Ascensão de um Deus

597 - Le Mei

“Não posso. ” O Ser Dourado foi curto e grosso.

Le Chang estava um pouco surpreso, afinal, esta foi a primeira vez que ouviu isto.

“Não pode?... Como assim?...” – Le Chang.

“Bom, não é que não posso, é mais uma questão de não querer. ” – Ser Dourado.

Le Chang realmente não entendia nada.

“Garoto, você acha que só você e aquela garota foram os Portadores da Energia Dourada?... Eu já estive na posse de muitos e alguns eram muito mais poderosos que você, um exemplo foi o Primeiro Portador, a melhor amiga de Xiong Long, o Primeiro Deus Dragão. ” – Ser Dourado.

Le Chang ficou curioso, seus olhos se arregalaram e ele estava ansioso pelas explicações que viriam a seguir, afinal, isto poderia talvez dar uma luz da real identidade da Energia Dourada.

“Eu já estive dentro de algumas centenas de seres, acredito que cerca de setenta por cento eram mulheres, bem como apenas cinco por cento eram seres humanos.

Eu sou uma força muito além da compreensão da mente humana, nem mesmo a Criadora era capaz de elevar-se acima de mim, ou melhor, era virtualmente impossível, porém, as únicas pessoas que podem ser mais fortes que eu, são aqueles que me possuem.

Sendo assim, a Primeira Portadora era um ser criado diretamente pela Criadora, até hoje não vi ninguém com uma força igual a dela além do Primeiro Deus Dragão.

Ela era simplesmente superior, se é que tem outra forma de dizer.

A Maior Maga de toda a Criação, o título que ela tinha era: “Aquela que é Amada Pela Mana”.

De qualquer forma, um pedido feito por ela para mim foi de que não importa quem, quando, ou onde, jamais eu deveria interferir em assuntos ligados diretamente a Xiong Long.

Este pedido foi feito no leito de sua morte, eu não posso ferir tal pedido.

Apesar de eu ser apenas uma Energia, eu ainda tenho uma consciência e uma moralidade parecida com a da Criadora. ”

“Espera, se ela era tão poderosa e ainda tinha você, ela não deveria ser imortal?...” – Le Chang.

“Oh! Ela era, com certeza ela era. Contudo, ela não era apenas amiga de Xiong Long, ela era sua esposa. ” – Ser Dourado.

“O que?!” Le Chang não podia mais segurar a surpresa e gritou totalmente perplexo.

O Ser Dourado apesar de não ter expressões faciais, pareceu sorrir, porém, no instante seguinte, ele voltou ao normal e uma sensação de tristeza rodeou, pela primeira vez o Ser Dourado.

“Eu gostava muito dela, eu a via como uma grande amiga minha, ela foi a única, depois da criadora, com quem eu podia conversar por dias, meses ou anos, sem parar. Era um fluxo de sabedoria e conhecimento interminável. Eu contei segredos para ela que você nem sonha, mas ela sempre tinha questionamentos. Ela e Xiong Long eram um casal incrível, por isso eu gosto tanto de você, a mesma sensação que eu tinha com eles, eu tenho de você e suas esposas. Garoto, você é forte, seu futuro é ainda mais forte, mas eu sou muito além daquelas suas visões, o que me faz estremecer não é o temor, mas o prazer de poder imaginar outra pessoa tão forte quanto ela nascer novamente. ” – Ser Dourado.

“Entendo...” Le Chang disse pensativo, ele realmente não entendia nada em relação ao Ser Dourado.

Um ser com poder absoluto, mas que transmitia uma sensação de simplicidade e calmaria colossal, como se a sua glória fosse tão grande que não pudesse ser sentida por meros mortais.

“De qualquer forma, quando Xiong Long contou para ela, que faria uma nova vida e criaria Xiong Lin, no mesmo instante ela sabia que ele morreria, não em alguns anos, mas era um fato que o fim se aproximaria dele. Mesmo assim, ela jamais foi contra, compreendendo as profundezas e os mistérios da vida, ela sabia que a decisão dele foi correta, sendo assim, ela decidiu perder sua Imortalidade e andar lado a lado com seu esposo até a morte de ambos. ” – Ser Dourado.

