Ascensão de um Deus

527 - Senhor dos Senhores

Le Chang usou o último Ponto, dos dezesseis criados, para dar um aumento em seu poder, possibilitando que ele manipulasse, mesmo que por instantes, o Tecido da Realidade.

 

Usando o Espaço Divino, onde uma Esfera de Energia Dourada era criada ao seu redor, ele conjurou todo o poder na ponta de seus dedos indicadores.

 

O próximo passo foi usar o próprio tecido da realidade como se fosse uma folha em branco, a qual aguardava ser preenchida.

 

Ali ele determinou dezenas de conexões de alta complexidade, criando os Circuitos Espirituais a um nível totalmente novo, basicamente, ele havia criado uma Forma de Vida Artificial.

 

“Eu, Le Chang, Detentor de Três Títulos Divinos, o Deus Élfico, o Deus Dragão e o Deus Demônio, concedo a Xiong Lin, Seiryuu e Gao Yao, um novo Corpo, Espírito e Alma, para que possam existir, no mundo material.” – Le Chang

 

Três fios de pura Energia da Realidade saíram dentre as sobrancelhas do jovem, ao redor delas, haviam fios de outras Energias, enrolando-se como serpentes ao redor da Energia da Realidade.

 

O Fio de Energia Yang, Energia Espiritual e Energia da Realidade, foram diretamente para o corpo de Seiryuu.

 

O Fio de Energia Yin, Energia do Caos e Energia da Realidade, foram para o corpo de Gao Yao.

 

O Fio de Energia da Vida, Energia da Morte e Energia da Realidade, foi para o corpo de Xiong Lin.

 

Após isto, Le Chang suspirou e desmaiou de completa exaustão, afinal, o preço por ser capaz de manipular o tecido da realidade, mesmo que por meros três segundos, era imenso.

 

Alguns minutos, horas e dias se passaram, até que uma semana inteira teve seu fim, tempo que Le Chang ficou desacordado.

 

Quando ele novamente abriu seus olhos, deparou-se com os três seres, sentados em posição de lótus e de olhos fechados, cultivando lentamente.

 

Quando Le Chang os viu, um sorriso dançou em seus lábios e quase que instantaneamente os três abriram os olhos.

 

Suas expressões revelavam uma profunda gratidão, respeito e até mesmo temor jazia em suas faces.

 

Le Chang tinha apenas 26 anos, mas a quantidade de milagres que já havia criado eram suficientes para causar espanto em qualquer um, até mesmo nos Imortais.

 

“Obrigado...” Seiryuu falou com um sorriso, repleto de felicidade e submissão.

 

“Obrigado...” Gao Yao mesmo sendo o Antigo Deus Demônio, neste instante, sentiu-se sob alguém.

 

“Obrigado...” O rosto de Xiong Lin exalava um brilho descomunal, seus cabelos e olhos, com cores infinitas, brilhavam com a fraca luz das velas no recinto, deixando ela com um olhar misterioso e poderoso.

 

Sua face tinha uma expressão de profundo carinho e ela sorriu ao olhar para Le Chang e relembrar o instante que o Primeiro Deus Dragão havia dado vida a ela.

 

.....................................................................

 

Há muitas Eras atrás, o Primeiro Deus Dragão, um ser de proporções colossais, dito como o Ser mais poderoso que já existiu, jazia em um grande Salão.

 

Ali era o centro absoluto do Reino Dragão, era possível ver os Fluxos Energéticos pulsando no ar do Salão, de tal forma que até os Imortais achariam dificuldade em ficar muito tempo ali, mas para o Deus Dragão, andar por ali era como dar uma volta em seu jardim

 

Porém, neste momento, ele não estava ali para admirar o complexo sistema de poder do Tecido da Existência, mas sim para fazer algo surreal.

 

Ele pegou uma navalha, uma Arma Divina do mais Alto Grau, capaz de fazer cortes no tecido da realidade.

 

Então, com um golpe rápido e certeiro, ele cortou uma parte de cada tecido do seu corpo, enviou ondas de Energia da Criação, fortes o suficiente para arrancar uma lasca de seu Cristal Mágicos, até mesmo seus Canais de Qi e Meridianos foram cortados.

 

Mesmo repleto de sangue, ele rapidamente pegou dois objetos em suas mãos, um deles era a Centelha Divina da Vida e o outro era uma Esfera de Energia da Criação, enquanto isso, a Centelha Divina da Criação, flutuava sobre a sua cabeça.

