Ascensão de um Deus

412 - Ras Liang Atinge o Dao Santo!

Ras Liang não lutava com uma Arma Épica, ela não precisava.

 

Suas garras eram tão resistentes quanto os Armamentos Épicos de Sete Refinamentos.

 

Chi Ziyun respondeu retirando a Espada Épica, dada a ela por Le Chang.

 

Ela também entrou em seu Modo Desperto, ficando surpresa ao ver que toda a multidão não se movia para atacá-la, como se Ras Liang fosse mais do que suficiente para lidar com ela.

 

Então, seus cabelos até o meio das suas costas, ganharam uma coloração verde viva, seus olhos transformaram-se em um instante, parecendo duas esferas de jades brilhantes, sua pele foi coberta por milhares de pequenos fios verdes, como se imitassem suas veias sob a pele.

 

No dorso de sua mão direita e esquerda, havia uma pérola verde e no, centro desta, um ponto dourado.

 

Os fios verdes lentamente começaram a emitir um tom dourado, como se emanassem sua própria Aura.

 

Seus olhos mudaram e um grande triângulo dourado apareceu na parte branca de seu globo ocular.

 

Ras Liang por um momento recuou.

 

Todavia, não durou muito e rapidamente retornou ao seu ímpeto inicial.

 

“Morra!” Gritou Ras Liang trazendo suas garras em direção ao pescoço da jovem, que respondeu trazendo sua Espada Épica em um arco horizontal.

 

Ras Liang percebeu o perigo do golpe e foi obrigada a desistir de seu ataque, para poder recuar da morte certa.

 

Ela mesclou-se ao espaço e apareceu acima de Chi Ziyun, trazendo seu calcanhar em um arco vertical, contra o topo da cabeça da sua oponente.

 

No entanto, Chi Ziyun mesclou-se ao espaço, tomando uma grande distância, ela então selou o espaço ao redor delas, impedindo, mesmo que momentaneamente, a possibilidade de Ras Liang desviar.

 

“Habilidade Draconiana: Armagedom da Floresta da Vida!” - Chi Ziyun.

 

Ela jogou toneladas de sementes de seu Anel de Armazenamento, os quais foram atingidos por uma grande onda de Qi Madeira enviada por ela através de sua Espada Épica que fez a velocidade do Qi aumentar exponencialmente.

 

Em um instante, milhões de videiras, algumas tão grossas quanto um tronco de árvore e outras tão finas quanto um fio de cabelo, dispararam contra Ras Liang.

 

“Habilidade Marcial: Aura da Morte Carmesim!” No momento seguinte, ao redor de Ras Liang, uma Aura vermelha apareceu, ela era carregada de sentimento maligno, era como se ela estivesse sendo consumida por chamas ardentes e vermelhas.

 

As videiras de Chi Ziyun se chocaram contra a Aura, mas era como se fossem palhas sendo jogadas a uma imensa fogueira.

 

“Hahahahaha! Você não tem chance garota… Morra!” - Ras Liang.

 

“Habilidade Demoníaca: Garras do Sangue Demoníaco!!” - Ras Liang.

 

Ela moveu suas duas mãos para frente, como se quisesse rasgar o espaço à sua frente.

 

Chi Ziyun rapidamente entrou em alerta.

 

‘Essa Habilidade… É perig…’ Ela não terminou seu pensamento quando dez rasgos apareceram no espaço ao redor de seu corpo e deles dez lâminas vermelhas apareceram.

 

O golpe se movia pelo próprio espaço, ou seja, não havia possibilidade dela adentrar na Dimensão Espacial para fugir dele, ela seria pega tanto lá, como aqui.

 

Ras Liang tinha um sorriso maquiavélico em seu rosto, como se já estivesse se preparando para jogar o cadáver de Chi Ziyun para os cães.

 

Porém, sua tez mudou, quando o momento seguinte chegou.

 

“Árvore da Vida!” Ao fim destas simples palavras, Chi Ziyun brilhou em um tom dourado aterrorizante, o brilho fez as lâminas vermelhas serem pulverizadas.

 

Então, após toda a comoção diminuir, Chi Ziyun apareceu, ilesa, ao seu redor, havia uma imagem de uma imensa árvore dourada, ela era colossal e sua presença, divina.

 

Em um galho havia uma única flor.

 

Chi Ziyun estava dentro do tronco da árvore, a qual era levemente transparente, como se fosse apenas uma representação espiritual, sem a capacidade de interferir com o mundo material.

 

“Oh! … Então você descobriu quem eu sou?” Riu Ras Liang.

 

“Não foi difícil…” - Chi Ziyun.

 

“Hahahahahaha! Você é realmente incrível, jamais pensei que veria alguém capaz de usar a Vida para se opor a Aura da Morte de uma Vampira de Sangue Puro! Você me divertirá… Venha!” Gritou Ras Liang partindo contra Chi Ziyun com toda a sua força.

