Ascensão de um Deus

637 - Apenas Nascendo

A presença que emanava daquela senhora era simplesmente indescritível.

Xiong Long simplesmente empalideceu diante dela, e até mesmo os Deuses deveriam ajoelhar-se perante esta mulher.

Apenas a Criadora estava no nível dela, afinal, como poderíamos explicar alguém que nascido dentro da Criação tinha poder suficiente para manipular tudo e todos.

Sendo a Portadora de uma Energia que não conhecia limites, Le Mei transcendeu o real e o irreal, se algum dia houve alguém que realmente era capaz de carregar o título de Deus, essa pessoa foi ela.

Le Mei era imortal desde seu nascimento, para se ter uma ideia do quão poderosa ela era, a Morte apenas chegou até ela porque ela permitiu, sendo assim, ela foi a primeira e única a vencer a própria morte.

O que a vida jamais conseguiu fazer, Le Mei fez apenas nascendo.

Ela realmente era a representação máxima do poder e aquele escolhido para continuar seu legado, não foi outro se não Le Chang.

Xiong Long andou até sua esposa e ambos se abraçaram e neste instante, não apenas dentro da Dungeon, mas toda a Criação estremeceu.

Os Deuses se surpreenderam e sentiram o firmamento da criação oscilando, Le Bo olhou para o infinito céu sobre ela e uma lágrima caiu de seu olho, rolando por suas bochechas em direção ao solo.

Os Mortais, as Bestas Abissais, as Bestas Demoníacas, as Bestas de Mana, as Feras Mágicas e todas as Raças, sejam elas divinas, sencientes ou não, todas, sem exceção, simplesmente calaram-se e pela primeira vez em Eras, todos sentiram a presença suprema que um dia andou pela Criação.

Um rugido de um Dragão ecoou por todos os lugares e era como um Leão rugindo no meio da selva e fazendo todos calarem-se perante sua presença.

No mesmo instante, uma sensação de infinidade permeou a criação, como se um precipício aparecesse na frente de cada ser vivo, ondas de Energia Dourada começaram a jorrar para todos os lados e se antes todos sentiram-se perante o rugido de um Leão, agora era como a ordem suprema de um Deus para os mortais.

Então, lentamente, o Rugido e a Presença Divina, se mesclaram, tornando-se apenas um e isto fez todos entenderem que um poder sem igual havia despertado, algo que jamais havia ocorrido.

Era como se um Deus adormecido finalmente abrisse seus olhos e estivesse vindo para reinar pela eternidade.

Le Chang voltou a si, sua Alma destruída se consertou perfeitamente, seu corpo, seu espírito, haviam sido aprimorados a um patamar sem igual, e seu cultivo, atingiu o Meio do Dao do Poder.

Le Chang não era mais capaz de conter sua presença, nem mesmo com as mais avançadas técnicas de formações que tinha em mãos, ele simplesmente não tinha esse conhecimento atualmente.

Olhando para suas mãos, braços e pernas, Le Chang parecia surpreso pelas mudanças físicas, sua aparência era a mesma, mas sua carne, ossos, tendões e nervos, haviam sofrido largas mutações.

Ele podia sentir um Poder Draconiano tão poderoso correndo em suas veias que a sensação era de que no momento que ele tentasse falar, sua voz soaria como um rugido.

Seu respirar fazia o ar naquele lugar se tornar revolto e ele sentiu, pela primeira vez, o real poder da Energia Dourada.

Ele sorriu, feliz e aliviado.

“Com essa força, eu posso ajudar minha família...” Uma lágrima escorreu de seus olhos e um peso saiu de seu coração, afinal, ele estava com muito medo de que Hellg fosse aquele que finalmente iria obliterar sua escalada.

“Garoto... Eu sabia que tinha feito a escolha certa...” Quem apareceu foi o Ser Dourado, mas diferente das outras vezes, ele agora tinha uma aparência, ou melhor, Ela.