 

“Nasça... Minha filha amada...” Ao fim de suas palavras, Centelha Divina da Criação brilhou intensamente, o Sangue, Tecidos, Canais de Qi e Meridianos e a lasca do seu Cristal Mágico, dispararam em um ponto específico, onde lentamente começara a fundir-se e absorver toda a Energia do recinto.

 

O Deus Dragão rasgou um dos Fluxos Energéticos e a Energia Primal explodiu em puro poder, mas a força do Ser era tão grande, que ele simplesmente agarrou o Fluxo e direcionou o jato de pura Energia em direção ao aglomerado de tecidos e afins.

 

Com uma fonte de poder desse porte, Xiong Lin não demorou mais que algumas horas para nascer, a linda Elfa, era uma garotinha pequena, seus olhos e cabelos tinham todas as cores da realidade.

 

“Seja bem-vinda, minha Filha, Xiong Lin.” O Deus Dragão sorriu para a garota que levou seus olhos e com uma expressão de pouco entendimento ela olhou para o seu pai que estava em sua forma draconiana, reduzida para caber dentro do salão.

 

“P... Pa... Papai?” Murmurou ela, sua voz era fofa e seu olhar inocente e cheio de vida poderiam derreter até o coração mais frio da Existência.

 

O Dragão usou sua cauda para enrolar na menina e trazer para perto, ele acariciou as bochechas rosadas da garota com suas garras, o que para muitos seria uma cena assustadora, era na realidade uma demonstração de carinho, entre um pai que havia dado sua própria imortalidade para o nascimento de sua filha.

 

Os dias, semanas, meses, anos, décadas, séculos, milênios e eras foram passando.

 

Xiong Lin cresceu até tornar-se uma linda jovem, a qual todos os dias conversava animadamente com seu pai, o Deus Dragão.

 

“Papai... O que é a vida?” – Xiong Lin.

 

“Você é a vida...” Disse ele rindo.

 

“Pai... Sério... O que você acha do conceito de viver? ...” – Xiong Lin.

 

“Hm... Não sei, mas desde que você nasceu, minha existência ganhou um significado que jamais teve, sendo assim, deduzo que viver é dar significado a sua existência, não sobre si mesmo, mas para os que lhe cercam...” – Deus Dragão.

 

Xiong Lin pareceu confusa.

 

“Fique tranquila... Um dia você vai entender...” – Deus Dragão.

 

..........................................................................

 

Uma lágrima escorreu no rosto de Xiong Lin e ela foi até Le Chang, abraçando o jovem amorosamente, como se ela fosse uma menininha, correndo ao encontro de seu pai.

 

“Muito obrigado...” – Xiong Lin.

 

Para muitos, o que Le Chang fez foi apenas dar um corpo para ela, mas na realidade, ele fez muito mais que isso.

 

Ele havia sacrificado, dois Graus de seu cultivo, caindo diretamente para o Segundo Aprimoramento Especial do Dao do Supremo Santo.

 

Sua vida foi ceifada em quase 40% e se ele não fosse unido com Chi Ziyun, bem como ser o detentor da Energia Dourada, ele teria morrido há muito tempo.

 

Ele havia ficado uma semana, não desmaiado, mas em coma, nesta uma semana, Xiong Lin, Seiryuu e Gao Yao, nutriam-se da Vida que Le Chang dava para os três.

 

O corpo do jovem estava extremamente fraco, de tal forma que ele demoraria mais algumas semanas para se recuperar.

 

“Muito obrigado...” Murmurou Xiong Lin abraçando Le Chang ainda mais forte.

 

Ela finalmente havia entendido.

 

Viver é fazer a sua existência ter significado para aqueles que você ama e não para si mesmo. O Ápice da Vida, é o Sacrifício, é o mais Alto Grau de poder contra a Morte, sacrificar-se para que o outro exista, para que o outro viva, é rasgar as correntes da morte, destruir o véu que separa a Imortalidade e esmagar as prisões da finitude.

 

Le Chang, pela primeira vez em toda a sua vida, havia manipulado a Própria Realidade, uma ato que marcaria toda a história e dividiria o passado do futuro.

 

 

Uma nova Era teve seu início neste instante, a Era do Deus dos Deuses, do Rei dos Reis e do Senhor dos Senhores.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.