Ascensão de um Deus

530 - Eu Sou o Autor

No céu, uma presença assustadora permeou todo o lugar.

“Garoto... Realmente me fez esperar um bom tempo... Mas que tal você me dar a Pérola da Vida e eu deixo você ter uma morte rápida?” Disse o Imperador Ice Fang com um grande sorriso nos lábios.

Le Chang levou seus olhos para o homem e com um olhar debochado respondeu.

“E você acha que é capaz?” – Le Chang.

Entretanto, quando disse tais palavras, o tempo parou, o tecido da realidade calou-se, o espaço congelou e toda a Existência aquietou-se.

Um rasgo apareceu a frente de Le Chang e um jovem saiu desta fissura.

“Quem é você?” Disse Le Chang pasmo.

“Eu... Eu sou o Autor...” O jovem tinha os cabelos e olhos castanho escuros.

“Autor?” – Le Chang.

“Eu que escrevo a novel, me chamo Calebe Piccoli Camargo... E tipo, vim te falar para você maneirar...” – Calebe.

“Maneirar? No que?” Le Chang tinha um olhar de surpresa.

“Cara, você tá muito overpower... Bah! Ta loco! Tu tá ligado que eu não sou um dicionário, certo? Estou ficando sem sinônimos para descrever o quão poderoso você é. Já gastei a palavra ‘insano’ por umas três vidas inteiras...” – Calebe.

“Mas não é você que escreve? A culpa é sua...” Le Chang falou dando de ombros.

“Hmpf... Folgado... Olha, só relaxa um pouco... Sabe como é né? Os leitores são exigentes demais, se tu resolve tudo muito fácil eles acham que é chato, se tu sofre demais eles te chamam de naru... Ops! De sofredor, então tem que ter um meio termo, mas isso não é meu forte, então tu vai ter que me ajudar, foge dos inimigos de vez em quando, usa uns planos um pouco menos inteligentes...” – Calebe.

Le Chang olhou para o Autor à sua frente e coçou a nuca, gesto repetido pelo Calebe.

“Cara, nós dois sabemos que tu sempre vai ganhar tudo... Porém, o que importa é como você ganha...” – Calebe.

“Certo... Certo... Você é quem manda... Oh! Mais uma coisa, obrigado pelas esposas, elas são incríveis...” Disse Le Chang com grande felicidade.

“Eu sei... Eu que fiz elas... E é bom você cuidar bem delas, senão tiro essa Energia Dourada sua e dou para elas e te faço ficar varrendo o deserto, até que não sobre o menor grão de areia...” Ao falar isto, os olhos de Calebe exalaram o poder absoluto, o ápice dos Deuses, alguém que nem o Deus dos Deuses ou a própria Energia Dourada podiam se opor.

“Sim Senhor! Senhor!” Le Chang falou debochando e fazendo o sinal de continência.

Calebe riu e apenas sinalizou com a mão como se aquilo fosse cansativo demais e uma perda de tempo, após isto, ele entrou novamente no rasgo do tecido da realidade e sumiu, o que imediatamente fez tudo voltar a girar.

“Hmpf! Garoto! Eu sou um Imperador, estou no Dao do Eterno Santo, por mais genial que você seja, ainda és apenas alguém no Dao do Supremo Santo... O abismo entre nós é imenso...” – Ice Fang.

“Eu sei, por isso eu não vou ficar aqui... Até mais...” Le Chang sorriu e se moveu até Gao Yao, Seiryuu e Xiong Lin, tocando o ombro dos três seres que imediatamente se moveram pelo tecido espacial.

Ice Fang atacou, conjurando um pilar de puro Qi Mundial, mas foi lento demais, já que Le Chang e os três seres sumiram.

Ele tentou sentir os arredores e espalhou seu Sentido Divino por milhares e milhares de milhas, mas nada aparecia.

Enquanto isso, muito longe dali, Le Chang, Gao Yao, Seiryuu e Xiong Lin estavam em uma grande floresta.

