Ascensão de um Deus

726 - Deus dos Demônios, Le Chang!

Autor: Calebe Piccoli Camargo

Wuhan Xie, Lian Mei, Chi Ziyun e Min Jia simplesmente pararam no meio da batalha.

Elas sentiram leves mudanças ocorrendo em suas almas, como se uma pitada de paz fosse colocada no centro de suas consciências.

A sensação de conforto, paz e amor cresceu, mesmo que pouco, mas o suficiente para se fazer sentido por tudo e todos.

Fi Ore, De Rha, Fi Bell e todas as outras jovens, se entreolharam, perguntando-se se todas sentiram a mesma coisa.

“O que foi isso... E... Essa paz...” Murmurou De Rha secando uma lágrima que rolou por seu rosto de forma involuntária.

O grupo levou o olhar para as quatro mulheres que estavam em pé ao longe e as viram paradas, com um sorriso no rosto.

“Foram elas?...” – Fi Ore.

“Não... Não... Isso é diferente, isso veio de algo mais profundo e poderoso, não sei o que foi, mas tenho a sensação de que toda a Criação experimentou isso...” – De Rha.

“Le Chang...” Murmurou Chi Ziyun com sorriso em seus lábios.

As quatro sabiam onde ele estava indo, afinal, ele as avisou antes de partir e ficar sem comunicação com elas.

As jovens sabiam que ele estava bem, apesar da Conexão das Almas no momento não ser capaz de transmitir informações concretas, muito menos conversações, elas ainda podiam sentir que ele estava vivo e bem.

E elas sabiam que havia sido ele o causador de tudo isso, afinal, elas puderam sentir um poder sem igual vindo do marido delas.

“Bom, acredito que temos que correr, não podemos deixar ele sempre chegar na nossa frente...” Disse Lian Mei com um sorriso de animada.

Apesar da situação de Lin Bo ser grave, nenhum deles se preocupava, as soluções existiam e todos tinham uma fé inabalável de que eles conseguiriam atingir seus objetivos.

As outras três mulheres sorriram para Lian Mei e acenando afirmativamente com a cabeça dispararam para frente, contra os inimigos restantes.

Suas forças foram elevadas ao ápice e seus cultivos vieram totalmente à tona.

Árvore da Vida, Deus do Gelo Divino, Divina Fênix Draconiana e Livro dos Espíritos, se fizeram presentes, e o que veio a seguir não foi uma batalha, foi um massacre unilateral, quando quatro mulheres, varreram com mais de mil Bestas Abissais, sem derramar nenhuma gota de suor.

Após isso, era possível ver quatro jovens, em pé sobre uma pilha de escombros, corpos de poderosos Golens.

Elas brilhavam em um tom dourado, como Deusas que após vencer uma grande batalha finalmente aproveitavam a glória.

“Vamos?...” Wuhan Xie virou para o grupo de mulheres atrás delas e as chamou com um sorriso no rosto.

As cem mulheres se levantaram imediatamente e correram até elas.

E assim, o grupo continuou até o centro do lugar, onde havia um imenso templo, ali, no altar, havia uma escadaria que levava para o subsolo e lá era onde repousava o Guardião do Primeiro Andar.

Um ser que até hoje estava invicto, conhecido por ceifar a vida de seres com poderes suficientemente grandes para se fazerem ouvidos por toda a Criação.

Sendo assim, o que lhes aguardava era uma incógnita e para muitos, a própria morte residia dentro daquele lugar.

...............................................................................................

Le Chang olhou para trás uma última vez, fitando o Abismo, totalmente selado e então suspirou, movendo sua mão para frente, um rasgo apareceu no tecido da realidade e ele saltou dentro dele, imediatamente aparecendo no Reino Mortal.

Sem pestanejar, ele voltou para o Planeta Plumas ao Vento, avisou as meninas que estava bem e elas lhe contaram o que havia acontecido até agora e que estavam perto do Guardião do Primeiro Andar.

Então, após alguns minutos de conversa, ele rapidamente foi até uma caverna no centro da Cordilheira da Ascensão Espiritual, ali ele rasgou um Fluxo Energético e usou esse poder para ativar o Portal do Reino Asura que estava dentro de sua Dimensão Espiritual.

