Ascensão de um Deus

432 - Tauks e Lauks

Enquanto isso, na Seita Dragão, com sede no Pequeno Continente Zao.

 

Le Li, filha de Le Chang e Min Jia, estava dentro de uma grande sala.

 

Ela estava na parte mais baixa, sobre um pequeno palco e a sua frente haviam várias pessoas, sentadas em mesas grandes, o local pareciam arquibancadas.

 

Ela era pequena, com seus doze anos parecia se destoar da multidão composta por adultos e jovens em seus vinte e cinco até pessoas com centenas de anos.

 

No local estavam um grande grupo no Dao do Espírito e até mesmo pessoas no Dao do Esclarecimento estavam ali, e alguns poucos no Dao Lendário também marcaram presença, afinal as aulas das quatro crianças do Protetor Dourado eram ditas como sendo lendárias e apenas sua avó e suas mães estava acima deles em questão de conhecimento.

 

“Como todos sabem, a velocidade é algo incrível… Ela permeia tudo, domina tudo, constrói tudo, mas também destrói tudo…” - Le Li.

 

O rosto de todos parecia não compreender as palavras que saiam da boca da menina.

 

Os seus dois olhos, heterocromáticos, varriam a multidão e um pouco de decepção apareceu em seu olhar, triste por ninguém ter compreendido suas palavras.

 

“Ninguém entendeu?” - Le Li.

 

O silêncio permeou o local e por algum tempo ninguém abriu a boca, mas alguém tomou coragem e se colocou de pé.

 

“Qual seu nome?” - Le Li.

 

“E… Eu sou Zong Kai…”

 

“Oh! … Você era neto do Patriarca Zong Chen?” - Le Li.

 

“S… Sim Senhorita Le Li!” - Zong Kai.

 

“Entendo… Mas então, o que tem para dizer?” - Le Li.

 

“Tudo está em movimento… Quantificar algo, como a Energia e o poder de algum Dao é apenas quantificar o movimento gerado por ele…” - Zong Kai.

 

“Hm… Muito bom… Muito bom… Você está meio certo… O poder não reside apenas no movimento… O estado de estar parado, estático por assim dizer, também traz consigo uma força colossal…” - Le Li.

 

Zong Kai retornou para o seu local, ele não estava triste, ela disse ‘meio certo’ e isso vindo de Le Li era algo bom.

 

“Bom… Nós comumente quantificamos a velocidade em relação a velocidade do som, por ser algo mais visível e de fácil interpretação… Sendo assim, digam-me, a partir de que Dao alguém pode quebrar a barreira do som, ou seja, ultrapassar 340 metros por segundos?” - Le Li.

 

Várias vozes disseram que era o Dao do Espírito.

 

“Errado…” Le Li disse decepcionada.

 

Ela então estalou os dedos e duas pessoas apareceram.

 

Uma delas era uma mulher alta, com quase três metros, e com olhar selvagem, obviamente uma Fera Mágica, a qual estava no Dao do Esclarecimento.

 

Ao seu lado, havia uma jovem, ela não tinha mais que vinte anos, mas era possível ver o cultivo ainda no Dao da Integração.

 

Alguns risos foram ouvidos pelo local, como se desdenhassem ela por seu baixo cultivo.

 

“Min Ou… Mostre para eles…” - Le Li.

 

“En!” - Min Ou.

 

Ela era do Clã Min, o mesmo que Min Jia, mas possuía um talento muito fraco em comparação com os demais.

 

“Alguns de vocês acharam risório o baixo cultivo dela, que está apenas no 8º Grau do Dao da Integração… Mas vejam bem… Isso que é realmente cultivar…” Le Li acenou para a jovem a qual assentiu e no instante seguinte se moveu.

 

“BOOOOOOOOOOOOMMMM!”

 

O rosto de todos ficou em choque ao verem uma onda de choque absurda ser criada, apenas pelo impulso da jovem.

 

“Cultivar é ir contra as amarras dos céus… Sendo assim, quem disse para vocês que o Dao Marcial não é algo passível de ser desafiado? Quem disse que vocês deveriam ser covardes e aceitarem serem apenas normais? Em algum local está escrito, algum local foi dito que havia uma regra a respeito do poder de cada Dao? Se for assim, como podem haver gênios que ganham de pessoas mais avançados no Dao Marcial?” - Le Li.

 

As palavras dela carregavam uma Aura de sabedoria e divindade além da imaginação, o orgulho deles foi destruído, seus rostos caíram, devido a vergonha.

 

Ela então continuou sua aula, a demonstração foi apenas para exemplificar as coisas, animando alguns que haviam perdido o foco.

 

“Como todos sabem, existem duas formas de movimentação… O Movimento Material e o Movimento Espacial… O primeiro é usado em todos os estágios, já o segundo apenas para aqueles no Dao da Purificação e acima…” - Le Li.

