Ascensão de um Deus

444 - Apenas um Humano!

Um sorriso apareceu na face do Dragão Negro, regozijando-se por sua vitória esmagadora.

 

“Não abaixe a guarda… Obviamente você sabe quem invocou nossas Personalidades Antigas, certo? …” - Seiryuu.

 

“Apareça!” - Di Yu.

 

“Pensei que não me notariam…” Disse Xiong Lin, a qual flutuava logo à frente dos dois Dragões.

 

“E como poderíamos não notar a filha do Primeiro Deus Dragão? ….” - Seiryuu.

 

“Seiryuu… Você cresceu… Meu pai havia morrido e não sei quantos anos passaram quando você nasceu, mas quem diria que você se tornaria o Deus dos Dragões…” - Xiong Li.

 

“Um bilhão de centilhões de anos…. Foi o tempo após a morte de seu pai que eu nasci… Jamais houve Deus Dragão mais poderoso que seu pai, mas sinto-me honrado por ter tido a capacidade de sentar-me no trono que um dia foi dele…” As palavras de Seiryuu tinham um respeito imenso. {{Autor: Bom, não preciso dizer que isso é um número imenso né? Para efeito de comparação, as previsões dizem que o universo tem aproximadamente 14 Bilhões de anos, ou seja, 14*10^9 anos… Já um Bilhão de Centilhões é 1*10^6 multiplicado por 1*10^303 …. Ou seja? Imenso.}}

 

“Realmente… Me lembro que você era um pequeno dragãozinho correndo por todo o palácio do Deus Dragão!! Sua mãe vivia brigando com você…” Dizia Xiong Lin rindo.

 

“Hahahahahahahahahahahaha!!” Di Yu não se aguentou e começou a rir.

 

“Hm? Você está rindo do que? … Você também era um dragãozinho bem mimado…” - Xiong Lin.

 

“Hmpf… E… Eu não era nada!” - Di Yu.

 

“Não? … Com quem que Seiryuu ficava correndo pelo palácio?” - Xiong Lin.

 

O Dragão Negro imenso, maior que galáxias, desviou o olhar e se não fosse o Deus Demônio, poderíamos dizer que ele ficou envergonhado e corado.

 

Porém, após isso, um olhar de tristeza recaiu sobre o rosto dos três.

 

As memórias do passado inundaram suas mentes e a tristeza veio sem dó e piedade.

 

“Porque você está dentro deste garoto?” - Di Yu.

 

“… Uma garota, esposa dele, achou um Fragmento da Centelha Divina da Vida… Parece que o Eu atual de Seiryuu deu a Conexão de Almas para o garoto…” - Xiong Lin.

 

“Ehhhhhh!!!?” - Di Yu. - “Você deu uma das Habilidades mais secretas dos Deuses Dragões para um mero humano? Você tem ideia que isso é algo que apenas os Deuses de suas Raças podem usar? … Nós usamos isso para nos conectar com os Fundamentos da Existência para recebermos os títulos de Deuses!!! Como você… Você é louco?”

 

“Você ouviu o que a Tia Xiong Lin disse? O Eu atual… Não esse Eu…. Acha mesmo que eu daria algo tão fácil para alguém?” - Seiryuu.

 

“Você sempre foi idiota!” - Di Yu.

 

“O que?!! Eu vou te matar!” Ao gritar isso, Seiryuu foi contra Di Yu e os dois começaram a trocar golpes, seus socos eram tão fortes que o tecido do espaço-tempo começou a ser permanentemente destruído.

 

“Ai! Ai! Ai!” Os dois gritaram quando olharam para o lado e viram Xiong Lin com um chicote de pura Energia da Vida, ela havia dado três chicotadas no corpo dos dois.

 

“Pra que isso…” Disse Seiryuu entristecido.

 

“Hmpf… Vocês só parecerem grandes… Mas não passam de adolescentes… Estão enganado quem aparecendo com aparência de homens de meia idade? … Comparado a vida de um Deus Dragão e um Deus Demônio… Vocês estavam apenas em seus vinte anos…” - Xiong Lin.

 

Essa era a realidade.

 

Seiryuu e Di Yu, não eram homens de meia idade, claro a sabedoria deles era insana e mesmo os mais antigos se curvariam diante deles, porém, o tempo de vida do Deus dos Deuses Dragões e do Deus Demônio, beirava os Cem Centilhões de Anos, e ambos haviam estado vivos por apenas vinte centilhões.

 

Xiong Lin nessa época ainda estava buscando o local onde jazia a Centelha Divina da Morte.

