Ascensão de um Deus

715 - Enfim Havia Nascido

Autor: Calebe Piccoli Camargo

Algumas horas atrás.

Le Chang estava indo até um lugar especial na Cordilheira da Ascensão Espiritual.

Um lugar onde um Fluxo Energético havia sido rompido e expelia um poder descomunal com todas as suas forças.

Esse lugar era o Núcleo que entregava Qi para toda a Cordilheira, não era à toa que aquela porção de terra tinha mais Qi que qualquer lugar no Reino Mortal.

E Le Chang estava ali pois precisaria desse poder para abrir o Portal para o Reino Asura, o Portal que estava em sua Dimensão Espiritual.

Ele parou bem no centro, onde a Energia Primal saia com toda a sua força e era capaz de fazer qualquer cultivador virar pó instantaneamente, todavia, para o Detentor da Energia Dourada, ou melhor, para Le Chang, isso não era nada.

Quando pura Energia atingiu seu corpo, Le Chang sentiu que sua mente o forçava a ajoelhar-se e desistir diante de tamanho poder, mas rugindo para o alto, como o Deus dos Dragões, ele lutou contra tal sentimento e manteve-se imponente.

Todavia, enquanto absorvia essa força e enviava rios de Energia Primal para sua Dimensão Espiritual, mais precisamente no Portal do Reino Asura, uma força singular começou a brotar do solo de sua Dimensão Espiritual.

Dali, uma voz disse: “Pilar da Criação... Pilar da Criação... Pilar da Criação...”

E quando isso aconteceu, Le Chang viu Le Mei e Xiong Long com olhares cheios de surpresa.

“O que foi?...” – Le Chang.

Eles então explicaram para ele, o que havia ocorrido no passado e o que realmente significava ter o Título de Pilar da Criação.

...............................................................................

“... Se aquele conhecido como o Representante da Criadora, torna-se um lagarto que eu sou capaz de esmagar com meus pés, o que resta para você?...” – Abismo.

Le Mei deu um passo para frente e seus olhos começaram a mostrar uma profundidade sem igual.

O Abismo, pela primeira vez, viu um abismo maior que ele.

“Você acha que pode falar dessa maneira com a minha família? Meu marido é poderoso, e nós dois sabemos que ele é mais forte que você, entretanto, nós dois também sabemos que se o matarmos, as consequências seriam piores do que lhe deixar vivo, certo?...” – Le Mei.

“Oh! Você realmente descobriu o segredo da minha força? Hahaha! Incrível!

Eu sou a Encarnação do Medo que a Criadora cultivou desde o começo em relação ao Fim.

Quando a ideia da Criação nem havia passado por sua cabeça, eu já estava lá.

Eu sou tão antigo quanto ela e o Medo, sem dúvida alguma, é imbatível!

Eu sou a maior prova de que ela não passava de uma covarde! Escolhendo a morte e dando a responsabilidade, de batalhar contra o Fim, para meras formigas e seres que jamais atingiram o poder que ela almejou...” – Abismo.

“Você está enganado.

O fato de você existir é a maior prova de que ela era o epítome da coragem e da fé.

Ela não deu sua vida pensando em fugir das consequências, com temor de ver o Fim enfim tragar tudo e todos.

Ela deu sua vida, pois tinha fé de que de seus sonhos, alguém com força suficiente, se ergueria e derrotaria aquele que ela não foi capaz. Não foi covardia, foi a maior das coragens.

Você não entendeu uma coisa muito importante...” Le Mei começou a andar lentamente em direção ao Abismo e a cada passo, seu poder crescia de forma exponencial.

“Coragem não é a ausência de medo, mas o agir apesar do medo...” – Le Mei.

E então, ela sumiu.

O Abismo levou seu punho para frente, o qual encontrou-se com o punho de Le Mei.

Entretanto, ele ficou surpreso ao perceber que ele havia recuado dois passos e que seu punho estava chamuscado com Chamas Douradas.

