Ascensão de um Deus

729 - Mudanças

Autor: Calebe Piccoli Camargo

Após alguns minutos, o poder sob Le Chang acalmou-se e ele lentamente recobrou a consciência.

Olhando para sua frente, ele viu que Fea Yong ainda estava ajoelhado e uma pressão imensa emanava dentro da sala.

“Quando o Deus dos Demônios senta-se nesse trono, o Título emite um poder imenso para deixar claro que quem o está ocupando é o Demônio mais importante de todo o Reino Asura...” – Gao Yao.

Le Chang sorriu e acenou afirmativamente com a cabeça para Gao Yao.

“Fea Yong, levante-se...” – Le Chang.

O Demônio rapidamente se colocou de pé.

“Alguma ordem, meu Rei?...” – Fea Yong.

“Eu vou adentrar na Prisão Demoníaca, preciso fazer algo lá, enquanto eu estive fora, você ficará encarregado do Reino Asura.

Todavia, antes disso, traga os mais fortes e mais importantes Demônios do Reino, eu gostaria de dar um comunicado...” – Le Chang.

Fea Yong curvou-se levemente em respeito e saiu rapidamente da sala, não demorando mais que alguns minutos para ele retornar e com ele, cerca de vinte demônios se fizeram presentes.

Era nove mulheres e onze homens.

Todos eles fizeram uma fila na frente de Le Chang e ajoelharam-se, enquanto isso, Fea Yong estava em pé do lado do Trono, como um conselheiro.

“Podem ficar de pé...” Com um mover de sua mão, todos os presentes rapidamente se colocaram de pé.

Gao Yao, Seiryuu e Xiong Lin já tinham retornado para dentro da Dimensão Espiritual do jovem.

“A partir de hoje, as coisas vão mudar no Reino Asura e eu farei um novo código de leis.

Todos os problemas internos, serão resolvidos através de um mediador escolhido em comum acordo pelas partes envolvidas. Caso a solução não seja alcançada através do diálogo, cada parte escolherá um representante, necessariamente um dos envolvidos e não um terceiro contrato, dessa maneira, uma batalha será travada e o vencedor dela será também a parte que sairá vitoriosa do problema primordial.

Todos os crimes hediondos, como assassinatos, violência sexual, latrocínio e afins, estão permanentemente banidos, a pena é tortura e posterior morte.

Qualquer tipo de escravidão está banido permanentemente, não serão toleradas tais ações e o preço pago por descumprimento será o mesmo da segunda regra.

Todo tipo de dano causado a qualquer Reino Dimensional, será julgado sob as nossas Leis. Mortes e danos só serão perdoados caso sejam necessários para preservar sua vida, ou seja, se tentarem lhe matar e vocês revidarem, estarão isentos do julgamento...” – Le Chang.

E assim, Le Chang foi falando as novas regras e leis.

Os Demônios presentes claramente estavam surpresos e não entendiam nada do que ocorria, como que ele pensava que isso seria possível de ser seguido?

Eles eram Demônios!

“Eu sei o que vocês estão pensando.

Todavia, se eu não acreditasse na capacidade de vocês, eu jamais pediria isso.

Sendo assim, peguem isso...” Le Chang moveu sua mão e vários frascos de jade voaram até a frente de cada um dos presentes.

Dentro havia uma grande quantidade de líquido vermelho, o qual brilhava com um tom dourado.

Era possível sentir uma quantidade descomunal de vida e poder vindo daquele líquido.

“Cada frasco contém um litro do meu sangue. Ele contém várias linhagens e heranças, bem como um poder imenso e que dará o poder para que vocês consigam resistir aos instintos assassinos que reside dentro de seus corações.

Não é uma solução permanente, mas é o suficiente por agora e nos dará tempo até que eu consiga resolver isso de forma permanente.

Vocês são maus por natureza, mas nenhuma forma de vida deveria estar fadada a tamanho tormento.

Eu sei que no fundo, vocês gostariam de resistir, afinal, a vida de todos no Reino Asura se resume a dor, desgraçada e destruição.

Demônios nasceram assim, mas nem mesmo a Criadora os criou assim, foi algo espontâneo e eu sei que ela gostaria que algo assim acontecesse com uma Raça Divina.

Sendo assim, eu sei que estou pedindo para vocês abdicarem de tudo que os representou, desde o começo dos tempos, mas em troca eu lhes ofereço um futuro, onde não haverá só ódio em suas vidas, mas também amor.

Demônios são necessários para o equilíbrio, mas fiquem tranquilos, quando...” Conforme as próximas palavras saiam da boca de Le Chang, seus olhos ficaram dourados, a pressão do Trono ficou cem vezes maior.

Suas Heranças, Linhagens e todos os seus poderes vieram à tona.

Seu sangue dentro dos Frascos de Jade começou a fervilhar.

“Quando eu ascender ao ápice, não da Criação, mas de todo o Vácuo Eterno e enfim ser chamado de Deus dos Deuses, eu estarei acima do próprio equilíbrio. O mal sempre existirá, mas não deve ser uma lei que uma raça seja a sua representação, vocês todos terão a oportunidade de andar de mãos dadas com o mal ou com o bem.

Todas as raças sencientes têm direito a tal escolha e eu darei esse direito também a vocês, sendo assim, vocês me seguirão?...” Le Chang se colocou de pé e olhou de cima para baixo em direção aos seres a sua frente.

Ele parecia um Deus em seu total esplendor.

Le Chang veio para mudar, para melhor.

Ele era o Deus dos Demônios, claro que era, mas ele faria uma revolução, na qual o mal sucumbiria diante do bem e o amor sobrepujaria o ódio.

No mesmo instante, todos os Demônios, até mesmo Fea Yong, ajoelharam-se diante de Le Chang.

“Dividam com seus familiares o meu sangue, uma micro-gota deve ser mais do que suficiente para um Demônio.

Vão, estão dispensados.

Na minha ausência, reportem para Fea Yong, ele cuidará de tudo...” – Le Chang.

Alguns instantes depois e todos saíram da Sala do Trono.

O jovem então levou sua mão até a base do Trono e ali uma escada surgiu em direção ao subsolo.

Seguindo-a, ele deparou-se com um grande portão, imagens demoníacas estavam por toda a parte e quando Le Chang tocou o portão com sua mão, imediatamente sentiu seu corpo sendo sugado pelo Portal que havia ali.

Não demorou mais que alguns segundos e ele se viu dentro de outro Reino Dimensional, ao longe, haviam estrelas e galáxias e não muito longe, um pequeno planeta se fazia presente.

Ele era minúsculo comparado aos Planetas que ele estava acostumado.

Ao longe, ele parecia um pontinho azulado.

Contudo, ao olhar através do mundo espiritual, ele se tornava negro e envolto em chamas negras.

Aquele planeta estava mergulhado em um oceano de Qi Demoníaco Impuro.

Uma forte presença havia naquele pequeno planeta, como se fosse o lar de apenas um Ser, poderoso o suficiente para abalar dimensões.

“Um planeta inteiro para um só ser?...” Murmurou Le Chang em sua mente.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.