 

Ela escreveu algumas coisas em um grande quadro atrás dela, com alguns tópicos a serem discutidos ali.

 

“Primeiro vamos entender o Movimento Material…” - Le Li. - “A Movimentação Material é o que comumente chamamos de Reação… Gerada por uma Ação, esta advinda da energia, seja ela de nutrientes do corpo ou Qi… A característica principal é o baixo consumo de energia, seja da espécie que for… Ela é a mais usada para o deslocamento a curtas distâncias, pois consegue um maior custo benefício... De qualquer forma, existe uma quantificação para as velocidades nos Daos.”

 

Ela fez novas anotações no quadro e voltou-se para a turma.

 

“Tauks! Um Tauk é igual a uma vez a velocidade do som, medida em milhas. Sendo assim, como vimos anteriormente, alguém no Dao da Integração alcança Um Tauk, mas há casos de pessoas atingindo dois ou três Tauks…” - Le Li.

 

A surpresa era visível para a maioria, que jamais haviam ouvido tais afirmações.

 

Muitos ali não acreditavam nas palavras dela, mas não puderam negar o que Min Ou havia feito.

 

“Alguém no Dao do Espírito pode atingir velocidades maiores… Chegando entre Cinco a Dez Tauks, o Dao da Alma de Dez a Vinte Tauks…” - Le Li.

 

A menina fez uma pausa e pegou uma pedra de seu Anel de Armazenamento.

 

Le Li então pediu para uma assistente à ajudar, a qual estava no Dao da Purificação.

 

A assistente pegou a pedra e jogou ela através do espaço, colidindo com um alvo não muito longe.

 

Depois, a mesma garota atirou a pedra, mas dessa vez sem usar a Dimensão Espacial.

 

“A partir do Dao da Purificação, temos outra medida… Além dos Tauks, o qual aqueles neste Dao podem atingir até trinta, nós também temos os Lauks, usados na quantização do Movimento Espacial.” - Le Li.

 

Os Lauks eram medidos em Milhas Espaciais Por Instante.

 

“Alguém no Dao da Purificação pode atravessar cerca de vinte a trinta milhas através da Dimensão Espacial e pode repetir o movimento dentro de um décimo de segundo novamente…” - Le Li.

 

O que ela dizia era uma realidade que para muitos ali era desconhecida.

 

“É errôneo pensar que o movimento é instantâneo… Cada Movimento Espacial requer um tempo na Dimensão Material, do contrário, o cultivador morre…” - Le Li.

 

O universo é composto por duas coisas básicas, o Espaço e o Tempo.

 

Quando alguém entrava na Dimensão Espacial, ele tornava a Base do Espaço em nada, afinal dentro desta Dimensão o espaço era maleável, porém, o Tempo estava ali, imponente e imutável.

 

“Movimentação Espacial não é simples… Ao quebrar o Espaço, como aqueles no Dao da Purificação fazem, faz com que o Espaço ao redor deles seja destruído, mas isso é um problema, afinal ele é o único local onde a Matéria existe em sua forma real…” - Le Li.

 

Isso queria dizer que ao adentrar a Dimensão Espacial, a pessoa ia para um local que era incapaz de suportar sua presença, do contrário não seria necessário quebrar o espaço para se mover por ele.

 

“Ao fazer isso, o Cultivador inconscientemente é protegido por uma camada de Espaço, criada a partir da destruição da Leis do Espaço ao redor dele, mas essa camada é criada pela própria vida do Cultivador, para que ele não morra…” - Le Li.

 

Tudo que ela falava era como trovões ecoando dentro das mentes de todos ali.

 

“O tempo necessário para se movimentar através do espaço novamente, é para que fosse agrupado uma nova camada de Espaço, criada dos destroços que o cultivador fez ao adentrar na Dimensão Espacial…” - Le li.

 

Por isso, que havia esse décimo de segundo de atraso, o que parecia instantâneo para olhos fracos, para outros era uma eternidade.

 

“Além disso, para essa Camada ser criada, ela depende do quanto de destruição foi causada nas Leis do Espaço, uma fraca destruição, cria uma Camada de Proteção Espacial fraca, o que permite que a pessoa se movimente menos através da Dimensão… Porém, a destruição depende da força do cultivador, bem como o conhecimento das fraquezas das Leis do Espaço… Por isso, para cada Grau do Dao da Purificação, é necessário o acumulo imenso de Qi e um aumento do conhecimento das Leis do Espaço… Claro, as fragilidades do Espaço são partes pífias das Leis do Espaço, as quais são muito mais profundas que entender meras fraquezas…” - Le Li.

 

Todos estavam atônitos pelo conhecimento da garota.

 

A maioria poderia não saber, mas aqueles do Alto Escalão, como o Dao do Esclarecimento e Lendário, sabiam que Le Li não tinha muito mais que um ano de vida.