Le Chang não entendeu porque uma lágrima escorreu de seu olho.

“X... Xiong Lin nunca falou dela. ” – Le Chang.

“Ela não se lembra, a fragmentação das suas memórias, acarretaram no selamento de várias memórias. Foi escolha dela reter qualquer informação sobre a esposa de seu pai, para que mesmo através das técnicas mais secretas, ninguém soubesse que ela conheceu a Primeira Portadora da Energia Dourada. ” – Ser Dourado.

“Porque?...” – Le Chang.

“Conhecimento é poder e nesse caso, muito poder. Ela morreu, mas seu corpo ainda jaz enterrado ao lado do de seu esposo, sendo assim, se alguém decidisse atacar com tudo o Reino Dragão, aquilo viraria um caos para conseguir os cadáveres de seres tão poderosos. ” – Ser Dourado.

“Quem seria idiota de fazer...” Le Chang parou sua frase no meio, ele sabia quem seria: O Fim.

“De qualquer forma, ela foi a primeira. Depois disso, passaram-se milhões de anos até que eu encontrasse outro ser meramente digno de herdar minha força. Eu busquei em várias raças, desde os humanos, aos elfos, dragões e pôr a vai, porém, todos eram mortos tão jovens, por erros bobos, alguns tentavam usar muito de meu poder e eram consumidos. Alguns eram corrompidos e então eu os matava para que não usassem minha força para o Mal.…” – Ser Dourado.

Le Chang observava o Ser a sua frente e realmente tinha uma nova visão sobre ele.

O Ser Dourado não era meramente uma massa de Energia, mas um ser, não vivo, não divino, mas sim muito além disso.

“Porque a maioria foram mulheres?...” – Le Chang.

“Elas dão mais valor à vida, bom, pelo menos, mais do que os homens. Claro, existem exceções nos dois lados, mas é mais fácil achar com elas. Além disso, tendo elas a experiência de gerar a vida dentro de seus corpos, o amor que elas sentem por seus filhos e filhas é algo muito poderoso e eu gosto disso, sentimentos são poderosos, não são meramente ferramentas ou empecilhos na vida. Eles foram colocados com um propósito, vocês realmente nunca se perguntaram isso, certo? Hahahahaha! Isso é divertido, sabe qual foi a primeira pergunta que a Primeira Portadora me fez? ” – Ser Dourado.

“N... Não...” – Le Chang.

“Porque eu amo?! Hahahaha! Sério, quando ela me falou isso, eu fiquei muito surpreso. ” – Ser Dourado.

Le Chang sorriu.

“Sinceramente, ela sempre perguntava as coisas mais aleatórias, mas elas eram cercadas de tanta sabedoria que eu não poderia explicar para você em palavras. ” – Ser Dourado.

Le Chang parecia ansioso e o Ser Dourado percebeu.

“Q... Qual a resposta?!” – Le Chang.

“Hahaha! Realmente não sabe?... Simples, você ama porque sente, você sente porque está vivo, mas só estás vivo porque sente. Os sentimentos são a forma como a vida se expressa. Através do amor entre um homem e uma mulher, nasce uma nova vida, através do ódio, uma vida é tirada, através da alegria, a vida é prolongada, através da paixão, a vida é fortalecida... O que você sente é tudo, por isso, eles são poderosos, afinal, não é nos momentos em que seus sentimentos estão mais aflorados que você consegue extrair mais poder? ” – Ser Dourado.

O queixo de Le Chang estava caído, ele jamais havia pensado nisso e sentiu como se um rio de sabedoria entrasse em sua mente, contudo, uma outra pergunta martelou em sua cabeça.

“E... Espere, você não disse ainda...” – Le Chang.

“O que?...” – Ser Dourado.

“Qual era o nome da Primeira Portadora?...” – Le Chang.

O Ser Dourado deu uma risada, e pela primeira vez foi audível, a qual reverberou por toda a Dimensão Espiritual de Le Chang.

“Garoto... O nome dela era Le Mei...” – Ser Dourado.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.