Ascensão de um Deus

446 - Elfos Negros

Le Chang e Chi Ziyun continuaram seu trajeto pelo túnel, ocasionalmente eles tentavam decifrar algumas palavras, mas nada de útil era extraído dali.

 

Eles tentaram perguntar para Xiong Lin, mas ela também não sabia.

 

O avanço de poder de Le Chang, em várias áreas, possibilitou que suas Heranças se manifestassem fora de seu corpo, sem trazer peso e gasto de Qi sobre ele.

 

Dessa forma, Gao Yao e Seiryuu se transformaram em pequenos dragões e ficavam nos ombros do jovem.

 

Esta não era a Forma Espiritual comum deles, mas sim feita de Pura Energia Yin e Yang, ou seja, eles podiam ser vistos e interagir com as coisas ao redor.

 

Já Xiong Lin estava flutuando, em posição de lótus, logo acima da cabeça de Le Chang, ela olhava para todos os lados.

 

As pessoas cuspiriam sangue se vissem uma Elfa em miniatura flutuando sobre sua cabeça.

 

“Senhorita Xiong Lin, você não sabe algo sobre nenhuma destas línguas nas paredes?” - Le Chang.

 

“Hm… Não… Mas não é estranha, parece muito a linguagem élfica, mas os padrões têm alterações e eu não consigo discernir elas…” - Xiong Lin.

 

“Entendo…” - Le Chang.

 

Após andarem mais um pouco, Chi Ziyun perguntou algo para a Elfa.

 

“Senhorita Xiong Lin, você criou o Dao Marcial, certo?” - Chi Ziyun.

 

“Em sua essência, sim…” - Xiong Lin.

 

“Sendo assim, você sabe todos os segredos do Caminho Marcial?” - Chi Ziyun.

 

“Sim e não… Quando dividi minha Centelha de Vida, em três pedaços, eu desfragmentei também todas as memórias e informações sobre o Caminho Marcial. Somente unindo os três pedaços, que alguém será capaz de saber todos os mistérios do Dao Marcial…” - Xiong Lin.

 

“Mas como alguém faria isso? … Um pedaço foi usado para o Dao Marcial… Outro pedaço foi usado para dar vida aos elfos… e o outro pedaço foi dividido em doze fragmentos…” - Le Chang.

 

“Ao atingir o Pináculo do Cultivo, você recebe um Título Celestial, abaixo apenas dos Sete Títulos Divinos, e ao receber ele, também ganhará o Fragmento do Dao Marcial… O Fragmento da criação dos elfos, só pode ser conquistada ao recuperar os Núcleos de Qi dos primeiros Doze Elfos… O último pedaço é mais simples, vocês já têm um dos doze fragmentos, o menor…” - Xiong Lin.

 

“Isso quer dizer que eu devo saquear tumbas?!” - Le Chang.

 

“Hahahaha! Os Doze Núcleos de Qi dos Doze Elfos Primordiais, são tratados como relíquias, a maioria deles está em santuários, alguns estão perdidos pela Existência, além disso, você tem a mim, sendo assim, não precisa saquear nada…” - Xiong Lin.

 

“Entendo…” - Le Chang.

 

“Senhorita Xiong Lin, como eu tenho um fragmento se a pérola desapareceu como a Irmã Min Jia disse… Além disso, como eu recebi o Título Divino da Deusa Élfica se não juntei todos os Fragmentos da Centelha de Vida…” Le Chang disse pensativo.

 

“Todos os fragmentos têm algo em comum e isto é minha consciência, ela é igual em todos, o que muda são as informações que esses pedaços de consciência tem consigo, mas se você encontrasse qualquer outro fragmento, o resultado seria o mesmo, nós aceitaríamos você sempre…” - Xiong Lin.

 

“Chegamos…” Disse Chi Ziyun apontando para frente.

 

O túnel tinha o fim em um penhasco, mas em vez de escuridão, eles se surpreenderam ao ver uma floresta.

 

“Que estranho…” - Le Chang.

 

“Realmente… A Energia da Morte é colossal aqui, como poder existir vida aqui?” - Gao Yao.

 

“Não é vida… É morte… A vida e a morte são dois lados da mesma moeda, sendo assim, existe um estado onde a vida e a morte são algo único…” - Chi Ziyun.

