Ascensão de um Deus

106 - Batalha no Meio da Noite

Autor: Calebe Piccoli Camargo | Revisor: Stromkirk

 

“Discípulo Interno Le Chang veio relatar sucesso na Missão.” – Le Chang.

Ele então entregou um documento, nele havia a assinatura da Senhora da Cidade Poyun.

O atendente o olhou com surpresa, mas rapidamente despachou alguns pontos de contribuição para Le Chang.

A recompensa principal estava a cargo de Poyun Liang, mas a Seita também recompensaria ele por ter completado sozinho uma missão de tal dificuldade.

Após entregar sua missão ele retornou para seus aposentos.

Lá Chi Ziyun estava calmamente tomando uma xícara de chá no lindo pátio da residência.

“Ziyun, eu voltei” – Le Chang.

“Le Chang!!” Exclamou ela.

Chi Ziyun então jogou-se nos braços de Le Chang e ambos se beijaram calorosamente.

Após se soltarem um do outro eles passaram o dia conversando e Le Chang lhe contou o que aconteceu em sua Missão.

Chi Ziyun ficou triste pelos milhares de pessoas que sofreram, mas feliz que Le Chang havia ido em seu socorro.

Após algum tempo Wuhan Xie e Lian Mei chegaram e também ficaram algumas horas conversando com Le Chang e Chi Ziyun.

O relacionamento dos quatro era ótimo e após algum tempo Long Mu também apareceu para conversar com a geração mais jovem.

Somente quando o sol já havia se escondido que todos foram embora, deixando Chi Ziyun e Le Chang sozinhos novamente.

**************************************

A noite ambos estavam deitados na cama, com Chi Ziyun sobre o peito de Le Chang.

“Ansioso pela Reunião dos Três Continentes?” – Chi Ziyun.

“Um pouco… Eu não conheço a força dos outros campeões que irão comigo, mas daqueles que eu conheço só você consegue lutar comigo com força total…” – Le Chang.

Um sorriso brincalhão passou pelo rosto de Chi Ziyun como ela disse.

“Vamos lutar?” 

“Agora?” – Le Chang.

“Claro… porque não? Você mesmo disse, que eu sou forte para resistir a você eu sei que você lutou contra Bae Long e seus filhos, mas eu sou mais forte que os três.” Ela disse com um biquinho de zangada.

Le Chang soltou um sorriso de desamparo e disse.

“Vamos, vamos” 

Ela tinha razão, ela provavelmente não mataria tão tiranicamente o trio da Seita dos Mil Venenos, mas ela com toda certeza venceria com facilidade.

****************************************

No meio da noite ambos se dirigiram para uma grande montanha a trezentas milhas de distância do território da Seita.

“Aqui está bom.” – Le Chang.

No momento seguinte Chi Ziyun fechou os olhos e seu corpo foi coberto por fios verdes, como se raízes se espalhassem pelo seu corpo. Tais fios partiram dos pontos verdes no dorso de suas mãos. Seus cabelos perderam sua cor negra e ficaram completamente verdes, seus olhos azuis vibrantes mudaram para uma cor verde clara.

Seu cultivo estava no Pico do 5º Grau do Dao do Espírito e o próprio ar ao seu redor parecia fugir dela com medo.

Le Chang sorriu e fechou os seus olhos invocando sua força.

Momentos depois seus cabelos ficaram completamente brancos, seus olhos cor de mel deram lugar a um dourado vibrante. Sua pele foi coberta de runas e seu cultivo vibrava no Pico do 3º Grau do Dao do Espírito, o mover de suas mãos causava vendavais na floresta abaixo.

“Vamos!!” – Le Chang.

Chi Ziyun disparou em direção a Le Chang, sua velocidade foi tão imensa que quebrou várias vezes a velocidade do som.

Le Chang ficou surpreso com a força de Chi Ziyun, ela era forte, mas esse tipo de poder era realmente assustador.

Ele também foi ao encontro dela e no ar trocaram um poderoso soco, as ondas de choques afastaram as nuvens no céu e causaram o chão abaixo a tremer.

“Punho do Deus Dragão.” – Le Chang.

Sua mão foi coberta por uma Garra de Qi Branco, sobre ela haviam runas douradas como palavras escritas em uma folha branca.

“Aeon da Flora Divina.” – Chi Ziyun.

Ela disse enquanto disparava para baixo em direção a floresta.

Le Chang a seguiu com seu punho pronto para entregar um poderoso golpe, mas quando ele estava prestes a chegar e seu golpe tocou o ombro de Chi Ziyun ele ficou perplexo e rapidamente recuou.