 

“Aura Divina dos Imortais!” - Chi Ziyun.

 

Assim que disse tais palavras, a Árvore desapareceu, mas apenas concentrou toda a força no corpo de Chi Ziyun, cobrindo suas mãos, pele, olhos, cabelos, roupas, e o resto, com uma Aura repleta de vida.

 

Era tão poderosa que os esporos de fungos, bactérias, vírus e todo o tipo de pólen, começou a crescer no ar ao redor.

 

Estas eram as duas Habilidades com o maior poder defensivo de Wuhan Xie, todavia, só funcionavam contra Demônios ou Qi Diabo e Energia Yin.

 

Então, fazendo o uso dessa Aura, Chi Ziyun disparou contra Ras Liang.

 

Seus punhos encontraram-se no meio do ar, o espaço rachou, ondas colossais da Aura da Morte e da Vida foram expelidas para todos os lados.

 

A presença de ambas continuava a subir e o poder em seus interiores fervia, como se tentasse quebrar a casca que o prendia.

 

“Hahahahahahaha! Quem diria, estou avançando em meio a uma luta!” Regozijava-se Ras Liang.

 

A Aura ao redor de seu corpo era imensa, mas ela recuou rapidamente e gritou.

 

“Segurem ela! Preciso me concentrar em atingir o Dao Santo!!” Ao seu sinal, ela desapareceu, reaparecendo a cem milhas dali, ao mesmo tempo, as centenas de milhares de seus Discípulos, disparou contra Chi Ziyun.

 

Ela então retirou uma Katana, a que Le Chang havia feito para ela, e agora era uma Arma Santificada de Vinte Refinamentos.

 

“Venham!!” - Chi Ziyun.

 

“Habilidade Draconiana: Espada da Natureza do Deus Dragão da Madeira Divina!!” - Chi Ziyun.

 

“Habilidade Draconiana: Asas do Deus Dragão da Madeira Divina!!” - Chi Ziyun.

 

Em um instante, uma Katana feita puramente de Qi Madeira, repleta da Aura Draconiana, apareceu flutuando a sua frente.

 

No outro, duas asas colossais, feitas de flores, videiras e cipós emaranhados, formou-se nas costas dela.

 

Ela disparou contra os mais de um milhão e novecentos mil oponentes.

 

De todas as meninas, ela era a que enfrentava o maior dos perigos, mas que tinha a maior das armas contra eles.

 

Chi Ziyun havia obtido a Árvore da Vida, sendo assim, ela emanava naturalmente a Energia da Vida, uma das Energias mais poderosas, comparável a Energia Primal de Le Chang. De certa forma, a Energia Yang poderia ser feita a partir da Energia da Vida e da Energia Primal, onde, enquanto a primeira tinha um sentimento mais pacífico e puro, não sendo algo destrutivo, o segundo caso já era o oposto, uma força extremamente poderosa que tinha a capacidade de erradicar os sentimentos negativos.

 

A Energia Yang criada na morte dos seres vivos, era na realidade Energia Yang da Vida, a qual após juntar-se ao mundo material, lentamente  transformava-se na Energia Yang Primal.

 

De qualquer forma, Chi Ziyun controlava a Katana Draconiana com seu Sentido Divino, na sua mão esquerda estava a Katana Santificada e na outra Espada Épica.

 

O primeiro inimigo, foi arremessado com um mover da sua Asa Draconiana Direita, enviando ele como um foguete contra seus aliados.

 

“Morra!!!!!!” Berrou um homem gordo, com olhar sanguinário, que trazia um imenso machado em um arco vertical contra a cabeça de Chi Ziyun.

 

Ela respondeu trazendo a Asa Draconiana Esquerda para defender do ataque.

 

O impacto fez ela ser jogada para longe, afinal o homem estava no Pico do Verdadeiro Senhor do Dao Lendário.

 

Assim que isso ocorreu, ela viu milhares de lanças, flechas e espadas, vindo em sua direção, no meio haviam pedras imensas, até o tamanho de pequenas montanhas, bem como bolas de fogo, gelo e água, até mesmo esferas metálicas eram jogadas contra ela, como balas de um canhão.

 

Chi Ziyun gritou para os céus, o brilho dourado ao redor de seu corpo aumentou, ainda mais, e ela encolheu seu corpo, então trouxe suas Asas para rodear ela, como um casulo protetor.

 

“BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOM!!!!”

 

O impacto foi imenso, poderia evaporar instantaneamente uma cordilheira inteira.

 

Então, três segundos depois, lentamente a poeira baixou, mostrando Chi Ziyun novamente.

 

Seu corpo estava com alguns arranhões, sua perna direita sangrava e seu braço esquerdo estava deslocado.

 

Porém, seus olhos não emanavam nem mesmo a menor sensação de dor, então, no instante seguinte, ela fechou seus olhos e concentrou-se no brilho dourado, que rapidamente agiu por todo seu corpo e foi possível ver suas feridas e até seu braço sendo consertados.