 

“Oh! Você já compreendeu isso? Hahaha! Muito bom!” - Xiong Lin.

 

“Compreendeu o que?” Le Chang disse curioso.

 

“Essa floresta, não usa Energia da Vida, mas Energia da Morte… O que quer dizer, é que este local está cheio de formas de vida, baseadas na Energia da Morte… Esse é um fenômeno raro… Onde nós estamos?” - Xiong Lin.

 

“Em uma Tumba… Provavelmente de um Demônio de Alto Nível… Um bem forte…” - Seiryuu.

 

“Entendo… Bom, não podemos discernir nada ainda, melhor continuarmos o caminho…” - Xiong Lin.

 

Le Chang e Chi Ziyun começaram a analisar os arredores, buscando alguma anomalia.

 

Eles viram que o túnel terminava em um penhasco, a floresta ficava três milhas abaixo, de queda livre.

 

Ao olharem para o teto, eles viram que havia nuvens negras e uma luz fraca emanava do topo do que poderia ser uma caverna colossal.

 

Era como se ali sempre fosse noite, o “céu” era como a noite nublada da superfície.

 

“Amor… Eu sinto uma forma de vida…” - Chi Ziyun.

 

“Sério? Aqui?” - Le Chang.

 

“Uhum…” Disse ela fechando os olhos e se concentrando.

 

Ela ficou alguns segundos assim, sentindo as nuances e pequenas vibrações que a presença de vida emitia em tal lugar.

 

“Está fraca… Parece que a qualquer momento vai apagar… Porém, ao redor dela também tem o lugar com maior densidade de Energia da Morte…” - Chi Ziyun.

 

“Qual a distância?” - Le Chang.

 

“Não sei ao certo, mas fica bem no centro desta caverna…” - Chi Ziyun.

 

“Tudo bem… Vamos indo então…” Ele então flutuou e saiu do túnel, após fazer isto, lentamente foi descendo até a floresta.

 

Chi Ziyun seguiu ele e fez o mesmo.

 

Devido ao cuidado extremo, eles demoraram alguns minutos para atingir o chão.

 

Ao chegarem lá, viram que árvores eram negras, folhas, troncos, raízes e até o solo era negro.

 

Le Chang retirou a Agulha que ele havia pego no Cemitério das Eras, um objeto capaz de analisar materiais com grande facilidade.

 

Então cravou o objeto no solo e alguns instantes depois recuperou a Agulha e enviou sua consciência para saber o conteúdo.

 

“Tem todos os minerais normais… Mas tem uma quantidade imensa de um mineral chamado Quartzo das Lágrimas…” - Le Chang.

 

“Bom… Isso explica muita coisa…” - Xiong Lin.

 

“Quartzo das Lágrimas é um material usado para absorver Energias, ele normalmente é usado em Planetas poderosos, de Classe A e S, o único problema, é que assim que o material é preenchido com uma Energia ele não pode mais absorver outro tipo de Energia, do contrário ele explode…” - Seiryuu.

 

“Provavelmente, devido à presença imensa de Quartzos das Lágrimas, possibilitou o aumento exponencial de Energia da Morte neste local, devido a isso, algumas sementes, devem ter sido alteradas e daí nasceu esta floresta…” - Seiryuu.

 

Le Chang levou sua mão até o solo, fechou seus olhos e enviou uma onda de Energia Primal.

 

“… Parece que tem uma grande quantidade de Qi Água no local… Bem como Qi Terra…” - Le Chang.

 

“Provavelmente deve ter algum lago… Mesmo sendo plantas feitas da Energia da Morte, a água é necessária, afinal se elas absorvessem apenas Energia da Morte elas seriam destruídas…” - Chi Ziyun.

 

Le Chang se concentrou mais um pouco e então enviou mais algumas ondas de Energia Primal.

 

“Naquela direção… É onde o Qi Água é mais presente…” - Le Chang.

 

Os dois continuaram andando, analisando os arredores em busca de qualquer anomalia ou perigo.

 

Gao Yao, Seiryuu e Xiong Lin também mantinham-se observando os arredores.

 

O lado bom de suas formas, eram que os dois eram feitos de Energia, algo que quase nenhuma pessoa em toda a existência conseguia sentir, sendo assim, eles não poderiam ser detectados através de suas presenças.