Le Mei estava à frente do jovem, uma jovem de cabelos e olhos dourados.

Ao seu lado, um jovem, com todas as cores nascendo em seus cabelos e olhos.

Uma voz então soou, explicando o ocorrido.

“Eu deixarei eles falarem por mim, conheça meus representantes, a Primeira Detentora da Energia Dourada, Le Mei e o Primeiro Deus Dragão, Xiong Long....” E com essas palavras, Le Chang sentiu a Energia Dourada se mesclando as duas pessoas a frente dele.

Le Chang assentiu, curvando-se levemente para ambos que estavam na sua frente.

“Senhor Xiong Long, Senhora Le Mei, é um prazer ter vocês dois como meus guias...” – Le Chang.

“Você é um bom garoto... Além disso, o prazer é meu, por sua causa, a Energia Dourada fez o que havia de nós em seu corpo, oculto no âmago de sua Alma, retornar e dessa forma conseguiu condensar um pouco de nossa Essência, e assim fez com que nossas consciências ganhassem vida novamente dentro de você...” – Xiong Long.

“Nossos corpos e nossos sangues, continham grandes resquícios de nossas consciências e unidas a Linhagem e Herança presentes em seu corpo, nós fomos capazes de renascer, claro, apenas uma pequena parte de nossa consciência, se quisermos realmente ressuscitar, será necessário que você atinja um poder acima do da Criadora...” – Le Mei.

“Eu farei isso... Me elevarei ao ápice, e então farei o poder dobrar-se diante de mim, nesse dia, vocês dois se reencontrarão, não como fios de consciência, mas como seres vivos... Eu prometo, pela minha Existência! ” Le Chang mordeu seu dedo e passou na sua testa, criando uma listra que rapidamente foi absorvida.

Nesse instante, um Pilar de Energia da Criação despencou sobre ele, dando luz a um Juramento Perante a Criação, sem dúvida alguma, o mais poderoso.

Le Mei e Xiong Long assentiram, entendendo que as palavras de Le Chang eram carregadas de honra e poder, um verdadeiro cavalheiro.

“Bom, conversamos mais tarde, acho que agora você tem assuntos maiores, certo?...” – Xiong Long.

“Realmente...” Le Chang entendeu que ele se referia a Hellg.

“A raça de um Dragão é muito importante, ela diz qual sua maior força e suas aptidões... Eu sou o primeiro e único, Deus Dragão da Criação, sendo assim, tanto a Linhagem como a Herança que você herdou, carregam o nome de minha raça...” – Xiong Long.

“Eu sou a Primeira Detentora da Energia Dourada e também uma humana, como uma Maga Suprema, minha linhagem é chamada de Magia Dourada e minha Herança é chamada de Deusa Humana...” – Le Mei.

Le Chang sorriu e fechou levemente seus olhos e quando o fez, dois poderes incríveis emanaram do seu âmago.

O lado direito de seu corpo foi coberto por chamas douradas e o outro por chamas de todas as cores possíveis, ou melhor, a Chama Primordial, aquela que jamais alguém havia criado.

Quando Le Chang estava ainda nos testes da Associação Intergaláctica de Alquimistas, tais lendas vieram à tona assim que todos viram a maestria do jovem sobre as chamas, mas, apenas agora, ele despertou tal poder.

O Lado Esquerdo foi coberto por escamas e sua boca pareceu querer ganhar aparência draconiana, como seus dentes tornando-se grandes presas.

O Lado Direito permaneceu totalmente humano, apenas coberto por chamas douradas.

Seus dois olhos eram dourados e apenas seus cabelos permaneceram imutáveis.

Seu poder era avassalador e com um sorriso, Le Chang disse: “Vamos, tenho alguns assuntos a resolver...”

Imediatamente ele desapareceu e Xiong Long, junto de Le Mei, foram absorvidos pelo Jovem.

 

O tempo voltou a correr e Le Chang se viu novamente vendo o golpe de Hellg chegar até ele.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.