Ascensão de um Deus

398 - Escolham Outra Pessoa

O tempo passou rapidamente, Min Ping e Zong Chen mesmo queimando suas vitalidades, não conseguiram superar Lin Cai que também não se importou de queimar sua vitalidade.

Neste momento, ambos estavam desmembrados e sangue jorrava de suas feridas, mas suas faces pareciam ter uma paz que não deveria estar ali.

"… O preço do pecado sempre é a morte…. É uma pena que eu morra dessa forma…" Murmurou Min Ping com alguma dificuldade.

Zong Chen riu, mas cuspiu um bocado de sangue no processo.

"…. É…. É uma pena mesmo…" - Zong Chen.

Lin Cai estava parado a alguns metros, era visível o cansaço em seu corpo, bem como dezenas de cortes profundos.

Neste momento, Le Chang apareceu ao lado dos dois homens no chão.

"Tem algo que queiram falar?" - Le Chang.

"Nossos Clãs… Cuidem deles… Eles não têm culpa de nossos pecados… N… N… Nossa arrogância, nós… nós… nós poderíamos ter ido mais fundo neste assunto, mas escolhemos acreditar em nossa sabedoria… Por favor, cuide de nossos Clãs…" - Min Ping.

"Eu cuidarei… Além disso, sua neta, Min Jia é minha esposa, faz quase um ano… Pode ter certeza que não deixarei o Clã de minha amada esposa ser destruído…" - Le Chang.

O rosto de Min Ping se acalmou e um leve sorriso estava em sua face.

"Fico feliz por ela…" - Min Ping.

Zong Chen não fez pedidos, mas apenas acenou para Le Chang de forma afirmativa e isso já dizia tudo.

"Eles são todos seus…" - Le Chang.

Lin Cai conjurou duas esferas de fogo e jogou sobre os dois homens, que lentamente morreram queimados, mas nem o menor som pode ser ouvido, como se as chamas não lhes causassem dor.

Demorou dez minutos para eles darem seus últimos suspiros.

Lin Cai caiu de joelhos sobre o solo, seus braços pendiam ao lado de seu corpo e ele rugiu para cima, uma dor angustiante foi sentida emanando de seu corpo, como se a sua alma gemesse de tristeza.

Le Chang deixou seu bisavô se entender com seus sentimentos, afinal, ele havia acabado de resolver algumas pendências do passado.

Após alguns minutos, Lin Cai se pôs de pé, com alguma dificuldade e andou até Le Chang que esperava ele pacientemente.

Ele colocou o dedo em uma de suas feridas, o molhando com sangue, então, se ajoelhou e começou a desenhar um Círculo Mágico no solo.

Ao fim, ele cortou seu pulso, deixando jorrar sangue sobre o círculo.

"Eu, Lin Cai, juro perante os céus que a partir de hoje, as palavras de Le Chang são a lei, minha vida está nas mãos dele, jamais ousarei fazer mal algum para ele." Ao terminar sua fala, ele bateu com a palma sobre o círculo mágico e enviou um fio de sua Essência de Vida, que ao entrar em contato com a formação, fez esta última brilhar intensamente.

"AAHHH!" Gemeu Lin Cai quando o círculo lentamente aparecia em seu peito, diretamente em sua carne, como se uma faca esculpisse seu corpo.

Le Chang então fez um furo em seu dedo e derramou sobre o Círculo Mágico no peito de Lin Cai e em segundos ele tinha seu bisavô como seu Escravo de Sangue.

Ele então estalou os dedos e a barreira que cercava o local se desfez, neste momento, não somente o antigo grupo de Supremos Senhores e Supremas Senhoras chegou no local, mas todos os Usuários das Armas do Poder estavam ali.

Lau Mei era imponente frente a todos eles e observava com seus olhos rosa toda a movimentação.

Porém, ninguém ousava se mover, ela era forte o suficiente para ver que Le Chang estava no Dao Santo e que mesmo sua mãe e pai não ganhariam dele.

"…. Você deve ser a Senhorita Lau Mei, certo?" - Le Chang.

Ela se assustou quando viu que o jovem estava frente a frente com ela, mostrando que ele se moveu tão rápido que o cérebro dela não conseguiu acompanhar esta velocidade.

"S… Sim… E o Senhor seria?" - Lau Mei.