 

Não demorou mais de um segundo para ela voltar ao seu estado perfeito, sua pele linda como sempre brilhava intensamente.

 

Todavia, ela claramente estava cansada.

 

Ela já havia gasto um terço de todo o Qi em seu corpo.

 

“Certo… Vamos resolver isso logo…” Chi Ziyun, pela primeira vez, exalou uma Aura tenebrosa, não como as de antes, mas agora era uma Sede de Sangue colossal.

 

Era como se ela estivesse apropriando-se do olhar da morte e quisesse tomar o posto dela.

 

“Hoje… Será o fim de vocês…” Ela moveu-se tão rápida, que uma explosão supersônica apareceu quando a jovem quebrou trinta e cinco vezes a barreira do som.

 

A velocidade foi tão imensa, que ela chegou a eles em milésimos de segundos.

 

No momento seguinte, ela gritou, movendo sua Arma em um arco horizontal.

 

O movimento foi tão poderoso, que a Lâmina de Qi Madeira cortou ao meio, mais de trezentos mil cultivadores no Dao do Espírito.

 

Ela não parou e continuou seu ataque mortal.

 

Mesclando-se ao espaço, ela foi até o grupo do Verdadeiro Senhor do Dao Lendário.

 

Enviando uma onda de choque com o mover das suas Asas Draconianas, recuperadas após terem sido destruídas pelo ataque massivo, ela fez todos eles serem jogados alguns metros para trás, afinal ela ainda era alguém no Pico da Verdadeira Rainha do Dao Lendário.

 

Ela então disparou contra eles, no primeiro ela controlou a Katana, o homem defendeu-se com um Machado de Batalha, mas não percebeu que ela fez isso para tapar a visão dele, bem como a onda de choque, estava repleta de Qi para atrapalhar o sentido divino do homem, o qual ficou sem saber que ela mesclou-se pelo espaço e reapareceu atrás do mesmo, decapitando-o.

 

Uma batalha colossal, teve início, Chi Ziyun era como uma Deusa da Guerra, seus movimentos eram perfeitos, a Katana era usada para forçar uma falha em seus oponentes, os quais ela atacava individualmente fazendo uso de sua velocidade superior.

 

Mesmo aqueles no Dao da Purificação enviando Pilares de Qi Diabo contra ela, tais pilares eram destruídos pela Aura da Vida ao redor de seu corpo.

 

Então, após meia hora, de intensa batalha, Chi Ziyun finalmente matou todos os seus oponentes.

 

Porém, no instante que isso ocorreu, uma presença assombrosa foi sentida por todo o local.

 

Chi Ziyun não pode deixar de sentir um leve temor.

 

Então, ela apenas teve tempo de conjurar todo o poder em seu corpo, toda a Aura da Vida, fazendo seus braços ficarem a frente dela, para segurar um imenso soco jogado contra ela, vindo de Ras Liang, que agora emanava um poder além da imaginação.

 

“Quem diria que ao atingir o Dao Santo eu liberaria Habilidades Inatas da Raça Vampírica…” Ao dar um pequeno sorriso, ela olhou para Chi Ziyun que estava ilesa, mas completamente sem Qi.

 

O esgotamento era visível.

 

Ras Liang olhou para o solo, vendo seus quase dois milhões de Discípulos trucidados.

 

“Você fez uma grande bagunça, farei você pagar por isso…” Ela então calmamente trouxe seu punho contra o crânio de Chi Ziyun, que em face a morte, sentiu seu corpo estremecer.

 

O tempo e o espaço à sua frente pareceram congelar, sua mente atingiu um nível sensorial completamente diferente, quando foi subitamente levada para dentro de sua Dimensão Espiritual.

 

Ela lentamente andou até o Portão Lendário, flutuou até a terceira e última Fechadura Lendária e tocando ela com suas mãos, a mesma abriu-se, dando para Chi Ziyun a visão do local onde ela teria sua primeira Batalha Interior.

 

Sem pestanejar a jovem andou até o interior do local, observando tudo ao seu redor.

 

No momento que o fez, o Portão Lendário fechou-se rapidamente.

 

Uma Esfera da mais pura Energia Espiritual possível, apareceu no centro do salão.

 

A qual veio acompanhada pelo Ser Dourado, que em sua palma direita tinha uma pequena Árvore Dourada, como se as raízes se alimentassem diretamente da Energia Dourada.

 

“Você ainda não domina seu poder… Muito menos o tesouro que entreguei em suas mãos… Prove-me que és capaz de levar consigo o poder da própria vida e ela pertencerá a você, por toda a Eternidade, mesmo o tempo não conseguirá apagar sua Existência, a Morte tornará a sua maior inimiga e você terá que se opor a ela para todo o sempre… Estás a fim de receber este fardo? Tornando-se a Personificação da Vida?” - Ser Dourado.

 

“Eu estou!” Disse ela com um olhar resoluto.