Ascensão de um Deus

683 - Até Onde as Matrizes Iriam?

“Muito bem! Após as grandes batalhas no Dao da Alquimia, convidamos a todos para assistirem de perto as Batalhas no Dao das Matrizes!” – Jo Vana.

Ela então estalou os dedos e rapidamente toda a arena mudou.

A ideia era bem simples, cada cultivador deveria fazer três tipos de matrizes e a eficiência das mesmas seria o critério decisivo.

Primeiro era uma Matriz Defensiva, posteriormente uma Matriz de Ataque e então uma Matriz de Suporte.

E dessa forma, todos abaixo do Dao do Supremo Santo tomaram suas posições.

Cada um foi até um local definido para seu Dao atual, sendo assim, no Dao Lendário, estavam a maioria dos amigos de Le Chang, enquanto que no Dao Santo estavam apenas Le Li, Le Kun, Le Liang, Fun Mei e Lau Mei.

Jo Vana sinalizou para que tivesse começo o evento no Dao das Matrizes.

“Muito bem, a primeira parte é a criação de uma Matriz Defensiva, dessa maneira, eu, o juiz do Dao Santo, acionarei vários dispositivos que enviarão pilares de Qi Mundial sobre as suas Matrizes, aquela que durar mais tempo, vence. Lembrando que a cada dez segundos, o poder do ataque dobrará!” Quem disse era um homem idoso, segurando um pedaço de jade em sua mão.

“Vocês têm uma hora para fazer a Matriz, boa sorte a todos...” – Juiz.

E dessa maneira, com a mesma fala dos demais juízes, todos as arenas menores começaram a agir.

Le Li, Le Liang e Le Kun ficaram parados pensando, mas era quase risível a cara de despreocupação total que eles faziam, enquanto que Lau Mei e Fun Mei claramente estavam nervosas.

Após cerca de dez minutos, Le Kun e Le Liang sentaram-se em posição de lótus e pegaram os materiais que foram disponibilizados pelo Juiz, para que todos tivessem uma batalha de forma justa, do contrário, se alguém tivesse uma família mais rica, poderia apenas comprar materiais raros e fazer uma matriz muito poderosa com pouco conhecimento.

E assim foi, quando faltava meia hora, Le Li ainda estava de pé e todos mantinham seus olhares direcionados na menina, afinal, era de conhecimento geral que ela era filha de Le Chang.

Quando atingiu o tempo de quarenta minutos a maioria comia as unhas de nervosismo, a garota era louca?

Todavia, cinco minutos depois, Le Li suspirou e virou na direção dos Tronos.

“Papai! Papai!” Disse Le Li de forma totalmente casual.

A multidão imediatamente virou os olhos na direção de Le Chang, na espera de sua resposta.

“Diga querida...” – Le Chang.

“Eu posso usar aquela Matriz que tem em casa?...” – Le Li.

“Oh! Claro... Claro...” Le Chang disse de forma despreocupada e com um sorriso amoroso em seu rosto.

Le Li sorriu animadamente e se colocou em posição de lótus.

Le Chang ficou rindo e as meninas que esperavam em uma parte das arquibancadas também.

“Senho... Senhor Le Chang, que matriz a sua filha está se referindo?...” Perguntou Jo Vana claramente curiosa.

Não era contra as regras alguém conversar com as pessoas do exterior, mas não podia haver troca de informações, e nem teria como, já que a barreira que cercava toda a Arena impedia que houvesse comunicação através do Sentido Espiritual.

Sendo assim, Le Li não estava transgredindo as regras e todo mundo percebeu que sua intenção era pedir permissão para o seu pai de usar aquela matriz.

“Oh! É uma matriz interessante, eu coloquei uma Matriz Defensiva de Multicamadas ao redor de toda a Mansão da Cordilheira da Ascensão Espiritual. Acredito que após a atualização que eu fiz antes de virmos aqui, seriam necessários mil dias para que mil cultivadores no Dao Celestial a quebrassem...” Le Chang falou de forma totalmente despreocupada e nem deu bola para a cara de espanto de Jo Vana e Dra Gon.

