Ascensão de um Deus

354 - Juramento da Eternidade!

Enquanto isso, a bilhões de  anos-luz dali um senhor de idade pairava no espaço profundo.

Seu corpo era um com o próprio espaço, seus olhos irradiavam o poder e a vitalidade de quem já havia visto o nascer de mundos e o cair de estrelas.

Sua presença se espalhava tão longe, que poderia facilmente sentir alguns milhões de anos-luz ao seu redor.

Então, o retirando de seus devaneios, um imenso rasgo começou a aparecer a sua frente, tão grande quanto um sistema solar inteiro.

Assim que tal evento ocorreu, várias presenças aterradoras se desprenderam de lá.

Haviam pessoas tão poderosas que poderiam fazer alguém como Qong Wei sumir com um mero piscar de olhos.

Todavia, o real perigo estava longe de serem eles, mas sim os quatro seres, parados como torres em frente ao exército de bilhões de seres.

Ao longe, era possível ver dragões, gigantes, serpentes com centenas de milhas de comprimento, seres humanos e até mesmo plantas estavam ali.

A força por trás deste exército era suficiente para varrer totalmente o Reino Mortal, em apenas algumas horas.

O senhor não pestanejou e rapidamente formou uma dúzia de selos com suas mãos, tão rápido que a luz não acompanhava seus movimentos.

Rapidamente, um imenso e colossal, selo dourado, foi criado. A presença deste selo parecia interagir diretamente com as Leis Existenciais.

Era algo com uma sensação de dignidade e pureza extrema.

Os quatro seres semicerraram seus olhos.

"Ele não parece ficar mais fraco… É como se cada vez que ele fecha uma fenda ele se fortalecesse…" Bai Fan falou para os outros três seres.

No fim, apesar de Bai Fan ser o atual Rei Demônio, ele era o mais fraco entre os quatro seres, tanto que sua ajuda para abrir as fendas era nem mesmo 10%.

Todavia, os outros três eram realmente assustadores, suas formas eram inimagináveis e seus nomes não deveriam ser ditos em vão, a presença destes monstros era como encarar o próprio ragnarok dos deuses.

Os três eram como se tivessem nascidos para se opor a Santa Trindade da Vida.

"Não parece… Ele realmente está ficando mais forte. Conforme o garoto se fortalece, a cada vez que ele quebra um Dao, ocorre um evento imenso, cada vez mais forte, essa Energia Dourada que é liberada acaba sendo absorvida por esse velho maldito… Ele não é alguém capaz de controlar a Energia Dourada, mas há milhões de anos, ele fez um pacto com o último ser que utilizou essa Energia e conseguiu a permissão de mesclar seus poderes com esta Energia, todavia, existem limitações, por exemplo, ele só pode recolher a Energia dos Avanços Marciais daquele que a controla, além disso, ele tem um Juramento da Eternidade, de que enquanto estiver vivo, sempre ajudaria aquele que sucedeu o antigo detentor da Energia Dourada, a forma de sua ajuda eu não sei os detalhes…" Disse um dos três seres, sua voz casual fez a fenda oscilar e Bai Fan se sentiu como uma folha no vasto oceano.

"Ju… Juramento… da E… Eternidade? Sério?!" Bai Fan estava surpreso.

Este tipo de Juramento era ainda acima do Juramento Celestial.

Se alguém o quebrasse, ele não apenas morreria, mas seria selado pelas próprias Leis da Realidade, de forma que sofreria a dor extrema por toda a Eternidade.

Todos os tipos de torturas estariam presentes na desobediência do Juramento da Eternidade, era um fim muito pior que a morte.

Bai Fan olhou com outros olhos para o Senhor, era um fato de que mesmo um dos três seres não conseguiria derrotar este velho facilmente, Bai Fan ficava antecipando o quão surreal seria esse tipo de batalha. Além disso, cada um dos Três Seres era uma força singular, sendo que o que se dignava a falar com Bai Fan era o mais fraco dos três, mas, ainda assim, poderia destruir Bai Fan com estalar de seus dedos.

Mesmo as estrelas colapsariam e as galáxias seriam varridas como o vento leva a poeira.

***************************************

Le Chang subiu os lances de escadas e passou pela figura do idoso.

Seus olhos se cruzaram nesse momento e o homem viu que Le Chang o enxergava.

Le Chang então sorriu para o idoso, que não pode deixar revelar uma grande dose de surpresa.

Ele segurou seu ímpeto de tentar se comunicar com o jovem, no momento, ele estava analisando a situação das coisas.