"Eu sou Le Chang… Este é meu bisavô, Lin Cai…" - Le Chang.

"Entendo…" - Lau Mei.

"Não precisam ficar apreensivos, meu objetivo não é fazer mal a nenhum de vocês, eu estava apenas resolvendo alguns problemas do meu Clã…" - Le Chang.

"Problemas?! Você deixou Lin Cai matar dois Supremos Senhores de nosso Planeta, tem ideia da gravidade deste crime?" Zheng Huo estava indignado, sua honra havia sido quebrada junto de sua mão.

Lau Mei levantou a mão, sinalizando para ele se calar.

"… A perda de dois Supremos Senhores realmente é uma grande perda para nós.... Mas nós ganhamos um cultivador no Dao Santo, não é mesmo?" - Lau Mei.

"Você está certa… Além disso, eu tenho uma boa força me acompanhando…" - Le Chang.

"Onde eles estariam?" - Lau Mei.

"Continente Zao… Lá é o lar da Sede da Seita Dragão… Fundada por Wuhan Xie, Lian Mei, Chi Ziyun, Min Jia e Lin Bo…" - Le Chang.

"Continente Zao?" Murmurou Lau Mei pensativa.

"É um pequeno continente.... Mas com ótimas pessoas…" - Le Chang.

"Entendo…" - Lau Mei.

"… De qualquer forma, não vamos perder tempo… Eu sei que vocês viram a aparência de Lin Cai… Ele foi corrompido pela Energia Yin e seu corpo é parte demônio… Além disso, ele cometeu muitas atrocidades… Porém, ele é meu bisavô e em homenagem à memória de minha bisavó, eu gostaria de poupar a vida dele… Ele agora é meu Escravo de Sangue e ele será devidamente castigado… Além disso, eu assumirei o controle dos Três Clãs Supremos, bem como de toda a Cidade Plumas Celestiais… Em um vale do Supremo Continente Shiang, criarei uma Filial da Seita Dragão… Além disso, não se preocupem com a parte demoníaca de Lin Cai…" Ao falar isso, uma Aura extremamente poderosa se desprendeu de seu corpo.

Em sua mão direita, uma Esfera Branca apareceu, com uma Energia Yang extremamente pura e quente, já na mão esquerda, uma Esfera Negra fez sua aparição, ela era milhares de vezes mais poderosa do que a presença demoníaca de Lin Cai.

"Eu tenho a força para suprimir ele… Além disso, eu serei justo, o Clã Lin, Min e Zong, começaram imediatamente a repor o prejuízo causado a população… A Cidade Plumas Celestiais passará por uma completa mudança, desde seu sistema monetário, como sistema político e de segurança pública. Como eu disse, eu farei, gostaria que vocês não interferissem, do contrário… Bom…" Le Chang moveu sua mão e a esfera negra atingiu o solo, criando uma cratera imensa.

"…. Nós não vamos interferir…" - Lau Mei.

"Além disso, eu gostaria de marcar uma reunião, com os sete mais fortes do planeta… Se puder, leve seu pai e mãe, Senhorita Lau Mei." - Le Chang.

"Daqui duas semanas, no Castelo do Clã Lau… O que você acha?" - Lau Mei.

"Estarei lá…" - Le Chang.

Ele estava quase partindo quando parou abruptamente.

"Oh… Senhor Zheng Huo, certo?… Quando minha bisavó morreu, você não fez nada para buscar justiça… Nenhum de vocês fez nada… A vida de minha bisavó não valia nada para vocês? Não é mesmo?" - Le Chang.

Os Supremos Senhores e Senhoras que participaram de parar o conflito, se calaram.

Le Chang se moveu até Zheng Huo, flutuando lentamente.

Ao chegar, Le Chang congelou o espaço ao redor do homem e todos ficaram apreensivos, ele então retirou a Espada Épica de Cinco Refinamentos da cintura do homem.

"Ele não é digno de ter isso… Escolham outra pessoa." Disse Le Chang atirando a arma para Lau Mei.

No instante seguinte, Le Chang e Lin Cai desapareceram, deixando um grupo de pessoas atônitas para trás.

Os Sete Usuários do Poder estavam surpresos, já que agora um deles havia sido destituído por um jovem.