Os dois cultivadores levaram seus olhos apavorados para a Arena e não tinham coragem de piscar para não perderem as proezas da jovem Le Li.

Obviamente sua matriz não seria capaz da mesma defesa que a de Le Chang, mas eles estavam curiosos para quão forte seria.

E assim, Le Li começou a confeccionar, uma matriz extremamente complexa, em apenas quinze minutos.

Ela fechou seus olhos e respirou fundo, quando, em uma explosão imensa de poder, seu cultivo no Dao Santo veio toda à tona.

Surpreendendo muitos, afinal, a pureza de seu Qi era absurdamente perfeita, e a sensação de olhar na direção da jovem era como ver uma Deusa ensinando aos mortais como realmente se deve cultivar.

Ela não mexia seus braços, pernas, e nem mesmo seu tórax se movia ao respirar, ela entrou em total introspecção e imediatamente todos os ingredientes começaram a flutuar.

Diversas ervas se moviam para todos os lados, chamas diversas começaram a aparecer no meio do nada e técnicas surpreendentes eram vistas por todos, líquidos voavam como se fossem pássaros fazendo uma dança.

Nesse meio tempo, a maioria dos participantes já haviam terminado suas Matrizes e até mesmo Le Liang e Le Kun haviam terminado, eles apenas olhavam para sua irmã com um grande sorriso em seus rostos.

Eles sabiam que entre os quatro, ela era a com maior capacidade nessa área, afinal, matrizes era algo que exigia muito mais da mente do cultivador do que seu cultivo propriamente dito e ela sendo filha de Min Jia, não podia ser ignorada.

E então, quando faltavam trinta segundos para terminar, Le Li se colocou de pé e moveu suas mãos como se tentasse empurrar algo em direção ao chão e quando o fez, um pilar imenso de Energia Primal caiu sobre a formação.

Poucos sabiam, mas todos os filhos de Le Chang, eram capazes de usar a Energia Primal.

E quando os cultivadores mais poderosos, aqueles no Dao das Leis e acima, perceberam do que se tratava, todos ficaram boquiabertos.

Uma criança, no Dao Santo já era um absurdo, mas usar Energia Primal?

Que tipo de monstro ela seria?

E então, o tempo findou-se.

“Muito bem, começaremos o teste imediatamente!” – Juiz.

E quando ele disse, quebrou o jade em sua mão e imediatamente imensos pilares de Qi Mundial caíram sobre a Matriz.

A força inicial era nivelada no ataque de um cultivador no Dao do Esclarecimento e lentamente começou a subir.

Não demorou muito para atingir a força do Dao Lendário e então a do Dao Santo e posteriormente a do Dao do Santo Rei.

Quando ela chegou no Dao acima do Dao Santo, a maioria das matrizes se quebrou facilmente e dos milhares de cultivadores nesta etapa, apenas cem matrizes se mantiveram intactas.

Contudo, quando ela atingiu o ápice do Dao do Santo Rei, várias se desfizeram e apenas trinta se mantiveram.

No Meio Passo do Dao do Supremo Santo, apenas cinco sobraram, elas pertenciam a Le Li, Le Liang, Le Kun, Lau Mei e Fun Mei.

Para a surpresa de todos, os cinco eram ligados a Le Chang.

No fim, era quase óbvio, já que estes cinco receberam ensinamentos direto de Le Chang e se ele dissesse que era o segundo melhor Mestre em Matrizes no Reino Mortal, ninguém ousaria ser o primeiro.

Porém, todos ficaram ainda mais perplexos quando a matriz dos cinco foi capaz de suportar vários segundos sob o ataque do Dao do Supremo Santo, porém, finalmente Lau Mei e Fun Mei tiveram suas matrizes desfeitas.

O povo já não podia ficar sentado e todos começaram a colocar-se de pé.

Até mesmo os cultivadores das outras etapas quando viram o que acontecia começaram a aproximar-se.

Pilares de Qi Mundial capazes de fazer continentes inteiros serem destruídos, eram parados com facilidade por três pequenas matrizes.

A dúvida era, até onde as matrizes iriam?