar, com suas dicas e opiniões.

Miuyki, você é incrível, gentil, animada, meio louca e com aquela pitada divertida da Seita Random! Hahahaha.

Continue assim, tenho certeza que o sucesso lhe espera em sua jornada por essa vida.

Enfim, hoje é um dia especial e que esta data se repita por muitos e muitos anos.

Um grande abraço!

Att;

Calebe Piccoli Camargo.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.