 

“Já o Dao do Esclarecimento a diferença está na Camada de Proteção Espacial, a qual o cultivador pode conseguir não pela destruição do Espaço, mas pelo fornecimento de Qi Mundial para o mesmo…” - Le Li.

 

“Oh!” Murmuraram aquelas no Dao do Esclarecimento, finalmente compreendendo o que ela queria dizer.

 

“O que as pessoas chama de ter sido Aceitos pela Existência, é uma mentira… Eles são aceitos pelo Espaço, já que podem dar as Leis do Espaço o Qi Mundial, uma fonte poderosa de poder… Sendo assim, quando este cultivador envia Qi Mundial para o espaço ao seu redor, ele torna o espaço mais forte, o qual de bom grado o dá uma Camada Terrena de Proteção Espacial, permitindo ele viajar distâncias maiores e com menos gasto de Qi Mundial, já que uma menor quantidade dele tem muito mais poder que o Qi Normal.” - Le Li.

 

Um sorriso apareceu nos lábios da menina.

 

“Somente no Dao Santo, você pode dizer que foi aceito pela Existência, já que no Dao Lendário, você apenas foi aceito pela Dimensão Espiritual…” - Le Li.

 

Isso foi uma nova explosão na mente de todos, estas revelações eram chocantes demais, ela basicamente estava dizendo que o conhecimento passado há milhares de anos era falso, não só isso, mas que se não fosse a vida ou a sorte, eles jamais poderiam se mover pelo espaço.

 

“É por isso que poucas pessoas atravessam para Daos superiores… Não é pela dificuldade, é pela falta de sabedoria e conhecimento… A maioria das pessoas, se não todas, atingiu o Dao da Purificação, Esclarecimento e Lendário, fazendo uso de pura sorte ou de uma coincidência, atingida de forma inconsciente…” - Le Li.

 

“Meu Deus… Essa garota… Ela é genial!” Gritou um jovem apavorado e com a boca escancarada.

 

Le Li apenas sorriu e continuou sua aula.

 

“Sendo assim, um Lauk é considerado a velocidade de Cem Milhas Espaciais Por Instante! Ou seja, em um Instante, um cultivador que atinja um Lauk de velocidade, aparece Cem milhas de distância da sua posição original sem a menor diferença de tempo, ou seja, se teletransporta instantaneamente…” - Le Li.

 

Ela sorria a cada frase, ela ficava muito feliz em compartilhar conhecimento.

 

Não era arrogância por ser mais esperta que todos ali, mas feliz por poder ajudar as pessoas no seu Caminho Marcial.

 

A maior alegria de um professor é de inspirar seus alunos, o bom professor é aquele que melhora, não só a capacidade do aluno de guardar fatos, mas o que é capaz de melhorar a forma do aluno de ver o mundo e seu potencial.

 

“Alguém no Pico do Dao da Purificação atinge um Lauk… Aqueles no Dao do Esclarecimento atingem vários Lauks, atingindo valores entre três a dez Lauks… Já aqueles no Dao Lendário podem chegar de Trinta a Quarenta Lauks… No Dao Santo, isso atinge cerca de Oitenta a Cem Lauks… Todavia, o tempo para repetir o movimento, muda também… Aqueles no Dao Santo não tem permissão de repetir o Movimento Espacial mais de cinco vezes dentro de um determinado tempo, o que é medido fazendo o número do Grau do cultivador, dividido pelo número de Graus totais do Dao Santo, ou seja, alguém no 8º Grau, pode repetir tal movimento dentro de 8/12 segundos, ou seja, 0.66667 segundos…” - Le Li.

 

Era por isso que o perseguidor das meninas no País Cinza, não usava o Espaço para se mover, afinal elas estavam em um Grau menor e poderiam repetir o movimento mais rápido que ele e talvez escapar.

 

Já elas não usavam pois ele tinha mais Qi, bem como conhecia a área muito melhor que elas, dessa forma, mesmo que ele as perdesse de vista, ele ainda poderia chegar até elas.

 

Sendo assim, ele usou do Movimento Material, no qual ele era mais rápido que elas.

 

Já as meninas optaram porque gastava menos Qi e teriam melhor controle no movimento, já que o Movimento Espacial era feito sempre em linha reta.

 

“Esta restrição é feita pelas Leis Existenciais… O motivo ainda é um mistério, mas alguns dizem que não era para existir o Movimento Espacial e que é como ir contra as Leis da Realidade, sendo assim, para não receber um julgamento divino, a própria vida dentro do cultivador o restringe… Bom, isso não passa de uma teoria… Claro, essa restrição é compensada por uma maior distância percorrida que aqueles de Grau inferior… Mas o melhor movimento depende muito da situação…” - Le Li.