Ascensão de um Deus

724 - Pedra Angular do Amor

Autor: Calebe Piccoli Camargo

Le Chang estava sentado em posição de lótus e sua mente viajava através das profundezas de seu conhecimento e sabedoria.

Le Chang havia lido uma quantidade imensa de livros quando foi para a Biblioteca da Criação.

Todavia, dos vários significados que ele pode encontrar para a palavra Corrupção, suas aplicações em dezenas de situações, ainda assim, não pareciam fazer sentido quando colocadas em vista do que ele enfrentava neste momento.

O abismo olhava para ele e mesmo estando acorrentado a um pilar negro, ele estava feliz, pois, fazia eras que não tinha tamanha diversão.

Le Chang mostrou algo além do normal, uma superação inigualável.

O Abismo não pode impedir de fazer a comparação entre Le Mei e Le Chang.

A primeira, quando ele batalhou contra ela, a única coisa que podia ser dita ao olhar em sua direção era: Poder!

Le Mei transmitia uma sensação de infinitude e o Abismo sabia que ela não o matou, não porque não era capaz, mas porque sua morte traria caos a Criação.

Aqueles olhos dourados que ela carregava em sua face, eram como portais para um reino onde a onipotência era uma realidade.

O Abismo sabia o que era a Energia Dourada e também sabia que o poder da mesma era inigualável, não havia força no Vácuo Eterno capaz de contradizer o poder dela e nas mãos de Le Mei, a Energia Dourada encontrou um usuário singular.

Xiong Long e Le Mei eram o ápice de todo o poder que já havia aparecido em todas as eras da Criação.

Le Mei, foi a única que chegou perto do poder da Criadora, e se levarmos em conta que a última tinha consigo não uma, mas duas Energias, uma delas sendo a Representação da Onipotência, podemos ter uma pequena ideia do quão forte Le Mei era.

Todavia, o Abismo quando olhava para Le Chang, mesmo conseguindo sentir que a força dele, no momento, era um grão de areia perto do que Le Mei tinha, ainda assim, uma sensação de temor se firmava em sua mente.

Ele não entendia o motivo, mas o ar, não os gases atmosféricos, mas a presença ao redor de Le Chang, era como alguém que tentava gritar, mas a voz não saia de sua boca, e o que ele queria dizer é: Ajoelhe-se enquanto podes!

A sensação que emanava de Le Chang não era um temor presente, mas um terror futuro.

Era como se tudo, não apenas a Criação, mas o Vácuo Eterno falasse: Submetam-se enquanto há tempo, pois não quereis fazer do Deus dos Deuses o seu inimigo!

E assim foi, o Abismo observando enquanto Le Chang pensava, até que após alguns dias, o jovem finalmente pronunciou-se.

“Corrupção... Corruptione... Cor... Coração... Rupta... Rompimento...” – Le Chang.

O jovem colocou-se de pé lentamente e andou até a Corrupção do Medo, a parte negra sobre a Pedra Angular.

“A corrupção não se refere diretamente a ação de ser corrupto, ou seja, o que importa não é o ato em si, mas o que ele significa para algo mais profundo, a alma.

Corrupção é o rompimento do coração, mas em um sentido figurado, o que na realidade significa é o rompimento dos princípios, ou seja, ser corrupto é romper com sua moral.

É o ato de ignorar a fronteira entre o bem e mal, rompendo com ela e indo até o mal encarnado em busca de poder e riqueza.

Todavia, você é uma força diferente, não está atrás de riquezas ou poder, mas sim de destruir tudo e todos, sua corrupção significa algo diferente, você é o medo encarnado.

Sua Corrupção do Medo é o Rompimento dos Princípios através do Medo, ou seja, quando enfrentando um medo e um terror sem precedentes, fazemos de tudo para nos salvar, ignorando nossa moral e nossos princípios, quando colocamos a nossa vida acima de tudo.

Para muitos é algo normal, é um sentimento de preservação instintivo e que possibilitou as formas de vida a prosperarem e crescerem, mas, parece que ninguém percebeu, que isso foi você, certo?

A Pedra Angular, como o nome diz, foi o local usado como uma das bases para a Construção da Criação, este disco de pedra, não é um lugar comum.

Diga-me, Abismo, essa é a Pedra Angular do Amor, certo?...” – Le Chang.

O Abismo ficou surpreso, realmente surpreso, seus olhos estavam arregalados, não esperando que o jovem chegasse a tamanha profundidade de entendimento.

“Você é a Encarnação do Medo, mas existe somente uma coisa acima de você, quando se trata de sentimentos, o Amor.

A Criadora foi aquela que criou todos os sentimentos, e eles são extremamente poderosos, nos dando força de onde seria impossível retirar.

Você foi colocado aqui, porque apenas o local onde nasceu o sentimento mais poderoso, é capaz de servir como prisão para a Encarnação do Medo.

Você está lentamente corroendo as bases que fundamentam o sentimento do Amor.

A razão disso é simples, o Amor é capaz de sobrepujar o Medo de todas as formas.

Um pai que por amor dá a vida para salvar a de um filho.

Uma mãe que se joga no meio das chamas para salvar sua criança.

Um bombeiro que ignora as chamas ardentes e corre para salvar uma vida em perigo.

Um policial que sem saber se voltará vivo para sua família, ainda assim luta contra o mal com todas as suas forças.

Um desconhecido, que se joga em um rio violento para salvar alguém que ele jamais viu do perigo.

O Amor ao próximo é implacável e isso é algo que você não é capaz de vencer.

O Altruísmo nasce do amor, e ele tem como características a ausência de egoísmo, uma expressão suprema de amor e, sem dúvida alguma, a representação mais bela do que chamamos de coragem.

Sendo assim, o que você está fazendo aqui, não é corroendo sua prisão, mas destruindo a mais bela obra da Criadora.

Esse lugar, em que estamos, não é algo simplório, ou apenas uma das inúmeras bases da Criação.

A Pedra Angular da Realidade, a Pedra Angular da Criação, a Pedra Angular da Lógica, a Pedra Angular do Poder, e assim por diante.

Elas são inúmeras, sem dúvida, algumas delas são muito mais poderosas do que essa que estamos, mas essa, é a mais importante de todas.

O Amor traz significado à vida, sem ele, tudo seria fútil e fadado ao fracasso, nós ansiamos por pela felicidade, mas esquecemos que a base de tudo está no amor.

O Amor por si próprio, o amor pelo próximo, o amor pela justiça, o amor pelo certo, o amor pelos que merecem ser amados.

A vida é um lindo quadro branco, e nela é possível utilizar várias tintas diferentes, mas, a maior de todas, aquela que traz mais cor, alegria e transforma essa tela branca em uma linda obra-prima, sem dúvida alguma, é o Amor...” – Le Chang.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.