 

“Escutem… E… Eu não tenho muito mais tempo… O que restou de minha consciência está sendo varrida e destruída… Porém… Eu quero pedir algo… Vocês poderiam ajudar o garoto? …” - Xiong Lin.

 

“Porque você se importa com ele?” - Di Yu.

 

“Ele é apenas um humano Tia Xiong Lin… O meu Eu de agora parece ser um cara bem chato… Nunca pensei que viveria para me curvar para um humano…” A voz de Seiryuu não continha orgulho e arrogância, mas é que era algo irreal um Humano subjugar o Deus dos Deuses Dragões.

 

“Ele é especial… Ele é dif…” Xiong Lin não terminou sua frase quando o espanto tomou conta de seu rosto.

 

Di Yu e Seiryuu olharam para baixo e também se alarmaram.

 

“O espaço? …” - Di Yu.

 

“Não… É… É a própria realidade sendo rasgada…” Murmurou Seiryuu ao ver que uma fissura se abria alguns metros acima da arena.

 

Dela, um homem saiu.

 

Ele estava em seus trinta anos, seu corpo era forte e definido, sua pele clara e olhos cor de mel exalavam o mais absoluto poder, seus cabelos negros bem aparados brilhavam com a luz das galáxias.

 

“Quem é você?” Indagou Xiong Lin um pouco assustada.

 

O homem levou seus olhos para o alto e viu os três seres.

 

“………….” Eles viram o homem mexer os lábios, mas suas palavras eram inaudíveis, como se a Primeira Personificação da Vida, o Antigo Deus dos Deuses Dragões e o Antigo Deus dos Demônios não fossem dignos de ouvir suas palavras.

 

Porém, no instante seguinte, o corpo do homem começou a rachar e se desfez em pó, no lugar, um jovem apareceu.

 

Ele era como o homem, mas quando este estava apenas em seus vinte anos.

 

Porém, o corpo do jovem estava coberto por um manto diferente, ele havia sido tecido diretamente com a própria realidade, como se para ele, o maior poder em toda a Existência era apenas algo para ser costurado e transformado em roupas.

 

Seus olhos eram dourados e nas suas duas palmas, haviam triângulos dourados, representando a Runa Angular.

 

Le Chang então olhou para cima, seus olhos varreram completamente os três seres.

 

“Eu errei… Antes me transformei em um Dragão Dourado… Mas eu não sou um Dragão… Eu sou um Humano… Vocês acham que estão acimas de todas as raças, mas eu mostrarei a todos, que os Deuses Dragões, os Demônios, as Feras Lendárias, são apenas outras formas de vida e não superiores… O Caminho Marcial é para todos… A Imortalidade é permitida a todos… O poder é de todos!” Ao falar isso, Le Chang flutuou para os céus.

 

Di Yu e Seiryuu rapidamente entraram em modo de ataque, Xiong Lin entendeu que ela havia subestimando quando ia pedir para os dois pegarem leve com Le Chang.

 

Eles então dispararam contra Le Chang, suas velocidades eram bilhões de vezes maior que a luz, mas, ainda assim, não foram rápidos o suficiente.

 

“Julgamento da Realidade: Suprema Punição Existencial!” Ao falar isso, dois círculos imensos apareceram sobre os dois Dragões.

 

Le Chang estalou os dedos e dois pilares da Energia da Realidade dispararam contra os dois oponentes.

 

“Entenderam agora?” Disse Le Chang ao levar sua mão para frente e parar o ímpeto dos pilares de Energia da Realidade.

 

Di Yu e Seiryuu não puderem deixar de ficarem surpresos.

 

“E… Esse poder é ainda maior do que o Primeiro Deus Dragão…” - Seiryuu.

 

“Q… Q… Quem é você?” - Di Yu.

 

“Apenas um Humano!” - Le Chang.

 

Nesse instante, Di Yu e Seiryuu se renderam, retornando lentamente para suas formas humanoides.

 

Di Yu era agora um jovem moreno, sua aparência de vinte anos, junto de seu corpo forte e musculoso, bem como os olhos e cabelos negros, o deixavam com uma sensação de poder imenso.

 

Ao lado dele jazia outro jovem, este tinha cabelos brancos longos, que desciam até o centro de suas costas, seus olhos eram completamente brancos, sua pele também, ele tinha o corpo esguio, mas o poder que emanava dele era igual ao do outro.

 

“Eu, Seiryuu, entrego o trono do Deus dos Dragões para Le Chang, o Humano!”

 

“Eu, Di Yu, entrego o trono do Deus dos Demônios para Le Chang, o Humano!”

 

“Eu, Le Chang, aceito ambos os títulos!”