Quando o fez, o Portal brilhou em um tom escuro e maligno, então, no instante seguinte, ele se viu sugado para dentro do Portal.

Em um piscar de olhos, Le Chang estava novamente no Reino Asura.

Diferente da última vez, uma sensação de lar se firmou em seu coração, como se fosse ali o lugar ao qual ele pertencia.

“Conforme você fica mais forte, mais o Reino Asura fica sob o seu comando, até que quando atingir o Pináculo do Cultivo, você será capaz de sentir cada alma em todo o Reino Asura.

É um dos poderes dos Deuses das Raças Divinas...” – Gao Yao.

“Entendo...” – Le Chang.

“Temos companhia...” – Seiryuu.

“É, eu senti eles movendo-se no instante que cheguei aqui...” – Le Chang.

O jovem estava parado, no meio do Palácio do Deus Demônio, afinal, aquele Portal o levava para a Sala do Trono.

Não demorou mais que alguns instantes para que forças demoníacas sem igual chegassem até ali.

Haviam dezenas de seres poderosos e assustadores, alguns ali tinham forças suficientes para erradicar Le Chang facilmente, afinal, eles estavam no Pináculo do Cultivo.

“Oh! Parece que nos encontramos novamente...” Le Chang disse rindo na direção de um homem que estava liderando todo o grupo.

Ele claramente era o mais poderoso e perigoso, bem como o líder do local.

“Oh! Eu pensei quem seria o idiota de invadir a Sala do Trono, mas parece que é o maior de todos...” Fea Yong disse sorrindo com uma face demoníaca.

“Me parece que na ausência de um Deus dos Demônios vocês ficam bem relaxados em serviço, afinal, qualquer um consegue entrar aqui pelo que parece...” Riu Le Chang debochando na direção de Fea Yong.

“Hahahaha! É que nós gostamos de ver a presa caindo na armadilha e depois se debatendo desesperada para sair...” – Fea Yong.

“Oh! Porém, será que hoje não aconteceu o contrário? A presa tornou-se o caçador e os atraiu para dentro da jaula, onde vocês não poderão escapar?...” No instante seguinte, Le Chang riu de forma demoníaca e todo o seu cultivo veio à tona, sua vontade, o Decreto Divino e o poder do Pilar da Criação: Controle Absoluto, dado pelo Abismo antes de ser totalmente selado, afinal, ele havia prometido a Le Chang.

No momento seguinte, todos os seres do local recuaram dois passos e sentiram uma pressão imensa caindo sobre eles.

Os olhos de Le Chang brilhavam em um tom dourado escuro e era possível ver que a qualquer momento ele poderia pular com suas presas no pescoço de alguém desavisado.

“Relaxe... Relaxe... Ninguém aqui fará mal algum para o nosso Deus... Afinal, eu destronei Bai Fan por sua causa...” – Fea Yong.

“Oh! Mas que consideração sua... Todavia, diga-me, pequeno demônio.... Quem lhe autorizou a pensar que poderia lutar pelo trono?...” A voz de Le Chang mudou e tornou-se sombria, o cerne do mal e da destruição.

Seus olhos pareciam que iriam incinerar Fea Yong.

“Relaxe... Relaxe... Estou só brincando. Vocês se aborrecem muito facilmente...” Le Chang sorriu erguendo as mãos para o alto quando sentiu cerca de dez espadas encostando em sua garganta.

Se ele não fosse tão forte e tivesse o Título de Deus Demônio, ele provavelmente teria morrido apenas pelas maldições que haviam nas Espadas Demoníacas.

“Abaixem as armas... Ele é aquele que nós iríamos buscar!...” Fea Yong ordenou com sua poderosa voz e todos recuaram.

Ele então andou até Le Chang, ficando a pouco menos de dois metros do garoto.

“Deus dos Demônios, Le Chang! Seja bem-vindo ao seu Trono...” Fea Yong se colocou sobre um só joelho e abaixou sua cabeça, o ato foi acompanhado por todos os outros demônios do recinto.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.