Sendo uma Semente da Alma, ele podia interagir diretamente com o Plano Espiritual, no qual existia a linha do destino.

Os médiuns e adivinhos elevavam suas mentes para esse Plano na busca do futuro e passado.

Claro, o idoso não tinha a capacidade de ver o futuro e o passado, mas ele podia sentir as comoções do Plano Espiritual, como a leve nuvem negra que se aproximava lentamente desta galáxia.

O homem coçou a barba e murmurou para si mesmo.

'…. Parece que a chegada deles é um fato, cedo ou tarde eles atacarão novamente…. Espero que o mesmo que ocorreu a cem mil anos, não se repita nesta era… Aquilo foi um banho de sangue…'

Enquanto isso, Le Chang olhava os arredores, ele havia sido o primeiro a colocar seus pés no local.

Então ele calmamente sentou na cadeira que dizia Top 1, afinal esta era sua posição atual.

Lentamente, um a um foi chegando. Le Chang observava o idoso parado no lance de escadas, o qual olhava a multidão de Alquimistas Soberanos indo cada um para o seu Salão.

O olhar do idoso parecia ser levemente perdido, mas com uma pitada de esperança que lutava para não morrer.

Le Chang havia ouvido o murmúrio do idoso anteriormente.

Ele não pode deixar de relacionar com o que Cai Bo havia lhe dito a alguns anos.

Era um fato de que algo estava prestes a se repetir, uma batalha que ocorreu várias vezes, como se a cada faixa de tempo, a guerra naturalmente ocorresse.

Todavia, ele foi retirado de seus devaneios conforme a mesa se lotava, não demorou muito e dois jovens chegaram no local.

Seus olhos roxos e cabelos de mesma cor, deixavam a sensação de caos pairando por onde passavam, a presença deles era realmente poderosa, a vitalidade no corpo deles explodia para fora, como se fossem um farol anunciando a tão tenra idade que tinham.

Rapidamente, ambos tomaram seus assentos na mesa.

Le Chang sentava na extremidade norte da mesa, no seu lado direito estava Qong Xia, a número dois e no lado esquerdo estava Qong Tao, o número três.

"Oh!… É prazer conhecê-lo… Você é Ca Le não é mesmo?" - Qong Tao.

Le Chang virou seu rosto na direção do jovem e assentiu.

"Sim, sou eu. Vocês deve ser Qong Tao e a senhorita é Qong Xia, certo?" Le Chang disse alternando seu olhar entre os dois.

"Isso…" - Qong Xia.

"Você é bem talentoso… Muito interessante, quem diria que nosso pai daria esta chance tão grande para você… Realmente você receberá uma grande dose de glória…" - Qong Tao.

Le Chang sorriu, mas não respondeu aos elogios.

"Senhor Qong Tao, se incomodaria de me explicar algumas coisas?" - Le Chang.

"Tipo o que? Temo que seus conhecimentos em Alquimia são muito superiores ao meu." - Qong Tao.

Le Chang notou que ao dizer isso um leve sorriso apareceu no canto da boca do garoto e Qong Xia levantou os olhos em direção ao seu irmão, como se o repreendesse.

"Não é sobre isso… Gostaria de saber qual é este local que estamos? Tem uma certa aura pairando por aqui…" - Le Chang.

"Oh!… Bom, na realidade é um dos mistérios da Associação. Ninguém sabe ao certo o que acontece aqui, apenas que é o centro da formação de defesa e ataque da Associação." - Qong Tao.

"Entendo…" - Le Chang.

"A Associação fica em um planeta longínquo, desértico, foi assim criada para que não houvesse brigas políticas ou favorecesse um planeta mais que o outro… Basicamente, o prédio da Associação é do tamanho de um Continente Supremo do Planeta do qual você veio…" - Qong Tao.

Le Chang ficou realmente surpreso, ele sabia que o local era imenso, mas todo tamanho de um Supremo Continente era algo colossal.

"Bom, a Associação por mais poderosa que seja, ainda é fraca comparada a outros locais, mas deste os tempos antigos, a Formação Suprema da Associação nos protege, de Feras Mágicas, ladrões poderosos e de eventos de destruição natural. É dito que uma vez, a barreira conseguiu despedaçar uma chuva de meteoros que destruiria completamente o planeta." - Qong Tao.

Le Chang levou seus olhos para o idoso que ainda estava nos lances de escadas, observando todo o povo que se movimentava por ali.

'Interessante… Gostaria de falar com ele depois…' - Le Chang.

'É uma boa ideia…' - Gao Yao.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.