Os quatro ofegavam, afinal, gastaram uma quantidade monstruosa de Qi para fugirem.

Para isso, Le Chang havia criado um Círculo Mágico, usando os corpos que ele fez, que fazia algo como uma Super Plataforma de Teletransporte, o único ônus era o fato de que ela os jogava em um local aleatório, longe o suficiente para que ninguém chegasse até eles em menos de alguns dias.

“Sinceramente... Essa foi por pouco...” Murmurou Gao Yao rindo.

“Hahahahaha!” Xiong Lin riu animadamente e deitou-se na grama do local.

Seus cabelos e olhos se adequaram ao tom da grama, como se fosse camaleões adaptando-se ao território.

Não demorou muito para que uma grande quantidade de animais chegasse no local, atraídos pela presença da Primeira Personificação da Vida.

As plantas ao redor de Xiong Lin quase arrancavam suas raízes do lugar tentando se aproximar dela.

“Bom... Eu quero sair logo daqui, eu preciso ir no Cemitério das Eras, eu tenho força o suficiente para manipular o Selo e está na hora de resgatar Si Mei e o Mestre Wong...” Le Chang disse pensativo.

“Você poderia criar uma plataforma que o levasse até o Planeta Plumas ao Vento...” – Seiryuu.

“Impossível... Da última vez que eu criei algo tão forte, foi apenas entre uma galáxia e outra, ambas bem próximas, tive a ajuda das minhas esposas e não foi nem um pouco fácil... Eu precisaria estar no Dao das Leis para tentar fazer isto...” – Le Chang.

“Realmente, pensando por esse lado é realmente impossível...” – Seiryuu.

“Bom, seus filhos e esposas disseram que ficariam um ano em cultivo a portas fechadas, isto significa que não falta muito para eles saírem... Talvez possam lhe ajudar...” – Gao Yao.

“Não... Eu deixei um aviso antes de vir para cá de que eles deveriam ficar mais um ano refinando seus poderes, o mesmo aviso foi dado para Guan Bo, a neta de Guan Long, um dos Anciãos da Associação de Alquimistas, vou resgatar ele também...” – Le Chang.

“E seus amigos?” Disse Xiong Lin se levantando do chão e sentando-se em posição de lótus, em seu colo havia alguns esquilos.

“Eu avisei para Lou Ling, Tui Guo, Zi Huan, Zi Lim, Long Mu, Ming Feng, Lion Song, Lion Liang, Fun Mei, Tou Ning, Hu Jiao e Lau Mei para que eles cultivem durante o próximo ano inteiro... O Patriarca Tian Mao e Muo Kan também foram avisados... Fan Guan também, o Patriarca da Seita Fênix, foi avisado para cultivar calmamente...” – Le Chang.

“O que pretende fazer depois disto?” – Gao Yao.

“Hehehe... Diga-me Gao Yao, sente saudade dos seus tempos de dominação?” Le Chang disse sorrindo.

Gao Yao sorriu com expressão de derrota, como se tivesse entendido os planos do jovem e soubesse que cada instante já havia sido pensado e planejado.

“Eu vou levar meus conhecidos do Cemitério das Eras e o Exército de Feras Mágicas, depois disso, vou dominar toda a Galáxia Escorpião e vou levar todas as forças para subjugar a Galáxia Leão...” – Le Chang.

“Mas e o Clã da Fada Floral... Shao Yang disse que eles são tão fortes quanto o Clã Shao...” – Gao Yao.

“Realmente... Ela é um ponto fora da curva... Afinal, pelo que Shao Yang contou, na época do embate entre as Galáxias, a Galáxia Escorpião tinha cinco cultivadores no Dao do Supremo Santo, os quais lutaram contra três e não conseguiram vencer de jeito algum...” – Xiong Lin.

“Relaxem, isto será resolvido com o tempo, além disso, vocês verão, vou vencer está batalha sem derramar uma gota de sangue...” Um sorriso dançou nos lábios de Le Chang e ele sentou-se em posição de lótus para cultivar.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.