Assim que o golpe tocou nela o corpo de Chi Ziyun se desfez em um emaranhado de flores e galhos.

“Ilusão?” Ele murmurou.

Le Chang rapidamente reagiu ao ver um imenso Qi sob seus pés, na floresta abaixo milhares de galhos foram em sua direção.

“Garra do Deus Dragão.” – Le Chang.

Uma enorme Garra segurou os milhares de galhos, mas eles estavam reforçados com Qi Madeira.

O impacto fez Le Chang recuar dezenas de metros e sua Garra tremeu levemente.

Pela primeira vez ele sentiu alguém forte o suficiente para contrariar um de seus ataques mais poderosos. 

Chi Ziyun então apareceu entre os galhos e voltou a uma luta corpo a corpo com Le Chang.

Seus golpes eram imensos e as ondas de choques causaram rachaduras no chão.

Le Chang então retirou sua Espada da Fênix Resoluta e Chi Ziyun trouxe sua Katana da Dama Espiritual, uma Arma Santificada feita por Le Chang.

A troca de golpes foi absurda e a arma de Chi Ziyun em nenhum momento vacilou perante a Arma de Le Chang.

Mas então ele começou a mesclar suas técnicas de espada e começou a preencher sua Arma com seu Qi e Runas, fazendo sua força a explodir exponencialmente.

Chi Ziyun rugia conforme as plantas da floresta abaixo cresciam e como serpentes tentavam atacar Le Chang, mas este, por outro lado, se defendia com maestria.

Mesmo ela estando dois Graus acima dele, ela estava em desvantagem. 

A força de Le Chang era realmente superior. Seu conhecimento do Dao do Espírito estava a par com aqueles no 6º Grau, só lhe faltava um pouco mais de força bruta para alcançar esse nível.

Com sua força ele poderia ganhar de qualquer cultivador normal no 7º Grau, somente aqueles gênios superiores poderiam oferecer perigo para ele.

Um desses gênios era sua mulher, Chi Ziyun.

Ela estava conectada com Xi Wangmu, uma garotinha de uns oito anos que na verdade era um Espírito da Natureza de Nível Divino.

Tal herança era no nível de Seiryuu, um Deus Dragão.

Apesar do Xi Wangmu ser praticamente uma recém-nascida, a Herança de Seiryuu e Gao Yao ainda estavam por serem completamente assimiladas por Le Chang.

Ele provavelmente só as compreenderiam totalmente quando estivesse no Dao da Alma.

Eles continuaram sua troca de golpes por mais algumas horas, mas Chi Ziyun não conseguiu acertar nem mesmo um golpe em Le Chang, mas o contrário não era verdade.

Obviamente ele não entregava toda a sua força quando seus golpes encontravam com Chi Ziyun, ele não feriria sua amada.

Então ela não tinha nenhum dano também.

Os golpes entregues por cada um eram lindos de ver. O Qi ao redor de seus punhos eram como carpas nadando nas águas de um oceano cristalino.

Cada movimento era repleto de complexidade e poder, seus golpes faziam a terra tremer por dezenas de milhas e o topo de algumas montanhas por perto fora achatado pelas ondas de Qi Espada que vazavam da troca de golpes.

Eles usavam Armas Santificadas, seus punhos e pernas para lutar, a luta era realmente assombrosa.

Mesmo Chi Ziyun não acertando nenhum golpe, não significava que era fácil para Le Chang fazer isso. Ele usava toda a sua concentração e sua defesa estava em seu máximo.

Ambos eram dignos do título de Gênios.

Mas conforme o tempo passou Chi Ziyun foi perdendo sua força, Le Chang por sua vez também apresentava sinais de cansaço, mas não tanto quanto Chi Ziyun e após mais alguns instantes ambos desistiram de continuar.

“Hahaha! Isso foi divertido.” Chi Ziyun disse com um sorriso em seu rosto.

“Foi mesmo. Hahahaha!” – Le Chang.

A diferença de poder entre eles era aparente, com Le Chang tendo uma mão superior. Mas essa luta estava longe de representar uma situação real.

Em uma luta de vida ou morte, Chi Ziyun tinha movimentos mortais e ela poderia forçar Le Chang a usar sua Espada da Fênix Resoluta ao seu máximo e seu cultivo também. Obviamente ele ganharia, mas não sairia ileso da troca.

Os dois retornaram no meio da madrugada para sua Casa, tomaram um banho e foram dormir à espera do novo dia.

Chi Ziyun se acomodou sobre o peito de Le Chang e dormiu tranquilamente.

Ele abraçou ela fortemente e dormiu sentindo a doce fragrância de sua amada.

[Autor: Um dos meu capítulos preferidos <3  PS: Comentem!]