Ascensão de um Deus

616 - Deuses Corrompidos

Le Chang suspirou levemente e recobrou sua compostura.

Todas as mudanças em seu corpo desapareceram e ele voltou a sua aparência normal, seus cabelos pretos, olhos cor de mel, pele branca e corpo esguio.

Porém, uma presença incomum desprendeu-se de seu corpo e chamas douradas, muito mais poderosas que as que apareceram nas meninas, apareceram sobre ele.

Elas pareciam ser capazes de queimar a própria criação e foram fortes o suficiente para parar a presença do Fim que pareciam engolir a sala.

Le Chang levou seu olhar para as crianças e apenas moveu sua mão, enviando uma parte da chama dourada que as cobriu e começou a curar os ferimentos.

Com um rápido olhar ele viu que mais ninguém tinha algum dano grave e estavam apenas desacordados.

Sendo assim, ele conjurou uma barreira poderosa, feita com pura Energia Dourada.

“Certo, vamos lutar...” – Le Chang.

O Fim sorriu, ele claramente era apenas dois Fios de Consciência do Fim, mas ainda assim, significativamente poderosos.

“Garoto... Você tem muita sorte, a Criadora era alguém bem inteligente...” O Fim se referia ao fato de que ele era limitado.

..........................................................

Uma pergunta óbvia eram os motivos de um ser tão poderoso como o Fim ou os Três Seres simplesmente não irem destruindo tudo pela frente.

O primeiro era que não adiantaria eles fazerem isto sem que a Energia Dourada estivesse dentro de algum ser, caso eles destruíssem a criação sem ter um Detentor da Energia Dourada vivo, eles simplesmente desperdiçariam a melhor oportunidade de pôr as suas garras nela, afinal, o momento mais fraco da Energia Dourada era quando estava em seu portador.

O segundo motivo era a Criadora, quando ela fez toda a Criação, não foi em vão.

Se alguém pudesse ir para o Vácuo Eterno e observar de fora a Criação, eles veriam que na realidade ela era uma imensa Formação, mas não era feita com Runas ou algo do tipo.

Usando a Energia da Criação e um poder quase infinito, a Criadora moldou o próprio Vácuo Eterno, criando uma barreira surreal.

Quando o Fim viu que a Energia Dourada estava em posse de um ser vivo, Le Mei, ele tentou atacar a Criação, mas a Formação atacou de volta com um poder colossal, não apenas com a Energia da Criação, mas com a ajuda da Energia Dourada, forte o suficiente para causar danos que fariam o Fim ficar uma eternidade dormente.

Este golpe poderoso o despedaçou e seus pedaços foram jogados no infinito Vácuo.

Contudo, ele lentamente está se refazendo, juntando seus pedaços perdidos e a Formação da Criação está se enfraquecendo a cada instante, afinal, o Tempo é implacável.

Quando o Fim se recuperar e a Formação estiver fraca o suficiente, ele atacará com toda a sua força.

Porém, por mais que tenha sofrido um dano tão grande, ele ainda foi capaz de deixar algumas de suas ínfimas partes adentrarem na Criação.

Elas são seus Fios de Consciência, que não passam de algumas dezenas.

Mais de um terço desses Fios de Consciência foram usados com os Três Seres Negros, afinal, eles eram Deuses!

Os Três Seres Negros foram três Deuses Corrompidos pelo poder do Fim.

Com isso, eles conseguiram força o suficiente para atravessarem do Reino Supremo Divino para o Reino Supremo Mortal, sem precisar atravessar o Caminho Divino, contudo, se suas presenças Divinas fossem despertadas eles seriam atacados pela Criação e destruídos, o que seria um problema para o Fim, já que por mais que ele não tardasse em recuperar suas forças, ele ainda precisava que o portador da Energia Dourada não tivesse poder o suficiente para rivalizar com ele.

De qualquer forma, os Três Seres Negros, apesar de serem Deuses Corrompidos, ainda receberam poderes surreais do Fim, afinal, uma força capaz de rivalizar com a Energia Dourada, não era alguém simplório e seus presentes eram igualmente surreais.

........................................................

“Le Chang... Interessante garoto, você é realmente poderoso e sua maestria com a Energia Dourada me deixa surpreso, sua capacidade de aprendizado e poder são quase tão incríveis quanto aquela mulher, Le Mei...” – O Fim.

“Hm?... Você conheceu ela?...” – Le Chang.

“Eu conheço todos os Portadores da Energia Dourada, garoto, a Energia que corre em seu corpo realmente é poderosa e superior a todos os demais, mas não se engane, um ser onipotente não quer dizer que não existam outros com um poder além da compreensão... Eu sei todos os segredos da Criação, sei como tudo começou e sou capaz de manipular Centelhas Divinas tão facilmente quanto o Ser Dourado...” – O Fim.

Le Chang não estava surpreso, o Fim realmente tinha razão, mesmo a Energia Dourada sendo basicamente onipotente, não quer dizer que não haviam forças iguais ou, pelo menos, perto disso.

“Bom, não importa, meu objetivo hoje é lhe deixar a beira da morte e então mandar meus lacaios para virem coletar seu corpo semimorto...” O Fim deixou um sorriso mostrar seus dentes feitos de pura escuridão.

O corpo do Fim rapidamente mudou e ficou com pouco mais de dois metros de altura, o que facilitaria seu combate com o jovem à sua frente.

Le Chang disparou contra o Fim e trouxe seu punho em direção ao peito do Ser.

Este último reagiu instantaneamente e também trouxe seu punho que rapidamente aparou o golpe.

Punho com Punho e o impacto resultante fez o espaço rachar-se, mas ele não se consertou.

As Leis da Realidade não ousavam interferir neste combate.

A sala apenas expandiu para dar espaço a uma luta entre seres além do real.

Os golpes entre eles faziam o espaço se rachar e a cada instante a sala expandia.

A velocidade deles era tão absurda que apenas vultos eram vistos, movendo-se pelo lugar e deixando rachaduras no tecido espacial.

Contudo, se isso não bastasse, o tecido da realidade começou a sofrer danos.

A lógica começou a ser despedaçada já que em alguns pontos a gravidade não mais existia ou a coesão no núcleo dos átomos e os elétrons começaram a serem retirados da eletrosfera, causando explosões nucleares espontâneas quando os átomos começaram a se aniquilar.

O caos havia sido decretado.

Em um dado instante Le Chang se viu de joelhos e um punho negro havia sido aparado por seus braços em “x” sobre a sua cabeça.

O solo do lugar sofreu rachaduras com milhas de distância, de tal forma que terremotos aconteciam a todos instante.

As explosões que eram causadas pelos encontros de seus punhos e pernas criavam ondas de choque no próprio tecido da realidade era fácil dizer que se qualquer cultivador no Dao do Eterno Santo estivesse perto, seu corpo seria estraçalhado pelas vibrações da própria realidade.

Conforme a luta foi avançando mais e mais caos era gerado.