Ascensão de um Deus

697 - Classificado Abaixo de Monstro

Após tal desenvolvimento, sabendo que apenas vinte pessoas deveriam restar em pé no Dao Santo, a maioria não sabia o que fazer.

Teria sentido lutar ainda?

Em um instante, quatro crianças, obliteraram com uma facilidade singular, oito cultivadores com forças capazes de rivalizar com o começo do Dao do Santo Rei.

Todos que estavam ali sabiam que não havia a menor chance de eles ganharem.

O juiz ficou olhando e seus olhos arregalados e seu queixo caído traduziam o sentimento da maioria das pessoas.

“Quem mais quer tentar a sorte?...” A voz de Le Kun se espalhou pelo ouvido de todos os presentes e uma sensação de frieza foi sentida pela alma dos cultivadores no recinto.

E então, algo jamais antes visto aconteceu, milhares de pessoas começaram a pular do palco e desistir.

Até que restou apenas Le Ku, Le Huo, Le Liang, Le Li, Lau Mei, Fun Mei e outros quatro cultivadores.

Dois homens e duas mulheres.

As duas jovens eram discípulas de Jo Vana.

Uma delas, chamada de Fal Legt, tinha longos cabelos azulados e seus olhos eram da cor do céu em um dia sem nuvens.

Seu corpo era voluptuoso e ela vestia uma roupa de combate, feita de pele de Feras Mágicas, bem como carrega uma espada de dois gumes em sua cintura.

A outra era Ska Ista, cabelo curto, na altura dos ombros, de cor dourada. Seus olhos eram azuis vibrantes e seu corpo era esguio. Ela usava uma roupa de combate igual a de Fal Legt e também tinha uma espada de dois gumes em sua cintura.

Os homens eram discípulos de Dra Gon.

Um deles era chamado de Sil Ny, homem de cabelos bem aparados e loiros, seus olhos eram verdes e seu corpo musculoso, ele tinha duas adagas penduradas em sua cintura.

O outro era Xurt Jak, com cabelos bem aparados e castanho claro, seus olhos eram azuis e seu corpo era magro, ele também tinha duas adagas em sua cintura.

Os quatro permaneceram nas bordas do Palco.

“C... Ce... Certo... Já que restaram apenas dez competidores, vamos começar imediatamente as batalhas de 1v1...” – Juiz.

A decisão de como ocorreriam as batalhas era relativamente simples, basicamente havia uma caixa com números e cada competidor pegaria uma placa e então lutaria com o correspondente.

O Número 1 lutava com o Número 10, o 2 com o 9 e assim por diante.

E após cada um pegar seu número, os combates foram decididos.

Le Liang lutaria contra Fal Legt.

Le Li contra Ska Ista.

Le Huo contra Sil Ny.

Le Kun contra Fun Mei.

Lau Mei contra Xurt Jak.

As batalhas ocorreriam uma por vez, já que eram poucas pessoas.

A primeira batalha foi de Lau Mei e Xurt Jak.

Ambos subiram no palco e com o sinal do juiz, iniciariam a batalha.

Xurt Jak estava no Pico do Dao Santo e Lau Mei perto do meio do mesmo, a chance de ela vencer era quase nula, mas ela não desistiria tão facilmente.

Todos podiam ver que o cultivo da jovem era abaixo do de seu oponente, mas ela estava lá, em pé e imponente.

Seus cabelos cor de rosa e seu belo corpo, bem como sua beleza estonteante, eram ofuscados por uma determinação poderosa que queimava em seus olhos.

Sua respiração estava diferente, sua mente era tão afiada quanto a espada dos deuses e ela não estava ali para brincar.

Xurt Jak podia sentir uma pressão de batalha descomunal direcionada contra ele.

E assim ficou, por cerca de quinze segundos, um analisando o outro.

Para muitos, era simplesmente Xurt Jak atacar com toda a sua força e ele venceria ela facilmente, mas aqueles realmente conhecedores do funcionamento de uma batalha, sabiam que não era apenas isso.

Lau Mei suspirou levemente e então largou seu corpo para frente, como se fosse cair, mas, no instante que ela estava quase tocando o chão, ela desapareceu.

Não foi movimentação espacial, e sim sua pura velocidade assombrosa.

Ela disparou contra seu oponente e Xurt Jak pulou para cima no instante que uma espada cortou onde estavam suas canelas.

Ele tentou trazer seu pé contra as costas de Lau Mei, mas ela desapareceu e rapidamente estava nas costas de Xurt Jak, atacando com a espada em um arco horizontal.

O homem reagiu e trouxe uma de suas adagas para aparar o golpe, mas no mesmo instante a perna esquerda de Lau Mei acertou suas costelas.

Ele foi jogado dezenas de metros para o lado e então sorriu.

Xurt Jak desapareceu e atacou com grande força.

Não era possível ver eles se movendo, apenas vultos ocasionais, faíscas e o som de armas metálicas se encontrando.

Lau Mei invocou várias habilidades marciais, algumas para aumentar sua velocidade e outras eram de ataque.

Sua maestria no Dao da Espada era realmente louvável, mas seu oponente era um discípulo direto de um cultivador no Dao Celestial.

Além de ter um cultivo superior ao dela e de uma qualidade maior, por ter sido treinado desde de novo com o melhor que havia no Reino Mortal, Xurt Jak ainda era talentoso e extremamente determinado.

Ele não era arrogante, mas sim um poderoso cultivador que usou das bênçãos dadas a ele e assim atingiu grandes patamares.

No fim, Lau Mei acabou derrotada, quando em uma pequena abertura em sua defesa, Xurt Jak passou e conseguiu a desequilibrar e então colocou a adaga em seu pescoço.

Ela suspirou e disse: “Eu me rendo!”

Xurt Jak a ajudou a se levantar e curvou sua cabeça levemente na direção da jovem.

Quando ele estava saindo do palco, passou por Sil Ny.

“Você lutou com toda a sua força, certo?...” Murmurou Sil Ny, para que apenas seu companheiro ouvisse.

“Sim...” Disse Xurt Jak massageando seu pulso e suas mãos.

O impacto da troca de golpes foi imenso.

“Os outros podem pensar que ganhamos facilmente por sermos mais fortes e termos um treinamento superior, mas... Esse grupo do Senhor Le Chang... Não tem nenhum deles que possa ser classificado abaixo de monstro...” E com essa fala, Xurt Jak colocou-se em posição de lótus para cultivar.

Sim, ambos eram privilegiados, mas Lau Mei recebeu itens de Le Chang, dicas de cultivo, pílulas, sem contar seu grande potencial.

Sil Ny olhou para Xurt Jak e depois para Lau Mei que ria animadamente conversando com Fun Mei.

“Se ela tivesse o mesmo cultivo que eu tenho, eu teria perdido em dez movimentos...” Murmurou Xurt Jak para Sil Ny antes do mesmo subir no palco para sua batalha.

Sil Ny olhou para o seu oponente que já lhe aguardava no palco e podia sentir uma sensação de imensidão, como ao olharmos para as profundezas de um abismo.

 

Ele não era capaz de mensurar quão forte Le Huo era.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.