Lau Mei olhou para Zheng Huo.

"Você não mais é um Usuário das Armas do Poder… Seu título está sendo revogado…" Ela sumiu pelo espaço e os outros cinco usuários, Zeng Lim, Mo Wei, Zhi Zexi, Chen Shui e Quan Ling, fizeram o mesmo, deixando um Zheng Huo sozinho, em estado de choque.

Os outros idosos que estavam ali, não falaram nada e também desapareceram pelo espaço.

*****************************************

No dia seguinte, Le Chang estava sobre toda a Cidade Plumas Celestiais e ao lado dele estava Lin Cai.

"Cidade Plumas Celestiais! Eu sou Le Chang, o novo Patriarca do Clã Min, Clã Zong e Clã Lin. A partir de hoje, mudanças serão feitas sistematicamente e peço a consideração de todos vocês! Dentro de uma semana e meia, todos os comerciantes, não importa se grande, médio ou pequeno, todos vocês venham a mansão do Clã Lin, estarei lá a espera de vocês…" Le Chang espalhou sua voz por todos os cantos da Cidade, fazendo todos ouvirem suas palavras.

Um alvoroço rapidamente começou, com dezenas de pessoas se indagando do que estava acontecendo e como tudo isso tinha terminado de tal forma.

Le Chang aproveitou que ainda faltava um tempo até ele ir buscar Fun Mei para irem até a Cordilheira da Ascensão Espiritual, e remodelou as Três Mansões dos Clãs Supremos.

Le Chang vendeu o território do Clã Min e Zong, que foram comprados por alguns outros Supremos Senhores, com o dinheiro, ele aumentou o território do Clã Lin, comprando todas as redondezas, dessa forma, ele quadruplicou a área da antiga Mansão.

Ele então desmontou toda a construção da Mansão do Clã Lin, com a Transformação da Madeira, não foi muito difícil.

Uma multidão se juntou ao longe para ver o que ocorria, montanhas de materiais flutuavam no céu e lentamente uma nova mansão era construída, por apenas uma pessoa.

Le Chang era como um maestro, flutuando acima no céu enquanto a construção ganhava forma.

Finalmente, após quase meio dia de trabalho, o local ficou pronto.

Le Chang retirou a barreira ao redor da Mansão do Clã Lin, que criava um tipo de Dimensão, pelos cálculos de Le Chang, quem fez isso provavelmente estava no Dao Santo. Para Le Chang o local basicamente era uma dimensão sustentada por formações e pela absorção constante de Qi da atmosfera, o trabalho foi realmente impecável, mas simples.

Dessa vez, ele não colocou barreira alguma, mas sim criou um local aberto.

Agora, no centro, havia um imenso Castelo circular, elevando-se por duas milhas de altura e três de raio.

O território inteiro era feito na forma de círculos, com o castelo no meio.

Ao redor dele, havia dezenas de bairros, com construções de todos os tipos, casas, lojas, locais para restaurantes e tudo que se podia imaginar.

Le Chang havia criado uma cidade inteira no meio da Cidade Plumas Celestiais.

Ele também fez questão de colocar Círculos Mágicos por todo o local, aumentando a densidade de Qi no lugar.

Dessa forma, haviam dezesseis avenidas, rodeando o castelo, no espaço entre cada uma delas, havia diversas construções, onde eram cortadas a cada cem metros, por ruas secundárias que conectavam as avenidas.

Após fazer isso, Le Chang fez uma linda floresta ao redor do território, com uma milha de comprimento.

Então, ele criou entradas, ao norte, sul, leste, oeste, sudeste, sudoeste, nordeste e noroeste.

Ao contrário de antes, quando havia uma barreira, agora a floresta oferecia a primeira linha de defesa, sobre o solo haviam milhares de armadilhas e algumas árvores eram Plantas Mágicas, prontas para destroçar algum desavisado que fosse ali.

Sendo assim, Le Chang trouxe novamente toda a população, dos três Clãs e os organizou.

Dessa vez, as coisas seriam diferentes, pessoas que nunca se deram bem, morariam juntos a partir de agora.

Agora, dentro de uma sala no novo território, Le Chang estava sentado em uma mesa, junto dele, estava Lin Yang, Lin Hong e alguns representantes dos outros dois Clãs, conversando sobre as mudanças.