 

Já Xiong Lin era feita de pura Energia da Vida, porém por ela ser a antiga detentora da Centelha Divina da Vida, ela sabia muito bem como manipular esta energia, ou seja, ninguém sentia a menor presença emanando dela.

 

De qualquer forma, Chi Ziyun e Le Chang andavam lado a lado e não demorou muito para atingirem o objetivo.

 

“Ali…” Apontou Le Chang.

 

Todavia, assim que ele estava para avançar, Chi Ziyun segurou seu ombro.

 

“Espera… Vem…” Disse ela pulando em direção a uma árvore e escondendo-se entre os galhos e folhas.

 

Le Chang entendeu e rapidamente fez o mesmo, e cobriu ele e Chi Ziyun em um casulo de Energia Primal, selando completamente suas presenças.

 

Um barulho lentamente começou a aparecer, até que algumas figuras saíram dentre algumas árvores, indo em direção aonde os dois estavam anteriormente.

 

“Tem certeza que foi por aqui que você sentiu?” Quem disse tal frase era um homem magro, sua pele era negra como o céu noturno, seus olhos eram negros, seus dentes levemente pontiagudos, orelhas pontudas e seu cabelo era da mesma cor que sua pele, sua altura atingia facilmente dois metros.

 

“Eu tenho certeza Capitão Sandor… As armadilhas de pressão que eu coloquei foram ativadas…” Quem falava era um outro homem, ele tinha talvez um metro e cinquenta, olhos castanhos escuros, orelhas um pouco arredondadas e sua pele era cinza fraco.

 

“Tudo bem… Acheron, Fane, Ascelin… Vocês três busquem pela área, temos que ter cuidado, podem ser aqueles malditos do Clã do Leste…” - Capitão Sandor.

 

Ele então foi até a beira do lago e inspecionou ao redor.

 

Já os três homens, Acheron que havia colocado as armadilhas, bem como Fane, um homem alto e com físico forte, sua pele era da cor de Acheron, já Ascelin era um homem de porte comum, suas orelhas, como as de Acheron e Fane eram levemente arredondadas.

 

Acheron foi até o solo e começou a revirar a terra, não demorou muito e ele retirou alguns pedaços de Quartzo das Lágrimas, Le Chang focou os Olhos que Tudo Veem e conseguiu discernir pequenos entalhes nos pequenos fragmentos do mineral.

 

“Parece que ativaram dezenas de Armadilhas de Pressão... Desde quando o Clã do Leste ficou tão burro?” Riu Acheron.

 

“Talvez foi um animal selvagem?” - Fane.

 

“Provavelmente, mas o padrão de movimento não me parece ser um animal irracional… Quem quer que tenha passado por aqui claramente andou por um caminho lógico… Evitando os lugares mais frágeis e onde poderiam receber uma emboscada com facilidade…” - Acheron.

 

“Talvez seja uma das outras Três Raças?” - Ascelin.

 

“Impossível… Eles não quebrariam o acordo tão facilmente… Ainda mais, qual a razão para fazerem isso?” - Fane.

 

Enquanto isso, na copa da árvore, Le Chang e Chi Ziyun observavam tudo.

 

“Vocês sabem que língua eles estão falando?” Disse Le Chang para Seiryuu, Gao Yao e Xiong Lin.

 

“Isso é Élfico… Mas é a Língua dos Elfos Negros…” Xiong Lin disse com um tom surpreso.

 

“Elfos Negros?” - Le Chang.

 

“En! … Quanto mais negra a pele deles e pontiaguda forem suas orelhas, mais puros eles são… Provavelmente o homem de antes era algum Nobre…” - Xiong Lin.

 

“A Senhorita entende o que eles falam?” - Chi Ziyun.

 

“Não muito… Cada raça e tribo tem suas variações linguísticas… Eu apenas sei a base do vocabulário deles…” - Xiong Lin.

 

“Passe para mim e Chi Ziyun, vou tentar uma coisa…” - Le Chang.

 

“Certo…” Xiong Lin, ainda em sua forma pequena sobre a cabeça do jovem, moveu suas mãos e um fio de Energia saiu de seu corpo minúsculo, enviando uma grande quantidade de informações até a mente de ambos ali.

 

“Ótimo…” Le Chang disse sorrindo.