Ascensão de um Deus

699 - Embate Entre Deuses

Era um pedaço simples de cristal e para muitos parecia uma espada sem uma lâmina.

No entanto, os olhos dos mais treinados, sabiam que aquilo era a lendária Técnica da Espada Mutável.

Uma raridade entre as raridades.

Era preciso ter um controle muito grande sobre os Tipos de Qi usados e também grandes reservas dos mesmos, para ser capaz de manter por um longo tempo este tipo de habilidade.

Fun Mei respirou lentamente, como se estivesse buscando concentrar-se.

“Senhor Juiz, posso perguntar algo?...” Disse Le Kun rapidamente.

Fun Mei parou e olhou para o garoto que ia até o juiz e falava algo em seu ouvido.

O juiz arregalou os olhos e olhou na direção de Jo Vana.

Ela rapidamente foi até o palco e o juiz lhe disse algo baixinho, e a reação da cultivadora foi a mesma.

“Tem... Tem... Tem certeza?... Eu não sabia que era possível...” Disse ela para Le Kun, com uma face cheia de surpresa e expectativa.

“Sim...” – Le Kun.

“C... Certo, eu, Jo Vana, dou minha permissão para que Le Kun e Fun Mei também usem o Caminho da Verdadeira Magia para lutarem...” E com tais palavras ela voltou rapidamente para o seu lugar.

“O QUE?????????????????!!!!!!!!!!!!” A multidão gritou.

“Podem recomeçar!” – Juiz.

No instante que ele falou, o palco simplesmente começou a trincar.

Ao redor de Le Kun e Fun Mei, uma presença descomunal começou a ganhar forma.

O palco era resistente, sim, mas não contra Mana.

Era possível ver o espaço se contorcendo ao redor de ambos e o juiz foi forçado a recuar vários passos.

As pessoas podiam sentir o ar ficando revolto e a sensação de destruição permeava o corpo dos cultivadores.

Fun Mei moveu o cabo que estava em sua mão e no mesmo instante, uma lâmina feita de pura luz ganhou forma.

Era como se ela fosse uma deusa capaz de pegar um feixe de luz e o congelar para o seu bel prazer.

Le Kun suspirou profundamente e fechou seus olhos, quando uma espada feita inteiramente de gelo começou a formar-se em suas mãos.

Não apenas isso, grandes quantidades de Mana começaram envolver seu corpo, como planetas ao redor de sua estrela.

Raios, pedras, metais, água, fogo, gelo, luz, ar e vários outros atributos começaram a aparecer a todo instante.

Após alguns segundos, as cinco Transformações da Natureza também se fizeram presentes, mas, dessa vez, eram feitas de Qi.

A multidão viu seus queixos caindo e seus olhos se arregalando.

Era algo inédito alguém usar tanto Qi como Mana, na realidade, inédito era algo simplório de se falar.

Aquilo ali estava mais para ridiculamente absurdo.

E então, com a barreira do som sendo destruída dezenas de vezes, Le Kun e Fun Mei começaram a trocar golpes.

A espada de Gelo contra a Espada de Luz.

A Mana ao redor deles tomava a forma de diversas coisas e colidiam entre si, eles não lutavam apenas com as espadas, mas com o controle sobre a Mana e o Qi.

Fun Mei era superior no Dao da Espada, não havia dúvidas quanto a isso, já que não demorou para os cortes aparecerem na pele de Le Kun.

Enquanto ela acertava dez golpes, ele acertava um.

No entanto, ele compensava com o controle de Qi e de Mana.

Fun Mei estava no começo do Dao Santo e Le Kun no meio do mesmo.

No entanto, a batalha envolvia forças além do Dao Marcial.

Ali estava valendo o Caminho da Verdadeira Magia e para surpresa até mesmo de Le Chang, Fun Mei mostrou-se superior nesse quesito.

Em um dado instante, o nível de batalha deles chegou a um patamar tão elevado, que era possível ver apenas Le Kun de um lado e Fun Mei de outro.

Eles estavam parados, uma mão nas costas e o outro braço não podia ser visto devido à velocidade.

Raios, trovões, água e fogo, gelo e lava, ar e várias outras formas de poder colidiam entre si.

O Qi e a Mana se anulavam.

Le Kun se viu forçado a usar Energia Primal para ser capaz de equilibrar a batalha.

Jo Vana e Dra Gon olhavam para aquele palco e podiam sentir seus corações querendo saltar por suas bocas.

Aquilo não era algo normal.

Aquilo não estava no nível dos mortais.

Aquilo não podia mais ser medido pelos limites do Reino Mortal.

O embate entre Le Kun e Fun Mei foi tão grande que o palco começou a se quebrar, pedaços voavam para todos os lados.

O Juiz que estava no Dao do Santo Rei, foi obrigado a usar uma grande quantidade de poder para criar uma barreira ao seu redor.

Ele podia sentir que mesmo estando no Meio do Dao do Santo Rei, se fosse tentar entrar naquela luta, ele acabaria sofrendo severos danos.

Caso precisasse intervir, ele calculava que provavelmente teria que gastar todo o seu Qi de uma só vez para anular o poder de alguns dos competidores.

A multidão não tinha reação e mal respiravam.

Mana, Qi, Energia Primal.

Aquilo ali não era uma batalha comum.

 

Aquilo era o Embate entre Deuses!




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.