Ascensão de um Deus

291 - Bai Yong

Autor: Calebe Piccoli Camargo | Tradução: Stromkirk

O sol, que antes brilhava imponente ao meio dia, agora estava oculto por uma imensidão de pessoas.

A sombra causada pelo imenso exército no céu, deixou todos perplexos, afinal a força contida ali era de um nível colossal.

Na frente deste exército, havia um homem.

Esquelético, suas órbitas eram buracos profundos e enegrecidos, sua pele estava cheia de ferimento e era evidente que ele havia sofrido um bocado.

Todavia, por mais que sua aparência fosse doentia, beirando a de um moribundo, ainda era evidente o poder que este indivíduo possuía.

Seu corpo parecia se mesclar com o espaço e então retornar ao normal, hora era transparente e hora era vivido como a luz do sol.

"S… S… Shao Fu?" Murmurou Tian Mao surpreso.

Enquanto isso, todos os outros fitavam a grande quantidade de pessoas ali.

Demonstrando que haviam pessoas somente no Dao do Espírito e Dao da Alma.

Todavia, todos vestiam mantos negros, escondendo suas feições, mas ainda assim, era possível ver várias manchas de sangues em suas vestes, mostrando claramente que a maioria estava ferido.

No fim, haviam mais de trezentas mil pessoas ali, com duzentas mil estando no Dao do Espírito e cem mil no Dao da Alma.

A tez de todos escureceu, mas rapidamente todos quebraram pedaços de jades, alertando suas forças, em suas respectivas Seitas e Clãs, para que se movessem.

Shao Fu tinha um sorriso zombeteiro e não se movia, como se estivesse dando a chance de os reforços chegarem.

"Shao Fu! Você realmente se moverá contra o Continente Zao?" Gritou Tian Mao.

"Shao Fu?… Oh! Realmente… O dono desse corpo…. Não me chame de Shao Fu… Eu sou Bai Yong… Um Demônio de Sangue Puro…" - Bai Yong.

Essas palavras causaram arrepios a todos ali presentes, afinal, uma coisa era enfrentar um ser humano que havia acabado de romper com o Dao do Esclarecimento, mas outra era enfrentar um Demônio.

Na realidade, a esperança de todos ali, era o fato de que Shao Fu era apenas um ser humano que havia rompido com o Dao do Esclarecimento, o qual era o momento mais frágil de alguém que ascendeu a esse Dao.

Afinal, ele havia sido reconhecido pela Existência, sendo assim, agora ele poderia usar o Qi Mundial, mas seu controle era extremamente pobre, sendo necessário pelo menos seis meses para estabilizar seu cultivo.

Sendo assim, nos primeiros momentos dessa quebra, o cultivador era somente algumas vezes mais forte que alguém no Pico do 10º Grau do Dao da Purificação, dessa forma, todos ali colocavam suas esperanças sobre tal fato.

Todavia, Shao Fu havia sido possuído por um Demônio de Sangue Puro, algo que um mero ser humano, jamais poderia sequer se comparar.

Tian Mao rapidamente compreendeu o que Bai Yong havia dito.

Ele era um Demônio, o caos o precedia, não havia volta ou diplomacia.

Bai Yong havia deixado claro que somente a morte de todos sanaria sua sede por sangue.

"Todos! Juntem-se a mim…. Vamos formar uma Barreira, pelo menos ganharemos um pouco de tempo…" - Tian Mao.

"En!" Todos responderam.

Sendo assim, aqueles no Dao da Purificação, se juntaram a Tian Mao e lançaram todas as suas forças em poderosas barreiras para cobrir todo o território.

Enquanto isso, Tian Mao já havia enviado várias mensagens para sua Seita e para as pessoas abaixo, na Área da Coalizão.

A ordem era simples, aqueles no Dao da Integração se escondam e fujam por suas vidas, os que estão no Dao do Espírito e acima, peguem suas armas e venham para a guerra.

Bai Yong riu e moveu sua mão para frente, fazendo com que uma chuva de seres de mantos negros corresse para a frente.

"BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!"

"BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!"

Milhares de ataques, de diversos tipos, começaram a colidir com a Barreira, era como uma grande chuva, repleta de raios, trovões e ventos fortíssimos, todos visando a completa destruição.

