Ascensão de um Deus

689 - Fraco

Não demorou muito para que todos tomassem suas posições na Arena.

Da mesma forma como anteriormente, todos abaixo do Dao do Supremo Santo, competiriam de forma conjunta, em pequenos grupos divididos entre cada Dao.

Sendo assim, todos no Dao da Integração até o Dao do Santo Rei, seriam colocados em um palco referente a cada Dao e todos os cultivadores lutariam ao mesmo tempo, ou seja, todos no Dao Santo lutariam entre si.

Dessa forma, os vinte cultivadores que restassem em pé, passariam para a segunda etapa, onde dez batalhas de 1v1 ocorreriam, para determinar os dez finalistas e então novamente ocorreriam batalhas 1v1, e assim restariam cinco cultivadores.

Após isso, haveriam duas batalhas 1v1 e um esperaria, então novamente haveria uma batalha 1v1, enquanto um espera até chegar na batalha final a qual determinaria o campeão.

“Muito bem, todos assumam suas posições. Lembrando que é proibido matar o oponente, sendo assim, para vencer é preciso tornar ele incapaz de continuar lutando, jogar para fora do palco ou forçar a rendição...” – Juiz.

Dessa forma, uma multidão correu em direção ao palco.

No Dao Lendário, havia um grupo imenso, todos extremamente poderosos, ali haviam trezentos mil competidores.

Entre eles, os amigos de Le Chang.

No Dao Santo, estavam as crianças, Fun Mei e Lau Mei.

Os demais, Shao Yang, Lu Na e Reo Song, bem como as esposas de Le Chang, lutariam depois, nas batalhas individuais, afinal estavam no Dao do Supremo Santo e acima.

...................................................................................

A ideia do combate era simples, todos contra todos, sendo assim, quando o Juiz acenou, todos rapidamente começaram a mover-se.

A maioria decidiu assumir uma posição defensiva, tentando ir para as bordas do palco e rapidamente ficando de olho na situação que ocorria ao redor deles.

Le Liang, Le Li, Le Kun, Le Huo, Lau Mei e Fun Mei, estavam todos um do lado do outro, afinal, era uma tática comum entre grupos.

A maioria das famílias instruía seus cultivadores a ajudarem-se no começo, dessa forma, a chance de existir mais pessoas de uma mesma família no Top 20 seria bem maior.

Alguns cultivadores no Dao da Seita Dragão também estavam ali, eles também ficaram ao redor do grupo principal.

Do outro lado da arena, havia um homem com sua aparência estagnada em seus trinta anos.

Ele mantinha seus olhos bem abertos e era possível ver que ele estava bastante defensivo.

Este homem era como uma águia, observando ao longe suas presas, antes de atacar.

Ele era filho de um dos principais mercadores de escravos do Reino Mortal, e, com o anúncio de Le Chang, sua família sofreria uma perda abissal.

Ele obviamente buscaria vingança.

Apesar de temer Le Chang, ele estava confiante o suficiente de que ao matar as crianças, as amigas e os discípulos do jovem, ele teria tempo suficiente para usar um tesouro e então sumir dali.

Era um item raro e quase celestial, encontrado por sua família em algumas ruínas antigas no território onde eles viviam.

A missão havia sido dada a ele por seu pai, que diferente do homem gordo, preferiu ficar quieto e agir pelas sombras.

Sabendo que as palavras de Le Chang seriam cumpridas, ele rapidamente enviou mensagens para que os escravos fossem ofertados a preços baixos para outros Reinos Dimensionais.

Dessa forma, ele salvaria boa parte de seu dinheiro.

Ele esperava que assim que Le Chang tivesse sua família morta, com a comoção, ele tivesse tempo e segurança de transportar os escravos até aqueles que os comprassem.

E o fato de dar um dos maiores tesouros de sua família para o seu filho cumprir a missão, deixava claro que ele não era idiota.

O homem estava no ápice do Dao Santo, sem dúvida alguma, ele era uma das pessoas mais poderosas do recinto.

Enquanto que as crianças, Lau Mei e Fun Mei, estavam todas no Meio do Dao Santo.

Na mente do pai e do filho, era uma questão simples matar os seus alvos, já que eles eram crianças de quinze anos.

Contudo, isso era algo esperado por todos e era visível que vários dos competidores tinham uma sede de sangue descomunal direcionada aos cultivadores da Seita Dragão e aqueles ligados a Le Chang.

Dizer que a escravidão era proibida e esperar que não houvesse uma reação contrária, era ridículo.

Le Chang sabia que alguém poderia tentar matar aqueles com alguma ligação com ele, sendo assim, mantinha seus olhos bem abertos.

No entanto, em meio a tanta sede de sangue e intenções assassinas, bem como a barreira de alto nível ao redor da arena, ficava difícil para ele identificar com precisão quem fosse tentar algo.

Sendo assim, ele decidiu acreditar em seus amigos, familiares e aliados.

“Será que vai ter uma pausa depois?...” Disse Le Liang para Le Li que estava do seu lado.

A voz dela foi ouvida por muitas pessoas, já que o silêncio imperava naquele momento em que todos se analisavam.

“Porque?...” Le Li perguntou com uma certa curiosidade.

“Eu estou com fome...” Disse Le Liang fazendo cara de coitada.

“Eu também...” Disse Le Huo imitando sua irmã.

“Hm... Eu não sei, acho que sim, certo? Eu tenho bastante comida no Anel de Armazenamento, podemos comer juntos depois que terminarmos aqui...” Disse Le Kun animadamente.

“Certo! Certo! Eu tenho algumas frutas comigo, eu pedi para o Tio Ke Kini pegar para mim antes dele ir embora para o Reino dos Tigres Divinos...” Disse Le Li com um grande sorriso em seu rosto.

Enquanto isso, Ke Kini sentiu suas orelhas queimando.

Le Li tinha feito ele ficar uma tarde inteira subindo em árvores e pegando frutas.

Porém, os oponentes deles no palco e as pessoas nas arquibancadas se entreolhavam.

Quem age de forma tão tranquila quando é óbvio para todos que existem várias pessoas que querem os matar ali?

Eles não perceberam? Impossível, eles demonstraram um poder imenso anteriormente.

“Ei! Vocês, vou esmagar cada um de vocês e mostrar que são apenas crianças com tesouros dados por seus pais!” Gritou um homem magro que correu na direção das crianças.

Ele usava uma espada imensa e parecia que um mover dela era o suficiente para rasgar uma montanha de cima abaixo.

Ele estava no Meio do Dao Santo e era neto de um grande cultivador no Dao das Leis, sua família era relativamente conhecida em alguns planetas de Classe SSS.

Porém, ninguém esperava que o que veio a seguir acontecesse.

Quando o homem estava perto de atingir as crianças, elas nem mesmo se moveram.

Apenas um som abafado foi ouvido e então quando finalmente a multidão notou, a espada do homem estava parada no ar e uma mão segurava a lâmina.

Le Kun segurava com total tranquilidade e seus olhos deixavam uma frieza descomunal vazar de seu olhar.

“... Fraco...” E então Le Kun fez o homem voar para fora da arena com um tapa em seu peito.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.