 

Os três curvaram-se em direção aos outros, deste momento em diante, Le Chang foi aceito pelo passado e futuro de suas duas Heranças, transformando-se no único ser em toda a Existência, com os dois Títulos Divinos.

 

No instante seguinte, Di Yu e Seiryuu desapareceram, como se fossem feitos de areia, a qual o vento levou e dispersou pelo local.

 

Le Chang andou até Xiong Lin que não podia estar mais surpresa.

 

“Vo… Você… Isso… É surreal…” - Xiong Lin.

 

“Não se preocupe… Eu cuidarei muito bem deles… Meus objetivos não são algo que a Realidade possa se opor… Agradeço por sua ajuda… Como agradecimento, eu tenho um presente para você!” - Le Chang.

 

…………………………………………….

 

“Tudo bem?” Perguntou Le Chang olhando para Chi Ziyun que estava ao seu lado.

 

“Você conseguiu também?” - Chi Ziyun.

 

“Sim…” Disse Le Chang com um sorriso.

 

Ele olhou para sua esposa e não podia deixar de estar surpreso.

 

Ela havia atingido o 6º Grau do Dao Santo, além disso, Le Chang olhou para ela e notou que Chi Ziyun não emanava mais a sensação de finitude.

 

“Imortalidade?” - Le Chang.

 

“En! … Parece que agora eu sou totalmente a própria Vida…” - Chi Ziyun.

 

“Isso é ótimo…” - Le Chang.

 

“Mas e você… Eu sou a Própria Vida… Eu consigo sentir o quanto de vida há no corpo de alguém… Todavia, em você… E mesmo em Wuhan Xie, Lian Mei e Min Jia, eu não consigo discernir, é como se vocês nem mesmo tivessem alguma vida dentro de si…” Chi Ziyun estava um pouco surpresa e até amedrontada.

 

“Fique tranquila, meu amor…” Le Chang sorriu e liberou o poder de seu corpo, sua Aura foi expandida e Chi Ziyun finalmente compreendeu.

 

“Então é isso? Hahahahaha! Parece que a Eternidade nos aguarda!” Ela sorriu e pulou nos braços de Le Chang o beijando amorosamente.

 

“Eu te amo…” - Le Chang.

 

“Eu também te amo…” - Chi Ziyun.

 

Ela havia notado que Le Chang estava no 7º Grau do Dao Santo, mas ela não se surpreendeu, era algo quase óbvio de se ocorrer.

 

Os dois trocaram olhares e entenderam os pensamentos um do outro.

 

Eles ainda estava na Tumba de um Demônio de Alto Nível, bem como estavam investigando o local, sendo assim, deveriam terminar de fazer isso.

 

Eles estão começaram a andar, continuando o trajeto no túnel.

 

Enquanto isso, dentro da Dimensão Espiritual de Le Chang, algo ocorreu.

 

No Portão Espiritual de Le Chang, na parte de cima, haviam sete locais, eles eram profundos e em dois deles havia uma pérola branca e na outra uma pérola negra.

 

Deles emanavam duas presenças, uma de Seiryuu e outra de Gao Yao.

 

Porém, entre eles, uma outra esfera estava sendo formada, ela era verde.

 

Ao mesmo tempo, uma onda de poder permeava todo o local, o solo passou por um renovo e a vida era tão pura e densa que a todo momento nasciam plantas e animais ao redor do Castelo Espiritual de Le Chang.

 

Então, alguns segundos depois, Gao Yao e Seiryuu, agora em suas aparências joviais, apareceram ao lado de Le Chang, que estava em sua Forma Espiritual, olhando para o umbral de seu Portão Espiritual.

 

Click!

 

A esfera emitiu um som ao se conectar perfeitamente ao lugar no portão.

 

“Seja bem-vinda… Deusa Élfica, Xiong Lin!” Disse Le Chang curvando sua cabeça diante da mulher que apareceu frente a ele.

 

Ela flutuava frente aos três, Gao Yao e Seiryuu também curvaram-se, cheios de respeito.

 

“Muito obrigado… Deus dos Dragões e Demônios!” Xiong Lin também curvou-se para Le Chang, sendo assim, agora Le Chang conquistou sua terceira Herança Divina.

 

Ele possuía agora a Herança do Deus Dragão, a Herança do Deus Demônio e a Herança da Deusa Élfica.


Lembrando a todos que o Padrim mudou novamente, como dito no capítulo 443, a partir de agora o valor dos Capítulos Patrocinados retornou para os 30R$, com um máximo de 20 capítulos patrocinados mensais, mas se tal meta for atingida, postarei 5 Capítulos Bônus para vocês.