E então, uma batalha singular teve início, impossível de ser descrita, afinal, palavras não são suficientes para fazer jus a tamanho acontecimento.

Le Mei lutava moldando a própria Criação ao seu redor e o Abismo respondia controlando tudo ao seu redor.

Fluxos Energéticos eram rasgados e usados como armas.

E então, após uma batalha que não foi possível medir o tempo de duração, Le Mei estava parada, intacta e sem nem uma gota de suor em seu corpo.

O Abismo estava aos trapos, ele claramente havia sofrido pesados danos.

“Eu não posso lhe matar, mas posso selar você e seus generais. O poder que reside dentro de cada um de vocês, não mais ficará em suas mãos.

Eu transformarei vocês em canais para levar o Poder que reside em seus interiores, até aqueles que realmente merecem...” – Le Mei.

“Hahaha! V... Cof... Cof... Você nos subestima garota. Eu disse para você, eu sou antigo, muito antigo. Não importa quem for, todos que receberem meu poder, serão inevitavelmente corrompidos por ele.

Você não faz a menor ideia do que é ser a Encarnação do Medo da Criadora.

Seus pensamentos mais terríveis, seus maiores medos e pesadelos, eu sou isso.

Sendo assim, diga-me, como que alguém suportará aquilo que até mesmo a Criadora temeu?

Quanto tempo você acha que os vermes aos quais foi dado a capacidade de pensar, serão capazes de resistir?

Entretanto, faremos um trato.

Eu me manifestarei apenas a partir de um determinado ponto de poder, afinal, eu quero provar para você que não importa quem seja, ninguém é capaz de carregar este fardo...” – Abismo.

“Selamento Divino: Aprisionamento Celestial!” A voz de Le Mei soou imponente, quando de todos os lados, correntes feitas de Energia Dourada dispararam contra o Abismo e o selaram completamente.

Depois de lidar com ele, ela foi atrás dos Generais e também os selou.

Após isso, ela demorou uma semana para recuperar o poder gasto, afinal, ela precisou selar O Abismo e seus Doze Generais!

E quando terminou, fechou seus olhos como se orasse para algo ou alguém, abençoar aqueles que vierem a possuir um dos títulos dos Pilares da Criação.

E aquele que possuir o mais poderoso dos Treze Pilares, o Pilar do Abismo, Controle Absoluto, é o que mais sofrerá.

Pois o fardo posto em suas costas, será tão pesado quanto a maior das estrelas.

...............................................................................

Quando Le Chang compreendeu, após as explicações de Le Mei, seu rosto se encheu de preocupação.

“Fique calmo. O Caos que reside dentro do Título de Pilar da Criação, apenas se revela quando um cultivador atinge o Pináculo do Cultivo, até lá, vocês não precisam preocupar-se, todavia, eu preciso lhe dizer que jamais houve alguém com força de vontade grande o suficiente para suprimir o Caos que vive dentro deste título...” – Le Mei.

Todavia, no mesmo instante, a preocupação de Le Chang desapareceu e um sorriso dançou em seus lábios.

Ele olhou para seus antepassados distantes e ambos sentiram a profundeza do poder de Le Chang.

“Fiquem tranquilos, não será nem mesmo um desafio. Afinal, quem é capaz de manter-se de pé diante de mim?...” Para a surpresa de Le Mei, Xiong Long, Seiryuu, Xiong Lin e Gao Yao, que presenciavam tal acontecimento, não foi Le Chang quem falou.

Quem proferiu tais palavras, era um homem feito de Energia Dourada, atrás dele havia um Trono Dourado e seus olhos pareciam desmantelar os segredos mais profundos do Vácuo Eterno.

Por um instante, passado, presente e futuro tornaram-se maleáveis diante de Le Chang.

Le Mei e Xiong Long sorriram, eles estavam alegres pois aquele que carregaria os sonhos da Criadora, enfim havia nascido.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.