Ascensão de um Deus

614 - Vermi!

Os itens deixados por Mada foram interessantes, alguns bem poderosos.

Ao redor da chama azul, algumas armas poderosas estavam espalhadas.

Porém, os mais surpreendentes eram alguns anéis, com seus números atingindo cerca de duas dezenas e algumas estranhas poções, das quais haviam apenas cinco frascos.

Alguns anéis eram verdes, outros laranjas e até de cor cinza.

No fim, o mais valioso, sem dúvida alguma, era o Anel Verde.

Min Jia procurou nos livros de raridades que conseguiram com Sharia Lumaer e rapidamente depararam-se com o que procuravam.

“Anel da Vida é um item relativamente comum em locais de grande poder, sua utilidade é relativamente grande para os mais fracos, já que recupera machucados menores, como pequenos cortes, arranhões e pequenas contusões. Eles são capazes de curar pequenos trincados que ocorram nos ossos. Uma versão mais rara é o Anel Supremo da Vida, do qual nunca se teve notícia, apenas alguns escritos em ruínas antigas que diziam existir tais objetos na antiguidade...” Min Jia leu com alguma surpresa.

“Os demais anéis parecem ser voltados para aprimoramento físico, como um grupo específico de músculo...” – Le Li.

“E as poções?...” – Fun Mei.

“As Poções da Força, são conhecidas por elevar a capacidade mental ou física, dependendo dos ingredientes usados, porém, normalmente após o seu efeito acabar, o ônus é pesado. É possível fazer um Mago saltar uma ou duas cores na sua proficiência, mas depois disso seu corpo ficará pesado e dolorido, sendo assim, tal item é usado apenas em situações de vida ou morte...” – Min Jia.

O grupo decidiu pegar os objetos e sair do local, guardando tudo dentro dos anéis de armazenamento dentro da Dimensão Espiritual de Le Chang, que era uma garantia de segurança.

Finalmente, após alguns minutos de pesquisa e coleta, o grupo adentrou na chama no centro da sala.

Quando o fizeram, quem deu um passo à frente foi Min Jia.

As meninas haviam decidido que usariam tais desafios para aumentar seus poderes, como quando fizeram o mesmo nos Planetas da Galáxia Leão.

Dessa vez, elas buscavam um aprimoramento tanto no Dao Marcial como no Caminho da Verdadeira Magia, ou melhor, no Caminho da Verdadeira Magia do Dao Marcial.

Mesclando duas forças opostas, o poder extraído era deveras superior, não é preciso nem dizer que ninguém no mesmo patamar que elas, de ambas as vertentes, eram capazes de as derrotar.

O lugar era bem diferente dos de antes, agora o recinto era um estranho solo cinza, como se fosse um lugar onde outrora foi uma cidade pavimentada.

A presença de um miasma esverdeado sinalizava que o ar era venenoso.

Algumas dezenas de metros à frente era possível ver algumas poças de veneno líquido, Le Chang tomou o cuidado de ir até elas e encher alguns fracos com o líquido.

Afinal eles poderiam ser úteis futuramente.

Enquanto isso, o lugar era cercado por muros terrosos altos, e o teto era negro, mas não sólido, era algo maleável, como se fosse o teto de uma dimensão espiritual, sempre esperando o momento de sua expansão.

Ao longe era possível ver passos pesados, como se monstros imensos se aproximassem do grupo.

Não demorou para que a visão destes seres fosse de encontro com os olhos do grupo.

O primeiro, mais rápido, era um ser não muito alto, com pouco mais de dois metros, seu corpo era musculoso e humanoide, mas seu rosto era deformado, cheio de protuberâncias.

Em cada uma de suas mãos havia um martelo, como se fosse um ferreiro e não era para menos, estes eram um dos poucos monstros vistos até agora que tinham nomes.

Eles eram conhecidos como Ferreiros da Praga.

Seus corpos emanavam um miasma venenoso e seus olhos vermelhos e cheio de caos, deixavam claro sua função no mundo Demoníaco.

Sua principal tarefa era forjar armas venenosas, conhecidas por serem extremamente destrutivas, de tal forma que Gao Yao, quando conhecido como Di Yu, tinha algumas dezenas deles para forjar armamentos para seu uso pessoal.

Anteriormente, com raras exceções, os monstros eram em sua maioria Bestas Demoníacas, mas os poucos que eram demônios reais, eram criados a partir do Qi Demoníaco extremamente pesado que havia nas profundezas deste local, afinal, não apenas as Essências dos Pilares da Destruição jaziam ali, mas também de vários demônios poderosos da antiguidade.

Enquanto isso, não muito longe dos Ferreiros da Praga, havia um grupo um pouco mais quieto e não tão assustador, mas com certeza perigoso.

Eles eram feitos de um líquido viscoso de cor esverdeada, haviam dezenas de olhos mergulhados nesse líquido e nada além disso.

Contudo, ao se moverem era possível ver que seus corpos deixavam um rastro para trás e eles corriam levemente o chão, Le Chang acabou percebendo que as poças de veneno eram criadas quando estes seres ficavam muito tempo em um só lugar e acabavam deixando uma grande quantidade de muco para trás.

Porém, se os Ferreiros da Praga eram seres singulares, essas gosmas eram ainda piores.

“Filhos do Senhor da Peste, a Sétima Calamidade, Vermi...” Disse Gao Yao com alguma surpresa.

“Escutem, se o que Gao Yao disse é verdade, tenham cuidado redobrado com este lugar. Tais seres nasceram do sangue de Vermi e apesar de não serem tão poderosos como de quem vieram, servem como seus olhos, ou seja, se nós os vimos, significa que Vermi ou o quer que esteja os controlando atualmente, também nos viu...” – Seiryuu.

Porém, a surpresa não terminou por aí, já que ao longe, um outro ser também fez sua aparição.

Era um tipo de espantalho, feito de ossos e um estranho tipo de palha que mais pareciam pelos.

Seu andar era desengonçado, mas sua presença emanava puro destruição.

Eles eram conhecidos como o Caminhar da Noite, seres tão poderosos que haviam sido banidos até mesmo do Reino Asura.

Eles eram conhecidos não por sua força de combate, mas por emanarem uma Aura extremamente caótica, o que fazia com que aqueles próximos desses demônios tivessem suas mentes deturpadas e levadas à loucura e insanidade.

Lendas diziam que quando um destes seres foi jogado em um pequeno planeta, o lugar deixou de existir em poucas semanas, já que onde quer que o monstro passasse os Demônios iam à loucura e começavam a matar até mesmo seus familiares, algo que ia totalmente contra o senso protetor inato aos demônios para com sua prole.

Sem dúvida alguma, eles eram os mais perigosos seres dentre os três que haviam no recinto.

Contudo, uma aura lentamente se desprendeu do corpo de Min Jia, um sorriso dançou nos lábios de Le Chang, sabendo o que viria a seguir.

Asas imensas apareceram nas costas de Min Jia, enquanto o Livro dos Espíritos flutuou na frente da jovem.

Sua cabeça recebeu um diadema com a Centelha Divina da Energia Mental.

Enquanto isso, chamas douradas cobriram o seu corpo de tal forma que o miasma venenoso ao redor de seu corpo foi destruído completamente.

Ela então disse algumas palavras: “Silêncio...”

E no mesmo instante toda a sensação de caos e destruição que viam em sua direção foram dispersos, como se houvessem entendido a ordem suprema e não ousassem se opor a quem as haviam dito.