Mesmo sendo uma barreira feita por quinze pessoas no Dao da Purificação, o ataque concentrado de trezentas mil pessoas era algo que estava além da força de alguém desse Dao, mesmo alguém no Dao do Esclarecimento seria extremamente ferido.

Todavia, ainda conseguiriam ganhar alguns minutos.

****************************************************

"BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!"

"BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!" "BOOOOOOOOM!"

"PAAAAAAAAAAAAAH! CRAAAAACK!!"

Depois de cinco minutos, a barreira veio ao chão, mas ao mesmo tempo uma imensa nuvem de pessoas saiu do território da Área da Coalizão.

Os Patriarcas e Matriarcas, das Grandes Seitas e dos Antigos Clãs, fizeram seus movimentos, fazendo uso de Plataformas de Teletransporte, trazendo todas as suas forças.

Totalizando facilmente seiscentas mil pessoas, o dobro que Bai Yong tinha com ele.

"Usem uma formação de ataque e defesa… Foquem em ataques em área a longa distância… Aqueles que tem maior defesa façam uma barricada e resistam o máximo que puderem!!!" - Tian Mao.

"En!" As milhares de pessoas rugiram.

"Matem todos!!" Bai Yon berrou, sua voz era impregnada de um poder colossal.

Em menos de centésimos de segundos, a colisão entre as duas forças ocorreu.

Todavia, assim que notaram o que realmente eram os seres escondidos sobre os mantos negros, a tez de todos escureceu.

"Zumbis?!!" - Tian Mao.

"Destruam seus cérebros!!" - Kaa Zong.

Zumbis eram seres consumidos por um tipo específico de Demônio do Cultivo.

Deveria ser algo baseado no medo absoluto, um sentimento de perda tão grande que a mente da pessoa fosse despedaçada instantaneamente, sendo assim, ela viraria um ser sem alma, algo meio morto.

Algo que para um Demônio de Sangue Puro era algo extremamente simples.

Todavia, isso era problemático.

Esse tipo de ser, atacava sem pensar em seus corpos, eles não sentiam dores e podiam lutar por horas a fio, mesmo com ossos quebrados, perda de membros e vários outros ferimentos.

Sendo assim, eles eram terríveis em uma batalha.

Entretanto, apesar disso, lhes faltava a inteligência da lucidez, sendo apenas marionetes.

"Certo… Vamos!" Berrou Tian Mao.

Rapidamente todos os outros Patriarcas e Matriarcas o seguiram e cercaram Bai Yong.

Tian Mao retirou um Bastão de Batalha, uma Arma Santificada de Quatro Refinamentos.

Cai Bo trouxe uma Varinha de Guerra, uma Arma Santificada de Quatro Refinamentos.

Wei Tu mostrou seu Machado de Batalha, uma Arma Santificada de Quatro Refinamentos.

Li Juan retirou um lindo Sabre, feito puramente de Cristais Mágicos, e como os demais, também era uma Arma Santificada de Quatro Refinamentos, afinal, neste pequeno Continente, este era o máximo que poderia ser encontrado.

To Lian retirou um Arco, tão grande quanto ela própria, ele exalava um cheiro delicado, como o desabrochar das rosas, sua corda era extremamente fina e quase transparente, mas era possível sentir a grande tensão naquela fina corda.

Mesmo Wei Tu teria que empreender alguma força para puxar a corda do Arco de To Lian, mostrando que esta arma estava longe de ser fraca, fazendo jus ao patamar de uma Arma Santificada de Quatro Refinamentos.

Muo Kan retirou uma Espada de Dois Gumes, todavia era uma Arma Santificada de Três Refinamentos.

Da mesma forma os demais Patriarcas e Matriarcas trouxeram à tona seus armamentos, já que nesta batalha, suas vidas estavam em jogo, sendo assim, todos trariam seu melhor à tona, fazendo uso de todos os seus tesouros, afinal, o que era a sua vida comparada a bens materiais?

Enquanto isso, Bai Yon se mantinha de braços cruzados, com um sorriso brincalhão em seus lábios.

Debochando da tentativa pífia destes velhos, tentando o subjugar, como se realmente cultivadores normais como eles pudessem fazer algo contra alguém no Dao do Esclarecimento.




O site Central de Mangás é gratuito e sempre será!

Para colaborar com a existencia do site, por favor,
desative o bloqueador de anúncios.